Executivo gráfico barras

O caminho para medir o nível de atuação dentro da companhia é fazer uma autoavaliação de desempenho profissional.

O aumento salarial não ofertado e a esperada ascensão que nunca aconteceu na empresa. A falta de valorização no trabalho pode desanimar qualquer funcionário, que normalmente gosta de receber elogios e de ser reconhecido. No entanto, muitas vezes ele não percebe que a própria performance pode estar abaixo do ideal.

O caminho para medir o nível de atuação dentro da companhia é fazer uma autoavaliação de desempenho profissional. Este processo vai além de analisar quais são os pontos fortes e fracos: inclui questionar se está fazendo tudo dentro do seu alcance para ser o melhor colaborador possível.

Dicas para incrementar a performance


O investimento na profissão e algumas mudanças simples ajudam a aumentar o rendimento:

– Fazer capacitações e cursos de atualização é primordial para a construção de uma carreira sólida e promissora. Buscar aprimorar conhecimentos e aprender novas técnicas possibilita o desenvolvimento profissional e pessoal. Um empregado competente tem maiores chances de promoção, bonificações e reajuste no salário;

– Analise o próprio comportamento e deixe de lado hábitos inapropriados, como chegar atrasado e passar muito tempo tomando café ou conversando com o colega em momentos inadequados. O uso excessivo da internet para fins não relacionados ao trabalho também deve ser evitado;

– Saber gerir o tempo e organizar um calendário de execução de tarefas é o mínimo que se pode fazer para entregar projetos no prazo determinado. Gestores querem colaboradores que apresentem resultados e consigam bater metas;

– Solicitar feedback ao chefe é uma maneira eficaz de saber se o trabalho está agradando ou não. Para obter uma melhor produção, é ideal um retorno sobre os pontos positivos e o que necessita ser aperfeiçoado;

– Mude sempre que for preciso. Caso tenha percebido que algo não vai bem, não hesite em adotar uma nova postura para superar dificuldades. Identifique o cerne do problema e faça o possível para driblá-lo;

– Esteja aberto a críticas. Positivas ou não, elas podem enriquecer as habilidades profissionais e lapidar a eficiência na empresa;

– Mantenha um bom relacionamento com os colegas. Uma pessoa desagradável pode receber avaliações negativas e afetar não só a sua atuação, como a de toda a equipe.

gráfico crescente barras

Deve ser feito um exercício constante para verificar se a conduta está satisfatória.

Olhando para dentro

Além de atentar para estas atitudes, é preciso que o funcionário esteja sempre disposto a se autoavaliar. Deve ser feito um exercício constante para verificar se a conduta está satisfatória. Para mensurar o rendimento, questione-se:

– Estou devidamente capacitado para desempenhar minha função?

– Tenho sido proativo e executado atividades além do meu ofício?

– Consigo cumprir tarefas com sucesso?

– Tenho uma boa rede de contatos dentro e fora da companhia?

Seja sincero consigo mesmo ao responder a estas indagações e lembre-se: nunca é tarde para evoluir.