Inteligência - crianças e inteligência múltipla


As crianças que são incentivadas a terem desenvolvimento e treinamento desde cedo, adquirem mais capacidade e habilidades

Inteligência

A Inteligência tem por definição a capacidade mental de raciocinar, planejar, resolver problemas, ter ideias, bem como aprender e compreender linguagens diferentes. Estudiosos, filósofos e pesquisadores buscam entender melhor e mensurar o que, também, pode ser chamado de habilidade cognitiva.

Em 1900 o psicólogo francês, Alfred Binet, foi requisitado para mensurar o grau de inteligência de crianças nas escolas, surgindo após a 1ª guerra mundial o teste de Q.I. (Quociente Intelectual). Tal teste tinha por finalidade geral diferenciar crianças com déficit mental e crianças com o intelectual “dentro da média”, nos mais diferentes graus.

Posteriormente, o professor e psicólogo norte-americano Howard Gardner desenvolveu a teoria da inteligência múltipla. Segundo ele, a inteligência não podia ser considerada como estagnada e passível de ser medida quantitativamente. A teoria de Gadner também salientava que a inteligência não se resumia apenas a habilidade de solucionar problemas ou agir conforme  testes de quociente intelectual; a inteligência teria diferente facetas, sendo dividida em: Inteligência Lógico-Matemática; Inteligência Linguística; Inteligência Musical; Inteligência Espacial; Inteligência Interpessoal; Inteligência Intrapessoal; Já a CHC (Teoria Cattell-Horn-Carroll) é uma proposta conciliatória entre a visão de Inteligência Unitária (como o fator geral e inato de inteligência) e a Múltipla (de habilidades específicas que, combinadamente, dão base para que se resolva um problema).

A Inteligência Múltipla rompe com o pensamento antigo de que a inteligência humana era única e fechada, que poderia ser medida apenas  por meio do QI que, geralmente, mede o raciocínio lógico do indivíduo, porém, Gardner mostrou que outras habilidades também entram na categoria de inteligência e que funcionam como várias peças que podem ser desenvolvidas de uma maneira geral ou separadamente. Por exemplo, quando uma pessoa tem problemas para resolver cálculos, porém tem uma habilidade absurda para compreender os cenários ao seu redor e transformá-los em objetos, como no caso dos artistas plásticos. Isso não significa que ela seja mais ou menos inteligente do que a pessoa com habilidades matemáticas, e sim que possui uma inteligência específica mais desenvolvida.

Inteligência - criança desenvolve inteligência

Elas podem adquirir um desenvolvimento em suas inteligências quando ocupam seu tempo fazendo cursos diversos que possam lhes despertar conhecimento

No campo da Inteligência Múltipla existe a Inteligência Lingüística, Musical, Lógico-Matemática, Espacial, Cinestésica, Interpessoal e Intrapessoal. Os seres humanos têm a habilidade de dominar uma ou mais dessas inteligências, porém, principalmente nos últimos anos, as pessoas procuram desenvolver todas elas.

Ao incentivar as pessoas à desenvolverem talentos e aptidões desde pequenas, a probabilidade é de que, na vida adulta, elas sejam mais capazes de resolver problemas de todas as naturezas e tenham múltiplas habilidades, o que seria um diferencial para elas no futuro, se tratando de mercado de trabalho. Elas podem adquirir um desenvolvimento em suas inteligências quando ocupam seu tempo fazendo cursos diversos que possam lhes despertar e polir conhecimentos dos quais elas ainda não sabem que têm habilidades (como aulas de idiomas, esportes etc) e convivem com outras crianças.

As crianças que são incentivadas a terem desenvolvimento e treinamento desde cedo, adquirem mais capacidade e habilidades na escola e conseguem se relacionar melhor com seus colegas e, a tendência, é que no futuro, sejam profissionais mais qualificados e dedicados, com facilidades para desenvolver novas habilidades e ao mesmo tempo serem mais sociáveis.