O estresse é desencadeado quando não conseguimos nos adaptar a novas situações e também a demandas excessivas.


(Por Sandra Rosenfeld)

Há dois tipos de estresse, o positivo e o negativo. O positivo, denominado eustress é aquele que nos impulsiona, nos dá ânimo e pique. É desencadeado por situações e desafios que podem nos trazer benefícios, como a apresentação de um projeto que pode resultar numa promoção.

O estresse negativo, denominado distress, é aquele que mina nossas energias. Este estresse é desencadeado quando fatores externos se tornam pesados demais, quando não conseguimos nos adaptar a novas situações e também a demandas excessivas, prazos curtos para entrega de trabalhos, ambiente competitivo, entre outras situações.



O estresse pode ser causado por motivos pessoais, profissionais, financeiros, familiares e sociais, está diretamente associado à forma da pessoa conseguir lidar com as situações. Os motivos de estresse para uns, podem não causar nenhum impacto negativo em outros.

Há uma frase que gosto muito: “nós não podemos controlar eventos externos que independem de nossa vontade, mas podemos escolher como lidar com eles”.

O que acontece é que nem todos conseguem fazer boas escolhas. Isto exige sabedoria e usar nossos recursos internos que são maravilhosos, mas que muitos não sabem acessar. Sabedoria é adquirida com estudos, leituras, bom aproveitamento das vivências. A verdade é que o equilíbrio que nos permite fazer escolhas sensatas, que vão nos proteger emocionalmente, é conquistado.

Muitos optam conscientemente, ou não, pela lei de – ‘para que facilitar se posso dificultar’. E assim vão realmente trazendo cada vez mais estresse para as suas vidas e para as de quem está a sua volta.

Existem situações que trazem um nível de estresse tão grande que muitas vezes não há como amortizar o impacto. Por exemplo, o bullying escolar e profissional. Nas escolas acontece o assédio moral físico e psicológico. Nas empresas é o moral. Sendo os dois extremamente devastadores pela sua covardia, já que há uma relação desigual de poder nesses casos.

O estresse contínuo, por ter um impacto direto no sistema imunológico (já que mente e corpo estão totalmente interligados) pode causar inúmeras doenças, tais quais: depressão, enxaqueca, fibromialgia, hipertensão, úlcera, gastrite, problemas cardíacos, entre outras.

Faça o que puder ser feito para nos trazer bem estar e energia renovada.

Faça o que puder ser feito para trazer bem estar e energia renovada.

Por esses motivos, é fundamental encontrarmos meios de minimizar as consequências do estresse em nossa vida. Existem muitas formas como terapias psicológicas, visando o fortalecimento do EU para tomadas de decisões, e terapias alternativas como acupuntura, aulas de relaxamento, yoga, exercícios físicos regulares e até uma reeducação alimentar. Enfim, o que puder ser feito para nos trazer bem estar e energia renovada.