Você é um produto, com toda a carga de capacidade, conhecimento e habilidades.

Você é um produto, com toda a carga de capacidade, conhecimento e habilidades.

(Por Marinaldo M. Guedes)

“Estive em sete empregos nos últimos quatro anos. Agora estou tendo dificuldade de convencer pessoas de que vou parar e ser útil nas empresas delas”.

Esse é um péssimo sinal de que não foi feita a coisa certa e entrou em qualquer empresa, sem definir valores conflitantes e, provavelmente, atingiu alta carga de insatisfação.

Tudo bem que você leu em algum lugar que essa geração “Y” é assim mesmo. O problema é que, provavelmente, você nem faz parte dos conceitos dessa geração. E pior ainda, você não fez a tarefa de casa para conhecer seus valores mais importantes e atingir a potencialidade máxima dos seus talentos. Nesse momento você se toca de que era necessário trabalhar as estratégias de marketing pessoal para continuar sendo bem visto pelo mercado.

Bem-vindo. Vamos começar de novo. Você é um produto, com toda a carga de capacidade, conhecimento e habilidades.  Todo produto, razoavelmente sério, precisa de uma marca, esse conceito que define como você é visto pelo seu consumidor, o mercado. Toda marca passa por uma ou várias estratégias que a tornam única.  Esse é o seu valor de mercado. No caso acima, houve um tremendo descuido na consolidação dessa marca.

Recentemente, atendi uma cliente médica, finalista de especialização em ortopedia. Prestes a fazer a prova final, ainda estava insegura quanto a sua capacidade conceitual. Qualquer convite entusiasmante a tira dos estudos. Uma hora de exposição de conflitos, o segredo foi revelado. Já havia pesquisado tudo sobre a romântica Veneza, só faltando comprar a passagem para a cidade italiana. Era o seu prêmio para não ficar triste com os resultados da prova final.  Assim tudo era mais doce e suave, um motivo para sair dos estudos com bastante frequência.

Para retirar o máximo resultado das oportunidades e experiências, entra o coaching.

Para retirar o máximo resultado das oportunidades e experiências, entra o coaching.

Sem definir para onde quer ir, chegará a lugares incertos. Após retomar o objetivo, é hora de definir o melhor caminho. É nesse caminho que você vai construindo o seu marketing pessoal. Isso envolve a maneira como cada categoria se veste, dentro de uma filosofia de mercado, mais ou menos sofisticado, largado e impessoal.

No exercício de alavancagem de sua marca é bom conhecer pessoas que são do mercado. Esteja pronto a auxiliar outros colegas, mesmo redirecionando o auxilio a outras pessoas de maior competência. O perfil online deve falar de você numa linguagem congruente com o que você quer atingir.

Qual é o seu valor de mercado? Lembre-se que uma carreira vai além de posições, ela é feita de experiências. As empresas estimulam, cada vez mais, os profissionais para que tomem posse e desenvolvam suas carreiras.

Para retirar o máximo resultado das oportunidades e experiências, entra o coaching.  São reuniões pessoais que usam ferramentas específicas, enriquecidas com assessments, avaliações e entrevistas, cujo objetivo é identificar seus pontos fortes. Mesmo que a empresa não esteja fazendo, faça pela sua carreira, essa é a sua vida. A empresa dá possibilidades ou facilita, ainda assim você é o responsável pelos seus resultados.

Tenha sempre um norte para se guiar. Continue a caminhar. Dê chances de chegar aonde poucos ou ninguém chegou.  E que lugar é esse? É quando você melhora a sua função ou a própria organização.

Você é uma pessoa bem resolvida quando descobre quem você é.  Quando você não se resolve, pode mudar de empresa e ainda assim vai encontrar as mesmas dificuldades em outro lugar e com pessoas diferentes. Não sabendo quem sou, serei sempre vítima e a culpa será sempre do outro.