Posted in:

Como vender mentoria: saiba tudo sobre o assunto

como vender mentoria saiba tudo sobre assunto

Quer aprender como vender mentoria e montar um programa eficiente para atrair mentorados?

Neste post, você verá que planejamento, conhecimento do público-alvo e networking são fundamentais para conquistar clientes.

Essas estratégias devem ser empregadas para que você consiga entregar valor ao público, oferecendo um serviço de mentoria capaz de elevar os resultados dos mentorados.

Ficou curioso?

Então, é hora de se debruçar sobre alguns aspectos essenciais para quem busca vender mentoria:

Tudo isso é muito importante, mas existe algo fundamental para colocar em prática:
Você precisa de ter hábitos certos, que vão te colocar em ação.


Pensando nisso, criamos um material que vai te ajudar a ser mais feliz e realizado através de hábitos de sucesso.

Clique aqui para ter acesso ao material e participar de um encontro online, onde Villela da Matta vai te dar mais conhecimento sobre este tema.

Continuando...

  • Como criar um programa de mentoria
  • Passo a passo para vender
  • Papel do mentor
  • Como funciona na prática
  • Mentoria e coaching
  • Exemplos de mentoria
  • Coaching para conquistar mais clientes.

Siga com a leitura e tire todas as suas dúvidas sobre o tema.

Como vender mentoria?

como vender mentoria

Neste texto, você verá um guia sobre como vender mentoria e ajudar outras pessoas a conquistarem o sucesso profissional.

Mas, antes, que tal rever alguns conceitos?

O que é mentoria?

Mentoria é uma ferramenta de desenvolvimento profissional que tem como objetivo orientar profissionais menos experientes em uma área específica.

Trata-se de um processo composto pelo mentor, que é um profissional experiente na sua área, e o aluno, que necessita da orientação.

No livro Coaching e Mentoring (Editora FGV, 2015), Ana Paula Gomes, André Barcaui, Anna Scofano e Dayse Gomes definem a mentoria como um conjunto de recomendações de apoio e ajuda.

“Frequentemente, vem de alguém que já tenha vivenciado, ou não, os conflitos do outro”, destacam os autores. 

“Entretanto, o mentor possui uma senioridade profissional e uma bagagem de vida que, certamente, o mentorado deseja um dia alcançar”, concluem.

Por isso, durante o processo, o mentor dá suporte ao aluno de modo que ele adquira aprendizado na área, conquiste uma performance melhor e receba orientação em relação às suas dúvidas e incertezas relativas à carreira.

Para que serve uma mentoria?

A mentoria serve para ajudar profissionais na construção e direcionamento da carreira.

Isso é útil especialmente para profissionais inexperientes, que ainda precisam de orientação para se posicionar no mercado.

O objetivo da mentoria é fornecer conhecimentos e troca de ideias entre o mentor e o mentorado, de modo que o desenvolvimento profissional dele seja estimulado.

Durante o processo, o mentor atua como fonte de inspiração e referência.

Entre as finalidades da mentoria, é possível citar a identificação de barreiras do mentorado, direcionamento de carreira e compartilhamento de boas práticas na área de trabalho.

E, claro, a orientação profissional de um modo geral, conforme a demanda específica do cliente.

Como criar um programa de mentoria e vender mais?

como vender mentoria como criar programa vender mais 1

Se você está iniciando a sua jornada como mentor, confira três dicas para criar um programa de mentoria e vender mais.

1. Conheça o seu propósito

Qual é o seu objetivo ao oferecer um programa de mentoria?

Ao refletir sobre esse propósito, você poderá se questionar de que maneira seus conhecimentos na área poderão gerar insights a outros profissionais. 

2. Defina o público-alvo

Quem são as pessoas que você deseja atrair para a mentoria?

Se você tem experiência em gestão financeira, o seu público pode ser composto por gestores de empresas em crise, por exemplo.

Isso é essencial para que, uma vez montado o programa, você possa vendê-lo às pessoas certas.

3. Faça o planejamento

Para criar o programa, você nunca deve pular a etapa do planejamento.

Nesse estágio do processo, elabore a proposta de trabalho, a dinâmica dos encontros com os mentorados e a forma de acompanhamento dos resultados e desempenho.

Defina também os objetivos do programa, ou seja, quais resultados você espera obter. 

Com essas dicas em mente, veja, no tópico a seguir, um passo a passo para vender a mentoria. 

Passo a passo para entender como vender mentoria

como vender mentoria passo a passo para entender

Como vimos, vender mentoria exige um planejamento meticuloso. 

Veja como proceder:

Desenhe o seu programa

A primeira etapa é desenhar o programa, identificando o seu principal objetivo.

Em outras palavras, você deve entender de que forma quer ajudar seus clientes.

Para isso, conhecer o público-alvo, sobretudo suas necessidades, é essencial.

É por meio desse mapeamento que você poderá definir as atividades do programa, a estrutura dos encontros e as experiências que irá compartilhar.

Também é a hora de definir o número de aulas, o tempo de duração e se elas serão destinadas a indivíduos ou grupos.

Atraia pessoas para o programa de mentoria

Depois de desenhar o programa, é hora de atrair as pessoas certas para a mentoria, de acordo com o público-alvo identificado previamente.

Uma forma de atrair pessoas é por meio do marketing digital, utilizando canais como site, blog e redes sociais.

Outra opção é apostar no networking, fazendo contatos com empresas que possam ter interesse no programa para seus profissionais.

Para persuadir as pessoas a recorrerem ao programa, mostre como ele pode contribuir para a atuação do profissional, quais mudanças são implementadas e de que forma a sua solução ajuda a elevar a performance.

Conheça seus clientes e respeite a individualidade

Cada cliente tem suas próprias características, competências e experiências.

Por isso, nem sempre o que funciona para um é eficiente com outro.

Ou seja: embora você tenha desenhado o programa, é ideal ter flexibilidade para adaptá-lo ao perfil do aluno.

Dessa forma, você respeita a individualidade e torna a mentoria ainda mais potente.

Mesmo que o processo seja feito em grupo, busque reunir pessoas com perfis semelhantes e adeque a dinâmica para que elas aproveitem ao máximo. 

Guie as relações do programa de mentoring

Como mentor, uma de suas responsabilidades é guiar as relações do programa.

Você conduz o processo, apresenta os objetivos e apresenta o planejamento para os encontros.

Também deve se mostrar disposto a ajudar os alunos, de modo que eles possam recorrer a você sempre que necessário.

Analise todos os resultados

Depois de finalizar uma mentoria, analise todos os resultados do processo.

Identifique os impactos da mentoria, pontos fortes e fracos.

Por meio da avaliação de desempenho dos alunos, você tem um termômetro para avaliar a eficácia do seu trabalho.

E nunca se esqueça de pedir feedback aos alunos.

Essa é uma forma de avaliar quais mudanças precisam ser feitas nas próximas mentorias.

Quais são os maiores problemas que impedem a venda de mentoria?

como vender mentoria quais sao maiores problemas que impedem venda

Está com dificuldade para atrair mentorados?

Confira três problemas que impedem a venda de mentoria e que podem estar prejudicando o seu negócio.

1. Não entregar valor

Não oferecer valor em um programa de mentoria é um problema que dificulta a aquisição de mentorados.

Em um artigo para o seu site, Brian Tracy, palestrante motivacional que é referência em vendas, afirma que a venda de valor significa que os clientes compram o seu serviço porque, sem ele, não teriam acesso a esse próprio valor.

“As pessoas não compram produtos – elas compram os resultados que o produto dará a elas”, destaca.

2. Não direcionar a venda

Não faz sentido tentar vender para qualquer pessoa.

Ao oferecer um programa de mentoria, você precisa direcionar a venda ao público-alvo, composto por quem, de fato, tem potencial para a compra e para obter resultados positivos.

Assim, na hora da venda, você pode focar seus esforços conforme as necessidades desse público, conversando diretamente com ele e evidenciando o valor do programa.

3. Não investir em marketing

Investir em marketing digital é uma forma de fazer o cliente chegar até você.

Em um artigo para o LinkedIn, o consultor de negócios Bilal Jamal Eddine aponta que, sem marketing, o seu cliente potencial pode nunca saber da existência do seu serviço.

“Usar marketing para promover o seu produto, serviço e empresa dá ao negócio a chance de ser descoberto por possíveis clientes”, destaca.

Quais as vantagens de se vender um processo de mentoria?

como vender mentoria quais vantagens processo

Existem diferentes vantagens de se vender um processo de mentoria.

E elas vão muito além do retorno financeiro obtido a partir das vendas.

A principal é que o próprio mentor se beneficia da troca de experiências com os mentorados.

“A interação humana, por si só, traz alguma reflexão, ou mesmo aprendizado para ambas as partes”, dizem os autores do livro Coaching e Mentoring, já mencionado anteriormente.

“O mentor também aprende com o mentorado, já que não existem seres humanos prontos”, explicam.

E é justamente essa troca de experiências que permite ao mentor fazer networking.

Quanto mais ele vende mentorias, mais contatos tem para integrar à sua rede.

Nesse caso, o ganho de visibilidade e reconhecimento no mercado também é uma vantagem de vender mentoria.

Não apenas o mentor tem a oportunidade de ajudar outras pessoas, mas é reconhecido como um profissional que é referência na sua área de atuação. 

Em longo prazo, o aumento da satisfação com a carreira é um dos benefícios de vender mentoria, principalmente porque o mentor realiza um trabalho com propósito e ajuda a alavancar a performance de outros profissionais.

Além disso, como mentores trocam experiências com diversos profissionais, também têm acesso a uma visão ampla da realidade do mercado, que é útil não só para a sua própria atuação profissional, mas para levar os melhores insights aos mentorados.

Mas, afinal, qual o papel do mentor?

como vender mentoria mas afinal qual papel mentor

O papel do mentor é dar orientação para o mentorado, trocando experiências e aconselhando a partir da expertise que possui no mercado. 

Em um artigo para o blog HubSpot, Lindsay Kolowich afirma que, em essência, o papel do mentor é ser um consultor confiável. 

“Tudo se resume em tornar-se disponível para apoiar e aconselhar as pessoas quando elas precisam, oferecendo esse suporte de uma forma que faça sentido para elas e sempre mantendo os melhores interesses dessa pessoa em mente”, diz a autora.

Quem é o profissional que conduz a mentoria?

O mentor é uma pessoa que tem experiência em uma área específica do mercado.

Trata-se de alguém com vivência e bagagem, capaz de compartilhar conhecimentos com outros profissionais.

Um empresário com experiência em gerenciamento de riscos pode conduzir uma mentoria com empreendedores que precisam de orientação nessa atividade, por exemplo.

Ou, então, o mentor pode ser um profissional de marketing que é referência em atração de clientes, por exemplo, podendo mentorar nessa área.

Uma das premissas básicas para quem deseja se tornar um mentor é ter o desejo intrínseco de ajudar outras pessoas, uma vez que esse é o principal propósito da mentoria.

Qual a diferença entre mentor e tutor?

Conforme mencionamos antes, o mentor é uma pessoa que tem ampla experiência em uma área específica.

A orientação transmitida ao mentorado, nesse caso, vem do próprio conhecimento adquirido ao longo dos anos, na prática, pelo mentor. 

Já o tutor pode ser entendido como alguém que ensina algo a outra pessoa, como um professor, por exemplo.

Como um programa de mentoria funciona na prática?

Na prática, um programa de mentoria funciona por meio de reuniões com frequência predefinida entre mentor e mentorado.

Essas sessões podem ser semanais, quinzenais ou mensais, por exemplo, e podem ser feitas individualmente ou em grupo.

Durante os encontros, mentor e mentorado trabalham em conjunto na definição dos objetivos da mentoria.

Além disso, o mentorado tem a oportunidade de apresentar suas dúvidas e ideias ao mentor.

A partir disso, o mentor aconselha, esclarece dúvidas e orienta o mentorado conforme a sua demanda.

Um dos propósitos é que o mentorado coloque em prática, no intervalo dos encontros, os conhecimentos adquiridos nas sessões, de modo a se desenvolver profissionalmente.

A estratégia do mentoring

A estratégia do mentoring, como você viu, começa com a definição dos objetivos do processo.

A partir disso, o mentor poderá oferecer insights, conhecimentos e reflexões ao mentorado, de modo que ele adquira aprendizado na área.

Justamente por isso, a mentoria é uma estratégia recorrente nas empresas, que oferecem o processo aos colaboradores e aos líderes como forma de potencializar os recursos humanos.

Quais as diferenças entre mentoria e coaching?

como vender mentoria quais diferencas entre coaching

Mentoria e coaching são metodologias diferentes, e cada uma tem uma finalidade específica.

Como você viu antes, o objetivo da mentoria é o compartilhamento de conhecimento entre um profissional com experiência em uma área específica e outro ainda inexperiente.

Nesse processo, o mentor dá conselhos para o aluno, orientando-o na sua caminhada profissional.

No coaching, isso não acontece, pois se trata de um processo que dá ferramentas para que o coachee desenvolva competências importantes, seja para sua vida profissional, seja para a pessoal.

Isso significa que o coach dá suporte ao coachee, mas não dá a ele soluções prontas.

O processo de coaching está muito mais ligado ao autoconhecimento do coachee, de modo que ele desenvolva suas habilidades para adquirir o sucesso, sempre de olho em metas e objetivos.

Em um artigo para a revista Forbes, Kelli Richards, CEO do The All Access Group, afirma que os mentores são pessoas bem-sucedidas que compartilham sabedoria para gerar insight e orientação à medida que o aluno se depara com os desafios profissionais. 

De forma geral, os mentores sabem como conduzir os negócios e têm grande experiência na área do cliente, de acordo com a autora.

Já os coaches, segundo Richards, são treinados para obter fortes habilidades de gerenciamento de processos, inteligência emocional e técnicas de autoconhecimento e foco nos objetivos.

“Enquanto uma conexão mentor/aluno é aberta e pode durar décadas, o relacionamento de coaching mais formal é usado para tratar de questões específicas  - e depois de um desafio específico ter sido abordado, ambas as partes normalmente seguem em frente”, diz a autora.

Exemplos de programas de mentoria

Agora que você já sabe como funciona o processo na prática, conheça três exemplos de programas de mentoria.

Mentoria em e-commerce

A mentoria em e-commerce é voltada a aumentar a performance de lojas virtuais.

Nesse caso, o mentor ajuda a analisar a situação atual do e-commerce, com seus pontos fortes e fracos, para orientar o mentorado na criação da melhor estratégia de vendas.

A orientação varia conforme a demanda do mentorado, mas pode abranger questões como logística, atendimento ao cliente ou gerenciamento de fluxo de caixa, por exemplo.

Mentoria em negócios

Essa modalidade é voltada para a administração de negócios e, portanto, é ideal para empreendedores e gestores.

O objetivo é orientar os mentores a conduzir negócios com eficiência, compartilhando boas práticas e alertando contra erros frequentes de modo a aumentar resultados.

Mentoria em marketing

A mentoria em marketing tem como foco orientar o mentorado na elaboração de uma estratégia digital que permita aumentar o crescimento da empresa.

Fatores como atração de clientes, posicionamento de marca, relacionamento com o público e vendas podem ser abordadas durante o processo.

O Coaching como ferramenta para conquistar mais clientes

como vender mentoria coaching como ferramenta para conquistar mais clientes

Quer atrair mais clientes para o seu programa de mentoria? 

O coaching é a ferramenta ideal que pode ajudar nesse processo.

Trata-se de uma metodologia voltada ao desenvolvimento de habilidades e competências comportamentais que impactam diretamente nos resultados do indivíduo, inclusive no âmbito profissional.

Por isso, o coaching permite potencializar as suas virtudes, corrigir as vulnerabilidades e criar um plano de ação baseado em metas e objetivos do coachee.

Dessa forma, o coaching pode ser utilizado como suporte para elevar os resultados de vendas e conquistar mais clientes.

Por meio do processo, o coachee domina todas as etapas do processo de vendas, aumenta o foco e disciplina e aprende a lidar com os desafios inerentes ao mercado.

Os resultados de vendas aumentam consequentemente. 

Principais benefícios e resultados do coaching

Entre os principais benefícios e resultados do coaching, está o ganho de autoconhecimento.

O coaching é voltado a oferecer instrumentos para que o coachee reflita sobre suas próprias características, padrões de pensamento e comportamento, de modo a fazer as correções necessárias a potencializar as virtudes.

Algumas competências que podem ser desenvolvidas com o coaching são:

Por meio disso, os resultados também ficam melhores, incluindo aumento de performance em diferentes estágios da venda:

  • Prospecção de clientes
  • Relacionamento
  • Apresentação do serviço
  • Levantamento das necessidades do cliente
  • Fechamento.

Conclusão

Agora você já sabe como criar o seu programa de mentoria e como atrair mais clientes para a sua atividade.

Nessa hora, o seu foco deve estar voltado a entregar valor ao mentorado, de modo que você se torne uma referência para ele.

Lembre-se de investir os seus esforços de venda para o público-alvo com potencial de compra, sempre adequando o programa de mentoria ao perfil de cada mentorado.

E tenha sempre em mente o seu propósito como mentor, deixando em evidência o seu interesse em ajudar outras pessoas a crescer.

Nessa jornada de superação, recorra ao coaching para desenvolver as suas competências, de modo a melhorar o seu desempenho como mentor e atrair mais clientes.

Para isso, é importante conhecer os treinamentos da SBCoaching, organização que é referência mundial na área.

Se você gostou das dicas do artigo, compartilhe nas redes sociais e deixe um comentário abaixo contando sua experiência em mentorias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *