Ética Profissional: O que é e qual a sua importância (Guia Completo)

21609

A ética profissional é um dos critérios mais valorizados no mercado de trabalho. Ter uma boa conduta no ambiente de trabalho pode ser o passaporte para uma carreira de sucesso.  Mas afinal, o que define uma boa ética profissional e qual sua importância? Acompanhe!

A vida em sociedade, que preza e respeita o bem-estar do outro, requer alguns comportamentos que estão associados à conduta ética de cada indivíduo. A ética profissional é composta pelos padrões e valores da sociedade e do ambiente de trabalho que a pessoa convive.

No meio corporativo, a ética profissional traz maior produtividade e integração dos colaboradores e, para o profissional, ela agrega credibilidade, confiança e respeito ao trabalho.

Contudo, há ainda muitas dúvidas acerca do que é ética, por isso, antes falar sobre ética profissional, é importante entender um pouco sobre o que é ética e qual a diferença entre ética e moral.  Confira:

ética profissionalO profissional ético é, naturalmente, admirado

O que é ética?

A palavra Ética é derivada do grego e apresenta uma transliteração de duas grafias distintas, êthos que significa “hábito”, “costumes” e ethos que significa “morada”, “abrigo protetor”.

Dessa raiz semântica, podemos definir ética como uma estrutura global, que representa a casa, feita de paredes, vigas e alicerces que representam os costumes. Assim, se esses costumes se perderem, a estrutura enfraquece e a casa é destruída.

Em uma visão mais abrangente e contemporânea, podemos definir ética como um conjunto de valores e princípios que orientam o comportamento de um indivíduo dentro da sociedade. A ética está relacionada ao caráter, uma conduta genuinamente humana e enraizada, que vêm de dentro para fora.

A ética está relacionada ao caráter, uma conduta genuinamente humana e enraizada.
A ética está relacionada ao caráter, uma conduta genuinamente humana e enraizada.

Qual a diferença de ética e moral?

Embora ética e moral sejam usados, muitas vezes, de maneira similar, ambas possuem significados distintos. A moral é regida por leis, regras, padrões e normas que são adquiridos por meio da educação, do âmbito social, familiar e cultural, ou seja, mas algo que vem de fora para dentro.

Para o filósofo alemão Hegel, a moral apresenta duas vertentes, a moral subjetiva associada ao cumprimento de dever por vontade e a moral objetiva que é a obediência de leis e normas impostas pelo meio.

No entanto, ética e moral caminham juntas, uma vez que a moral se submete a um valor ético. Desta forma, uma ética individual, quando enraizada na sociedade, passa a ser um valor social que é instituído como uma lei moral.

A consequência de um comportamento antiético afronta os valores, caráter e o princípio de uma pessoa, enquanto a quebra de um valor moral é punida e justificada de acordo com a lei que rege o meio.

etica profissional moral
A moral é regida por leis, regras, padrões e normas que são adquiridos por meio de convivência.

Características fundamentais de uma conduta ética

Alguns conceitos são fundamentais para constituir o comportamento ético. São eles:

  • Altruísmo: a preocupação com os interesses do outro de uma forma espontânea e positivista.
  • Moralidade: conjunto de valores que conduzem o comportamento, as escolhas, decisões e ações.
  • Virtude: essa característica pode ser definida como a “excelência humana” ou aquilo que nos faz plenos e autênticos.
  • Solidariedade: princípios que se aplicados às relações sociais e que orientam a vivência e convívio em harmonia do individuo com os demais.
  • Consciência: capacidade ou percepção em distinguir o que é certo ou errado de acordo com as virtudes ou moralidade.
  • Responsabilidade ética: consenso entre responsabilidade (assumir consequências dos atos praticados) pessoal e coletiva.
Altruísmo e Solidariedade fundamentais para constituir o comportamento ético
Altruísmo e Solidariedade fundamentais para constituir o comportamento ético

O que é Ética Profissional?

A ética profissional é o conjunto de valores, normas e condutas que conduzem e conscientizam as atitudes e o comportamento de um profissional na organização.  Desta forma, a ética profissional é de interesse e importância da empresa e também do profissional que busca o desenvolvimento de sua carreira.

Além da experiência e autonomia em sua área de atuação, o profissional que apresenta uma conduta ética conquista mais respeito, credibilidade, confiança e reconhecimento de seus superiores e de seus colegas de trabalho.

A conduta ética também contribui para o andamento dos processos internos, aumento de produtividade, realização de metas e a melhora dos relacionamentos interpessoais e do clima organizacional.

Quando profissionais e empresa prezam por valores e princípios éticos como gentileza, temperança, amizade e paciência, existem bons relacionamentos, mais autonomia, satisfação, proatividade e inovação.

Para isso, é conveniente que a empresa tenha um código de conduta ética, para orientar o comportamento de seus colaboradores de acordo com as normas e postura da organização.  O código de ética empresarial facilita a adaptação do colaborar e serve como um manual para boa convivência no ambiente de trabalho.

A conduta ética também contribui para o andamento dos processos internos, aumento de produtividade e realização de metas.
A conduta ética também contribui para o andamento dos processos internos, aumento de produtividade e realização de metas.

Ética profissional e valor estratégico

Em meio ao cenário caótico nacional, problemas políticos, desigualdade social, falta de infraestrutura para educação e saúde, a ética tornou-se um dos principais assuntos abordados em escolas, universidades, trabalho e até mesmo nas ruas.

Com a população mais consciente das questões morais e da responsabilidade social com que as autoridades e as empresas devem prestar à sociedade e ao meio ambiente, houve um aumento da fiscalização e cobrança pelo comprometimento ético destes órgãos.

Com isso, a ética ganhou um novo valor, o valor estratégico. As empresas se viram obrigadas a modificar seus conceitos, quebrar paradigmas e apresentar uma postura mais transparente, humana e coerente para não perder público.

Neste contexto, a ética profissional que deveria ser uma virtude enraizada do individuo tornou-se parte da estratégia organizacional e, consequentemente, um diferencial competitivo no mercado de trabalho.

No entanto, quando a empresa adota a ética profissional como uma estratégia de mercado, ela também contribui com desenvolvimento do profissional, que precisa melhoras suas habilidades com relacionamentos interpessoais e liderança.

Um profissional com habilidades de liderança e relacionamento difunde valores éticos , preza pela harmonia no ambiente de trabalho e coloca em primeiro lugar o respeito às pessoas e o comprometimento com o trabalho.

Um profissional com habilidades de liderança e relacionamento difunde valores éticos , preza pela harmonia no ambiente de trabalho
Um profissional com habilidades de liderança e relacionamento difunde valores éticos , preza pela harmonia no ambiente de trabalho

Benefícios da ética no trabalho

O profissional ético é, naturalmente, admirado, pois o respeito pelos colegas e pelos clientes é o que dá destaque a esse colaborador. A ética seria uma espécie de filtro que não permite a passagem da fofoca, da mentira, do desejo de prejudicar um colaborador, entre outros aspectos negativos.

E é necessário ressaltar que os líderes são profissionais éticos, ou devem ser, para desenvolver as competências do cargo com êxito. Os que optam pela ética preferem oferecer feedbacks, em vez de deixar o ambiente de trabalho desarmônico, e são honestos quanto às próprias condições, ou seja: não inventam mentiras para se ausentar das falhas.

Cultivar a ética profissional no ambiente de trabalho traz benefícios e vantagens a todos, uma vez que ela proporciona crescimento à empresa e a todos os envolvidos.  Com uma conduta ética bem estruturada é possível contribuir para a melhora do clima organizacional, do trabalho em equipe e respeito mútuo entre todos colaboradores.

E com um ambiente de trabalho mais prazeroso e amistoso é possível ter profissionais mais engajados, motivados e satisfeitos.

etica profissional respeito colegas
O profissional ético é, naturalmente, admirado, pois o respeito pelos colegas e pelos clientes é o que dá destaque a esse colaborador.

Como está a sua relação com a ética no trabalho?

Alguns eventos corriqueiros podem levar à reflexão de como lidamos com a ética profissional em nosso dia a dia no trabalho. O famoso “jeitinho brasileiro”, enraizado em nossa cultura, faz com que, muitas vezes, improvisemos soluções antiéticas para situações difíceis ou proibidas.

Por exemplo, surgiu a oportunidade de uma viagem no fim de semana, mas, infelizmente, para aproveitar os dias fora da cidade, será preciso viajar na sexta-feira. O profissional ético, que se sente responsável pelo desenvolvimento do seu trabalho, não usará o jeitinho brasileiro e inventar casos: ida ao médico, visita a alguém doente, etc.

Ele tentará negociar com o chefe a reposição de horas ou a possibilidade de fazer home office durante a viagem. Porque ele reconhece o trabalho como um compromisso e sabe que deve encontrar uma alternativa honesta para os imprevistos, quando necessário.

Outra situação que evidencia a falta de ética pode ocorrer na relação com o cliente. Para não perdê-lo, muitas vezes, o funcionário promete soluções que não existem e que não podem ser desenvolvidas no tempo necessário. Caso isso ocorra, a parceria estará, em breve, desgastada.

O profissional ético não oferece o que não é possível entregar e procura reverter as deficiências afirmando que tentará encontrar alternativas rápidas.  Por isso, é muito importante refletir sempre sobre o que faríamos em um tipo de situação como as que citamos, pois nunca se sabe quando acontecerá com a gente.

Por mais simples que possa parecer essas são condutas desonestas e podem arranham a ética e a imagem de um profissional.

etica profissional eventos
Alguns eventos corriqueiros podem levar à reflexão de como lidamos com a ética profissional.

10 dicas para construção de uma postura ética no trabalho

Os colaboradores que conseguem construir relações de qualidade entre os colegas e conquistar a confiança dos líderes, com uma postura de trabalho adequada e resultados concretos, são os que obtêm maior sucesso no desenvolvimento de suas carreiras.

Você precisa entender e respeitar os limites de sua função, zelar pelos instrumentos de trabalho e o patrimônio da organização e contribuir para o bom rendimento de sua equipe. Essas são condições básicas para a construção de uma postura ética no trabalho.

Conheça ainda outros fatores importantes que auxiliam neste processo:

1.     Seja honesto!

Fale sempre a verdade e assuma a responsabilidade sobre seus erros. É muito melhor aprender com os erros do que procurar um culpado para suas falhas.

A honestidade é uma das principais características de um profissional ético ela é prova de credibilidade e confiança. Seja sempre sincero consigo mesmo, com os seus princípios, com as normas das empresas e com os outros.

2.      Respeito o sigilo

Algumas empresas trabalham com informações extremamente sigilosas. Geralmente, essas condições são expostas ao profissional dentro do contrato de trabalho.

Por isso, manter o sigilo, além de ser uma atitude ética e profissional, pode ser importante para preservar o emprego. Respeite esta condição, mantendo o sigilo!

3.      Tenha comprometimento

Responsabilidade e comprometimento é o mínimo que se espera de um profissional. Se fazer o seu trabalho parece uma obrigação, reavalie sua carreira e os seus propósitos, pois algo está errado.

Um profissional com ética tem engajamento com a empresa e cumpre sua função com empenho e consciência, sempre visando o melhor resultado para a organização, consequentemente, isso agregará valor a sua carreira.

4.      Seja prudente!

Aprenda a diferenciar as relações pessoais dos profissionais, não deixe inimizades e antipatia atrapalharem o seu desempenho ou que isso interfira de forma negativa no trabalho de seus colegas e nos resultados da empresa.

Considere sempre como prioridade a realização do seu trabalho. Respeite a hierarquia da sua empresa, seja você um líder ou um colaborador. Seja profissional!

5.      Tenha humildade

Independente de hierarquia, dos conhecimentos e habilidades, entenda que ninguém é melhor que ninguém.  Humildade e flexibilidade são um dos pré-requisitos para o trabalho em equipe.

Tenha humildade, respeite seus colegas, seja cordial e não faça julgamentos. Contribua para um bom convívio e bons relacionamentos no ambiente de trabalho.

6.      Não prometa aquilo que não possa cumprir

Não prometa aquilo que não pode entregar ou um prazo que não pode cumprir, ou pior ainda, jogar a responsabilidade em cima de outras pessoas.

Com comprometimento e honestidade é possível alinhar entregas e prazos justos sem comprometer a credibilidade e a ética profissional.

7.      Saiba fazer e receber críticas

Embora as críticas nos ajudem a crescer, muitas pessoas não sabem fazer ou interpretá-las de forma construtiva.

Por isso, caso precise dar um feedback a alguém, nunca faça isso por impulso, reflita a melhor forma de dizer e como orientar a melhora. E se receber uma crítica, não leve para o lado pessoal, entenda que isso pode ser usado para o seu desenvolvimento.

8.      Reconheça o mérito alheio

Elogios sinceros podem e devem ser usados em um ambiente de trabalho, mas, se estiverem dentro do contexto profissional. Não precisa parecer um bajulador elogiando o chefe.

Elogie as atitudes assertivas, aquilo que realmente contribui com os resultados da empresa ou da equipe. Saiba reconhecer o empenho de seus colegas, dê a eles os méritos merecidos e não espere recompensa em troca.

9.      Respeite a privacidade

Nunca mexa no material de trabalho, documentos ou gaveta de um colega de trabalho, exceto, se lhe for solicitado e ainda assim se for algo que vá contribuir com o bem e o trabalho de todos.

Da mesma forma que você não gostaria que mexesse em suas coisas, com certeza seu colega não gostará de saber que teve a privacidade desrespeitada.

10. Evite fofoca

Fique longe de fofocas, comentários ofensivos e pessoas que gostam de julgar e criticar os colegas. Algumas “brincadeirinhas” por mais que pareçam inofensivas, magoam e prejudicam as pessoas.

Caso tenha algum problema com alguém, chame-a para conversar e esclareça aquilo que está o incomodando.  Se cometer algum erro, reconheça e peça desculpas, essa é a melhor forma de evitar desentendimentos e conservar a atmosfera positiva no trabalho.

Ética Profissional e Coaching

O processo de coaching traz à tona os reais valores, princípios e a missão de uma pessoa e, por meio do autoconhecimento, é possível enxergar os pontos que confrontam os propósitos e que causam insatisfação.

Assim, quando um profissional se vê desalinhado com os objetivos da empresa ou os rumos em que sua carreira está tomando, provavelmente, há um desajuste de valores. O mesmo serve para a vida pessoal, relacionamentos, etc.

Por isso, os princípios que norteiam um processo de coaching são totalmente embasados pela ética, que começa desde a relação de coach (profissional) e coachee (cliente), pois se não houver credibilidade e confiança entre ambos, não há resultados.

Responsabilidade, comprometimento e empatia são essenciais entre coach e coachee, que estabelecem um compromisso ético bilateral para atingir metas e objetivos.

O processo de coaching traz à tona os reais valores, princípios e a missão de uma pessoa
O processo de coaching traz à tona os reais valores, princípios e a missão de uma pessoa.

Confira as 7 regras de ouro do código de ética e conduta do coach

Todo processo de coaching exige ética, profissionalismo e discrição, para atuar todo coach deve atender essas premissas:

  1. Aplicar o coaching com ética, integridade e honestidade.
  2. Zelar pela credibilidade do coaching.
  3. Sempre oferecer sigilo ao cliente e ater-se ao princípio do não julgamento.
  4. Investir no autodesenvolvimento para buscar a excelência.
  5. Manter uma conduta ética tanto na vida pessoal quanto profissional.
  6. Formar uma parceria de resultados com o cliente.
  7. Contribuir para a melhoria de indivíduos, times e empresas

Conheça o código de ética profissional e conduta do coach

Ciente de sua responsabilidade como instituição pioneira na formação de coaches no Brasil, a Sociedade Brasileira de Coaching® elaborou o Código de Ética e Conduta do Coach com os seguintes objetivos:

  1. Orientar a conduta e as relações profissionais do coach e contribuir para a boa prática do coaching.
  2. Informar os clientes quanto aos critérios éticos que eles devem buscar ao contratar um coach.
  3. Disseminar e reforçar a confiabilidade, a credibilidade e a aceitação do coaching junto à sociedade e ao público em geral.
  4. Estabelecer e unificar as normas referentes ao exercício responsável e digno da profissão.

Quer saber mais sobre ética profissional e coaching assine nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos toda semana.

Não deixe de conferir também outros conteúdos do nosso blog para aprender cada vez mais sobre como alavancar sua carreira e conquistar todos os seus objetivos.

 


Comentários