Ter sucesso é arte ou ciência?

Ter sucesso é arte ou ciência?

Todos os leitores que me acompanham sabem que tenho predileção pessoal por debater sobre o “sucesso”. O interesse nasceu de trabalhos que desenvolvi e apresentei a diferentes fóruns, explorando paradoxo associado a que grande parte de ex-coachees relatam a experiência em Coaching como sendo de “sucesso” quando apenas pequena parte deles plenamente alcançou as metas inicialmente definidas.

Encontrei evidências de que a visão (percepção) de “sucesso” não implica, necessariamente, em “alcançar plenamente as metas tangíveis “.

Pois bem, recentemente li um texto explorando o conceito de que “sucesso é uma ciência”. Alguém já chamou de arte. Imediatamente, busquei explorar o assunto, a partir das premissas associadas, assumindo que há certa consistência que pode ser identificada no jeito de ser e de agir das pessoas tidas como bem-sucedidas. Será verdade que se aplicarmos os hábitos e a maneira de agir de profissionais de ponta, iremos atingir nossas metas?

No livro best-seller Psychocybernetics, o Dr. Maxwell Maltz debate o tema partindo da hipótese de que nossas ações são o resultado de nossos hábitos. Considerando que são as ações que nos levam a alcançar resultados, o autor acredita ser possível assumir que os hábitos estejam diretamente relacionados aos resultados obtidos. De acordo com Maltz, se quisermos mudar resultados deveremos construir novos hábitos, ou seja, alterar o que se faz automaticamente, acabar com aquela programação fincada na mente inconsciente.

Essa programação de nossos hábitos, muito provavelmente, é bem antiga e foi incoporada ao cotidiano sem questionamentos (até porque, normalmente, começam a existir quando se é bastante jovem). O cenário torna-se mais crítico quando existem carências ou crenças que nos fazem ter resultados limitados. Como então mudar isso para atingir conquistas incríveis, aquilo que estará muito próximo do conceito mais amplo de “sucesso”?

Tudo começa pelo objetivo claro e mensurável, aquele que a pessoa está bastante motivada a alcançar. Quando esse objetivo é mensurável, ela saberá exatamente quando é atingido. Certamente, espera-se que esse objetivo não esteja limitado sob qualquer hipótese e, especialmente, seja perseguido com a “determinação dos apaixonados”. Outro detalhe importante é assumir o objetivo sempre no tempo presente, pois isso trará uma força maior para que seja concretizado. Jogar para o futuro é distanciar o objetivo e enfraquecer a ação.

Uma dica do autor é manter o objetivo escrito em um papel, guardado em sua carteira de dinheiro ou documentos.

Conviva com o objetivo, sinta-se constantemente estimulado pelas perspectivas que ele lhe apresenta.

Lei e reflita constantemente sobre ele. Acima de tudo, entenda que essa companhia é a chave para a sua felicidade e conquista do “sucesso”.

Passe a associar as suas ações com a consecução do seu objetivo e evite aquelas que sejam contraditórias. Trabalhe para abolir os hábitos cotidianos que estão boicotando esse objetivo e assuma aqueles que podem contribuir com os novos caminhos. Quando houver a sensação de frustração, avalie se o sentimento não está associado com a velha programação que quer se manter viva e ativa.

Finalmente, entenda que “ter sucesso” nem significa praticar arte e ou exercitar ciência, mas apenas adotar a capacidade de assumir suas decisões, incorporar as ações necessárias e seguir essa ordem de comando até o fim. Sem dúvida, hesitação ou medo. Com firmeza, vontade e um sonho de conquista presente.

Coaching e o Sucesso

Continue lendo sobre Coaching e o Sucesso:

O que é o sucesso? | Busque o Sucesso! | Traçar metas para alcançar o sucesso | Imagem Pessoal – Caminho para o Sucesso | Qual a Melhor Forma de Alcançar o Sucesso? | Sucesso é uma questão de atitude | Ter sucesso é arte ou ciência? | Qual é o preço do sucesso? | Como ser um coach de sucesso? | Alcance o sucesso com o Coaching Educacional | Sucesso no casamento | Entrevista de emprego: como ter sucesso | Inteligência Ética – Sucesso em seus Empreendimentos | Sucesso – Treinamento nas Organizações | Regras Que as Pessoas de Sucesso não Quebram