Posted in:

Dinâmica rápida e fácil: exemplos, como fazer e benefícios

Há quem torça o nariz logo de cara, mas os benefícios de uma dinâmica rápida e fácil podem ser surpreendentes – desde que bem executada, é claro.
Sabe aquele ambiente corporativo no qual a seriedade impera e há pouco espaço para trocas ou construção de laços?
Atividades como essa podem ajudar a quebrar o gelo e melhorar a comunicação entre os membros da equipe.
Mas cabe ressaltar que esses não são os únicos objetivos das dinâmicas. Existem inúmeros outros benefícios que elas podem oferecer. Você os conhece?
Neste artigo, vamos trazer exemplos de práticas que podem ser realizadas de maneira simples, sem prejudicar o andamento da rotina e com um enorme potencial de trazer resultados positivos.
Boa leitura!

O que é uma dinâmica rápida e fácil?

dinamica rapida facil o que e
Como o próprio nome já sugere, uma dinâmica rápida e fácil é o tipo de atividade que pretende atingir seu objetivo de uma forma simples e objetiva.
Não importa o número de pessoas envolvidas, ainda que costume se um exercício ainda mais ágil com grupos menores e mais focados.
Pode ser a estratégia ideal para começar uma reunião da equipe de forma descontraída e, depois, passar às discussões mais sérias.

O que são dinâmicas de grupo?

De maneira simples, podemos dizer que as dinâmicas de grupo são atividades desenvolvidas com um tom interativo e que buscam atingir algum objetivo específico.
Muitas vezes, elas fazem parte do processo seletivo de uma empresa, sendo utilizadas para avaliar determinadas habilidades dos candidatos.
Recrutadores se utilizam dessa estratégia, por exemplo, para perceber características da personalidade do aspirante à vaga, especialmente aquelas que não ficaram muito claras nas outras etapas do processo de seleção.
No entanto, essa não é a única aplicação das dinâmicas de grupo, ainda que seja a mais conhecida e praticada.
Mesmo após serem contratados, os colaboradores também podem ser submetidos a uma dinâmica do tipo, mas com outros objetivos – logo a frente, falaremos mais sobre isso.

Por que fazer dinâmicas rápidas e fáceis?

dinamica rapida facil por que fazer
Realizar esse tipo de atividade é uma maneira de estimular o relacionamento interpessoal no ambiente de trabalho, promover interação de maneira leve e sem exigir demais dos colaboradores.
Afinal, sabemos que a rotina pode ser corrida e que, às vezes, falta tempo para dar conta de todas as demandas.
Quando a dinâmica é rápida, no entanto, pode perfeitamente ser encaixada entre uma reunião e outra, ou entre uma tarefa e a próxima.
O importante é que seja proposta como algo natural e não uma imposição.
Só assim é possível que todos realmente estejam abertos às proposições e possam desfrutar dos resultados.

Quais são os objetivos da dinâmica de grupo?

Elaboramos um resumo dos principais objetivos que motivam empresas a realizar dinâmicas de grupo.
Confira:

Tudo isso é muito importante, mas existe algo fundamental para colocar em prática:
Você precisa de ter hábitos certos, que vão te colocar em ação.


Pensando nisso, criamos um material que vai te ajudar a ser mais feliz e realizado através de hábitos de sucesso.

Clique aqui para ter acesso ao material e participar de um encontro online, onde Villela da Matta vai te dar mais conhecimento sobre este tema.

Continuando...

  • Perceber questões não analisadas nas outras etapas do processo seletivo
  • Apresentar e integrar novos contratados da empresa
  • Promover a interação entre os membros de uma equipe
  • Garantir que uma nova diretriz seja absorvida por todos
  • Destacar e enfatizar os valores defendidos pela organização
  • Possibilitar o relaxamento e a descontração dos colaboradores
  • Identificar talentos
  • Observar carências a serem aperfeiçoadas
  • Proporcionar a competição sadia entre os participante
  • Ouvir sugestões de melhorias
  • Valorizar o trabalho em equipe
  • Desenvolver lideranças.

Quais os benefícios da dinâmica rápida e fácil?

dinamica rapida facil quais beneficios
Ao chegar até aqui, você já acompanhou algumas das vantagens da dinâmica rápida e fácil.
Mas a verdade é que os benefícios são muitos, especialmente quando ela é desenvolvida de maneira contínua – claro, variando técnicas e possibilidades.
Então, preparamos uma lista resumindo os principais deles:

Exemplos de dinâmicas rápidas e fáceis

Agora que você já conhece os principais objetivos e benefícios que uma dinâmica rápida e fácil pode oferecer, que tal conferir exemplos desse tipo de atividade?
Separamos três opções que você pode experimentar na sua empresa.
Veja:

Dinâmica das mãos dadas

Também conhecida como dinâmica do emboladão, essa atividade serve para valorizar o trabalho do grupo e mostrar que, com todos juntos, é possível conquistar os objetivos pretendidos.
O jogo consiste em formar uma grande roda, para a qual todos os participantes devem dar as mãos.
Feito isso, o orientador da atividade deve pedir que todos gravem quem estava imediatamente do seu lado – tanto o direito quanto o esquerdo.
A partir de um aviso sonoro, os colaboradores devem caminhar livremente pela sala, até um novo apito soar.
Quando o sinal for dado, todos precisam se reunir novamente em cima da figura desenhada pelo orientador enquanto os participantes se movimentavam pela peça.
Depois, cada membro da dinâmica deve lembrar quais colegas estavam ao seu lado no círculo inicial e tentar dar a mão a eles, mas sem se mexer.
Para isso, vale quase tudo: passar por debaixo do colega, pular e usar toda a sua elasticidade para fazer contato com os dois companheiros.

Dinâmica bate bola

A ideia da atividade é proporcionar a integração entre os participantes.
Ao conhecer melhor algumas características do colega, é possível estreitar os laços profissionais e montar uma equipe mais unida.
Essa dinâmica rápida e fácil só exige uma bola pequena, que pode ser de tênis.
Para começar, todos os colaboradores devem formar uma grande roda e se posicionar em uma distância intermediária entre cada um.
Feita essa disposição, é hora de se divertir.
O orientador indica alguém para começar a brincadeira e o escolhido deve jogar a bolinha para outro colega, que se apresenta e fala um pouco a seu respeito.
Vale falar sobre cargo/função, hobby e apelido, entre outros dados que podem ser pré-estabelecidos no jogo.
Além disso, quem deixar a bolinha cair deve pagar alguma “punição” proposta pelos demais.
Também é preciso atenção, pois quem fizer o arremesso para um participante que já tenha se apresentado também é “punido”.

Dinâmica do desafio

A meta deste último exemplo de dinâmica é deixar toda a equipe sempre aberta a novos desafios e promover a competição sadia entre os colaboradores.
Fica a mensagem de que se acomodar não é uma opção e que, em conjunto, todos podem se ajudar e manter a motivação.
A dinâmica funciona da seguinte maneira: primeiro, o orientador deve dividir o grupo em duas equipes, de preferência com um número igual de participantes cada.
Na sequência, todos devem formar uma grande roda, de maneira que os membros de cada time fiquem dispostos de forma intercalada.
Com o círculo montado, o orientador deve entregar uma caixa preta e com apenas uma abertura na tampa para um dos participantes.
Dentro dela estarão todos os desafios definidos previamente pelo organizador da atividade.
Um sinal sonoro vai ser emitido e essa caixa vai começar a passar de mão e mão.
Quando um novo apito soar, o participante que estiver com o objeto em sua posse vai ter que escolher se vai ou não realizar o desafio, mesmo sem conhecer qual vai ser.
Caso ele aceite e realize a prova com sucesso, sua equipe ganha pontos. Se errar, perde.
Caso prefira passar adiante, nada acontece. Mas vale ressaltar que cada time pode se negar a fazer a tarefa no máximo três vezes.
A caixa deve conter os mais variados desafios, incluindo bônus positivos, premiando a coragem do colaborador de mergulhar no desconhecido.

Dinâmica rápida e fácil no trabalho

dinamica rapida facil no trabalho
Gostou dos exemplos das dinâmicas apresentadas?
Então, você provavelmente vai curtir também os estudos desenvolvidos pelo pesquisador da Universidade de Princeton, dos Estados Unidos, Sam Glucksberg.
Um de seus trabalhos mais marcantes foi desenvolver um experimento sobre dinâmicas de trabalho e a formação de equipes.
Basicamente, a pesquisa consiste em comparar tarefas mais complexas com atividades mais simples e fazer uma relação com dois tipos de motivação: a cooperativa e a compensatória.
Em outras palavras, o estudo se propôs a analisar como profissionais incentivados pelo dinheiro e outros pela simples colaboração desempenhavam trabalhos de diferentes níveis de dificuldade.
Vamos ver o que ele descobriu com esse experimento?

Tarefas do experimento de Glucksberg

Primeiro, vamos explicar as duas tarefas propostas pelo pesquisador norte-americano.
No cenário 1, ele apresentava aos colaboradores uma caixa com tachinhas e uma vela acesa.
O desafio era fixar o objeto incandescente na parede de uma forma em que sua cera não pingasse no chão. A solução para a dinâmica era simples, mas exigia certo grau de cognição.
Era preciso tirar as tachinhas da caixa e fixar a mesma na parede, servindo de suporte para a vela.
No cenário 2, eram entregues os mesmos materiais, mas com as tachinhas já fora da caixa.
Assim, ficava fácil matar a charada e a tarefa foi resolvida mais rapidamente.
Moral da história: em tarefas mais complexas (caso do cenário 1), as pessoas motivadas pelo dinheiro tinham um resultado pior, enquanto em desafios mais simples, como na segunda situação, os seus desempenhos eram melhores.
O motivo disso, segundo Glucksberg, é que pessoas que se dedicam a uma tarefa já pensando no dinheiro costumam focar mais na realização de um trabalho – e isso pode tanto ajudar quanto atrapalhar.
Em atividades mais simples, o foco ajuda a completar o objetivo, pois não é preciso tanta criatividade.
Agora, quando o nível de complexidade aumenta, o excesso de atenção pode bloquear o seu poder imaginativo, impedindo que se pense fora da caixa.
A conclusão disso tudo é que considerar somente a compensação monetária não é o mais indicado.
Se você está no seu trabalho somente pelo dinheiro e não possui nenhuma outra motivação, talvez esteja na hora de repensar os rumos da sua carreira.
Será que a criatividade e o poder de inovar já não ficaram de lado?

Como são as dinâmicas de grupo do Vale do Silício?

Se você pensou que realizar dinâmicas está fora de moda e é uma opção ultrapassada, é hora de reavaliar o posicionamento.
Sim, mesmo as disruptivas empresas do Vale do Silício, conhecida como a região mais tecnológica do mundo, utilizam esse recurso.
Aliás, elas estão sempre prontas a desenvolver novas dinâmicas, cada vez mais imersivas.
A febre do momento tem sido criar games de realidade virtual, nos quais gráficos reais e em terceira dimensão levam os participantes a uma experiência inimaginável.
Nesses jogos motivacionais, vale tudo: fazer a equipe de trabalho se passar por um grupo de detetives que lutam contra o crime, por sobreviventes em uma ilha perdida ou membros de uma reality show de música ao vivo.
Essas verdadeiras aventuras servem para estreitar os laços entre os colaboradores, além de mantê-los motivados por mais tempo.

A importância do trabalho em equipe

dinamica rapida facil importancia trabalho equipe
Os colaboradores são como o coração de uma empresa, bombeando sangue para as outras partes do corpo – no caso, os demais setores.
Quando esse órgão para de funcionar como deveria, problemas sérios podem aparecer.
Para que não haja nenhum sobressalto, o trabalho em equipe precisa ser valorizado e incentivado.
Afinal, é com cada um dando o seu melhor que o resultado coletivo aparece.
Vamos pensar, por exemplo, em uma campanha publicitária.
É preciso de alguém para pensar no conceito, outro profissional para desenhar as artes e ainda mais um para criar o texto – isso ainda falando de uma forma bastante simplificada.
De que adianta um visual maravilhoso se o texto e o conceito não conversam? A construção precisa ser conjunta e o coletivo deve vencer os interesses individuais e as vaidades.

Como incentivar o trabalho em equipe?

Bem, não há dúvidas de que o trabalho em equipe é fundamental, mas como ele pode ser incentivado?
A resposta para essa pergunta é simples – pelo menos na teoria. É preciso fazer com que seus funcionários se sentam importantes e valorizados.
Para isso, eles precisam ser ouvidos e entender que suas opiniões são levadas em conta.
Além disso, o ambiente de trabalho deve ser agradável e propiciar uma perspectiva de crescimento dentro da empresa.
Uma forma de valorizar o trabalho em equipe é oferecer bônus por produtividade e cumprimento de metas.
Sempre que o time alcançar o objetivo mensal ou superar algum indicador importante, é válido oferecer alguma gratificação.
Esse prêmio não precisa ser necessariamente monetário, mas um instrumento de capacitação do quadro de funcionários, como cursos de especialização, por exemplo.
Outra possibilidade é a realização de uma dinâmica rápida e fácil, como já falamos anteriormente.
Essa estratégia é ótima para estreitar laços e construir uma relação de confiança entre os colaboradores.
Por vezes, uma simples brincadeira pode mostrar elementos imperceptíveis da rotina diária de trabalho.
Semelhanças e afinidades podem vir à tona, assim como ideias para desenvolver novos produtos ou serviços. Tudo depende do foco proposto.
Ao se conhecerem melhor, cria-se uma empatia na equipe e cada um passa a trabalhar também pelo outro.
Isso acaba virando um círculo virtuoso.
No entanto, não basta que isso parta apenas dos funcionários. É preciso que haja esforço e comprometimento também dos gestores, que devem se engajar e participar.

O coaching como apoio no desenvolvimento de equipes

Por falar em formas de incentivar o trabalho em equipe, você já parou para pensar como vai o seu papel como liderança?
Sim, o modo como você conduz as questões do dia a dia e guia o seu time faz toda a diferença.
Se você deseja ir além, a metodologia de coaching pode ser uma excelente aliada.
Focada no desenvolvimento de competências comportamentais, que vão dar suporte para a realização dos seus objetivos, ela pode oferecer o que faltava na sua rotina profissional.
Por exemplo, o curso de formação em liderança que a SBCoaching oferece é um programa que trabalha quatro pilares: autoliderança, performance de times, performance de indivíduos e competências.
Ao se tornar um leader coach, você se capacita para extrair o máximo de seus colaboradores e incentivar que eles se mantenham motivados e focados, a fim de atingir aos objetivos estabelecidos.
No curso, em formato de workshop, você conta com 32 horas de treinamento presencial, com uma experiência prática.
Está esperando o que para se tornar um líder positivo, que valoriza e ajuda a desenvolver o trabalho em equipe?
Faça contato conosco.

Conclusão

dinamica rapida facil conclusao
Neste artigo, falamos sobre opções e aplicações de uma dinâmica rápida e fácil.
Como vimos, a estratégia é uma ótima opção para quem deseja que sua equipe saia um pouco da rotina, mas sem perder o foco.
O melhor é que ela não é voltada para um único propósito.
Você pode implementar essa atividade para diferentes finalidades, apenas fazendo adaptações nas técnicas utilizadas.
Vale desde antes da contratação de um colaborador, durante o recrutamento, passando pelo processo de apresentação do mesmo à nova equipe e também na sua integração, podendo até mesmo ser usada na identificação de talentos.
Se você não sabe muito bem por onde começar, por que não aproveita uma das sugestões de jogos que apresentamos?
Elas podem ser divertidas e, ao mesmo tempo, eficazes naquilo que se propõem.
Se preferir, invista na criatividade e crie a sua própria dinâmica.
E se você já participou de uma dinâmica rápida e fácil, conte para a gente: como foi essa experiência e para que finalidade ela foi usada?
Compartilhe suas impressões no campo dos comentários!