Posted in:

Comportamento humano: entenda a importância de compreendê-lo

comportamento humano positivos negativos corporativos

Você é capaz de compreender todos os aspectos do comportamento humano?
Mesmo um especialista no assunto tende a responder que não.
Afinal, são tantas as variáveis e mistérios que envolvem o nosso modo de ser e agir que é praticamente impossível dar conta de toda essa complexidade.
Ainda assim, nada impede que possamos entender aspectos gerais e buscar a compreensão sobre como funciona o comportamento humano e de que maneira ele é influenciado.
Que tal mergulhar nesse universo? Então, não deixe de acompanhar este artigo até o final!

O que é o comportamento humano?

O comportamento humano pode ser definido como o conjunto de todas as ações físicas e emoções que estão associadas a um indivíduo ou mesmo a um grupo social.
Ou seja, são as nossas respostas aos mais variados estímulos do dia a dia, tanto de origem interna quanto externa.
O mapeamento desses diferentes modos de agir nos permite identificar reações mais comuns em situações específicas. Ainda assim, dada a natureza humana e a possibilidade de escolha individual, nunca é possível determinar com precisão se um padrão de comportamento vai ser repetido ou não.
Isso nos leva a definir o comportamento humano como um assunto complexo e cheio de nuances – não por acaso, iniciamos o artigo falando que nem o mais renomado dos especialistas seria capaz de esgotar o tema.

O que define o comportamento humano?

Mas como são definidos esses comportamentos? Por que agimos da forma que agimos? E como os padrões se transformam ao longo do tempo?
A resposta para todas essas perguntas está no espaço que ocupamos no mundo e as possibilidades que ele nos apresenta.
Desde que nascemos até chegarmos à idade adulta, passamos por incontáveis mudanças.
É a partir desse processo que, pouco a pouco, definimos nossa personalidade, traços característicos, caráter e reações diante dos desafios que se colocam em nosso caminho.
Todas essas transformações e definições são influenciadas pelo meio no qual estamos inseridos, as pessoas com as quais interagimos, os detalhes da nossa cultura e as situações às quais somos expostos.
Assim, cada um desses fatores tem influência no processo de construção do comportamento humano, tanto em nível individual quanto coletivo.
Alguns deles são instintivos, como tirar a mão ao contato de uma superfície quente.
Outros são consolidados a partir de repetições e definições sociais de certo e errado, moral ou imoral.

Por que compreender o comportamento humano?

comportamento humano por que compreender
Enquanto seres humanos, entender as origens e características desse comportamento é uma forma de compreender a nossa própria existência.
Ou seja, é jogar luz ao entendimento básico de como evoluímos e moldamos hábitos e costumes com o passar do tempo, desde os tempos primitivos.
É também aprender a diferenciar instinto de desejo ou objetivo.
Em resumo, é importante para perceber como chegamos até aqui, quais são as nossas perspectivas e o que toda essa construção histórica tem a ver como o modo que você, individualmente, vai reagir da próxima vez que receber uma crítica, for assaltado ou mesmo receber uma proposta de emprego.

Os benefícios de se entender o comportamento humano

comportamento humano beneficios entender
Até aqui, a conversa parece filosófica demais? Mas há uma razão para ser assim.
Vale lembrar que toda essa compreensão pode trazer benefícios práticos para o nosso dia a dia.
Confira alguns deles:

Todos os benefícios que acabamos de listar tem alguma ligação, seja direta ou indireta, com o entendimento das relações em sociedade. E isso não é por acaso.
Afinal, ao entender o comportamento humano, você se sente apto a tomar decisões mais assertivas em todas aquelas situações que envolvem pessoas.

O coaching e a psicologia humana

comportamento humano coaching psicologia humana
Como uma metodologia focada no desenvolvimento humano, o coaching tem tudo a ver com o tema deste artigo.
Ele visa a maximização de competências comportamentais como forma de dar suporte para que o coachee (o cliente do processo) possa alcançar os seus objetivos.
É uma construção que passa por desenvolver o autoconhecimento e entender o próprio comportamento, desde as crenças limitantes até os aspectos favoráveis.
A partir dessa compreensão, fica mais fácil projetar um planejamento eficiente e factível, que gere realização no lugar de novas frustrações.
Isso vale especialmente porque todas as conquistas passam diretamente pelo coachee e as decisões por ele tomadas.

As mudanças no comportamento nas diferentes fases da vida

comportamento humano mudacas comportamento diferentes fases da vida
Sim, nosso modo de agir não é estático.
O que seria uma escolha hoje pode já não ser mais amanhã.
Comportamentos que são aceitos para uma criança podem não ser bem vistos quando desempenhados por adultos.
Tudo isso faz parte da complexidade inerente à nossa existência.
Por isso, vale a pena analisar algumas diferenças percebidas em diferentes fases da vida.

Fase infantil

Em nossos primeiros anos, ainda temos pouca autonomia ou mesmo consciência para desenvolver comportamentos que possam ir além do instintivo.
Se temos fome, sede ou precisamos que a fralda seja trocada, a reação é o choro. Essa é a maneira mais simples para demonstrar a insatisfação.
Mas a infância é também um período de intensa aprendizagem.
Na maior parte do tempo, assistimos comportamentos de adultos e tentamos reproduzi-los.
É dessa maneira que assimilamos novos conhecimentos e possibilidades de ação.
Isso tudo até que chegamos à adolescência e descobrimos um mundo antes desconhecido.
Nesse momento, as relações sociais se intensificam e exigem novas posturas.
Queremos mais liberdade e sentimos a necessidade de tomar decisões por conta própria.
Seguimos nesse ritmo de novidades constantes e descobertas até chegar à idade adulta, na qual os novos objetivos e o início da vida profissional trazem perspectivas diferentes.

Fase Adulta

Maturidade.
Essa é uma característica cobrada constantemente de quem se torna um adulto.
Aqui, a tão sonhada liberdade é uma realidade e exige ações e pensamentos próprios. Afinal, você é o responsável agora.
A necessidade de se encontrar em uma profissão e de atender às expectativas da família e dos amigos são aspectos que pesam e tendem a moldar o comportamento humano nessa fase.
Com isso, as cobranças também se multiplicam e definem muito do caminho escolhido para seguir.
O objetivo, claro, é alcançar o sucesso – independente do conceito individual que ele assuma.
Isso sem deixar de lado a qualidade de vida, muitas vezes encarada como um tempo livre para praticar hobbies ou mesmo viajar.
Mais tarde, depois de consolidada a carreira e construída uma família, a preocupação se volta para o financeiro e o comportamento também se molda de acordo com o novo momento.
É preciso pensar no futuro, nos filhos, na aposentadoria.
As transformações não parecem ter fim.
Ao olhar para o passado, quando já tiver chegado até aqui, é possível que o indivíduo perceba que seu modo de ser e de agir já não é mais o mesmo de antes.

Os traumas e os reflexos no comportamento humano

comportamento humano traumas reflexos
Como já destacado, as definições do comportamento humano estão intimamente ligadas com as experiências vividas.
Seguindo nessa lógica, é fácil perceber como os traumas experimentados podem influenciar nas nossas conduta e atitudes. Novamente, isso vale para o nível pessoal e coletivo.
Uma pessoa que sofreu um acidente de carro pode ter receio de voltar a dirigir.
Por outro lado, a experiência também pode servir para que ela passe a prestar atenção aos pequenos detalhes e não se coloque em uma situação vulnerável, que poderia dar chance para a repetição do trauma.
O mesmo vale para as tragédias coletivas, que despertam sentimentos diversos, como a indignação e o medo.
Nesse aspecto, podemos encarar os eventos traumatizantes como parte do processo de aprendizagem.
É também a partir deles que nos habilitamos a definir o que é ou não uma conduta viável e, a partir daí, mudamos padrões.

Conheça fatos curiosos sobre comportamento humano

Você já parou para pensar em alguns comportamentos bastante comuns que possuímos, mas nem por isso muito lógicos?
Sabe aquela vontade de chorar durante um filme ou o gosto por músicas e livros tristes?
A resposta está na empatia, a capacidade de nos colocarmos no lugar do outro, mesmo sabendo que se trata de uma situação fictícia.
Afinal, quem nunca torceu e conversou com a mocinha da trama durante aquele episódio decisivo da série?
Outro fato curioso é o constrangimento gerado pelo silêncio de não falar nada quando estamos próximos a alguém.
A explicação está no modo como somos acostumados a viver em sociedade e a promover trocas quando gostamos da companhia de alguém.
Ou seja, o silêncio é entendido como uma reprovação e reagimos tentando buscar um assunto em comum.

O comportamento humano no ambiente de trabalho

comportamento humano ambiente trabalho
Como vimos, o comportamento humano na fase adulta está diretamente ligado ao universo profissional e aos desafios que ele oferece.
Aprendemos a nos portar dentro da lógica organizacional e balizamos nossas ações de acordo com o que é ou não aceito.
Mas ainda que seja recorrente a busca pelo desenvolvimento na carreira, cada um possui a sua própria maneira de agir para chegar até lá, como explicamos a seguir.

Os estudos sobre o comportamento nas organizações

A disponibilidade de uma área de recursos humanos dentro das empresas não é mero acaso.
Sua presença é uma forma de de estabelecer padrões de comportamento e fazer o gerenciamento do capital humano, de forma a garantir que a empresa e os colaboradores estejam satisfeitos.
Hoje, podemos dizer que esses estudos já são bastante avançados e dão conta de auxiliar os profissionais no desenvolvimento do trabalho.
Eles nos permitem, inclusive, definir perfis de atuação de acordo com as características de cada indivíduo.
Dentro dessa sistemática, temos:

  • O catalisador: essencialmente criativo, é motivado por reconhecimento e possui perfil dinâmico
  • O controlador: focado em resultados, busca a realização e age de maneira crítica
  • O apoiador: privilegia os relacionamentos e valoriza muito o convívio harmônico
  • O analítico: apegado às normas e aos procedimentos, busca estabilidade e segurança.

Comportamentos positivos e negativos no ambiente corporativo

comportamento humano positivos negativos corporativos
E aí, conseguiu identificar qual é o seu perfil?
Independente da resposta, existem determinados comportamentos que sempre são encarados de forma positiva no ambiente corporativo.
Eles demonstram um profissional interessado e sempre são bem-vindos para quem deseja se destacar.
Vamos conhecer alguns deles?

Percepção aguçada

Mantenha a sua percepção sempre aguçada e esteja pronto para identificar qualquer resultado fora do normal ou situação que exige atenção específica.
É sempre bom ter alguém por perto com o alerta ligado.

Identificar soluções pontuais

Mais do que ser a pessoa que identifica os problemas, esteja pronto a oferecer soluções.
Afinal, não basta apontar o erro se você for incapaz de mostrar um caminho melhor a ser seguido.
Chega uma hora que parece apenas implicância.

Atitudes

As pequenas atitudes do dia a dia contam.
Levar um bolo que você mesmo fez para compartilhar com os colegas, se oferecer para ajudar em uma tarefa ou mesmo ser o tipo de pessoa que anima o ambiente.
São detalhes que fazem a diferença.

Comportamento organizacional

Cada empresa tem as suas próprias regras e normas de conduta.
Entender esse conjunto de especificações ajuda você a agir da melhor maneira possível e evita que o seu bom desempenho como profissional seja manchado por uma atitude equivocada.

Criatividade

Estamos na era da criatividade.
Por isso, nunca abandone a sua.
Oferecer soluções inovadoras, que a maioria das pessoas seria incapaz de pensar, é uma qualidade e tanto – muito valorizada por gestores, vale dizer.

Como o coaching auxilia no comportamento no trabalho?

comportamento humano como coaching auxilia
Se você acha que precisa melhorar as suas práticas no ambiente de trabalho ou mesmo se o objetivo é alcançar o patamar necessário para uma promoção de cargo, recorrer ao coaching é uma estratégia inteligente.
A metodologia permite que você desenvolva conhecimentos e competências que vão dar apoio para que possa atuar com mais naturalidade e desenvoltura no ambiente corporativo.
Outra perspectiva fundamental é a possibilidade de aguçar as suas características como um líder.
O coaching pode levar você do estado atual até o desejado, que consiste na realização de seus objetivos profissionais, mas também de ordem pessoal.

Quais fatores podem condicionar determinados comportamentos?

Resumindo tudo o que já trouxemos até aqui sobre o assunto, o comportamento humano não é estático e, ainda que previsível em certos casos, sempre está sujeito a alterações.
Elas são condicionadas por fatores dos mais diversos.
Além de tudo aquilo que já citamos sobre a realidade na qual uma pessoa está inserida, os pequenos detalhes do dia a dia podem fazer a diferença também.
Uma briga com um amigo, a chegada de uma gripe, uma gentileza inesperada.
Mesmo nós, às vezes, nos surpreendemos com o modo como reagimos diante das situações.

Como é a especialização em comportamento humano?

comportamento humano como especializacao
Tudo o que viu até aqui desperta grande interesse?
Então, aproveite para conferir as dicas sobre os cursos de especialização em comportamento humano.
Quem sabe essa também não é uma chance de alavancar a sua carreira, não é mesmo?

Para quem é o curso?

Na maioria das instituições, não existe uma graduação específica como pré-requisito. Basta ter um diploma na mão para poder começar.
Já em termos de perfil, o curso costuma ser indicado para profissionais que desejam entender as teorias e práticas de desenvolvimento do potencial humano e também como lidar com pessoas de maneira mais assertiva.
Vale lembrar que, de acordo com a instituição escolhida, o foco da especialização pode mudar.
Enquanto algumas são mais voltadas às questões filosóficas, outras tendem a adotar o comportamento humano aplicado às organizações.

O que se estuda? (Disciplinas)

As disciplinas podem variar muito de acordo com o foco e a instituição, mas confira alguns dos temas que são bastante comuns nos currículos:

  • Teoria da personalidade e comportamento humano
  • Gestão de pessoas
  • Desenvolvimento organizacional
  • Tecnologia e estratégias empresariais
  • Comportamento humano e sociedade
  • Desafios da comunicação interpessoal.

Qual a carga horária?

Cursos de especialização como esse costumam ter entre 350 horas e 400 horas, divididas ao longo de três semestres.
Em geral, os encontros são quinzenais.

A importância do autoconhecimento para o comportamento humano

Ao falar do comportamento humano, você deve ter reparado que nos referimos algumas vezes ao autoconhecimento.
E o motivo é simples: para entender o todo, o outro, precisamos primeiro olhar para nós mesmos.
Se você é incapaz de saber o que move as suas ações, fica mais difícil se relacionar com as pessoas e se colocar no lugar delas antes de apenas julgar.
Da mesma forma, evoluir como pessoa ou profissional depende de reconhecer os pontos a corrigir e as virtudes a explorar.

O coaching como ferramenta de desenvolvimento do autoconhecimento

Convencido de que é necessário praticar o autoconhecimento? Então, conte com o suporte da metodologia de coaching para percorrer esse caminho.
O curso de Personal & Professional Coaching, por exemplo, é uma formação oferecida pela SBCoaching para guiar aqueles que estão iniciando nesse universo e conquistar seus objetivos com muito mais assertividade.
Para chegar lá, no entanto, não existe milagre: é preciso dedicar um tempo e olhar para si mesmo, entender quem é você, de fato.
Que tal começar esse processo agora mesmo?

Conclusão

comportamento humano conclusao
Como você deve ter reparado, entender o comportamento humano não é algo exatamente simples, pois envolve inúmeras variáveis.
Ainda assim, mesmo que você não escolha seguir como um estudioso da área, é importante ter noções mínimas de por que agimos como agimos diante da vida.
Isso é também entender um pouco de quem somos no mundo.
Individualmente, também vale fazer essa reflexão e olhar para dentro de si.
Será que os seus comportamentos representam quem você gostaria de ser?
Fica o questionamento e, também, a oportunidade de sempre desenvolver novas competências e evoluir.
Aproveite para deixar seu comentário abaixo, contribuindo com o assunto a partir de suas opiniões.