Quando a avaliação profissional não atinge as expectativas

AVALIAÇÃO PROFISSIONAL NÃO ATINGE AS EXPECTATIVAS - Desempenho profissional
Fazer uma autoavaliação de desempenho profissional é um comportamento natural, adotado pela maioria dos trabalhadores de todas as áreas

Nem sempre a avaliação profissional de uma tarefa realizada pelo funcionário é feita de forma positiva pelo seu superior. Por mais tempo e empenho que a atividade tenha exigido, muitas vezes o resultado não é satisfatório para o chefe e traz um feedback inesperado. No entanto, é importante que os colaboradores das empresas estejam preparados para receber retornos negativos, pois eles servirão para que os erros se transformem em aprendizado e não voltem a se repetir.

Fazer uma autoavaliação de desempenho profissional é um comportamento natural, adotado pela maioria dos trabalhadores de todas as áreas. Mesmo estando certos de que deram o melhor de si para a obtenção das metas previamente estabelecidas, muitas vezes as respostas dos líderes relacionadas ao assunto são contrárias ao que se esperava. No lugar dos elogios e reconhecimento, podem receber críticas.

Nesse momento, é preciso parar para refletir e identificar as falhas que até então não haviam sido percebidas, fazer uma avaliação profissional. As observações do chefe, sejam elas boas ou ruins, são necessárias e devem existir em todos os locais de trabalho. Elas contribuem para o crescimento profissional e o desenvolvimento das ações em equipe.

Por meio desse retorno, além de estreitar o relacionamento e proporcionar o diálogo e a troca de ideias com o superior, é possível aprender com os deslizes e entender que algumas atitudes precisam ser melhoradas para que o indivíduo corresponda ao que a empresa espera dele, ou seja, uma avaliação profissional.

Cada ambiente corporativo possui uma dinâmica própria para manter-se firme diante da concorrência. Distanciar-se das expectativas esperadas pode prejudicar a aproximação entre subordinados e lideranças. É preciso, portanto, ter sabedoria para extrair aprendizados em todos os momentos de dificuldade, que devem ser encarados como novas oportunidades dentro da carreira profissional.

avaliação de funcionários
É importante que os colaboradores das empresas estejam preparados para receber retornos negativos

As experiências adquiridas com os erros serão um diferencial do funcionário que souber enxergar a melhor maneira de transformar as falhas em lições que beneficiem todos, afinal, os impactos resultantes das atividades realizadas, sejam eles favoráveis ou prejudiciais, envolvem todos do grupo.

Considerar que o desempenho de um colaborador em um determinado período ocorreu de forma negativa não significa dizer que ele não serve para o trabalho, mas sim apontar brechas que precisam ser aperfeiçoadas para que os resultados sejam alcançados. Por isso, os funcionários novatos ou antigos na empresa não devem desanimar diante de retornos que não correspondam às suas expectativas. Refletir sobre a própria postura e aprender com os erros ajuda na otimização das tarefas e na busca pelo aprimoramento, contribuindo para o desenvolvimento pessoal e da instituição.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também :)

Você já ouviu falar em Outsourcing?

LIDERANÇA EFETIVA: COMO GUIAR SUA CARREIRA E VIDA EM 2021

Skills de hoje e do futuro

O que é autoeficácia e como ela pode ajudar você

As habilidades mais importantes em 2021

Cursos de extensão EAD: Saiba as vantagens de aderir ao sistema

Materiais Educativos

Como se tornar um Coach de sucesso

Escrito por Villela da Matta, presidente da SBCOACHING, este e-book traz 29 perguntas para alavancar o marketing, as vendas e as estratégias do seu negócio para seu sucesso…

Segredos da Paternidade Positiva

O envolvimento do pai contribui de forma significativa para o crescimento intelectual e mental da criança e a estimula na educação, desenvolvimento de habilidades, interesse etc…

Brian Tracy

Brian Tracy é uma das maiores autoridades em coaching e negócios do mundo: em mais de 30 anos de atuação, passaram por suas palestras e seminários mais de 5 milhões de pessoas. Já atuou como coach e consultor em mais de mil empresas. Autor de dezenas de best-sellers, foi homenageado em 2011 com o Lifetime Achievement Award, concedido pela National Academy of Best Selling Authors. É fundador e CEO da Brian Tracy International, tem uma carreira de sucesso, principalmente nos setores de vendas e marketing, investimentos, desenvolvimento imobiliário, importação, distribuição e consultoria de gestão.

Flora Victória

Flora Victoria é fundadora da Sociedade Brasileira de Coaching, presidente da SBCOACHING Training e Mestre em Psicologia Positiva Aplicada pela University of Pennsylvania. Diretora educacional das empresas do SBCOACHING Group e founding fellow do Institute of Coaching (IOC) – órgão afiliado à Harvard Medical School dedicado ao avanço do coaching, Flora é considerada a maior especialista em psicologia positiva aplicada ao coaching do país. Seu trabalho precursor resultou na criação do primeiro treinamento de positive coaching do Brasil. Pioneira na condução de projetos de pesquisa e comprovação científica do coaching no país, tem contribuído significativamente para consolidar a credibilidade desse processo e estimular seu desenvolvimento no Brasil e no mundo.

Como trainer e master coach, Flora já participou da formação de mais de 45 mil coaches no Brasil. Responsável pelas parcerias internacionais firmadas pela SBCOACHING com instituições globais, Flora tem trazido para o Brasil o que há de melhor e de mais atual no coaching internacional. Flora representa a Sociedade Brasileira de Coaching como membro da Graduate School Alliance for Executive Coaching (GSAEC), instituição especializada no ensino acadêmico do coaching, e da Association for Coaching (AC), credenciadora internacional presente em mais de 50 países.

Escritora de obras que são referência no coaching mundial, Flora é coautora dos livros Personal & Professional Coaching®, Executive & Business Coaching®, Positive Psychology Coaching® e Career Coaching®, entre outros. Em parceria com Brian Tracy e Villela da Matta, escreveu Estratégias Avançadas de Vendas e Engajamento Total. Como parte de sua contribuição para o coaching global, Flora foi convidada a integrar uma equipe internacional cujo objetivo foi discutir e compreender a diversidade do coaching no mundo. Esse trabalho resultou no livro Diversity in Coaching: Working with Gender, Culture, Race and Age, lançado pela Association for Coaching (AC). Como especialista em coaching, negócios, liderança e psicologia positiva, escreve artigos para a Revista SBCOACHING, para a Revista Científica Brasileira de Coaching e para diversos portais.

Com graduações acadêmicas e especializações nas áreas de Governança Corporativa pela Harvard Business School, MBA pela FGV, Marketing pela ESPM e Tecnologia pela USCS, a expert em ciências comportamentais, Flora, aplica seu sólido conhecimento teórico e prático para contribuir com diferentes públicos na conquista de resultados e aumento de realizações.

Com uma experiência organizacional consolidada ao longo de 30 anos, antes de fundar a SBCOACHING Flora foi executiva da Claro e atuou em grandes empresas como Volkswagen, Ford e Bell South, nas áreas de planejamento estratégico, gestão de mudanças, governança corporativa, tecnologia e finanças. À frente da SBCOACHING Training™, dedica-se continuamente a expandir o portfólio de serviços e a elevar cada vez mais a qualidade e a eficácia do coaching.