funcionários trabalho

Especulações, boatos e intrigas se espalham com facilidade no ambiente corporativo.

Especulações, boatos e intrigas se espalham com facilidade no ambiente corporativo. Por isso, é preciso aprender a filtrar o que se houve e tomar muito cuidado para não prejudicar a si mesmo ou a um companheiro de trabalho.

Em empresas de grande porte, esse tipo de situação parece ser mais comum, afinal, quanto mais pessoas estiverem convivendo num mesmo espaço, maior é o desafio de lidar com as diferenças e mais difíceis se tornam as relações humanas.

No trabalho, o ditado “quem conta um conto aumenta um ponto” é comprovado. A “rádio peão”, comentários que correm pelos corredores, costuma distorcer informações com frequência, o que pode gerar conflitos e afetar a produtividade. Por meio dela a demissão de um colaborador, por exemplo, pode virar o fechamento de todo o setor.
Mas o que faz uma pessoa espalhar falsas notícias e semear intrigas entre os companheiros de trabalho? É possível especular diversos motivos: desde problemas de relacionamento até a insatisfação com a situação profissional e/ou financeira dentro da empresa. O mais provável, no entanto, é que esse tipo de situação surja por falhas na comunicação.

Mudanças que atinjam direta ou indiretamente a vida dos colaboradores e que não chegam a eles por fontes oficiais podem ser o estopim para boatos e o início de problemas ainda maiores. Consultores apontam que 60% das dificuldades administrativas em uma empresa são causados por erros de comunicação.

funcionários empresa

Basta não dar ouvidos a notícias não oficiais e evitar conversas pelos corredores.

Como lidar com esses problemas

Para lidar com esse tipo de situação, ao colaborador basta não dar ouvidos a notícias não oficiais e evitar conversas pelos corredores. Caso se sinta prejudicado por algum boato ou intriga, é necessário falar diretamente com um superior e mostrar a ele, sem rodeios e de maneira firme, o que está ocorrendo.

Ao gestor, cabe dosar liderança e relações humanas no trabalho, buscando um feedback dos colaboradores sobre questões relacionadas à satisfação com o emprego e à forma como a empresa os valoriza.

Canais de comunicação

Boatos, especulações e informações erradas se disseminam facilmente em ambientes onde não existem canais oficiais de comunicação. Estes canais podem ser um jornal mural ou institucional, portais intranet, blogs corporativos, TVs e rádios internas etc. Instituir tais meios de comunicação é uma forma de não deixar que informações secundárias ganhem crédito dentro da organização.

Comunicados face a face, como reuniões entre departamentos e palestras com todos os funcionários, também são meios eficientes de comunicação dentro da empresa. Com essas ações cada vez menos informações não oficiais irão circular no ambiente corporativo.