Satisfação: A Teoria da Motivação de Herzberg e a satisfação das pessoas

Liberdade, oportunidade e definição de metas, contribuem para um clima estimulante.

Boa parte do conhecimento atual sobre gestão estratégica deriva de observações em campos de concentração ocupados pelos Estados Unidos pouco depois da II Guerra Mundial. A dedicação dos soldados ao trabalho inspirou o psicólogo americano Frederick Herzberg a investigar o que influenciava esse comportamento dentro das organizações, dando origem à teoria dos dois fatores.

A pesquisa, feita em meados do século XX, foi baseada em duas fontes de dados: entrevistas feitas com operários do setor industrial e considerações sobre o preparo dos exércitos durante a guerra – processo composto por treinamento e logística.

Em todos os casos, Herzberg descobriu que a ausência de fatores higiênicos, também chamados de extrínsecos, provocava insatisfação e redução de desempenho. Quando implantados, limpeza, bons salários e perspectiva de crescimento na carreira teriam efeito preventivo, eliminando as prováveis causas de descontentamento. Por outro lado, se eles já fizessem parte da política da instituição, pequenos ajustes trariam resultados em curto prazo.

O psicólogo americano percebeu que a presença de elementos motivacionais, ou intrínsecos, como liberdade, oportunidade e definição de metas, contribuía para um clima estimulante. Entretanto, seria preciso equilibrar os dois grupos de fatores, internos e externos, para oferecer um ambiente adequado a uma vida profissional plena de felicidade, na qual os empregados poderiam potencializar habilidades individuais na busca por resultados.

Satisfação: Homem Mulheres

Os fatores que causam satisfação podem ser alterados por mudanças de valores na sociedade.

Atualmente os princípios da motivação são aplicados às descobertas recentes em Administração, que focam na valorização pessoal, para ajudar as corporações a compreenderem o que encoraja o trabalhador. Um dos métodos mais utilizados é a pesquisa qualitativa, que gera feedback de maneira eficiente porque capta respostas diretas do público-alvo.

Ela aponta o reconhecimento, o plano de carreira, a boa comunicação e o incentivo ao lazer como atrativos que favorecem a permanência do funcionário na empresa. A oferta de desafios, que permitem superar limites de criatividade e desempenho, também é um elemento influente.

Outro recurso derivado da evolução das teorias de Herzberg é o estudo de mercado. Avaliando o que as concorrentes de sucesso concedem às suas equipes, a organização pode escolher quais benefícios aplicar à política de gestão, com a vantagem de constatar previamente, a partir dos casos observados, se eles produzirão os resultados pretendidos.

Os fatores que causam satisfação podem ser alterados por mudanças de valores na sociedade. Líderes e gestores precisam saber como identificar isso e agir rapidamente para que não percam competitividade. O coaching relacionado às teorias da motivação prepara esses profissionais para enfrentar as oscilações e conduzir os negócios da melhor maneira, tanto no ambiente externo quanto internamente.




Supere seus Limites com o Coaching e o seu Futuro, Saiba o que Mudará!
BAIXE 2 PDFs GRATUITOS!

Coaching e a Motivação

Continue lendo sobre Coaching e a Motivação:

O que é Motivação? | A Teoria da Motivação | Automotivação – Como Alcançar? | Dicas de Motivação | Métodos de Hierarquia e Motivação | Onde está a Motivação? | Psicologia e Motivação | Empolgação e Motivação | Artigos de Liderança e Motivação? | Motivação para os Funcionários | Vídeos de Motivação | Livros de motivação | Motivação nas Organizações | Eleve sua Motivação | Motivação:Atingir Objetivos e Resultados | Frases de Motivação do Cinema | Educação, Trabalho e Motivação | Motivação: Bom Desempenho do seu Negócio | Psicologia e Coaching na Motivação | Motivação no Trabalho | A Motivação e o Sucesso | Sucesso e Motivação | Viver com Motivação