Ansiedade - Como Controlar a Ansiedade?

Hoje muitas pessoas se queixam de ansiedade. Em algumas a ansiedade chega a tal nível que são diagnosticadas com TAG – Transtorno da Ansiedade Generalizada.

Isto é muito sério e é sinal de que algo mais além da ingestão de medicamentos precisa ser feito. Os medicamentos tratam os efeitos. É necessário ir além para descobrir, tratar, amenizar e em alguns casos até curar as causas.

Ninguém consegue ser feliz com um grau elevado e crônico de ansiedade, simplesmente porque as atividades dessa pessoa são impactadas pele grau de ansiedade em que ela vive.

Todos nós passamos por momentos ou fases com mais ou menos ansiedade e isto é normal. O problema é quando a ansiedade se torna persistente ou crônica e elevada a tal ponto que interfere em nossos pensamentos, sentimentos, sono, relacionamentos tanto pessoal quanto profissional e realização de nossas tarefas.

Ainda não se sabe ao certo as causas da ansiedade generalizada, mas sabe-se que além dos fatores genéticos e, ou, causados por alguma doença ou distúrbio, os fatores externos como as situações de estresse do dia a dia tem influência direta e importante.

É notório também que mesmo a ansiedade causada por algumas condições físicas, tais quais, menopausa, hipo e hipertiroidismo, dores crônicas, insônia, entre outros, tem efeitos impactantes no aumento da ansiedade no indivíduo que já tem o transtorno ou pré-disposição para o mesmo.

Ansiedade: dicas importantes

No entanto, mesmo nesses casos, algumas atitudes podem comprovadamente amenizar a ansiedade e, consequentemente, os efeitos físicos, emocionais, mentais e resultados negativos no dia a dia causados por ela. Aqui vou dar algumas dicas que se colocadas em prática podem realmente ajudar.

  • Saber administrar o tempo. Sim, a má administração dos nossos afazeres é um grande causador de ansiedade. Na verdade nós não podemos administrar o tempo, mas sim nossas ações no tempo. É fundamental saber priorizar por urgência e importância e realizar seguindo esta ordem; saber delegar e ter um tipo de acompanhamento para o que foi delegado; dividir o dia em partes               (minutos e horas ) e se programar dentro desses tempos propostos para ler e responder e-mails, responder e fazer telefonemas, acessar redes sociais, etc.
  • Não postergar. Deixar para última hora o que tem data para ser entregue ou resolvido é um grande fator de ansiedade. É mais fácil fazer o que gostamos ou que temos mais desenvoltura do que as tarefas mais chatas ou difíceis, aquelas que não dominamos. Mas justamente são essas tarefas, que por exigir mais da gente devem a ser iniciadas o mais breve possível e concluídas antes do prazo. Ponto para quem faz isso!
  • Não fazer várias coisas ao mesmo tempo, passando de uma para outra antes de finalizar a anterior ou anteriores. No final tem várias tarefas em aberto.
  • Se manter conectado o tempo todo no mundo virtual em detrimento do mundo real, seja no lap top, tablete e principalmente no celular é um dos maiores causadores de ansiedade da atualidade. É um vício como outro qualquer e precisa ser visto e tratado como tal. A tecnologia deve ser utilizada a nosso favor, para aumentar nossa liberdade e não nos escravizar.
  • Aproveitar as horas livres, fins de semana e férias com a família e amigos traz paz e a sensação de dever cumprido, o que reduz consideravelmente o nível de ansiedade.
  • Não se deixar em último plano. Buscar fazer atividades que trazem benefícios para a saúde física e mental como ginástica, musculação, caminhadas, natação,  mas que sejam exercícios que vocês se identifique, que tenha algum tipo de prazer.
  • Reservar um tempo exclusivo para parar, relaxar, fazer contato com a nossa essência, aquietar mente e corpo é imprescindível para equilibrar, harmonizar, reduzir o estresse e a ansiedade e nos manter no momento presente. Isso conseguimos através da meditação, yoga, tai chi chuan.

Também, já falamos deste assunto ao indicar comocontrolar a ansiedade com o coaching.

E enfim, lembrar sempre que a sua vida hoje é reflexo de como você viveu ontem. Ou seja, hoje é o futuro do ontem. Portanto saber viver com totalidade o momento presente é o que vai fazer diferença para melhor ou pior tanto na sua vida hoje quanto amanhã.