Saiba por que é importante investir em coaching e autoconhecimento

261

Qual é o segredo de profissionais aprovados em processos seletivos de grandes empresas em todo país?

Em entrevista ao portal da revista Você S/A, Luís Artur di Siervo, 25 anos, atual trainee da Rhodia, conta quais foram as principais habilidades e competências que os recrutadores identificaram como diferenciais para contratá-lo.



Ser dinâmico e assumir desafios são importantes diferenciais

De acordo com Luís Arthur, é fundamental ter em mente que o dinamismo é uma das características pessoais mais valorizadas em um processo seletivo. É necessário apresentar-se como um candidato proativo e dinâmico, capaz de se envolver em diversas atividades ao mesmo tempo e que também esteja disposto a assumir desafios. As empresas buscam isso como diferencial ao entrevistar seus candidatos. Pessoas dinâmicas possuem comprometimento e controlam suas emoções.

Coaching: destaca o candidato dos demais por desenvolver suas habilidades

Outra dica é a preparação. Realizar pelo menos um ano de coaching ajuda a trabalhar habilidades que o candidato precisa desenvolver. Por meio de feedbacks, o coaching gera um trabalho baseado em metas e, acima de tudo, promove o autoconhecimento. Quando nos conhecemos a fundo aprendemos a distinguir quais competências e aptidões que norteiam nossas ações cotidianas no mundo do trabalho.

Coaching desenvolve autocontrole e inteligência emocional

Luís Artur constatou que o processo de coaching trabalha as emoções e o comportamento, levando o indivíduo a tomar decisões mais assertivas, e adquirir controle e inteligência emocional. “Constatei, por exemplo, que sou impaciente. Para que isso não se transforme em mau humor, aprendi a investir no planejamento, evitando situações como reuniões longas e preparando uma pauta objetiva”, destaca Luis Artur.

Coaching proporciona autoconhecimento e equilíbrio

Ele acredita que o autoconhecimento, proporcionado pelo coaching, o deixou em vantagem em situações como dinâmicas de grupo e painéis de negócios da seleção. “Quem se conhece bem fica mais confortável nesses momentos, está mais equilibrado, trabalha melhor em equipe e tem maior capacidade de adaptação. Os recrutadores percebem isso”, afirma Luís Artur.

Comentários
Compartilhar
AnteriorSaiba quais são os 10 principais erros cometidos pelos líderes
Próximo5 técnicas de coaching para gerenciar uma crise
Villela da Matta é fundador e presidente da Sociedade Brasileira de Coaching e presidente da SBCOACHING Corporate. Um dos maiores especialistas em business coaching do país, Villela da Matta atuou em organizações como Mercedez-Benz , Deutshe Telekom e participou da formação de mais de 20 mil coaches em mais de uma década de trabalho dedicado ao desenvolvimento do potencial humano, tornando-se conhecido pelo estilo único de transformação de alto impacto. É o primeiro master coach do Brasil, publicando os títulos “Estratégias Avançadas de Vendas” e “Engajamento Total” em parceria com Flora Victoria e Brian Tracy.