mesa cadeira notebook

O home office é a escolha de muitos profissionais liberais devido a certas vantagens.

Ter o próprio negócio é algo que demanda uma série de investimentos em marketing e infraestrutura. É fundamental estabelecer um local para receber os clientes, realizar reuniões e colocar as ideias em prática. Para realizar o melhor investimento e aumentar as chances de a empresa firmar-se no mercado, alcançando bons lucros, o primeiro passo é analisar as alternativas de escritórios disponíveis. Entre as opções, estão o home office, o escritório próprio e o coworking.

O home office é a escolha de muitos profissionais liberais devido a certas vantagens, como:

• Isenção de taxas.

• Baixo custo com equipamentos.

• Dispensa do aluguel.

Todavia, trabalhar em casa pode, muitas vezes, prejudicar a concentração e comprometer a qualidade do serviço. Além disso, um home office não oferece espaço adequado para encontros de negócios, secretária, atendimento telefônico personalizado e outros diferenciais importantes para a conquista e fidelização de clientes.

Outra saída são os escritórios próprios. O lugar não precisa ser necessariamente grande, mas, deve atender às necessidades básicas dos funcionários. É essencial que tenha não só a sala principal, como também comporte uma cozinha e um banheiro. A grande vantagem desse espaço é ter um local adequado para:

• Tratar do negócio.

• Atender os clientes.

• Centralizar todas as atividades da empresa.

Entretanto isso exige gastos com aluguel, mobília, equipamentos, internet, água, luz, telefone, secretária, entre outras despesas.

Homens mulheres mesa escritório

Uma alternativa que tem sido cada vez mais buscada por empreendedores é o coworking.

Uma alternativa que tem sido cada vez mais buscada por empreendedores é o coworking, um conceito de escritório compartilhado, que oferece vantagens significativas quanto ao valor a ser investido em infraestrutura. Confira algumas delas:

• Os encargos com funcionários são compartilhados entre todos os empreendedores. Assim mesmo àqueles que não dispõem de grande poder aquisitivo conseguem manter, por exemplo, uma secretária e uma telefonista.

• Divisão dos gastos com luz, IPTU, telefone, internet etc.

• Redução de despesas com manutenção e reparo de equipamentos e do próprio espaço, uma vez que os valores dos serviços são rateados entre todos os coworkers.

• Menos burocracia para alugar o espaço, já que a possibilidade de conseguir avalistas é maior.

Quem escolhe o coworking tem menos preocupações em relação à infraestrutura física do próprio negócio e pode dedicar-se com mais empenho a outras questões, como contabilidade, administração de recursos e ações de marketing. Ter uma preocupação a menos também aumenta a motivação no trabalho e a produtividade.

Outro grande benefício do coworking é o networking. Afinal, o compartilhamento do escritório permite a convivência com profissionais da mesma área e até de outros segmentos, o que proporciona a ampliação dos contatos e aumenta também as chances de estabelecer boas parcerias.