Posted in:

Mindfulness: o que é, como praticar, dicas e benefícios

mindfulness o que e como praticar dicas beneficios

Mindfulness já faz parte da vida de empresários, executivos, personalidades e até estudantes.

Usando técnicas de meditação para alcançar a atenção plena, a prática ganhou destaque devido à necessidade de as pessoas se conectarem cada vez mais com o seu “eu interior”.

É uma busca com o objetivo de administrar melhor questões de ordem pessoal e profissional.

Entre elas, as costumeiras pressões do dia a dia, estresse, cansaço, falta de concentração e dificuldades de relacionamento.

O mindfulness também pode ser empregado de modo a contribuir com a prevenção de males como doenças cardíacas.

Mas se você acredita que essa técnica interessa apenas a pessoas adeptas ao movimento zen e à meditação, precisa conhecê-la melhor.

Todo mundo pode praticar o mindfulness, e para isso, basta reservar alguns minutos do dia para usufruir de mais controle emocional, autoconhecimento e perceber as vantagens para o corpo e para a mente.

Empresas dos mais variados portes já conhecem os benefícios da meditação.

E você? Quer saber mais sobre o assunto?

A partir de agora, você vai descobrir o que é mindfulness, como praticar, dicas e benefícios dessa técnica que está se tornando famosa.

Boa leitura!

O que é mindfulness?

mindfulness o que e

Traduzindo para o português, mindfulness quer dizer atenção plena.

Diferentemente da meditação oriental, que fala em “esvaziar a mente” para alcançar o equilíbrio, essa prática usa técnicas para focar no momento presente e reduzir sensações negativas, como ansiedade e estresse.

Para praticar, a pessoa deve reservar de 5 a 40 minutos do seu dia.

Nesse momento, toda a atenção será direcionada para a respiração ou as sensações do corpo.

Dessa forma, podemos entender que mindfulness é uma maneira de estar totalmente focado no presente, de forma a ter consciência plena de todas as emoções e sensações que a rotina nos proporciona.

Logo, é a forma de viver intensamente todos os fatos que acontecem no dia de hoje.

Isso pode acontecer pela percepção da própria respiração, sentindo as roupas do corpo, o ambiente à sua volta ou até mesmo notando a presença do outro.

A técnica é importante porque as distrações cotidianas privam as pessoas da consciência do presente.

Para enfrentar esse cenário, propõe exercícios nos quais as pessoas possam aprender a concentrar sua atenção no agora, em ações como trabalhar, se alimentar, viajar ou estar com entes queridos.

Com os exercícios e técnicas de concentração, a atenção plena permite que as pessoas estejam mais focadas na rotina diária.

Isso pode levar o indivíduo a ter mais criatividade, saúde, satisfação pessoal e profissional, além da sensação de felicidade e relaxamento.

Como surgiu o mindfulness?

Ao contrário do que muitos imaginam, o mindfulness não tem sua origem no oriente.

Ele surgiu em 1979 na Universidade de Massachusetts, que tem sua sede em Boston, nos Estados Unidos.

Foi criado a partir de um estudo do professor Jon Kabat-Zinn em conjunto com o hospital da Escola de Medicina da instituição.

O criador do primeiro método de mindfulness já conhecia a meditação e o budismo há algum tempo. Jon foi convidado a usar esse método para tratar enfermos que não estavam respondendo bem aos tratamentos com remédios.

Foi então que desenvolveu um programa de oito semanas que ficou conhecido como MBSR – Mindfulness Based Stress Reduction.

O objetivo era que o grupo de pacientes participasse com a proposta de promover a qualidade de vida e o bem-estar de todos eles, independente da crença individual.

E se pode dizer que ele prosperou, já que o mindfulness até hoje não tem relação com nenhum tipo de religião.

Ao fim das oito semanas, os resultados surpreenderam as equipes médicas e o método passou a ser utilizado por outros hospitais.

Os benefícios atraíram mais gente interessada em conhecer o método e essas pessoas passaram a incorporar a técnica às suas rotinas.

Por que você precisa de mindfulness?

mindfulness porque voce precisa

Os desafios diários, com muitas responsabilidades e uma rotina agitada, podem comprometer o foco, memória e até a sua saúde mental.

Com essa prática, você aprende a se desconectar de assuntos que não têm relação direta com o que está fazendo.

Além disso, ao se desligar de outros temas que não são relevantes para o momento, você mantém a mente livre e ainda consegue elevar a sua criatividade.

Essa técnica tem sido considerada uma atividade que pode fazer parte da rotina dos profissionais das mais diversas áreas, com o objetivo de ajudar na tomada de decisões e para combater principalmente o estresse.

Em especial, vale para aqueles que ocupam cargos de liderança.

Também a capacidade de relaxar o corpo e a mente pode ser importante na hora de conciliar conflitos internos, por exemplo.

Logo, quanto mais desenvolvida for a capacidade do indivíduo de pensar conscientemente e ter o controle sobre suas atitudes, melhor tende a ser a sua performance enquanto profissional.

Assim, não importa a sua profissão ou o seu estilo de vida: o mindfulness pode ser um importante aliado para proporcionar um maior estado de consciência.

No fim das contas, isso permite que você aprenda a reconhecer e controlar as emoções, mantendo a mente serena.

Os reflexos aparecem em uma comunicação mais clara, além de passar maior credibilidade para o outro, fortalecendo também as suas relações interpessoais.

Quais são os benefícios de mindfulness?

mindfulness quais sao beneficios

Pesquisas já apontam que o mindfulness traz uma série de benefícios para a saúde física e mental.

Destaque para a redução de doenças cardíacas, do risco de câncer e depressão, além melhora do funcionamento do sistema imunológico e controle dos níveis da pressão arterial.

Em um estudo publicado pela revista Current Directions in Psychological Science, os pesquisadores da Carnegie Mellon descobriram que o mindfulness interfere de forma positiva na saúde por meio da redução do estresse.

Em suas conclusões, relataram que a prática aumenta a atividade no córtex pré-frontal do cérebro, região responsável pela tomada de decisões e planejamento, o que pode regular e baixar a resposta ao estresse biológico.

Ao compreender de que forma efetiva os mecanismos pelos quais a prática de mindfulness melhora a saúde física, a ciência se coloca em condições de desenvolver intervenções mais direcionadas baseadas na atenção plena.

Entre os vários benefícios do mindfulness, podemos destacar os que seguem abaixo.

Tratamento eficaz para a insônia

A prática traz efeitos positivos para combate à insônia, eliminando a necessidade de medicamentos.

Uma equipe de psicólogos da University of Southern California ministrou um treinamento de seis semanas usando a meditação de atenção plena em um grupo de adultos com questões relacionadas ao sono.

Ao final do curso, os pacientes conseguiam dormir mais rápido, mantendo o descanso linear e frequente durante a noite, além de reduzir a sonolência durante o dia.

Tratamento para alívio da dor

A técnica também surte efeitos positivos para pacientes que sofrem de dor crônica, conforme revelou um estudo de cientistas da Wake Forest Baptist Medical Center.

Os pesquisadores descobriram que pessoas que praticavam meditação de atenção plena tiveram menos dores do que aquelas que receberam um placebo.

A eficácia na redução da dor pôde ser comprovada por exames como ressonância magnética do cérebro.

As investigações evidenciaram que a prática da meditação plena resultou em padrões de atividade cerebral distintos dos causados pelo placebo, levando a um efetivo alívio das dores nos pacientes investigados.

Auxílio na redução de estresse

A prática também ajuda a baixar os índices de estresse em adultos e crianças.

Pesquisadores da Universidade Johns Hopkins, também nos Estados Unidos, submeteram estudantes de baixa renda e crianças negras a oito semanas de mindfulness.

Quando comparados a outros grupos que não fizeram parte do programa de meditação, os alunos apresentaram níveis significativamente mais baixos de depressão, somatização, mau humor, ruminação e outros sintomas negativos que podem levar à ansiedade e depressão.

Outros benefícios

Veja agora mais benefícios do mindfulness:

  • Aprimoramento da capacidade de tomar decisões conscientes
  • Vivência plena e melhor gerenciamento das emoções
  • Desenvolvimento da autoestima e autoaceitação
  • Alcance da felicidade e do bem-estar pleno
  • Capacidade de entrar em contato consigo
  • Desenvolvimento de mudanças cerebrais positivas
  • Melhora da memória e do desempenho em qualquer atividade
  • Relaxamento do corpo e da mente.

Como o mindfulness age no cérebro?

mindfulness como age cerebro

Como já mencionamos, estudos estão comprovando que a meditação de atenção plena beneficia a saúde e a mente de pessoas que a praticam.

Recentemente, um estudo da Universidade Carnegie Mellon, nos Estados Unidos, conduzido pelo autor e professor J. David Creswell, evidenciou como o mindfulness age no cérebro humano, revelando a redução do estresse promovida pela meditação.

Quando um indivíduo está estressado, suas atividades no córtex pré-frontal (região do cérebro que tem como função o pensamento planejado e consciente) reduzem de forma significativa.

Por sua vez, aquelas que ocorrem na amígdala, no cíngulo anterior do córtex e no hipotálamo – áreas que ativam respostas ao estresse – são aumentadas.

A meditação é capaz de inverter esses padrões, aumentando a atividade pré-frontal, o que pode calibrar e desativar a resposta biológica ao estresse.

O que isso significa? A possibilidade de reduzir o risco e a gravidade de doenças relacionadas a essas respostas, como problemas de pressão arterial e até a própria depressão.

Os pesquisadores acreditam que, ao compreender como esse tipo de meditação interfere em diferentes doenças e distúrbios, eles serão capazes de desenvolver tratamentos mais eficazes e trabalhar com os que já existem de forma mais eficiente.

Mindfulness e ciência

Como vimos nos estudos citados até aqui, os benefícios do mindfulness estão chamando a atenção da comunidade médica, acadêmica e de estudiosos.

Mas há outras contribuições a destacar.

Pesquisadoras do Hospital Geral de Massachusetts descobriram que um programa de oito semanas pode proporcionar benefícios como redução de estresse, empatia e grandes avanços com relação à memória.

Já membros das universidades de Colúmbia Britânica e Chemnitz reuniram, em 2015, informações relacionadas a 20 estudos para identificar quais áreas do cérebro são, de forma consciente, afetadas pela meditação plena, encontrando pelo menos oito áreas distintas.

Os pesquisadores concluíram que indivíduos que praticam mindfulness tiveram um desempenho superior com relação à resistência de distrações e também autocontrole emocional.

Como praticar o mindfulness?

mindfulness como praticar

Estima-se que o ser humano tenha quase 40 mil pensamentos todos os dias, mas só consiga processar 3% de todas as informações.

Então, o primeiro passo para criar consciência acerca de si mesmo é encontrar tempo e espaço para meditar, mesmo que sejam pequenos momentos.

Com a prática da atenção plena, é possível começar a se sentir mais presente no seu estado atual, conquistar mais propósito e clareza sobre sua vida e seu trabalho.

Veja a seguir dicas para começar.

Cultive a prática de gratidão pela manhã

A gratidão tem um forte poder em nossa vida, e esse poder passa pelas nossas mentes.

Ao acordar, pense em uma lista de pessoas e coisas que auxiliam você a se manter vivo e feliz no hoje.

Você pode agradecer pelo seu trabalho, amigos, família e finanças, ou qualquer coisa que seja realmente valiosa para você.

Mesmo que esteja em uma fase ruim, procure se lembrar do quanto você evoluiu até aqui.

Dedique 10 minutos de concentração total para isso.

Permita-se sentir suas emoções

Ignorar as emoções pode ser um gatilho para você somatizá-las, causando grandes prejuízos para a sua saúde.

Não lute contra suas emoções e se permita senti-las.

Faça uma meditação depois de uma reunião ruim ou no intervalo do almoço.

Pense em seus sentimentos e no que eles estão tentando lhe dizer.

Existe sabedoria nessas emoções? Por que você se sente assim?

Pratique a ‘caminhada meditativa’ onde quer que vá

Procure caminhar devagar e de maneira consciente, observando cada um de seus passos.

A prática da caminhada meditativa ajuda a se conectar com o momento presente, reduzindo tensões e ansiedades.

Ela pode ser feita no percurso do trabalho, no horário do almoço ou quando você puder tirar um tempo só seu.

Elimine suas distrações

Eliminar as distrações é o caminho para uma vida mais plena.

Para isso, faça uma lista com o que tira a sua atenção do presente, suga a sua energia ou o impede de focar no que realmente importa.

Aos poucos, deixe de fazer essas coisas.

Evite o pensamento de privação ao deixar de fazê-las.

Encontre um grupo de amigos interessados em mindfulness

As atividades em grupo costumam trazer grandes resultados.

Para praticar a meditação de atenção plena, converse com um amigo ou mentor com quem você possa construir uma relação na qual consiga compartilhar valores semelhantes aos seus.

Procure estabelecer uma periodicidade para os encontros, que podem ser semanais, por exemplo,

Conecte-se com a natureza

O mindfulness pode ser iniciado com a apreciação da natureza.

Presenteie-se com um tempo ao ar livre, sentindo o ar entrando e saindo de seus pulmões, respirando pausadamente o ar puro, concentrando-se no cheiro das plantas, na beleza do verde, nas texturas e nas sensações que o meio ambiente pode lhe proporcionar.

Passe tempo meditando e experimente a refeição contemplativa

Você sabia que também é possível meditar durante as refeições?

Para isso, evite o uso do celular, televisão ou qualquer coisa ou pensamento que possa dispersar a sua atenção.

Concentre-se apenas nos alimentos, no seu aroma e cores.

Mastigue devagar e sinta todo o sabor da comida.

Fazer suas refeições com calma o ajudará a reduzir o estresse mental e promover a sua saúde, pois a concentração dá maior sensação de saciedade, facilitando a digestão.

Faça uma atividade que alimenta mente, corpo e alma

mindfulness faca uma atividade alimenta mente corpo alma

Praticar atividades físicas ajuda a manter o corpo e mente sadio.

É importante reservar um tempo para isso, pois o seu corpo precisa de movimento, tanto quanto seus familiares, amigos e colegas precisam de você.

Nesse sentido, artes marciais e aulas de yoga são opções para se conectar consigo mesmo.

Alimente sua mente e alma com conteúdos saudáveis

Uma boa leitura pode ajudar você em vários aspectos.

Leia conteúdos que o ajudem no seu crescimento pessoal e em sua paz interior.

Dedique pelo menos 30 minutos por dia a essas leituras.

Prefira comidas saudáveis e nutritivas

Nutrir-se adequadamente é indispensável.

Lembre-se que o estômago é o seu segundo cérebro, por isso, prefira comer produtos sazonais e mantenha distância de açúcares, gorduras e alimentos processados.

Como o mindfulness está presente no ambiente de trabalho?

mindfulness como esta presente ambiente trabalho

O ambiente corporativo convive com várias distrações, como mensagens eletrônicas e acesso às redes sociais, além de muitos profissionais enfrentarem um ritmo de trabalho acelerado, exigindo administrar várias situações de estresse e até conflitos.

Tudo isso pode desencadear energias negativas, ansiedade e estresse, além de culminar na falta de concentração, prejudicando a performance.

De olho nos benefícios do mindfulness, as empresas estão adotando a prática como forma de aumentar o desempenho dos colaboradores.

Ela pode ser feita nas organizações ao longo do dia, com duração de 3 a 5 minutos, o que contribui para reduzir os efeitos daquilo que hoje prejudica o trabalho.

Também vale destacar o apoio ao aprimoramento das habilidades interpessoais e emocionais, incluindo liderança, segurança psicológica, trabalho em equipe, empatia, mediação de conflitos e formação de um ambiente organizacional mais sadio.

Além disso, a prática também traz a escuta mindful, que é uma técnica na qual somos treinados para ouvir com atenção plena e também verificar a compreensão daquilo que ouvimos.

Proporciona uma elevação dos índices de qualidade nas reuniões, o que é capaz de promover resultados significativos para as empresas.

O coaching como ferramenta para se chegar ao mindfulness

mindfulness coaching como ferramenta para se chegar

O coaching é uma metodologia que possui embasamento científico para o desenvolvimento pessoal e profissional do indivíduo.

Isso é possível a partir do uso de diferentes técnicas e ferramentas. Entre elas, o mindfulness pode estar presente.

Como vimos ao longo do texto, a prática da atenção plena favorece o processo de autoconhecimento, tão importante para reconhecer os pontos fortes e fracos que hoje apoiam ou atrapalham o alcance de objetivos.

Recorrendo ao coaching, o indivíduo pode reconhecer vulnerabilidades a corrigir e virtudes a explorar, ficando mais próximo das realizações que deseja para sua vida e carreira.

De posse de ampla consciência a respeito de si, o coachee assume a direção da sua vida e tem condições de tomar as decisões mais acertadas para escolher o percurso rumo ao estado desejado.

Conclusão

mindfulness conclusao

Como vimos ao longo desta leitura, a prática do mindfulness vem para agregar mais qualidade de vida, autoconhecimento e bem-estar à vida das pessoas, contribuindo para afastar importantes males, físicos e mentais.

No ambiente corporativo, empresas investem na técnica para elevar o grau de concentração de seus colaboradores e garantir, assim, a alta performance desejada.

Nesse cenário, a metodologia de coaching é ideal para potencializar habilidades que vão de concentração a uma melhor comunicação e empatia, o que é exigido de líderes, mas também contribui para profissionais de qualquer nível e cargo.

E você, já pratica o mindfulness ou pretende praticar? Deixe seu comentário abaixo com a sua opinião sobre o assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *