Alpha Assessment: Alpha Coaching e os Benefícios para Líderes

lideranca em vendas caracteristicas de um lider de sucesso

Considerado uma das melhores formas de avaliar lideranças, o Alpha Assessment é praticamente uma unanimidade no mundo do coaching.

Sua metodologia inovadora vem sendo aplicada em mais de 30 países, trazendo benefícios para mais de 16 mil líderes e executivos.

Por ser tão difundido, o Alpha Assessment também é alvo de dúvidas.

Neste post, você vai entender, em detalhes, o que é esse sistema, como ele funciona e por que traz benefícios para o coaching.

Vai entender, também, o que é a “Síndrome do Macho Alfa” e como ela pode ser desafiadora em um .

Por fim, vai compreender melhor os tipos de personalidade evidenciados pela metodologia do Alpha Assessment: comandante, visionário, estrategista e executor.

Ao fim da leitura, você não apenas saberá explicar em detalhes os benefícios da metodologia, como poderá falar com propriedade sobre a personalidade Alfa.

Preparado? Então, siga a leitura.

O que é Alpha Assessment? – Significado

o que e alpha assessment - significado de alpha assessment

O Alpha Assessment é uma ferramenta de avaliação do perfil comportamental de líderes.

Essa ferramenta consiste em um questionário que avalia de forma detalhada várias características da liderança, mostrando as forças e riscos de cada uma delas, além do grau de controle emocional, competitividade e paciência.

Por meio da aplicação desse questionário, é possível potencializar os processos de coaching, porque o líder ou executivo tem uma noção completa dos seus pontos fortes e fracos.

O grande objetivo do Alpha Assessment é estimular o autoconhecimento de líderes, apresentando as qualidades e os riscos mais recorrentes para cada estilo.

A partir dessas características, são apresentadas sugestões de mudanças de comportamento, capazes de gerar resultados positivos não apenas ao líder para quem o questionário está sendo aplicado, mas também para a empresa na qual ele trabalha.

O relatório vai mostrar a intensidade com que o líder apresenta algumas características, divididas em três eixos:

  1. No primeiro eixo, estão as três principais características Alpha: foco em resultado, senso de urgência e assertividade.
  2. No segundo eixo, estão os os riscos dos Alpha: competitividade, impaciência e controle da raiva
  3. No terceiro eixo, estão as características e riscos referentes aos quatro estilos de liderança mencionados anteriormente: comandante, visionário, estrategista e executor

Com 120 perguntas, o questionário também traz um resultado gráfico, que permite expor de forma clara a intensidade de cada característica.

Além de ser didática, essa forma gráfica de representação estimula o líder a entender que é preciso mudar para melhorar.

As debilidades ficam expostas no gráfico e emitem um sinal de alerta, gerando o comprometimento de mudança por parte do líder.

Agora que você já entende como funciona o questionário, vale a pena abordar, rapidamente, quem está por dessa metodologia.

O Alpha Assessment foi criado pela psicóloga americana Kate Ludeman.

Ela também é doutora em estatística, escritora e fundadora da Worth Ethic Corporation, ao lado do psicólogo Eddie Erlandson.

Eles são os autores do celebrado livro Alpha Male Syndrome (Editora Harvard Business Review Press, 2006, sem tradução para o português), além de outros quatro livros e dezenas de artigos sobre coaching, que você pode conferir nesta lista completa.

A metodologia desenvolvida por eles já foi aplicada com mais de 16 mil líderes de 30 países, o que abrange multinacionais como Dell, Apple e Microsoft.

O que Significa um Perfil Alpha?

alpha assessment - o que significa um perfil alpha

Antes de abordar o significado de um Perfil Alpha, é preciso entender a origem do termo.

Primeiro, é bom lembrar que Alpha é a primeira letra do alfabeto grego.

Na astronomia, é o nome dado à estrela mais brilhante de uma constelação

Já os biólogos usam o termo Alpha para definir dominação, aplicando-o ao líder de uma matilha, aquele animal que ocupa a posição de poder e importância.

Certamente você já entendeu como o Perfil Alpha se aplica nos seres humanos, não é mesmo?

De acordo com uma definição recorrente do Oxford English Dictionary, entende-se por Alfa as pessoas que tendem a assumir um papel dominante em situações sociais ou profissionais.

Essas pessoas são consideradas preparadas para liderar, seja pelas suas qualidades ou pela confiança com que executam o próprio trabalho.

Certamente você conhece alguém que possui um perfil Alpha, mesmo que não o reconheça por esse nome.

Em artigo publicado em 2004 na Harvard Business Review, Kate Ludeman e Eddie Erlandson definem a personalidade Alfa como “altamente inteligentes, confiantes e bem-sucedidos”.

Eles representam, segundo os autores, cerca de 70% dos principais executivos de grandes empresas.

Eles só ficam satisfeitos quando alcançam posições de poder, de onde podem tomar decisões e liderar.

Os autores sustentam que as pessoas com o perfil Alfa atingem os mais altos patamares do mundo executivo porque são líderes naturais: ficam confortáveis com a responsabilidade.

Enquanto a maior parte das pessoas se sente estressada e pressionada quando precisa tomar decisões importantes, os Alfas ficam estressados quando essas decisões não estão sob tutela deles.

Os autores defendem, ainda, que não são apenas homens que possuem personalidade Alfa, mas afirmam que eles representam a grande maioria das pessoas com esse tipo de personalidade.

Até aqui, descobrimos características positivas, como capacidade de liderança e tomada de decisão reconhecidas por todos.

Mas lidar com pessoas com esse perfil pode, muitas vezes, ser uma faca de dois gumes, como veremos a seguir.

O que Significa Síndrome do “Macho Alfa”

alpha assessment - o que significa a sinrome do macho alpha

Os Alfas tendem a ocupar posições de liderança e tendem a impulsionar o desempenho de uma empresa quando estão atuando em sua melhor forma.

Só que nem sempre isso acontece.

Com comportamento ambicioso, obstinado e altamente exigente, não é raro acontecer de pessoas com personalidade alfa se tornarem um problema para as empresas.

Em artigo publicado em 2006 no site da Worth Ethic, Kate Ludeman e Eddie Erlandson abordam o que chamam de “Alpha Male Syndrome”, que traduzimos aqui como Síndrome do Macho Alfa”.

O artigo é uma versão reduzida do livro Alpha Male Syndrome, que foi citado acima.

No livro, os autores fazem uma definição precisa de como os Alfas podem ser tóxicos para uma empresa quando não estão desempenhando o máximo possível.

“Quando eles não estão em sua melhor forma, quando estão deslocados ou fora de controle, eles criam problemas que anulam a sua influência positiva”, escrevem os autores, em inglês, com tradução livre neste artigo.

“Quando eles estão em um mau momento, eles sucumbem e carregam junto para o buraco os seus colegas, familiares e colegas. O potencial dos Alfas é ilimitado, mas, por outro lado, sua derrocada por ser devastadora”.

Isso acontece porque os Alfas são agressivos na busca por resultados.

Assim como eles se cobram ao máximo, também exigem performance próxima à excelência de quem trabalha com eles.

Quando os Alfas ultrapassam o limite entre um comportamento tolerável e uma atitude que pode ser configurada como assédio, o jogo muda de figura.

Em vez de respeito, os Alfas passam a inspirar ressentimento entre colegas.

Em vez de confiança, seus subordinados passam a nutrir medo.

Com cobrança exaustiva e convivência insuportável, eles transformam o ambiente de trabalho em um local tóxico.

Os autores lembram, ainda, que os ambientes corporativos atuais estão cada vez mais confortáveis e acolhedores, mostrando uma preocupação com o bem-estar dos funcionários e o equilíbrio entre a vida profissional e pessoal.

Somado a isso, tem-se, atualmente, equipes cada vez mais diversificadas, e culturalmente diversas.

Essas características ajudam a explicar por que um líder precisa ser capaz de se comunicar, ensinar e motivar, o que é impossível quando ocorrem relações abusivas típicas de Alfas intransigentes.

Como exemplo, os autores citam um estudo de professores das universidades Harvard e Duke, Tiziana Casciaro e Miguel Sousa Lobo, que descobriram que os sentimentos pessoais são mais importantes do que a competência na formação de relações de trabalho eficazes.

Isso significa que, na percepção dos funcionários, muitas vezes é mais relevante para um líder ser amigável, ponderado e conciliador do que extremamente competente e bem-sucedido, mas exigente e abusivo.

Os autores citam, ainda, um artigo do Wall Street Journal, que aborda um estudo da Universidade de Columbia com mais de mil trabalhadores de nove países.

O estudo conclui que 90% dos funcionários alegam ter sofrido abuso de chefes em algum momento de suas carreiras.

As principais consequências desse relacionamento tóxico são produtividade reduzida, baixa autoestima e uma alta rotatividade nos cargos.

Liderança e o Alpha Assessment

lideranca e o alpha assessment

Os autores Kate Ludeman e Eddie Erlandson não possuem dúvidas ao afirmar, de forma taxativa, que o mundo precisa de Alfas.

“Nós não seríamos o que somos sem a liderança corajosa, o foco na busca por resultados e o senso de responsabilidade desses líderes”, escrevem os autores no livro Alpha Male Syndrome.

Foi justamente pensando nessa necessidade e no potencial dos Alfas que eles elaboraram o questionário Alpha Assessment.

Essa ferramenta permite traçar um perfil personalizado do líder e garante uma abordagem adequada por parte do coach, a fim de potencializar a capacidade dos Alfas.

Em outras palavras, o processo reduz o risco da Síndrome do Macho Alfa, porque minimiza os efeitos negativos e potencializa a influência positiva.

Transforma os Alfas nos melhores líderes que eles podem ser.

Guia dos Tipos de Personalidade do Alpha Assessment

guia dos tipos de personalidades do alpha assessment

Com base na sua experiência e nos estudos como coaching, os autores criaram quatro tipos de personalidades Alfa.

Antes de abordar essas quatro personalidades, contudo, vale ressaltar as características nas quais os Alfas se assemelham.

Todos tendem a ser agressivos, competitivos e obstinados por sucesso.

Eles pensam grande, miram alto e buscam seus objetivos com coragem, confiança e perseverança.

O detalhe é que cada um dos quatro tipos de Alfa expressam essas qualidades comuns de maneiras diferentes.

A comparação que os autores fazem é com temperos: como se cada personalidade fosse um tempero diferente, que pode ser inserido no prato do Alfa principal.

Com essa visão mais profunda de si mesmos, essas pessoas identificam pontos fortes que podem ser potencializados e os riscos de personalidade que devem ser evitados.

Vamos a eles:

Comandante

alpha assessment - comandante

Na definição dos autores, os Alfas comandantes são líderes persuasivos e intensos, que mobilizam suas tropas e estimulam os subordinados com autoridade, força e motivação apaixonada.

Um bom exemplo de Alfa Comandante é Donald Trump, empresário bem-sucedido que foi eleito presidente dos Estados Unidos em 2016.

Trump provou sua paixão pelo poder e por impor regras desde o primeiro dia de governo, centralizando boa parte das decisões.

Já mostrou que não é aberto a diálogos e que o caminho que deve ser seguido deve ser indicado por ele.

Entre as qualidades desse perfil, pode-se apontar a dominância, que tem poder carismático, porque inspiram respeito e confiança por não deixarem dúvidas sobre quem está no comando.

Os riscos estão relacionados ao fato de que comandantes são pessoas intimidadoras por natureza, além de serem avessos a opiniões divergentes e terem baixa flexibilidade.

Visionário

visionario - alpha assessment

Os Alfas visionários são definidos pelos autores como curiosos, expansivos, intuitivos e proativos, com visão orientada para o futuro.

Eles enxergam possibilidades e oportunidades que outras pessoas são incapazes de conceber.

Um exemplo é Steve Jobs, um líder de criatividade e pensamento disruptivo que estava à frente da Apple quando a empresa revolucionou o mundo ao criar o iPhone.

O empresário Elon Musk, que está por trás dos carros elétricos da Tesla e dos foguetes da SpaceX, também compõe esse perfil.

Os Alfas visionários têm, como principal qualidade, a magnífica visão de futuro, o que desperta ideias e permite criações disruptivas.

Os pontos negativos são as dificuldades de relacionamento.

Muitas vezes, eles ficam focados demais no futuro e não conseguem se relacionar com pessoas que não estão no mesmo ritmo.

Também podem ter dificuldade para seguir regras e cronogramas, porque funcionam em ritmo acelerado.

Estrategista

estrategista - alpha assessment

Os Alfas estrategistas são pensadores metódicos, que agem de forma sistemática e buscam respaldo em dados e fatos.

Eles se destacam pela capacidade de análise e pelo julgamento perfeito de padrões e problemas.

Um exemplo de Alfa estrategista é Mark Zuckerberg, criador do Facebook.

Ele tem uma visão sistêmica mesmo em tempos de turbulências, e é capaz de manter o foco com um senso de perspectiva a favor do futuro da empresa, tomando as decisões que são mais produtivas.

Os pontos positivos desse perfil estão relacionados à inteligência.

Esses líderes são racionais e perspicazes, inspirando seus colegas e subordinados pelas decisões acertadas e pela confiança na própria capacidade.

Os riscos e pontos negativos estão relacionados a possível desvalorização da competência e talento dos outros, com supervalorização das próprias capacidades.

Como resultado, muitas vezes estes profissionais evitam o relacionamento com os demais, em uma postura arrogante e pouco acolhedora.

Executor

Finalmente, o quarto tipo de Alfa está relacionado à execução.

Eles são líderes incansáveis extremamente disciplinados, capazes de prestar muita atenção a detalhes, com uma força de vontade implacável para superar os obstáculos que surgem no caminho.

Fundador e presidente da Amazon, Jeff Bezos é um bom exemplo de líder executor.

Ele é obstinado pela qualidade dos serviços oferecidos aos clientes e reconhecido por ser incansável, comprometido com a excelência.

As qualidades desse perfil são a atenção aos detalhes e o comprometimento com os resultados, que impulsionam qualquer empresa e equipe com uma atitude proativa.

Já os riscos estão relacionados à cobrança excessiva dos subordinados, quando metas inatingíveis são traçadas. Com esse comportamento, eles podem gerar instabilidade e desmotivação

Principais Benefícios do Alpha Assessment

Você já aprendeu como funciona o Alpha Assessment, já conheceu a síndrome que pode afetar os Alfas e os quatro perfis de comportamento principais.

Agora, vamos listar, de forma resumida, os principais benefícios que essa metodologia traz para quem decide aplicá-la, para si mesmo e para a empresa.

Confira:

  • Ajuda a identificar, compreender e modificar as próprias características.
  • Potencializa o autoconhecimento, mostrando de forma clara os pontos fortes e fracos.
  • Traça um perfil psicológico completo das pessoas em posição de liderança.
  • Permite tomar decisões que afetarão de forma positiva a vida social e a carreira profissional.
  • Identifica o tipo de pessoa que você deve contratar ou ter como colegas para potencializar o relacionamento.
  • Desenvolve talentos esquecidos dentro da própria empresa.
  • Facilita a resolução de conflitos interpessoais na empresa.

Coaching e o Alpha Assessment – Alpha Coaching

coaching e o alpha assessment - alpha coaching

Relacionado ao Alpha Assessment, o Alpha Coaching é direcionado para líderes que estão dispostos a conhecer os próprios pontos fortes e fracos para potencializar resultados e desenvolver essas características.

Não é uma missão fácil lidar com líderes Alfa, porque nem sempre eles estão dispostos a ouvir e não costumam ficar convencidos com argumentos simplórios.

É justamente por isso que você precisa de uma abordagem clara e embasada, capaz não apenas de convencer, mas também de estimular o líder na busca por um desempenho melhor.

Kate Ludeman e Eddie Erlandson explicam que o tempo de atenção de um líder Alfa costuma ser limitado, e não é incomum, no início do processo, que o líder evite se comprometer a mudar.

Por isso, o papel do coach é mostrar as situações nas quais o líder poderá começar a aplicar as ferramentas e abordagens aprendidas durante o Alpha Assessment.

Esse é o papel do Alpha Coaching.

Quando, finalmente, o líder começar a ver os resultados que as mudanças comportamentais estão trazendo para si mesmo e para a empresa, ele dará início a um ciclo de transformação poderoso e será o agente da própria mudança.

Conclusão

alpha assessment conclusao

Se você chegou até aqui, é porque tem grande interesse pelo coaching, pelos perfis Alfa e pelo Alpha Assessment.

Esperamos que você tenha tido uma leitura proveitosa e tenha aprovado a metodologia desenvolvida por Kate Ludeman e Eddie Erlandson.

De fato, ela pode ser a diferença entre o sucesso e o fracasso de um líder Alfa.

Então, se você se encaixa nesse perfil, lembre que todo o seu potencial pode ser direcionado para o crescimento e sucesso nos negócios.

Com a avaliação e o apoio do coaching, você pode chegar muito mais longe ao reconhecer os traços negativos do seu comportamento e potencializar os positivos.

Não foi por acaso que o Alpha Assessment foi difundido para dezenas de países: ele tem potencial de transformar pessoas, líderes, Alfas e empresas.

Agora, cabe a você dar o próximo passo e ser o agente da própria mudança.

Gostou das dicas? Deixe um comentário e compartilhe este artigo nas suas redes sociais.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também :)

Ferramenta Roda da Vida, Você sabe usar?

Avaliação 360º: O que é, Como fazer e Exemplos

Ego: o que é, qual a sua influência e como reconhecê-lo

Líder autocrático: o que é, características e (des)vantagens

Avaliação de perfil comportamental: entenda tudo sobre o tema

Setênios: entenda a teoria e como trabalhar os "ciclos da vida"

Materiais Educativos

Como se tornar um Coach de sucesso

Escrito por Villela da Matta, presidente da SBCOACHING, este e-book traz 29 perguntas para alavancar o marketing, as vendas e as estratégias do seu negócio para seu sucesso…

Segredos da Paternidade Positiva

O envolvimento do pai contribui de forma significativa para o crescimento intelectual e mental da criança e a estimula na educação, desenvolvimento de habilidades, interesse etc…

Brian Tracy

Brian Tracy é uma das maiores autoridades em coaching e negócios do mundo: em mais de 30 anos de atuação, passaram por suas palestras e seminários mais de 5 milhões de pessoas. Já atuou como coach e consultor em mais de mil empresas. Autor de dezenas de best-sellers, foi homenageado em 2011 com o Lifetime Achievement Award, concedido pela National Academy of Best Selling Authors. É fundador e CEO da Brian Tracy International, tem uma carreira de sucesso, principalmente nos setores de vendas e marketing, investimentos, desenvolvimento imobiliário, importação, distribuição e consultoria de gestão.

Flora Victória

Flora Victoria é fundadora da Sociedade Brasileira de Coaching, presidente da SBCOACHING Training e Mestre em Psicologia Positiva Aplicada pela University of Pennsylvania. Diretora educacional das empresas do SBCOACHING Group e founding fellow do Institute of Coaching (IOC) – órgão afiliado à Harvard Medical School dedicado ao avanço do coaching, Flora é considerada a maior especialista em psicologia positiva aplicada ao coaching do país. Seu trabalho precursor resultou na criação do primeiro treinamento de positive coaching do Brasil. Pioneira na condução de projetos de pesquisa e comprovação científica do coaching no país, tem contribuído significativamente para consolidar a credibilidade desse processo e estimular seu desenvolvimento no Brasil e no mundo.

Como trainer e master coach, Flora já participou da formação de mais de 45 mil coaches no Brasil. Responsável pelas parcerias internacionais firmadas pela SBCOACHING com instituições globais, Flora tem trazido para o Brasil o que há de melhor e de mais atual no coaching internacional. Flora representa a Sociedade Brasileira de Coaching como membro da Graduate School Alliance for Executive Coaching (GSAEC), instituição especializada no ensino acadêmico do coaching, e da Association for Coaching (AC), credenciadora internacional presente em mais de 50 países.

Escritora de obras que são referência no coaching mundial, Flora é coautora dos livros Personal & Professional Coaching®, Executive & Business Coaching®, Positive Psychology Coaching® e Career Coaching®, entre outros. Em parceria com Brian Tracy e Villela da Matta, escreveu Estratégias Avançadas de Vendas e Engajamento Total. Como parte de sua contribuição para o coaching global, Flora foi convidada a integrar uma equipe internacional cujo objetivo foi discutir e compreender a diversidade do coaching no mundo. Esse trabalho resultou no livro Diversity in Coaching: Working with Gender, Culture, Race and Age, lançado pela Association for Coaching (AC). Como especialista em coaching, negócios, liderança e psicologia positiva, escreve artigos para a Revista SBCOACHING, para a Revista Científica Brasileira de Coaching e para diversos portais.

Com graduações acadêmicas e especializações nas áreas de Governança Corporativa pela Harvard Business School, MBA pela FGV, Marketing pela ESPM e Tecnologia pela USCS, a expert em ciências comportamentais, Flora, aplica seu sólido conhecimento teórico e prático para contribuir com diferentes públicos na conquista de resultados e aumento de realizações.

Com uma experiência organizacional consolidada ao longo de 30 anos, antes de fundar a SBCOACHING Flora foi executiva da Claro e atuou em grandes empresas como Volkswagen, Ford e Bell South, nas áreas de planejamento estratégico, gestão de mudanças, governança corporativa, tecnologia e finanças. À frente da SBCOACHING Training™, dedica-se continuamente a expandir o portfólio de serviços e a elevar cada vez mais a qualidade e a eficácia do coaching.