Professor aula quadro alunos

Muitas pessoas optam por fazer cursos técnicos que são direcionados ao mercado de trabalho.

A carreira profissional nem sempre tem início com o ensino superior. Muitas pessoas optam por fazer cursos técnicos que são direcionados ao mercado de trabalho. As instituições promotoras treinam e qualificam os aprendizes em um curto período de tempo e são financeiramente mais viáveis. Além disso, há um forte interesse das empresas por candidatos com esse tipo de capacitação, o que amplia o leque de oportunidades.

A empregabilidade

A formação técnica é valorizada e vista como parte da cultura organizacional da empresa. A busca por um emprego é o principal fator para a crescente procura pelo ensino que oportuniza um conhecimento prático de forma mais rápida. O ambiente corporativo está cada vez mais aberto para pessoas com esse tipo de bagagem porque, muitas vezes, as corporações têm dificuldades no recrutamento de colaboradores preparados.

Motivos para apostar

Se ainda restam dúvidas sobre qual carreira seguir, uma boa opção é observar as vantagens de escolher um curso técnico antes de iniciar a graduação. A pressa para ingressar no mercado de trabalho também é um fator que pode ser levado em consideração, já que a formação profissionalizante dura menos tempo que a universitária, podendo ser concluída em, no máximo, três anos.

Isso acontece porque as aulas focam no aprendizado prático, apresentando menos conteúdo teórico. Por meio delas, os alunos entram em contato direto com as ferramentas necessárias para o bom desempenho na área pretendida. O investimento também é menor, já que as mensalidades costumam ser mais acessíveis do que as cobradas em unidades particulares de ensino superior.

Professor quadro fórmula alunos

Quem investe em cursos técnicos agrega o conhecimento prático e a experiência profissional ao currículo.

O primeiro passo

Com os conhecimentos atualizados por meio da qualificação, o ingresso em uma universidade torna-se mais fácil e muitos dão continuidade aos estudos, transformando o aprendizado recente em uma ótima alavanca. Com um currículo incrementado, esses estudantes passam a ter um diferencial em relação aos que passaram somente pela graduação.

Carência

Ainda falta mão de obra em diversas áreas, por isso é crescente o número de cursos compactos em todo o país. Entre elas destacam-se tecnologia, hotelaria, gestão comercial, comunicação institucional, design de moda, fotografia, marketing, secretariado, gastronomia, gestão ambiental e gestão hospitalar.

Quem investe em cursos técnicos agrega o conhecimento prático e a experiência profissional ao currículo, podendo estar em uma posição mais vantajosa em comparação aos que iniciam a carreira pela faculdade. Outras questões também apontam para a escolha desse tipo de aperfeiçoamento, como a economia de tempo, o retorno financeiro rápido e o custo menor para o aluno.