Um Novo Ano

ano novo
Quantos novos projetos são imaginados e velhos sonhos revividos nesta época?

(Por Fernando Colella) 

“O bom das segundas-feiras, do primeiro dia de cada mês e do primeiro do Ano é que nos dão a ilusão que a vida se renova… Que seria de nós se a folhinha marcasse hoje o dia 713.789 da Era Cristã?” (Mario Quintana)

Mais uma vez, nos encontramos às vésperas da entrada de um novo ano. O poeta gaúcho Mario Quintana soube definir esse instante com o brilhantismo que lhe era peculiar. A maior parte das pessoas vive no presente período do ano a “ilusão da vida que se renova”.  Quantos novos projetos são imaginados e velhos sonhos revividos nesta época? E o que de fato muda para a maioria de nós depois que o ano vira e a rotina de sempre é retomada? Quem nunca largou a sua “listinha de promessas de ano novo” esquecida no fundo de uma gaveta que atire a primeira pedra…


Não que marcos não sejam importantes. Pelo contrário! Porém eles não possuem sentido algum se tudo permanecer do mesmo jeito, se os velhos hábitos e comportamentos indesejados de sempre se mantiverem, se os primeiros passos para os grandes projetos almejados não forem dados. A grande relevância de um marco como esse é a de nos lembrar que o ano que chega é uma página em branco de nossa história pessoal, pronta para ser escrita com as tintas que escolhermos. E isso tem um caráter profundamente prático.

A diferença entre a lista de promessas abandonada e um ano pródigo em realizações é a mesma que ocorre entre teoria e prática. O educador Paulo Freire escreveu certa vez que “a teoria sem a prática vira ‘verbalismo’, assim como a prática sem teoria, vira ativismo. No entanto, quando se une a prática com a teoria tem-se a práxis, a ação criadora e modificadora da realidade”. É sobre modificar a realidade que estamos tratando.

Somos mestres em teorizar sonhos, projetar cenários magníficos que jamais saem do campo das ideias. Desejamos muitas coisas importantes e acabamos fazendo muito pouco ou nada por esses anseios, por nós mesmos. Como se fosse ilícito sonhar, acabamos atropelados por um mar de demandas, obrigações, crenças, que filtram nossos sonhos e por vezes nos levam a estigmatizá-los como fantasias utópicas, delírios infantis incompatíveis com a chamada “vida real”. Uma vida da qual nos queixamos muitas vezes, justamente porque não contempla esses mesmos desejos. Por mais contraditório que pareça, raras são as ocasiões que nos lembramos que a maior parte de frustrações que sentimos resultam de nossas próprias decisões.

metas ano novo

Mas temos também uma notável capacidade de mergulhar em uma prática inconsequente, que nos leva a executar todas as tarefas do dia a dia no “piloto automático”. Dificilmente grandes objetivos podem ser conquistados sem um planejamento adequado, porém comumente nos deixamos levar para um lugar que não sabemos ao certo, simplesmente porque escolhemos abrir mão do controle de nossa vida. Estar no controle não significa possuir uma capacidade mágica de dominar as contingências, mas sim deixar de exercer o nosso maior ato de liberdade, que é poder fazer as próprias escolhas e nos responsabilizar por elas.

Lembre-se que não existem fórmulas prontas ou dicas infalíveis. Deixemos isso para os autores de autoajuda, e cuidemos daquilo que nos cabe: comprometimento com a mudança. Se realmente queremos fazer deste momento um marco para uma vida melhor vivida, temos de fazer um pacto conosco, compreendendo qual é o preço que temos de pagar para sair da zona de conforto. Assumir o protagonismo da própria existência é trabalhoso, pois envolve planejamento e ação, teoria e prática. Fazer do ano que chega um período pleno de realizações significa superar a “ilusão da vida que se renova”, como poetizou Quintana, recriando a realidade que almejamos rumo à práxis transformadora da realidade descrita por Freire.

Que tal refletir por um instante: o que precisa acontecer no próximo ano, para que no futuro você se lembre de 2014 como o melhor ano que já vivenciou? Pense nas diferentes áreas de sua vida: aspecto pessoal, trabalho, relacionamentos, qualidade de vida, etc. Imagine tudo que pode ocorrer ao longo de um ano, que dependa exclusivamente de suas ações e escolhas, para que se sinta pleno em todas as dimensões de sua existência. Por fim, seja sincero consigo mesmo neste: qual deve ser o primeiro passo a ser dado para que possa cumprir com essas metas até o final do ano que chega? O que pode ser feito desde já para dar concretude aos seus mais relevantes anseios?

Que 2014 seja não apenas um feliz ano novo, mas o mais feliz e o mais novo dos anos. E que possamos ao longo do período celebrar como uma vitória cada passo rumo à vida que realmente queremos e merecemos.

Boas festas!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também :)

Conheça as vantagens e desvantagens do outsourcing

Empowerment: O Que é, sua Importância nas Empresas e Exemplos

Dinâmica de Apresentação: Como Fazer, Dicas e Exemplos Práticos

Diagrama de Ishikawa: Guia Completo Passo a Passo

O Carnaval chegou… todo cuidado é pouco!

AFINAL, EXISTE UM MODELO DE CORPO PERFEITO?

Materiais Educativos

Como se tornar um Coach de sucesso

Escrito por Villela da Matta, presidente da SBCOACHING, este e-book traz 29 perguntas para alavancar o marketing, as vendas e as estratégias do seu negócio para seu sucesso…

Segredos da Paternidade Positiva

O envolvimento do pai contribui de forma significativa para o crescimento intelectual e mental da criança e a estimula na educação, desenvolvimento de habilidades, interesse etc…

Brian Tracy

Brian Tracy é uma das maiores autoridades em coaching e negócios do mundo: em mais de 30 anos de atuação, passaram por suas palestras e seminários mais de 5 milhões de pessoas. Já atuou como coach e consultor em mais de mil empresas. Autor de dezenas de best-sellers, foi homenageado em 2011 com o Lifetime Achievement Award, concedido pela National Academy of Best Selling Authors. É fundador e CEO da Brian Tracy International, tem uma carreira de sucesso, principalmente nos setores de vendas e marketing, investimentos, desenvolvimento imobiliário, importação, distribuição e consultoria de gestão.

Flora Victória

Flora Victoria é fundadora da Sociedade Brasileira de Coaching, presidente da SBCOACHING Training e Mestre em Psicologia Positiva Aplicada pela University of Pennsylvania. Diretora educacional das empresas do SBCOACHING Group e founding fellow do Institute of Coaching (IOC) – órgão afiliado à Harvard Medical School dedicado ao avanço do coaching, Flora é considerada a maior especialista em psicologia positiva aplicada ao coaching do país. Seu trabalho precursor resultou na criação do primeiro treinamento de positive coaching do Brasil. Pioneira na condução de projetos de pesquisa e comprovação científica do coaching no país, tem contribuído significativamente para consolidar a credibilidade desse processo e estimular seu desenvolvimento no Brasil e no mundo.

Como trainer e master coach, Flora já participou da formação de mais de 45 mil coaches no Brasil. Responsável pelas parcerias internacionais firmadas pela SBCOACHING com instituições globais, Flora tem trazido para o Brasil o que há de melhor e de mais atual no coaching internacional. Flora representa a Sociedade Brasileira de Coaching como membro da Graduate School Alliance for Executive Coaching (GSAEC), instituição especializada no ensino acadêmico do coaching, e da Association for Coaching (AC), credenciadora internacional presente em mais de 50 países.

Escritora de obras que são referência no coaching mundial, Flora é coautora dos livros Personal & Professional Coaching®, Executive & Business Coaching®, Positive Psychology Coaching® e Career Coaching®, entre outros. Em parceria com Brian Tracy e Villela da Matta, escreveu Estratégias Avançadas de Vendas e Engajamento Total. Como parte de sua contribuição para o coaching global, Flora foi convidada a integrar uma equipe internacional cujo objetivo foi discutir e compreender a diversidade do coaching no mundo. Esse trabalho resultou no livro Diversity in Coaching: Working with Gender, Culture, Race and Age, lançado pela Association for Coaching (AC). Como especialista em coaching, negócios, liderança e psicologia positiva, escreve artigos para a Revista SBCOACHING, para a Revista Científica Brasileira de Coaching e para diversos portais.

Com graduações acadêmicas e especializações nas áreas de Governança Corporativa pela Harvard Business School, MBA pela FGV, Marketing pela ESPM e Tecnologia pela USCS, a expert em ciências comportamentais, Flora, aplica seu sólido conhecimento teórico e prático para contribuir com diferentes públicos na conquista de resultados e aumento de realizações.

Com uma experiência organizacional consolidada ao longo de 30 anos, antes de fundar a SBCOACHING Flora foi executiva da Claro e atuou em grandes empresas como Volkswagen, Ford e Bell South, nas áreas de planejamento estratégico, gestão de mudanças, governança corporativa, tecnologia e finanças. À frente da SBCOACHING Training™, dedica-se continuamente a expandir o portfólio de serviços e a elevar cada vez mais a qualidade e a eficácia do coaching.