Axiomas que te libertam

São os axiomas, provérbios pessoais que não precisam de comprovação para serem usados.
São os axiomas, provérbios pessoais que não precisam de comprovação para serem usados.

(Por Marinaldo Matos)

“Líderes apitam faltas”.  A sentença direciona meus pensamentos e motivações para que eu possa conduzir adequadamente uma reunião sem ser engolido pelas múltiplas interpretações do momento, flagrantes faltas interpessoais que interrompem reuniões de diretoria ou paralisam reuniões de equipe. Quando a falta acontece é o líder quem apita.

Por outro lado, quando tudo está dando errado naquele evento que seria importante para toda a equipe, todas as estratégias parecem não surtir efeito nas negociações, reunir a equipe será a situação mais sensata.  Declare então: “Foi desafiante. Mas tivemos o privilégio de fazer isso juntos”. Essa declaração tem um efeito de refrigerar a alma. Esses pensamentos vão amadurecer suas decisões e fortalecer  seus comandados.

São os axiomas, provérbios pessoais que não precisam de comprovação para serem usados. Consideramos crenças positivantes ou princípios, ou ainda estertores que catalisam nossos valores. Os axiomas surgem do exercício constante de liderar com eficácia e amor, verdades construídas para alavancar a si e aos seus liderados. São dinâmicas mentais de liderança para vencer desafios em equipe. No coaching pouco usamos tal expressão, mas é uma boa referência para a propositura de novas crenças.

Os líderes, de uma forma ou de outra, se pautam por princípios. E os resultados são maiores ou menores a partir do que compartilham com seus grupos ou times. Marcos C. B. Cunha, da Academia de Líderes, elenca três princípios como pontos nevrálgicos da liderança.

Grandes líderes fazem crescer não somente os resultados, também as pessoas
Grandes líderes fazem crescer não somente os resultados, também as pessoas.

A primeira responsabilidade é, inequivocamente, a capacidade de fazer com que uma visão e uma missão tenham resultados claros e atingíveis no mundo real. Vai muito além de uma frase bem feita e emoldurada num quadro que, neste momento, está pendurado numa das paredes do depósito de coisas inúteis e descartáveis.

A segunda responsabilidade é a qualidade da experiência vivida junto aos seus liderados. Eles apresentam maior satisfação, experimentam mais crescimento, mais saúde, mais disposição. Tudo isso é consequência de as pessoas estarem nessa jornada com você.

A terceira responsabilidade é a autoliderança, comprovadamente a mais difícil e desafiadora de todas. Profissional estagnado é uma bomba relógio de estresse. É trágico ver um talento sendo desperdiçado, tomado pela síndrome do “já sou completo”. Negligenciam o desgaste e a desorientação que se avolumam com o tempo e as mudanças. É preciso conhecer mais a cada momento, abastecer o tanque para continuar evoluindo na jornada.

Os grandes líderes propõem e cumprem a lição de casa, dessa forma deixam o cansaço e instabilidade de lado.  Criam seus provérbios e suas máximas. E a cada crença proferida é uma oxigenação para si e para quem o ouve.

O general Colin Powel, exímio estrategista americano, dedicou 24 sessões de seu livro “The Powell Principles” aos seus princípios adquiridos desde os seus dias de soldado até seu posto como alto oficial do Governo Americano. “Mantenha uma política de portas abertas”, “investigue a organização”, “promova o conflito de ideias”. São alguns dos princípios defendidos, os axiomas de liderança eficaz defendidos por Powell.

Grandes líderes fazem crescer não somente os resultados, também as pessoas. Não apenas lideram bem, mas são capazes de articular resumidamente frases memoráveis sobre como lideram.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também :)

Conheça as vantagens e desvantagens do outsourcing

Empowerment: O Que é, sua Importância nas Empresas e Exemplos

Dinâmica de Apresentação: Como Fazer, Dicas e Exemplos Práticos

Diagrama de Ishikawa: Guia Completo Passo a Passo

O Carnaval chegou… todo cuidado é pouco!

AFINAL, EXISTE UM MODELO DE CORPO PERFEITO?

Materiais Educativos

Como se tornar um Coach de sucesso

Escrito por Villela da Matta, presidente da SBCOACHING, este e-book traz 29 perguntas para alavancar o marketing, as vendas e as estratégias do seu negócio para seu sucesso…

Segredos da Paternidade Positiva

O envolvimento do pai contribui de forma significativa para o crescimento intelectual e mental da criança e a estimula na educação, desenvolvimento de habilidades, interesse etc…

Brian Tracy

Brian Tracy é uma das maiores autoridades em coaching e negócios do mundo: em mais de 30 anos de atuação, passaram por suas palestras e seminários mais de 5 milhões de pessoas. Já atuou como coach e consultor em mais de mil empresas. Autor de dezenas de best-sellers, foi homenageado em 2011 com o Lifetime Achievement Award, concedido pela National Academy of Best Selling Authors. É fundador e CEO da Brian Tracy International, tem uma carreira de sucesso, principalmente nos setores de vendas e marketing, investimentos, desenvolvimento imobiliário, importação, distribuição e consultoria de gestão.

Flora Victória

Flora Victoria é fundadora da Sociedade Brasileira de Coaching, presidente da SBCOACHING Training e Mestre em Psicologia Positiva Aplicada pela University of Pennsylvania. Diretora educacional das empresas do SBCOACHING Group e founding fellow do Institute of Coaching (IOC) – órgão afiliado à Harvard Medical School dedicado ao avanço do coaching, Flora é considerada a maior especialista em psicologia positiva aplicada ao coaching do país. Seu trabalho precursor resultou na criação do primeiro treinamento de positive coaching do Brasil. Pioneira na condução de projetos de pesquisa e comprovação científica do coaching no país, tem contribuído significativamente para consolidar a credibilidade desse processo e estimular seu desenvolvimento no Brasil e no mundo.

Como trainer e master coach, Flora já participou da formação de mais de 45 mil coaches no Brasil. Responsável pelas parcerias internacionais firmadas pela SBCOACHING com instituições globais, Flora tem trazido para o Brasil o que há de melhor e de mais atual no coaching internacional. Flora representa a Sociedade Brasileira de Coaching como membro da Graduate School Alliance for Executive Coaching (GSAEC), instituição especializada no ensino acadêmico do coaching, e da Association for Coaching (AC), credenciadora internacional presente em mais de 50 países.

Escritora de obras que são referência no coaching mundial, Flora é coautora dos livros Personal & Professional Coaching®, Executive & Business Coaching®, Positive Psychology Coaching® e Career Coaching®, entre outros. Em parceria com Brian Tracy e Villela da Matta, escreveu Estratégias Avançadas de Vendas e Engajamento Total. Como parte de sua contribuição para o coaching global, Flora foi convidada a integrar uma equipe internacional cujo objetivo foi discutir e compreender a diversidade do coaching no mundo. Esse trabalho resultou no livro Diversity in Coaching: Working with Gender, Culture, Race and Age, lançado pela Association for Coaching (AC). Como especialista em coaching, negócios, liderança e psicologia positiva, escreve artigos para a Revista SBCOACHING, para a Revista Científica Brasileira de Coaching e para diversos portais.

Com graduações acadêmicas e especializações nas áreas de Governança Corporativa pela Harvard Business School, MBA pela FGV, Marketing pela ESPM e Tecnologia pela USCS, a expert em ciências comportamentais, Flora, aplica seu sólido conhecimento teórico e prático para contribuir com diferentes públicos na conquista de resultados e aumento de realizações.

Com uma experiência organizacional consolidada ao longo de 30 anos, antes de fundar a SBCOACHING Flora foi executiva da Claro e atuou em grandes empresas como Volkswagen, Ford e Bell South, nas áreas de planejamento estratégico, gestão de mudanças, governança corporativa, tecnologia e finanças. À frente da SBCOACHING Training™, dedica-se continuamente a expandir o portfólio de serviços e a elevar cada vez mais a qualidade e a eficácia do coaching.