Posted in:

Administração Estratégica: O que é, Benefícios e Exemplos

administracao estrategica o que e beneficios exemplos

A administração estratégica é a arte e a ciência de criar negócios bem-sucedidos.

E, felizmente, as técnicas que compõem essa metodologia podem ser aprendidas e aplicadas por qualquer gestor.

Então, se você quer saber tudo sobre o assunto, chegou ao conteúdo certo para dar seus primeiros passos.

Essa abordagem administrativa é obrigatória nos tempos atuais e tem levado inúmeras empresas ao sucesso, que se destacam pela adaptação rápida às mudanças e posicionamentos únicos.

Se antes era comum a prática de uma gestão intuitiva e imediatista, hoje não há espaço para ações mal pensadas: se quiser sobreviver no mercado, você precisa de um bom plano de administração estratégica.

Logo, partimos do planejamento para direcionar empresas de acordo com os seus objetivos, em um processo complexo de adequação ao ambiente.

Para entender melhor como funciona esse tipo de gestão, vamos começar do básico:

  • O que é administração estratégica
  • Principais benefícios desse tipo de administração
  • Principais autores da administração estratégica
  • Exemplos de estratégias empresariais de sucesso
  • O que é gestão estratégica
  • Principais características dessa abordagem.

Gostou da seleção de conteúdos?

Então, siga a leitura e aumente a sua bagagem.

O que é administração estratégica?

A administração estratégica é um processo contínuo e interativo que adapta a gestão da empresa ao seu meio ambiente, levando em conta a sua proposta de valor, objetivos e área de atuação.

Essa abordagem é necessária em tempos de mudanças rápidas, que exigem uma grande capacidade de adaptação das organizações.

O conceito de estratégia, por sua vez, tem origem na área militar.

O termo vem da palavra grega stratēgia, que significa “a arte de liderar uma tropa” e designava os generais da Grécia antiga.

A ideia de comandar exércitos em direção à vitória foi adaptada às empresas depois da Revolução Industrial, quando os gestores assumiram o papel de comandantes em um mercado altamente competitivo.

Para entender a administração estratégica, precisamos partir de três perguntas básicas sobre o negócio:

  • Qual é a atual situação?
  • Que direção desejamos seguir?
  • Como vamos chegar lá?

Ao responder essas questões, os administradores conseguem diagnosticar o seu presente e planejar o futuro, usando a estratégia como base para atingir objetivos em curto, médio e longo prazo.

De acordo com o professor Alfred D. Chandler Jr., que lecionava administração e história econômica na Harvard Business School, a estratégia corporativa se resume a duas palavras: vantagem competitiva.

Para o especialista, a administração estratégica consiste em trabalhar para elevar o poder de uma empresa acima de seus concorrentes, agindo com eficiência para alcançar metas e objetivos.

Nesse sentido, a administração estratégica envolve todas as ações e decisões para conduzir recursos e meios em direção ao crescimento.

Crescer, nesse caso, significa vencer a concorrência em um ambiente altamente dinâmico e entregar valor de modo superior para os stakeholders (clientes, investidores, parceiros e sociedade).

Logo, a administração estratégica tem um papel essencial para a sobrevivência e prosperidade do negócio, traçando um caminho certeiro em meio às turbulências do mercado.

Também é importante reforçar que essa abordagem de gestão exige um aprendizado contínuo e adaptação em tempo real.

Afinal, o diferencial está justamente na capacidade de resposta da empresa em um cenário de transformações aceleradas.

Benefícios da Administração Estratégica

administracao estrategica beneficios

A administração estratégica é o único caminho possível para se destacar da concorrência e conquistar o público-alvo, como veremos a seguir.

Confira alguns dos principais benefícios dessa abordagem.

Visão estratégica

A visão estratégica permite que os gestores analisem o cenário interno e externo da empresa, enxergando os próximos passos e consequências de cada decisão tomada.

A declaração de visão deve ser elaborada com cuidado para inspirar os colaboradores a seguir na mesma direção e canalizar as suas forças pelo objetivo do negócio, de forma realista e propositiva.

Por exemplo, o lendário Henry Ford estabeleceu a visão de “um carro em cada garagem” no século 19, e com isso conseguiu mudar o mundo ao popularizar os automóveis.

Quando a administração estratégica entra em ação, o resultado é uma visão mais ampla do mercado, produto/serviço, público-alvo e stakeholders, que direciona a empresa para um futuro promissor.

Criação de vantagem competitiva

No clássico Estratégia Competitiva (Elsevier, 2004), o teórico Michael Porter, determina que a vantagem competitiva é a essência da administração estratégica.

Nesse caso, estamos falando da capacidade da empresa em criar valor superior à concorrência, com o menor custo possível.

Para isso, as organizações precisam criar posições únicas e valiosas, atendendo a necessidades específicas dos clientes para conquistar o seu lugar no mercado.

Na visão de Porter, a estratégia serve para escolher o que a empresa deve fazer e também o que não deve fazer para se diferenciar.

Além dessa abordagem, a eficácia operacional também é essencial para construir a vantagem competitiva, reduzindo custos e desperdícios para alcançar melhores resultados.

Sinergia nas atividades

Sinergia significa um esforço simultâneo, com perfeita coesão e cooperação entre as pessoas envolvidas e atividades desempenhadas.

Essa é uma das principais conquistas da administração estratégia, que mantém todas as áreas da empresa interligadas e ações direcionadas a um único propósito.

É outro ponto essencial na vantagem competitiva, pois garante a harmonia necessária para alcançar o posicionamento diferenciado.

Crescimento sustentável

Crescer é o objetivo de qualquer empresa, seja por meio da expansão das atividades, conquista de novos mercados ou internacionalização.

Mas, para que esse crescimento seja gerido da forma correta e se torne sustentável, é imprescindível que os gestores adotem a administração estratégica.

Por meio da estratégia, é possível seguir uma linha de crescimento sustentável, ampliando fronteiras dentro dos limites que a organização comporta.

Como aprender sobre Administração Estratégica

administracao estrategica como aprender

Há vários modos de aprender sobre administração estratégica, seja por meio da educação formal ou iniciativa própria.

Acompanhe alguns passos para ampliar o seu conhecimento sobre o assunto.

1. Compreenda o conceito de estratégia

Há visões mais racionais e outras mais holísticas sobre o conceito de estratégia, que é o ponto de partida básico para qualquer gestor.

Estratégia pode ser o conjunto de regras para a tomada de decisão, o estabelecimento de objetivos à luz das forças internas e externas – ou mesmo a forma como as empresas capturam valor econômico.

Assim, o conceito é multifacetado e precisa ser compreendido de várias perspectivas, antes de ser colocado em prática.

2. Estude cases de sucesso

Os cases são a melhor forma de aprender sobre administração estratégica na prática, pois não faltam histórias de empresas bem-sucedidas.

Estratégias campeãs como o modelo de streaming sob demanda da Netflix e a renovação de posicionamento da Havaianas são alguns exemplos que ilustram perfeitamente o tema.

Logo, nada melhor do que se basear na experiência para explorar o conceito.

3. Procure cursos e formações na área

O ensino formal também oferece diversas opções de cursos na área de administração estratégica, desde workshops até pós-graduações.

Por exemplo, o curso Introdução à Administração Estratégica, da FGV, oferece uma visão geral sobre o assunto para empreendedores em apenas cinco horas.

Já a Pós-graduação em Administração Estratégica, da FIA, oferece uma formação acadêmica complexa e multidisciplinar para aprofundar conhecimentos sobre o tema.

Principais autores da Administração Estratégica

administracao estrategica principais autores

São vários os autores que se dedicaram a escrever sobre administração estratégica, dos clássicos aos contemporâneos.

Conheça alguns dos obrigatórios.

Michael Porter

Michael Porter é um autor clássico da administração estratégica, professor da Harvard Business School desde os 26 anos.

Sua obra mais famosa é A vantagem competitiva das nações (Elsevier, 1989), na qual aplica a lógica das corporações às nações e deslancha sua carreira como consultor de países.

Outro livro obrigatório é Competitive Strategy: Techniques for Analyzing Industries and Competitors (Simon and Schuster, 2008), assim como o texto célebre “What is Strategy?”, publicado na Harvard Business Review.

Henry Mintzberg

Henry Mintzberg é um renomado acadêmico, autor de inúmeros livros de administração estratégica, com doutorado pela MIT Sloan School of Management.

Seu livro mais conhecido é A ascensão e a queda do planejamento estratégico (Bookman, 2004), no qual critica algumas práticas atuais de planejamento estratégico e orienta novas formas de tomar decisões nas empresas.

A obra de Mintzberg é essencial e também polêmica em vários pontos, pois o teórico critica o que chama de “obsessão por números” e defende uma gerência baseada na prática e experiência.

Igor Ansoff

Igor Ansoff foi um professor e consultor norte-americano de origem russa que escreveu o célebre Corporate Strategy (Penguin Books, 1987).

Influenciado por Peter Drucker e Alfred D. Chandler, ele apresentou um processo único para a formulação de objetivos e estratégias com base nas oportunidades do ambiente.

Além disso, criou a Matriz de Ansoff, um modelo de planejamento estratégico que orienta a expansão as empresas por meio de uma sequência de decisões.

Exemplos de Administração Estratégica

administracao estrategica exemplos

Não faltam exemplos e cases de sucesso em administração estratégica.

Vamos conferir alguns dos mais expressivos dos nossos tempos.

A irreverência da Apple

Para se tornar a marca mais valiosa do mundo, avaliada em US$ 247 bilhões, a Apple se manteve fiel à sua estratégia: desafiar o status quo.

A campanha Think Different ilustra o poder da empresa em criar produtos revolucionários e desbravar novos mercados globais.

Mesmo depois do sucesso estrondoso, a Apple não parou de inovar e segue convicta na criação de novas soluções e tecnologias inéditas.

A transparência da Southwest Airlines

A companhia aérea Southwest Airlines é famosa pela sacada genial em sua estratégia: liderar o setor de aviação de baixo custo com absoluta transparência e atendimento humanizado.

A empresa consegue sobreviver às crises do setor aéreo graças à inteligência na redução de custos e dedicação de seus colaboradores, que têm verdadeira paixão pela cultura organizacional.

A ousadia da Airbnb

A Airbnb foi de uma startup para uma das maiores potências do mercado de turismo mundial, graças a uma estratégia ousada.

A empresa usou a técnica de growth hacking para alcançar o valor de mercado de US$ 1 bilhão, apostando na construção da confiança como base para o sucesso do serviço de hospedagem compartilhada.

Além disso, investiu em uma estratégia de presença digital forte e storytelling para comunicar os seus diferenciais.

O que é gestão estratégica?

Gestão estratégica é o conjunto de ações de planejamento, execução e controle orquestrado pelos gestores profissionais, conduzindo os recursos da organização à realização de seus objetivos.

Em outras palavras, é a maneira de gerir toda a empresa a partir de um planejamento estratégico inicial que abarca a estrutura da organização, desde a análise do cenário até a execução e avaliação de planos.

Faz parte do escopo da gestão estratégica realizar um diagnóstico da empresa, definir objetivos específicos e desenvolver planos para atingir as metas, alocando os recursos necessários e ajustando o processo continuamente.

Assim, essa disciplina está orientada ao pensamento e planejamento estratégico, responsáveis pela formulação e implementação de medidas necessárias ao sucesso da empresa.

Principais características da Gestão Estratégica

administracao estrategica principais caracteristicas

Para facilitar a compreensão da gestão estratégica, reunimos algumas de suas principais características.

Confira o que está por trás dessa abordagem de gestão.

Adaptação da empresa ao seu ambiente

Um dos princípios básicos da gestão estratégica é a adaptação da empresa ao seu ambiente de negócios.

Esse ambiente é caracterizado pela área de atuação, segmento, público-alvo, localização geográfica, concorrência e produto/serviço, entre outros aspectos essenciais que situam todos os negócios.

Adaptação, no caso, significa alinhar os objetivos e estratégias da organização às ameaças e oportunidades de seu ambiente, em busca da vantagem competitiva e crescimento.

Diagnóstico interno e externo

Para se adaptar com sucesso, a empresa precisa realizar um diagnóstico interno e externo.

Para isso, contamos com ferramentas clássicas como a Análise SWOT, um diagrama que localiza forças e fraquezas dentro da empresa e oportunidades e ameaças fora dela.

Como base da gestão estratégica, a SWOT permite analisar o cenário com precisão, verificando a posição exata da empresa no mercado.

Complexidade e fluidez

A gestão estratégica não é um processo com começo, meio e fim, e sim uma atividade contínua e ininterrupta.

Isso porque, basicamente, o mercado é um ambiente em constante mutação, que exige respostas rápidas e mudanças de planos constantes.

Logo, a estratégia precisa ser revista, ajustada e melhorada conforme a situação, demandando atenção permanente devido à sua natureza complexa e fluida.

Aplicação sistêmica

Esse tipo de gestão só faz sentido se for aplicado em todos os níveis da organização, a partir de uma visão sistêmica.

Em outras palavras, as empresas são sistemas complexos com várias relações e funções interdependentes, e a gestão deve contemplar cada uma dessas ligações e ainda visualizar o todo.

Logo, qualquer iniciativa em uma área terá impacto sobre todas as outras, exigindo que a gestão considere o macro e o micro em suas decisões.

Formulação e execução de planos

A base da gestão estratégica é a definição de objetivo, formulação de estratégias e implementação do que foi planejado.

Por essa razão, cabe aos gestores traçar as rotas mais efetivas para o sucesso e garantir que a organização caminhe nessa direção, fazendo os desvios necessários conforme as mudanças.

È claro que nem sempre é possível agir conforme o planejado, por isso a gestão estratégica também envolve a tomada de decisão emergente.

Conclusão

administracao estrategica conclusao

Ao chegar até aqui, você agora possui o embasamento necessário para compreender a gestão estratégica e a sua importância para as organizações.

Resumidamente, a estratégia é a atividade primordial de todos os líderes, que buscam métodos e ferramentas gerenciais para criar vantagem competitiva e vencer a concorrência.

Do mesmo modo que os comandantes guiavam as suas tropas durante as batalhas, planejando cada movimento, os gestores guiam pessoas e recursos à vitória no mundo dos negócios.

O desafio, nesse caso, é criar estratégias que diferenciam a empresa e atinjam em cheio as expectativas e necessidades de clientes, investidores e parceiros.

Depois, o passo mais difícil é garantir que a estratégia se espalhe por toda a organização e direcione todos ao mesmo ponto, maximizando esforços em prol dos objetivos do negócio.

Quando a administração estratégica cumpre o seu propósito, todos caminham na mesma direção e se integram à cultura da empresa, enxergando o mesmo horizonte apontado pelos líderes.

Para isso, é necessário muito trabalho, foco e capacidade analítica, além de um profundo conhecimento sobre as ferramentas de gestão, análise de cenários e implementação tática.

Como vimos, há uma extensa bibliografia sobre o tema, além de programas de formação, eventos, cursos e plataformas de conteúdo voltado à gestão estratégica.

Parte desse conhecimento só será adquirido com a experiência, como nos lembram alguns autores, mas o primeiro passo para alavancar a carreira na gestão é buscar toda informação disponível sobre o assunto.

Para um apoio profissional mais individualizado, é possível buscar a ajuda de um coach especializado em carreiras de líderes e executivos.

Esses profissionais do desenvolvimento humano são capazes de potencializar competências e corrigir vulnerabilidades, alinhando seu perfil ao de um gestor estratégico bem-sucedido.

Toda formação será útil, mas não se esqueça da essência da estratégia em negócios: a capacidade de enxergar além do presente e tirar o melhor proveito de cada instante.

Gostou das dicas deste artigo e tirou suas dúvidas sobre o tema?

Deixe um comentário contando quais princípios da administração estratégica você vem aplicando nos seus negócios.

E não esqueça de compartilhar o artigo nas suas redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *