Posted in:

Arranjo Físico: o que é, tipos e dicas

arranjo fisico o que e tipos dicas

O sucesso de uma organização depende de uma série de fatores: planejamento, gestão de recursos, logística, qualidade do produto, clientes, comprometimento de todas as partes, liderança eficiente e pode incluir um arranjo físico compatível entre esses pré-requisitos.

Ninguém disse que seria fácil. 

Afinal, estamos falando de uma equação difícil de balancear. 

Mas não desanime, aquelas empresas que conseguem equilibrar todas essas variáveis, sem dúvidas, conquistam seus objetivos e vão mais longe.

Se você é um empreendedor ou trabalha em um ambiente corporativo, muito provavelmente já ouviu falar do último elemento da nossa fórmula do sucesso. 

Pois é, mas será que você sabe qual é o tipo de arranjo físico que mais se adequa ao seu modelo de negócio? 

Conheça as diferentes formas de organizar os seus recursos e garanta o desempenho elevado dos seu colaboradores. 

O que um arranjo físico?

Mesmo que você já esteja familiarizado com o vocabulário “corporativês”, nunca custa trazer o significado de arranjo físico à tona.

Aos desavisados, arranjo físico é o termo usado para se referir a disposição dos recursos de uma organização.

Quando falamos recursos, entenda espaço físico, equipamentos, mobília, departamentos, o próprio capital humano e tudo o que mais compreende um ambiente corporativo.

O objetivo do arranjo físico é assegurar a alta performance entre todos os agentes envolvidos no processo. 

Em outras palavras, a ideia é que tudo flua naturalmente, sem maiores complicações e impactos negativos na rotina produtiva.

Esse elemento é tão importante que qualquer problema no seu planejamento ou na sua execução pode atrapalhar sobremaneira o ambiente corporativo.

Os efeitos podem ser arrasadores e respingar em diferentes áreas, comprometendo toda a cadeia de ponta a ponta.

Uma estoque mal organizado, por exemplo, pode atrapalhar a reposição de produtos, atrasar entregas, causar equívocos no pedido de clientes e muito mais. 

Além disso, o arranjo físico influencia diretamente na promoção da segurança do trabalho, uma vez que assegura as condições mínimas de proteção e salubridade dos colaboradores.

Sua principal missão, nesse sentido, é tentar evitar acidentes e doenças laborais. 

O planejamento do arranjo físico, inclusive, possui um texto específico dentro da Consolidação das Leis de Trabalho (CLT).

Entre as medidas previstas estão: sinalização adequada das saídas de emergência, demarcação de maquinário, armazenagem correta de materiais inflamáveis e que ofereçam risco à saúde dos trabalhadores, manutenção de áreas de acesso e circulação de pessoas e cargas livres e desobstruídas e limpeza periódica de todos ambientes. 

Somam-se a essas obrigações previstas por lei cuidados com a iluminação e ventilação dos espaços compartilhados e mais acessibilidade a todos os acessos da empresa. 

Arranjo físico por processo: vantagens e desvantagens

arranjo fisico por processo vantagens desvantagens

Existem vários tipos de arranjo físico que uma empresa pode usar. Talvez, o mais conhecido deles seja o por processo.

Esse tipo de organização tem como principal objetivo agrupar funções e recursos semelhantes. Uma loja de departamentos, por exemplo, pode usar um arranjo físico por processo, separando seus produtos em grupos: roupas masculinas, roupas femininas, eletrodomésticos e móveis.

Supermercados também possuem arranjo físico por processo, uma vez que separam os produtos em seus corredores por semelhança: laticínios, frutas, verduras, bebidas, congelados e por aí vai.

Hospitais podem ser outros exemplos. 

Quando as alas são divididas conforme as especialidades: pediatria, cardiologia, clínica geral e assim sucessivamente.

Optar por esse tipo de arranjo tem seus pontos positivos e seus pontos negativos. 

Entre as vantagens podemos citar: 

  • Boa variedade de opções concentradas em um só lugar
  • Supervisão e instalação de equipamentos pode ser feita de forma prática
  • Economia de tempo.

Já entre as desvantagens estão:

  • Difícil previsibilidade do estoque
  • Grande concentração de pessoas e possibilidade de filas
  • Baixa utilização de recursos.

Tipos de Arranjos Físicos

arranjo fisico tipos

Além do arranjo físico por processo ou funcional, existem outros três modelos de organização bastante usados pelas diferentes companhias: o posicional, o por produto ou em linha e o celular. 

Conheça agora como acontece a distribuição de cada um deles, exemplos, vantagens e desvantagens: 

Posicional 

Tem como principal característica concentrar o centro operacional em uma posição apenas e fazer com que todo o resto tenha que se deslocar até ele.

Como exemplos de arranjos posicionais temos: a construção civil – operários trabalham em função de uma obra, estaleiros, aviões e restaurantes que servem buffet, em que as pessoas precisam se deslocar até um local específico para se servirem.

Pontos positivos:

  • Recursos não precisam ser movidos ou incomodados
  • Grande variedade de serviço para os colaboradores
  • Bom mix de produtos.

Pontos negativos:

  • Baixa eficiência
  • Produtos únicos ou feitos em pouca quantidade
  • Exige uma programação elevada do local de trabalho.

Por produto ou em linha

É um arranjo usado para dar conta de um grande número de processos ao mesmo tempo e a um volume alto de demanda. 

Toda a linha de produção segue um ritmo único e pré-estabelecido. Ao fim de uma etapa, automaticamente, já se dá início a outra. 

A organização por produto serve como base para as empresas que trabalham com linha de montagem, como, por exemplo, indústria química, automobilística e eletrodomésticos em geral.

Vantagens:

  • Fácil controle da produtividade
  • Baixo custo unitário de peças 
  • Possibilidade de produzir em grande quantidade em um intervalo pequeno de tempo.

Desvantagens:

  • Se o equipamento der qualquer problema, toda a cadeia produtiva para 
  • Trabalho excessivamente repetitivo 
  • Baixa flexibilidade, é praticamente impossível mudar algo durante o processo.

Celular

O arranjo celular preza pela eficiência sem abrir mão da flexibilidade. 

Sua principal característica é unir recursos que não necessariamente são similares, mas que possuem etapas semelhantes de processamento.

Exemplos desse tipo de organização são maternidades dentro do hospital e praça de alimentação dentro de shopping centers. 

Algumas empresas também atuam dessa forma.

Pontos positivos:

Pontos negativos:

  • Pode demandar gastos na reconfiguração do arranjo tradicional
  • Exige mão de obra mais qualificada
  • Nível de utilização de recursos mais baixo.

O que é um arranjo híbrido?

Além de todos os modelos de arranjo físico citados acima, existe ainda a possibilidade de mistura entre eles, criando um estilo híbrido.

Um restaurante, por exemplo, sua cozinha pode ter uma organização por processo, onde os alimentos ficam separados conforme semelhanças, e o buffet ter um arranjo posicional, em que os clientes precisam se mover até um local específico para servirem a sua refeição.

Um hospital também pode ser um caso de arranjo híbrido. 

Enquanto, ele, em si, é organizado de maneira processual, dentro de cada departamento a distribuição pode se dar de outras formas. 

A sala de cirurgia é um arranjo posicional, já que os médicos se dirigem até os pacientes acamados.

O que é um arranjo inadequado?

Com tantas opções de arranjos físicos disponíveis, aumentam as chances da empresa escolher um que não seja o mais adequado para a sua cadeia produtiva.

Às vezes, o tipo de arranjo até é o mais indicado para o modelo de negócio da organização, mas ela peca ao não se planejar para realizar as adaptações necessárias.

Ou seja, a companhia desperdiça tempo e dinheiro e acaba não atingindo os seus objetivos. 

Por isso, todo cuidado é pouco na hora de selecionar um arranjo físico, programar a sua implementação e garantir o seu bom desenvolvimento. 

O que é um arranjo físico e layout?

O arranjo físico e layout tem outra importante missão: alinhar as características da disposição física da companhia com os objetivos organizacionais.

Como nem sempre é possível atender a todos os requisitos de performance das operações ao mesmo tempo, é preciso fazer uma escolha. 

Uma das decisões mais comuns e difíceis que uma empresa deve tomar é decidir se prefere eficiência ou flexibilidade.

Em outras palavras, a escolha entre continuar produzindo mercadorias tradicionais da organização ou aumentar o catálogo de produtos com novidades.

Isso sem falar que sempre existem os objetivos principais e os secundários. 

Quando não é possível atender as metas maiores em sua totalidade, tenta-se cumprir todas as metas menos importante, vamos chamar assim.

Vamos supor que a empresa optou pela flexibilidade, certo? 

Então, o seu objetivo principal é ampliar o seu rol de produtos de todos os seus segmentos em um prazo de dez anos.

No entanto, isso não é algo que vai ser conseguido de uma hora para outra. 

É necessário todo um planejamento para desenvolver novos designs, conquistar clientes e consolidar a marca.

Até lá, pode-se dar atenção às secundárias que, nesse caso, poderiam ser trabalhadas exatamente em cima dos três complicadores do objetivo principal citado acima: integração de clientes no desenvolvimento de produtos, programas de fidelidade e responsabilidade social

Como selecionar um arranjo físico?

arranjo fisico como selecionar

Você precisa levar em conta vários fatores para não escolher um arranjo físico inadequado. Além do seu modelo de negócio avalie também questões como:

  • Medidas de seguraça
  • Extensão e clareza de fluxo
  • Conforto para os colaboradores
  • Condições de gerenciar cada ponta do processo produtivo
  • Garantia de acessibilidade
  • Uso inteligente do espaço físico 
  • Flexibilidade por um longo período.

E você não precisa fazer essa escolha sozinho. 

Existem diversos tipos de consultorias que trabalham com arranjo físico e principalmente segurança do trabalho que podem ser acionadas a qualquer momento e ter os seus serviços contratados.

Bônus: veja 4 dicas para aumentar ainda mais a produtividade

arranjo fisico bonus 4 dicas para aumentar ainda mais produtividade

Com um arranjo físico bem pensado, a sua empresa tem tudo para melhorar a produtividade e decolar. 

Mas isso também não significa que você não pode investir em outras formas para alavancar os resultados. 

Por isso, separamos mais algumas dicas que vão fazer toda a diferença na produtividade alcançada. Vamos a elas? 

Ofereça boas condições de trabalho

Já falamos brevemente sobre esse assunto ao longo do artigo, mas ele realmente merece um toque adicional.

Pode até soar estranho, mas muitas empresas ainda são incapazes de compreender que investir em seus colaboradores é também permitir que o negócio cresça.

Afinal, são essas as pessoas que estão lá, todos os dias, prontas para encarar os desafios e oferecer soluções eficazes

Para chegar nesse nível, no entanto, é preciso oferecer o mínimo. 

Isso tem a ver com uma boa remuneração, é claro, mas também com bem-estar e qualidade de vida. 

Passamos do tempo em que ser chefe era sinônimo para cobrança excessiva e autoritarismo. 

Oferecer um ambiente saudável e compreensivo é também uma forma de incentivar que seus funcionários estejam motivados a trabalhar pela marca.

Quem é incapaz de perceber isso está fadado a naufragar cedo ou tarde. 

Incentive a criatividade

“Mas sempre foi feito assim”. Está aí uma frase para não repetir nunca mais diante dos seus colaboradores.

Tudo bem, às vezes é até automático nos prendermos a velhos hábitos e imaginar que não existe receita melhor do que aquela que já foi testada milhares de vezes. 

Mas que espaço essa atitude deixa para o crescimento? 

Se o que você deseja é impulsionar a criatividade e ser reconhecido por um negócio que realmente faz a diferença, não limite a criatividade. 

No lugar disso, incentive que ela floresça. 

Que tal elogiar aqueles que se propõem a buscar novas saídas? E se você oferecesse espaço para um desses projetos ser colocado em prática? 

Jamais duvide do poder de uma ideia criativa. 

Olhe para os lados: elas estão, todos os dias, reinventando o mundo que conhecíamos. 

Permita quebras na rotina

Ok, tudo bem: qualquer trabalho, por mais criativo que seja, precisa de alguma organização para dar certo. 

Afinal, imagine se quem trabalha no modelo home office passasse o dia de pijama deitado na cama. 

Adotar alguns fluxos e hábitos ajuda a nos organizarmos melhor e a criar metas que podem ser facilmente acompanhadas. No entanto, quem disse que os dias precisam ser cópias exatas uns dos outros? 

Além de limitar a criatividade, esse tipo de engessamento costuma ser responsável por gerar um desgaste emocional muito grande. 

Com o passar do tempo, toda a motivação acaba sendo sugada e o que antes gerava alegria se transforma em puro e simples tédio.

Para começar, que tal trocar o local daquela reunião de equipe? 

Escolha um café, um espaço a céu aberto ou simplesmente um sala diferente. 

Mudar de ambiente tende a trazer certa leveza e a facilitar o surgimento de ideias. 

Não é difícil entender como tudo isso pode impactar, de forma bastante direta, na produtividade alcançada pelos colaboradores. 

Esteja sempre pronto a recalcular a rota

Deixe a teimosia de lado e aprenda a ser uma pessoa flexível. 

Claro, isso pode exigir um intenso exercício de desapego, mas é essencial. 

Empreender significa também arriscar e ter em mente que nem sempre as coisas saem conforme o planejado. 

Há momentos em que isso significa abandonar um projeto em que apostamos todas as nossas fichas. 

Na maioria das vezes, no entanto, basta estar disposto a recalcular a rota e fazer os ajustes necessários. 

Por isso, tenha o planejamento da empresa sempre em mente e em constante acompanhamento. 

Algo deu errado? Isso não significa que é preciso desistir. 

Do contrário, só mostra que você está atento o suficiente para perceber o problema antes que ele se transforme em algo mais grave. 

Isso vale, por outro lado, também para identificar oportunidades de crescimento da produtividade

É sobre estar atento não só ao seu negócio, mas também ao mercado. 

Coaching e o desenvolvimento humano

arranjo fisico coaching desenvolvimento humano

Dicas para aumentar a produtividade devidamente anotadas? 

Bom, agora é a hora de colocar tudo em prática. 

Mas se o objetivo é ir ainda além, vale anotar uma última: aposte no coaching como seu aliado e potencialize os seus resultados – e, é claro, também os da sua empresa. 

A principal metodologia de desenvolvimento humano do mundo já se consolidou como uma parceria poderosa daqueles que buscam se firmar como lideranças e atingir seus objetivos com muito mais assertividade. 

Na SBCoaching, opções de cursos para aperfeiçoar a sua formação não faltam. 

É o caso do Executive Coaching, pensado para quem deseja alcançar alta performance a partir de mudanças sustentáveis.

Outra opção cada vez mais procurada é o Leader Coach, um curso que tem a cara dos novos tempos e oferece a possibilidade de você se desenvolver enquanto liderança e impactar positivamente a sua equipe.

Ficou curioso em dar mais esse passo? 

Acesse o nosso site e conheça todas as opções disponíveis. 

Se ficar com alguma dúvida, não pense duas vezes antes de entrar em contato com o nosso time de especialistas. 

Conclusão

Você imaginava que o arranjo físico pudesse impactar tanto na rotina produtiva de uma empresa? 

Como dissemos ainda lá no início deste artigo, ele é um elemento importantíssimo para o sucesso de um empreendimento.

No entanto, vale sempre lembrar que são muitos os fatores que se somam para garantir que um negócio possa realmente crescer e ser sustentável. 

Mas dicas para iniciar esse caminho você já tem várias, não é mesmo? 

E, além de tudo, ainda pode contar com o coaching como uma forma de potencializar suas próprias competências e chegar onde antes parecia impossível.

Mas agora aproveite e nos conte: qual o tipo de arranjo físico você adotou na sua empresa? 

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe suas experiências.

Ah, esse texto fez você lembrar de alguém? Aproveite para compartilhar! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *