consciência ética

As pessoas têm tomado consciência em relação a questões ligadas à responsabilidade social e à sustentabilidade.

Em decorrência dos problemas sociais e políticos do Brasil, como a desigualdade social, a falta de infraestrutura para a saúde e a educação e a corrupção em todas as esferas políticas, a ética se tornou um assunto bastante abordado nas universidades, escolas, casas e, inclusive, no ambiente de trabalho.

As pessoas têm tomado consciência em relação a questões ligadas à responsabilidade social e à sustentabilidade, exigindo a cada dia atitudes mais coerentes e responsáveis de seus representantes políticos, órgãos públicos e empresas. Por isso, agir com ética é hoje um diferencial estratégico para as organizações.

A tecnologia a favor da ética


Com o avanço da tecnologia, os negócios escusos efetuados por empresas e autoridades públicas são descobertos com mais facilidade. E internet ajuda a propagar as notícias sobre essas condutas inadequadas. Assim, inquéritos são abertos e os cidadãos começam a ganhar mais voz.

Uma nova consciência

A sociedade está mais exigente quanto ao modo como os produtos são feitos e os serviços são executados, levando em consideração o cuidado com o meio ambiente e com as pessoas. Por esse motivo, estabelecer e seguir padrões éticos, sem dúvidas, é uma vantagem para as organizações.

Diante dessa nova realidade, as companhias se viram obrigadas a rever seus paradigmas, antes intocáveis, e a priorizar a gestão de pessoas na organização, adotando a ética empresarial como uma estratégia. Grandes, médias e pequenas empresas já discutem a importância de manter a coerência entre o discurso que propagam e o que fazem de verdade.

A atual postura do cidadão é o ponto principal de toda essa transformação. Veja:

O cidadão tem voz e poder

As empresas se conscientizaram de que o indivíduo tem voz e direito de escolha e chegaram à conclusão de que dependem da opinião positiva dos cidadãos para se destacarem no mercado e permanecerem à frente de outras organizações.

Os consumidores sabem discernir o que é bom e o que é ruim

valores ética estratégia

É preciso difundir valores éticos, colocando em primeiro lugar o respeito às pessoas e o compromisso com o trabalho.

Muitas pessoas não compram mais produtos que agridem o meio ambiente e estão atentas à qualidade e ao empenho da organização em entregar o serviço/produto no prazo determinado.

Ética como estratégia

Com a mudança da sociedade, as companhias começaram a enxergar seu comprometimento ético e o de seus funcionários como valor estratégico. É preciso difundir valores éticos, colocando em primeiro lugar o respeito às pessoas e o compromisso com o trabalho. Desse modo, além de alcançar uma postura respeitável, a empresa contribui para que seus colaboradores desenvolvam habilidades e tenham maior motivação pessoal e profissional.

É conveniente que a organização crie um código de conduta, para facilitar a adequação do comportamento dos funcionários às normas éticas adotadas. Todavia, é preciso ter em mente que este documento não é imutável, e que ele pode ser modificado de acordo com cada situação e segundo o cenário social de cada época. O código servirá como um ponto de partida para uma boa convivência e para um melhor desempenho da empresa.