Constelação familar

Toda pessoa traz consigo um inconsciente familiar transmitido de geração em geração e estruturado em fatos que compõem a história da família

Desenvolvida pelo alemão Anton Suitbert Hellinger, a constelação familiar é uma vertente psicoterápica que não tem como base teorias psicológicas preestabelecidas. O estudo nasceu da observação de grupos psicoterapêuticos coordenados por Hellinger. Mas, afinal, o que é constelação familiar?

O termo se refere à abordagem das emoções e forças inconscientes presentes em todo indivíduo e de que maneira elas influenciam o comportamento humano. Para Hellinger, toda pessoa traz consigo um inconsciente familiar transmitido de geração em geração e estruturado em fatos que compõem a história da família. A técnica utiliza a reconstrução da árvore genealógica para trabalhar e acabar com bloqueios pessoais que possam ter origem em traumas familiares.



Esse método ajuda o indivíduo a tomar consciência dos fatores que contribuíram para a aquisição de determinados comportamentos prejudiciais à sua vida social e profissional, com o intuito de promover a superação dessas experiências ruins e a melhora de padrões comportamentais negativos. De acordo com a abordagem, existem forças dinâmicas, chamadas de “ordens do amor”, que influenciam as relações em família segundo três princípios básicos.

superando obstáculos

Constelação familiar assim como o coaching visa auxiliar o indivíduo a superar obstáculos

Um deles é a necessidade de pertencer ao grupo ou clã e explica que todo grupo familiar impõe aos seus membros determinados comportamentos que, se não forem seguidos, ameaçam a condição de pertencimento do indivíduo. O outro princípio é a necessidade de equilíbrio entre o dar e o receber nos relacionamentos, ou seja, nas relações familiares existe a prerrogativa de retribuir aquilo que se recebe. O terceiro trata a necessidade de hierarquia dentro do grupo ou clã como meio para a manutenção da ordem e esclarece que uma situação desconfortável surge sempre que alguém precisa repreender um membro que está acima dele na hierarquia.

A técnica da constelação familiar é geralmente aplicada em grupo e, por meio de uma dramatização, ajuda a pessoa a perceber melhor sua origem e como se deram os fatos que marcaram sua vida e ocasionaram determinados comportamentos. A partir dessa representação, o indivíduo tem a oportunidade de analisar a experiência sob o ponto de vista de todos os membros envolvidos e desse modo encontrar soluções para o seu problema.

A constelação familiar, assim como o coaching, visa auxiliar o indivíduo a superar obstáculos e expandir sua capacidade de analisar os problemas para encontrar novas saídas, mais eficientes. A aquisição de autoconhecimento contribui para que a pessoa amplie suas potencialidades e melhore sua forma de relacionar-se tanto no ambiente familiar quanto no trabalho, evitando o aparecimento de conflitos ou situações que impeçam o desenvolvimento individual e de todo o grupo.