Diante de inúmeros e enigmáticos personagens e inusitadas situações, como acontece no dia a dia de qualquer pessoa, o filme Alice no País das Maravilhas promete provocar uma extensa reflexão sobre personalidades, atitudes, desprendimento, coragem, insegurança, medo e determinação.

Roteiro riquíssimo em informações, a história criada por um matemático, pode e deve ser analisada sob vários aspectos. Na história de Alice, assim como em um processo de Coaching, é possível extrair novos aprendizados sobre um mesmo tema e conquistar importantes transformações individuais ou de equipes.

Qual a relação entre o filme e o processo de coaching

 Assim como na vida real, o filme retrata que estamos rodeados de pessoas, cada qual com suas habilidades, atividades e importância. O desafio é aprender a conviver com essas diferenças e buscar nossas próprias realizações , metas e planos. Mas como fazer isso sem invadir ou desrespeitar o espaço do outro num ambiente real cada vez mais egoísta e individualista, seja na vida profissional ou pessoal? Se no filme, esse cenário já é difícil, na vida real é muito mais.

Porém, é possível sim viver com tanta diversidade e conquistar muito mais da vida utilizando um processo de Coaching para conquistar um verdadeiro crescimento pessoal. Para isso, o Coaching reúne uma série de ferramentas que ensinam como extrair o melhor de cada indivíduo para ajudar qualquer pessoa a realizar os mais importantes sonhos. Afinal de contas, sempre vamos estar rodeados de pessoas ao longo de nossas vidas, por isso é tão importante se especializar em comportamento humano.

Como o processo pode ajudar a lidar com diferentes comportamentos

O que poderia levar muito tempo, como saber conviver com tantas pessoas com tantos interesses diferentes, pode ser conquistado de forma rápida e eficiente, por meio de um processo de Coaching, com o qual é possível aprender com mais facilidade e menos traumas. O processo ensina, entre outras situações, que:

  • Aprender a lidar com as divergências para solucionar um mesmo problema pode ser muito eficiente e interessante em qualquer ambiente pessoal ou profissional
  • Identificar as próprias fraquezas pessoais e lidar com as fraquezas do outro pode contribuir para uma convivência mais harmônica voltada para resultados
  • Saber aliar a união de forças pode resultar em grandes conquistas tanto individuais quanto de equipes e grupos.

 

Villela da Mata define a importância da inteligência social

O presidente da Sociedade Brasileira de Coaching, Villela da Matta, explica que cada vez mais estão valorizando a inteligência social no mercado de trabalho, seja para ocupar cargos de liderança, ou até mesmo pleitear vaga em alguma grande equipe.

 “Mais importante que estar capacitado tecnicamente a assumir um determinado cargo é estar e se sentir preparado para lidar com o principal desafio que é conviver com pessoas de diferentes opiniões e se beneficiar dessa diversidade. É justamente aí que um processo de Coaching é importante e até fundamental dentro de qualquer ambiente profissional. Indivíduos que se utilizam do Coaching se mantém mais focado em resultados e se tornam mais preparados para lidar com diferenças”, conclui Villela.