Posted in:

Perfeccionista: definição, características e tipos

Você se considera uma pessoa perfeccionista? Vale fazer uma rápida reflexão.
É do tipo que se apega aos pequenos detalhes? É o principal crítico do seu desempenho? Tem dificuldades para trabalhar em equipe, pois gosta de fazer tudo do seu jeito? É uma pessoa extremamente competitiva, que não admite perder?
Bom, caso tenha respondido de maneira afirmativa para todas ou boa parte dessas perguntas, há fortes indícios de que você é perfeccionista.
Mas calma lá, isso não é algo definitivo ou necessariamente negativo.
É possível que você seja apenas uma pessoa rigorosa, exigente consigo mesma e que busque a excelência no que faz.
O perfeccionismo tem outras características que precisam ser levadas em conta.
Aliás, existem diferentes tipos de perfeccionismo. Você sabia?
Então, não deixe de acompanhar o artigo até o final.
Conheça um pouco mais sobre essa característica que, dependendo da intensidade, chega a ser considerada um defeito.
Boa leitura!

O que é ser perfeccionista?

Primeiro, vamos à definição deste traço de personalidade. Ser perfeccionista é tentar ser o melhor em tudo aquilo que se propõe a fazer.
Ser o colaborador com os melhores resultados, o pai ou a mãe perfeito e o marido ou a esposa que todo companheiro pediu para ter.
Costuma ser também aquela pessoa que não admite errar, não lida muito bem com críticas e segue um padrão altíssimo de exigência.

Quais são as características de um perfeccionista?

perfeccionista quais sao caracteristicas
Normalmente, os perfeccionistas são pessoas detalhistas, que conseguem manter o foco em suas atividades pelo tempo suficiente para entregar um resultado mais do que satisfatório e, de preferência, sem erros.
Para manter esse padrão de excelência, eles precisam ser organizados também.
Costumeiramente, montam cronogramas e planejam cada etapa do todo com muita meticulosidade.
Como se pode notar, nem sempre o perfeccionismo é algo ruim.
Todas essas qualidades citadas são positivas e colaboram para uma vida pessoal e profissional saudável.
O grande problema é quando essas características vêm acompanhadas da cobrança exagerada e da autocrítica desmedida. Mas isso é assunto para mais à frente.
Agora, vamos conhecer outros detalhes da personalidade de um perfeccionista.
Será que você se encaixa em alguns deles? Confira:

  • Determinação e comprometimento
  • Padrão de exigência elevado consigo mesmo e com os demais
  • Falhas nunca são bem-vindas
  • Dificuldade em lidar com críticas
  • Elevado nível de competitividade
  • Dúvidas em relação à capacidade do outro
  • Problemas para trabalhar em equipe
  • Frustração quando algo fica abaixo das expectativas.

Como nascem os perfeccionistas?

perfeccionista como nascem
Não há nenhum estudo que diga que ser perfeccionista é uma qualidade inata ou quais fatores podem levar uma pessoa a agir desta forma.
No entanto, a maneira como a infância é vivenciada pode interferir no desenvolvimento de uma personalidade que busca a perfeição em todos os segmentos da vida.
Crianças que são fruto de uma gravidez planejada e muito desejada pelos pais costumam carregar um grau de exigência elevado em suas costas, por exemplo.
Por seus responsáveis criarem uma expectativa muito grande com a sua chegada, esses filhos buscam ser os melhores em tudo, como forma de justificar toda essa espera do pai e da mãe.
Mas essa não é uma regra, até  porque o mesmo pode acontecer no caso contrário, quando a gestação não foi planejada e veio em uma hora considerada inapropriada.
Como forma de tentar compensar a sua vinda não planejada, é possível que a criança se sinta impelida a ser o melhor que puder, justamente para chamar a atenção dos pais e provar o seu valor.

Quais são as vantagens do perfeccionismo?

perfeccionista quais sao vantagens
Como dissemos anteriormente, o perfeccionismo não é, necessariamente, algo ruim.
Não há nada de errado em tentar ser o melhor naquilo que se propõe.
Por isso, há vantagens que precisam ser levadas em conta.
Normalmente, trata-se de uma pessoa:

Tudo isso é muito importante, mas existe algo fundamental para colocar em prática:
Você precisa de ter hábitos certos, que vão te colocar em ação.


Pensando nisso, criamos um material que vai te ajudar a ser mais feliz e realizado através de hábitos de sucesso.

Clique aqui para ter acesso ao material e participar de um encontro online, onde Villela da Matta vai te dar mais conhecimento sobre este tema.

Continuando...

Quais são as desvantagens de ser perfeccionista?

perfeccionista quais sao desvantagens
Por outro lado, os dualismos da vida indicam que também há desvantagens em ser perfeccionista.
O problema é quando esse comportamento se transforma em obsessão e o que era para ser uma busca constante de melhorar a si mesmo se torna uma frustração atrás da outra por perceber que a perfeição não existe.
Quando uma pessoa passa a ser muito dura consigo mesma para manter o seu rigoroso padrão de cobrança, o perfeccionismo passa a ser algo nocivo.
Também chamado de perfeccionismo neurótico, esse comportamento se caracteriza pela repetição excessiva de tarefas para encontrar resultados que se aproximem da sua exigência implacável.
Essa atitude pode, inclusive, gerar distúrbios mentais sérios, como transtornos obsessivos compulsivos, depressão e fobias sociais.

Como o coaching pode ajudar?

perfeccionista como coaching pode ajudar
Trabalhar a sua inteligência emocional é uma ótima forma de aproveitar somente os benefícios de ser um perfeccionista.
Se você não sabe como fazer isso, temos uma dica para oferecer: conte com o coaching.
A metodologia oferece todo o suporte para que você possa aprimorar a gestão das suas próprias emoções.
Uma das bases trabalhadas para chegar até lá é o autoconhecimento, habilidade fundamental para quem deseja alcançar a inteligência emocional e tomar decisões mais assertivas.
Durante esse processo, o coaching oferece o apoio para que você possa entender melhor quem é e, a partir daí, definir onde deseja chegar.
E não é só o perfeccionismo que tem vantagens e desvantagens.
Todo mundo é repleto de sentimentos positivos e negativos, mas aqueles que conseguem perceber melhor seus pontos fortes e atenuar suas fraquezas saem na frente na busca pelo equilíbrio.
A metodologia é também uma forma de trabalhar seus medos e crenças limitantes, como o receio de falhar e de sofrer julgamentos, por exemplo.
Ela ajuda a desenvolver as competências comportamentais necessárias para que você possa se tornar a melhor versão de si mesmo e alcançar resultados que antes imaginava impossíveis.

Quais são os tipos de perfeccionismo?

perfeccionista quais sao tipos
Além do perfeccionismo saudável e o nocivo, existem outros três tipos de perfeccionismo: o pessoal, o social e o direcionado.
Vamos conhecer um pouco mais sobre cada um deles e suas diferenças:

Pessoal

É a maneira individual que a pessoa se cobra.
Diz respeito a como ela se enxerga e pode ser definida como autocrítica exagerada.
Ou seja, tem a ver, mais especificamente, com a sua preocupação em entregar tudo perfeito e sem erros.
A opinião de terceiros importa menos aqui.
Nesse caso, a busca pelo reconhecimento fica relegada ao segundo plano.

Social

Ao contrário do tipo anterior, o perfeccionismo social está diretamente ligado com a opinião e julgamento dos outros.
A pessoa tenta ser perfeita para ser aceita pelos demais.
Normalmente, esse comportamento é despertado ainda na infância, em crianças que possuem pais muito exigentes, que cobram um desempenho exemplar de seus filhos.
Na fase adulta, isso pode desencadear uma pessoa introspectiva, que pouco fala sobre si por medo de sofrer críticas quanto à sua postura.

Direcionado

É quando o sentimento se espalha em relação aos outros.
O foco da perfeição deixa de ser somente a pessoa, em si, e passa a ser direcionado aos demais que fazem parte do seu cotidiano.
O perfeccionismo direcionado dificulta bastante o convívio em sociedade, pois o indivíduo começa a cobrar muito do próximo, sem que este saiba disso muitas vezes.
No ambiente profissional, essa postura praticamente inviabiliza o trabalho em equipe, por exemplo.
Isso porque os padrões de exigência passam a ser tão elevados com os demais colaboradores que nenhum deles vai conseguir atingir a expectativa criada.

Perfeccionismo em entrevista

perfeccionista entrevista
Por falar em ambiente profissional, o perfeccionismo é resposta recorrente em entrevistas de emprego.
Você pode até não ter usado este clichê durante uma etapa de processo seletivo, quando perguntado sobre qual é o seu maior defeito, mas certamente conhece alguma história parecida.
Acontece que o que era para ser algo positivo – como vimos, perfeccionismo nem sempre é ruim – virou motivo de piada e deixou de ser bem visto por recrutadores.

Autoelogio de entrevista de emprego

O perfeccionismo é, muitas vezes, encarado como um autoelogio, podendo transparecer prepotência, o que quase nunca pega bem em entrevistas desse tipo.
Isso sem falar que se dizer perfeccionista não é sobre qualidade ou competência. Não é sinônimo de alguém que entrega bons resultados, por exemplo.
Por isso, se algum recrutador perguntar qual é o seu maior defeito em um processo seletivo, fuja do lugar comum e dê uma resposta sincera a ele.
De preferência, apresente um problema e, na sequência, já ressalte que um caminho para a sua solução já está sendo trabalhado.
Por exemplo, você pode dizer que sofre de timidez, mas que está fazendo aulas de teatro para atacar essa fraqueza.
Essa iniciativa vai denotar proatividade e a busca por saídas para vencer dificuldades.
Certamente, vai contar muito mais pontos ao seu favor do que recorrer a um jargão qualquer, que o entrevistador está cansado de ouvir.

Quando o perfeccionismo se torna um problema?

perfeccionista quando se torna problema
Para ter certeza se o perfeccionismo está afetando a sua vida de uma forma negativa, é fundamental prestar atenção em algumas atitudes.
Separamos dez delas para você avaliar se está na hora de repensar determinados hábitos.
Confira!

1. Tentativa incansável de agradar os outros

Você nem procura ser o melhor por satisfação pessoal, mas sim para impressionar os outros.
Dessa forma, se sente mais integrado e evita qualquer julgamento ou crítica que possa vir a receber por um desempenho não tão bom.

2. Acha que as frustrações do perfeccionismo são o preço para o sucesso

Na verdade, você já até percebeu que o perfeccionismo se tornou um problema. Suas constantes frustrações por não atingir o resultado esperado são provas disso.
No entanto, acha que faz parte da vida e que, mais cedo ou mais tarde, a recompensa vai chegar.

3. Desculpa para a procrastinação

Uma das qualidades do perfeccionista é o comprometimento – já pontuamos isso.
Mas, às vezes, essa lógica se inverte e o engajamento dá lugar à procrastinação.
A pessoa acha que o trabalho nunca está bom o suficiente, então, ela vai atrasando a entrega até chegar à perfeição – que jamais chega.

4. Ninguém é bom o suficiente

Esse é o caso do perfeccionismo direcionado.
O olhar crítico deixa de ser algo individual e passa a recair sobre os outros.
Como o nível de exigência é muito elevado, ninguém passa na régua do perfeccionista, que acaba concluindo que não existe uma pessoa que seja boa o suficiente.

5. Leva tudo para o lado pessoal

Você não lida bem com críticas e acaba levando tudo para o pessoal?
Se sim, esse é um forte indício de que o perfeccionismo está fazendo mal.
É preciso saber lidar com opiniões diferentes, sobretudo quando são feedbacks construtivos.
Se você não consegue ver isso, há um problema aí.

6. Não tem confidentes

A dificuldade de se abrir para os outros é uma característica marcante nos perfeccionistas.
O medo do julgamento alheio faz com que guarde tudo para si.
A pessoa não tem confidentes – aqueles amigos para quem contamos os nossos segredos – e se vê sozinha em diversos momentos.

7. Chora sobre o leite derramado

Não basta errar: é preciso ficar remoendo esse erro, mesmo que não tenha mais volta.
Essa é uma forma de a pessoa se penitenciar e transformar pequenos vacilos em falhas sem precedentes.
Esse comportamento pode levar a problemas mais sérios de saúde mental.

8. Comemora quando os outros falham

O erro do outro pode não remediar o seu, mas mesmo que você não tenha nada a ver com a situação, fica feliz com a falha alheia.
Normalmente, é um sentimento passageiro e logo suas atenções voltam para a sua necessidade de provar que é o melhor em tudo.

9. Sente falta da escola

Muitas pessoas sentem fala do tempo de colégio.
Os amigos, uma vida sem muitas preocupações e a adolescência, fase que não volta mais, são motivos para o saudosismo.
Mas você sente saudade das provas, das notas, dos trabalhos e dos professores que sempre recompensavam o seu bom desempenho.
uma realidade bem diferente do mundo dos adultos e o conceito de sucesso é outro, mais relativo, no qual você tem dificuldades em se encaixar.

10. É tudo ou nada

O extremismo também é um sinal forte de que o perfeccionismo está fazendo mal.
Não existe meio termo: é oito ou oitenta.
Você só vai se dedicar a alguma coisa se tiver certeza do seu sucesso. Caso contrário, nem vale a tentativa.

Teste de Perfeccionismo – você sofre tentando ser perfeito?

perfeccionista teste voce sofre tentando
Os tópicos que acabamos de listar funcionam como um teste de perfeccionismo.
Se você se encaixa em pelo menos seis das dez situações descritas, é bom se preocupar, porque o perfeccionismo não está fazendo bem para a sua vida.
Você está sofrendo enquanto tenta ser perfeito.
Se consegue se imaginar em três até cinco dos casos trazidos, a sua situação não é tão grave, mas exige cuidados.
Zero, uma ou duas ocorrências demonstram que você é um perfeccionista controlado e tem mais facilidade em aproveitar as vantagens desse comportamento.

Perfeccionismo e Excelência

Perfeccionismo e excelência são termos que podem ser confundidos, mas, na verdade, têm diferenças bem importantes entre eles.
Vamos entender melhor?

Diferenças entre busca pela excelência e perfeccionismo

A diferença principal pode ser explicada em um pequeno jogo de palavras.
Enquanto o perfeccionismo é a busca de ser o melhor, a excelência é a procura pelo seu melhor.
Deu para perceber a sutil diferença?
A ideia por trás da excelência é encontrar a melhor versão de si mesmo, sem entrar na comparação com os demais.
Outra distinção importante é que tentar ser perfeito é uma ilusão. A perfeição não existe e tentar alcançá-la a todo custo pode gerar frustração e decepção.
Por isso, ao invés dela, vá atrás da excelência.
Atingir o seu melhor é algo muito mais gratificante e que vai fazer com que você se sinta completo.

Como o coaching atua no desenvolvimento de um profissional de alta performance?

perfeccionista como coaching atua desenvolvimento profissional alta performance
A busca pela excelência não precisa ser uma tarefa solitária.
Ao contrário do perfeccionismo extremo, que cria dificuldades para trabalhar em conjunto com os outros, não há nada de errado em buscar apoio para extrair o melhor de si e conquistar os seus objetivos.
Com o suporte do coaching, você conta com todo o auxílio necessário para se tornar um profissional de alta performance.
A metodologia, líder mundial em desenvolvimento humano, funciona como uma espécie de facilitadora, capaz de maximizar a capacidade individual e permitir que você atinja resultados mais assertivos a partir da maximização de competências comportamentais.
Quer saber mais sobre as possibilidades oferecidas? Acesse o site da SBCoaching e conheça nossos cursos e opções de treinamento.
Já adiantamos um sugestão: o curso de Personal & Professional Coaching pode ser a opção ideal para você que busca a realização tanto no mundo dos negócios quanto na vida pessoal.

Conclusão

perfeccionista conclusao
Ser perfeccionista não é necessariamente algo ruim, mas é preciso ter muito cuidado com o seu nível de cobrança, para que ele não vire um problema.
O segredo é buscar a excelência em tudo aquilo que faz – e não a perfeição.
Assim, você vai ter a certeza de que está desempenhando o seu melhor e vai se sentir realizado ao chegar lá.
Não vai haver aquela sensação ruim de frustração por não alcançar o inalcançável
Mas e você: se considera uma pessoa perfeccionista? Este artigo ajudou a enxergar alguns hábitos nocivos desse comportamento?
Deixe seu comentário no espaço abaixo e conte para nós um pouco mais da sua experiência.