mulher amigos

Um dos momentos mais complexos da vida do jovem é decidir qual carreira vai seguir.

Um dos momentos mais complexos da vida do jovem é decidir qual carreira vai seguir. Entre diversas alternativas, o aluno precisa optar por um curso de graduação até a conclusão do ensino médio. É comum sentir insegurança e incertezas neste processo de escolha, que pode ser facilitado por uma orientação vocacional.

Antes de tudo, é importante saber que, apesar da pressão em acertar na opção de vestibular, esta resolução não é definitiva. Ao longo da faculdade ou após seu término, é possível mudar de profissão.

Algumas reflexões devem ser levadas em consideração para facilitar a decisão do futuro campo de atuação e planejamento de carreira:


– Autoconhecimento: investigue quais são suas paixões e afinidades no período escolar. Não pense em estudar engenharia civil, por exemplo, se tem aversão a matemática, já que irá lidar bastante com números. Conheça seus pontos fortes e fracos, as vocações e habilidades próprias. Tenha em mente que o emprego será um ofício prazeroso quando se faz o que gosta.

– Analise o mercado: quando tiver uma lista de possíveis cursos, procure saber sobre a rotina de trabalho da profissão pré-selecionada. Converse com uma pessoa que atua na área e conheça os pormenores de sua ocupação. Também é recomendável estar atento se há muitas oportunidades ou poucas vagas no campo em que se pretende atuar. Mesmo que as chances de empregabilidade sejam mínimas, o profissional dedicado e competente sempre encontrará seu espaço.

mulher grupo profissonais

Procure saber sobre a rotina de trabalho da profissão pré-selecionada.

– Mantenha a leitura em dia: absorver o máximo de conteúdo possível é útil para dominar assuntos de áreas distintas e construir um perfil crítico. Uma informação lida em jornal pode despertar o interesse em um setor pouco explorado.

– Não tome decisões precipitadas: por mais que um trabalho aparente ser o ideal, não defina nada até fazer uma investigação aprofundada. Decisões mal pensadas podem acarretar em arrependimento e perda de tempo. Algumas pessoas podem demorar mais que outras para saber o que querem; espere o necessário para chegar a uma conclusão.

– Busque apoio: nesta fase de escolhas, contar com a ajuda daqueles que amam é fundamental. Peça a compreensão dos familiares para que deixem as expectativas de lado e apenas deem apoio para enfrentar este desafio.

Algumas respostas estão dentro de nós, mas só vêm à tona com a assistência de outra pessoa. Então, caso não consiga definir nada sozinho, não hesite em procurar apoio de um especialista. Testes de comportamento são indicados para aqueles que ainda têm dúvidas e não estão seguros de suas escolhas. Neste sentido, a orientação profissional pode ser a luz no fim do túnel no momento de decisão.