profissional-generalista-especifista

Especifista x Generalista

Na hora de sair em busca de emprego, é necessário estar atento às exigências e perfis almejados pelas empresas. Antigamente, as pessoas especializadas em uma determinada área eram as mais requisitadas e tinham chances maiores de contratação. Hoje, muitas companhias estão à procura de funcionários generalistas, que possuem uma visão mais ampla e compreensão do todo.

Sabem muito de um pouco

O especifista, além de acumular cursos e capacitações em um único campo e ter, na maioria dos casos, entendimento aprofundado apenas nessa esfera, possui vasta experiência em um só cargo. Geralmente, ocupa posições que exigem expertise e alto nível de domínio técnico.

Este direcionamento restrito a uma função requer algumas qualidades profissionais e propicia vantagens:

– Com o forte investimento em graduações e especializações, é possível se destacar e oferecer diferenciais perante a concorrência por meio de um currículo rico;

– A demanda por pessoas que tenham profundo conhecimento técnico é alta devido à expansão de algumas áreas no Brasil, como petróleo e gás;

Apesar de se sobressair em um setor, os especifistas podem ter dificuldades em conseguir espaço no mercado de trabalho. Se o ramo ao qual decidiram se dedicar estiver “em baixa”, eles passarão mais tempo desempregados e a concorrência para as vagas que surgirem será maior.

Também é uma desvantagem o fato de que colaboradores com este perfil dificilmente são reaproveitados dentro da companhia, já que possuem conhecimento limitado.

Generalista ou Especificista? Qual profissional devo ser?

É importante que o profissional saiba um pouco de tudo

Um pouco de tudo

Têm experiência em diferentes campos e são capazes de absorver muitas informações, colecionando carreiras profissionais diversificadas e heterogêneas. Ao falar do generalista, muitos acreditam que são empregados “quebra-galho” ou pouco instruídos. Na verdade, eles conseguem atuar em mais de uma posição e assumir missões distintas por ter uma noção global dos negócios.

Com a evolução do mercado, é preciso adaptar-se às necessidades das empresas, que querem funcionários aptos a exercer tarefas diversas. Ser “multifuncional” garante muitos benefícios:

– Por ter uma perspectiva ampla, são competentes para assumir cargos de gerência e liderança, pois compreendem o universo do mundo corporativo;

– São mais “empregáveis” e têm melhores chances em uma entrevista de admissão, uma vez que estão preparados para ocupar novas funções caso seja preciso;

No entanto, justamente por serem bem-sucedidos em várias atividades, podem sofrer exploração no trabalho, executando sozinhos um projeto que, por exemplo, deveria ser desempenhado por uma equipe. Em determinados momentos, a falta de aprofundamento pode prejudicar o alcance de resultados.

Para atingir o sucesso e preencher requisitos importantes para a empregabilidade, é recomendável aliar características de um especialista – que tem um foco definido na carreira profissional – a qualidades de um funcionário que tenha visão generalizada de todos os departamentos.

BAIXE 2 PDFs GRATUITOS!