homem cadeira gráfico

O gerente deve assegurar o bom desenvolvimento da empresa.

Ser gerente é muito mais do que conduzir um negócio. É ter a capacidade de descobrir e aproveitar os pontos fortes de cada colaborador. Entre as funções que esse líder acumula, estão a coordenação e motivação de equipe, geração de receita, gestão de processos internos, delegação e supervisão de tarefas e condução de reuniões. No entanto, se fosse para resumir todas essas habilidades profissionais em apenas uma, seria a de assegurar o bom desenvolvimento da empresa.

O gerenciamento é um processo criado para viabilizar o alcance de resultados, por meio da execução de tarefas no tempo correto. Por isso, cabe a esse profissional fazer o melhor uso possível das competências pessoais de cada membro da equipe e dos recursos materiais e financeiros disponíveis.



Motivação e liderança no trabalho e facilidade de comunicação são algumas características essenciais para um gerente. Além de ter estas aptidões natas, um bom administrador precisa saber lidar com conflitos e descentralizar a liderança, dividindo as tarefas entre os funcionários. Desta forma, é possível otimizar o tempo, desenvolver novos líderes e manter os trabalhadores empenhados e satisfeitos com o emprego.

Confira outras dicas de como ser um bom gerente:

Mantenha-se comprometido: trabalhar com empenho e ética garante respeito e influência junto à equipe.

Ouça e oriente: escute com atenção as opiniões e os questionamentos dos seus colaboradores, assim poderá avaliar todos os pontos colocados e orientar cada profissional da melhor forma possível.

Seja compreensivo: entenda o grupo, os valores pessoais, as dificuldades e as dúvidas existentes. Isso irá contribuir para o crescimento da empresa e de todos os trabalhadores.

homem mulher binóculos

Escute com atenção as opiniões e os questionamentos dos seus colaboradores.

Persista: não se deixe abater diante das dificuldades e insista para que as metas idealizadas sejam alcançadas.

Compartilhe: dúvidas, medos, certezas, angústias, pressões, crises e vitórias devem ser divididas com toda a equipe. Isso demonstra que você realmente reconhece seus liderados como um time.

Pratique o feedback: um bom chefe precisa saber dar respostas que ajudem no desenvolvimento do negócio e ser compreensivo diante das críticas.

Inove: busque mudar a maneira de executar as atividades. Dessa forma, as tarefas não viram rotina e continuam a atrair a atenção dos subordinados, que terão mais vontade de realizá-las.

Moderação: saber medir a pressão relativa aos resultados é uma atitude muito positiva. O gestor deve impor o ritmo do trabalho, mas também prezar pela segurança e saúde de cada colaborador. O bom senso deve determinar quando é preciso cobrar mais.

Planeje: projetar as ações a serem executadas durante o dia, a semana e o mês auxilia na organização do expediente e no alcance de metas.

Conheça as falhas: identifique as dificuldades dos trabalhadores e as tarefas não realizadas. Assim, fica mais fácil buscar alternativas para atingir os melhores resultados.