Posted in:

Dinâmicas engraçadas: benefícios, exemplos e como fazer

dinamicas engracadas beneficios exemplos como fazer

Procurando dinâmicas engraçadas? Você faz bem em pensar no assunto.

Afinal, é cada vez mais fundamental para o sucesso de qualquer organização, seja ela empresarial ou não, contar com uma equipe bem entrosada e com um senso de trabalho coletivo apurado. 

Justamente nesse sentido que algumas dinâmicas podem funcionar muito bem.

No entanto, ao contrário do que o nome pode sugerir, essas atividades podem ter um propósito muito maior do que proporcionar diversão, por exemplo. 

Ainda que esse seja um dos seus principais objetivos.

Até porque existem inúmeros tipos de exercícios como esses. 

Da mesma forma que um pode ser voltado para aliviar o clima dentro de um ambiente corporativo, outro pode servir para desenvolver alguma habilidade específica, como criatividade ou rapidez na tomada de decisão, por exemplo.

Seja como for, as dinâmicas em grupo têm se provado alternativas interessantes e criativas para situações da rotineiras de uma coletividade.

Nesse artigo, vamos trazer alguns exemplos de atividades para você implementar na sua empresa, na escola, na reunião de condomínio ou mesmo entre amigos e familiares.

Ficou curioso? 

Então, se liga que vamos trazer tudo isso e muito mais nesse conteúdo que acabou de começar. 

Boa leitura!

O que são dinâmicas engraçadas?

Dinâmicas engraçadas nada mais são do que atividades em grupo que, por meio de uma temática mais descontraída, busca atingir algum tipo de resultado.

As brincadeiras são bastante comuns em empresas e podem servir como quebra-gelo, especialmente, em caso de novas contratações. 

Afinal, nada melhor que uma saída divertida para se entrosar rapidamente a uma equipe, não é mesmo?

No entanto, nada impede que esse tipo de exercício seja usado para outros fins ou mesmo em ambientes diferentes, conforme veremos a seguir.

Por que fazer dinâmicas engraçadas?

Vários motivos podem levar alguém a desenvolver dinâmicas engraçadas com o seu pessoal. Imagine uma escola que passou por uma reformulação em seu quadro docente e vai iniciar um ano letivo com todos esses professores atuando juntos pela primeira vez.

Os profissionais precisam se conhecer para discutirem sobre método de ensino, grade curricular, sistema de avaliações, entre outros temas relevantes. 

Inclusive, as suas principais características e comportamento devem ser sabidos por todos.

Diante desse cenário, uma dinâmica rápido e fácil pode ser o melhor caminho. 

Assim, não se perde muito tempo com a atividade e nem se exige uma complexidade mais alta para um grupo que ainda mal sabe o nome de um ou de outro.

Agora, vamos pensar em outro exemplo. 

Vamos supor que uma empresa implementou uma nova cultura organizacional

Mudou o corpo técnico e a diretoria, e todos decidiram dar uma nova roupagem para a marca, com novos valores e crenças.

Para que esses princípios sejam assimilados mais rapidamente, a gestão decide fazer dinâmicas de grupo divertidas

Por fim, vamos pensar em um último cenário. 

Depois de uma análise de desempenho detalhada, avaliou-se diferentes pontos a serem melhorados dentro de uma equipe. 

Cada colaborador tinha determinadas lacunas a serem preenchidas e competências passíveis de melhorias. 

Pensando nisso, as lideranças junto com o setor de recursos humanos concluiu que dinâmicas engraçadas seriam a melhor alternativa para trabalhar esses pontos de uma forma mais descontraída.

Viu só quantos porquês podem levar um setor estratégico a utilizar essas atividades lúdicas como uma resposta a certas questões? 

Isso que só citamos alguns deles, existem muito mais.

Em resumo, as dinâmicas, de modo geral, tendem a funcionar bem porque as necessidades são tratadas de maneira diferentes, sob uma ótica mais leve e descontraída. 

Dessa forma, pessoas que não lidam muito bem com a pressão ou são mais tímidas, por exemplo, conseguem se soltar mais e atingir os resultados esperados com mais facilidade.

Quais os benefícios de dinâmicas engraçadas?

dinamicas engracadas quais beneficios

Com as situações trazidas acima, conseguimos trazer alguns benefícios que as dinâmicas engraçadas podem apresentar. 

Mas, para que não reste nenhuma dúvida e que essas vantagens fiquem ainda mais evidentes, reunimos todas elas em um lista que você confere a seguir:

  • Incentivar o trabalho em equipe
  • Identificar perfis de liderança
  • Desenvolver habilidades específicas 
  • Entrosar mais rapidamente os profissionais
  • Detectar forças e fraquezas do grupo
  • Traçar perfis comportamentais de cada colaborador
  • Criar um planejamento estratégico mais realista frente às necessidades
  • Combate a desinibição
  • Trabalha o foco com métodos alternativos
  • Avaliar questões despercebidas durante o recrutamento
  • Garantir que novos valores sejam assimilados por todos
  • Enfatizar a cultura organizacional de uma empresa a seus funcionários
  • Reconhecer talentos
  • Favorecer o ambiente competitivo sadio entre os envolvidos
  • Aumentar a motivação do time.

E aí, você busca aperfeiçoar algum desses aspectos em na sua equipe?

Independentemente da resposta, é inegável que esses são benefícios que podem trazer melhorias para qualquer ambiente de trabalho, mesmo para aqueles que já vivam um momento favorável.

Exemplos de dinâmicas engraçadas

dinamicas engracadas exemplos

Agora que você já viu todos os benefícios que as dinâmicas engraçadas podem trazer, o que acha de conhecer alguns exemplos desses tipos de atividade? 

Separamos sete brincadeiras divertidas para fazer a galera inteira participar, sem claro deixar de cumprir o objetivo proposto. 

Se liga:

Dança engraçada

A dinâmica da dança engraçada é uma boa maneira de valorizar o trabalho em grupo e observar o entrosamento entre a equipe, isso sem falar na capacidade de seguir regras.

Se você deseja trabalhar algumas dessas questões, essa atividade é uma alternativa interessante, especialmente, porque não é necessário uma grande preparação para colocá-la em prática.

Tudo o que você vai precisar é: um local espaçoso, um aparelho potente de som e diversas músicas com ritmos variados. 

O ideal é fazer uma playlist bem eclética. 

Do samba ao rock, das sinfonias clássicas ao funk e do axé ao sertanejo, quanto mais misturado melhor.

Para dar início a brincadeira, o orientador deve solicitar aos participantes que formem duplas e que um dos integrantes seja o líder do par. 

Feito isso, cada casal deve se posicionar de costas um para o outro e, assim que a canção começar, dar os primeiros passos sob o comando do chefe.

Durante a dança, é estritamente proibido que as duplas toquem as mãos, qualquer outro tipo de contato é permitido, desde que a posição inicial da dinâmica não seja desfeita. 

Com o intuito de manter a sincronia dos movimentos, é recomendado que o par converse entre si o tempo todo. 

Após dez minutos, um sinal sonoro deve ser disparado para que a liderança passe para o outro membro do casal.

Passado o mesmo intervalo de tempo, novamente um apito é acionado para que uma mudança de dupla ocorra. 

A atividade termina quando todos tiverem experimentado cada um dos parceiros disponíveis. 

É válido também fazer uma avaliação ao final do exercício. 

Uma roda de conversa pode ser montada, onde os integrantes relatam as suas experiências a respeito do que acabaram de vivenciar. 

Qual ritmo foi o mais fácil de acompanhar, qual foi mais difícil e por quê? 

Com qual parceiro cada um se deu melhor e por quê? 

A pessoa gostou mais de seguir ordens ou liderar?

Esses são exemplos de questionamentos que podem ser feito no momento derradeiro e que vão servir como indicadores, ajudando a mensurar os resultados com mais precisão.

Dinâmica do 1, 2, 3

Como está o nível de atenção e foco da sua equipe? 

Essa é uma pergunta que a dinâmica do 1, 2 ,3 pode ajudar a responder. 

Da mesma forma que a atividade anterior, essa brincadeira é bem fácil de ser executada e não necessita de nenhum pré-requisito.

O organizador deve solicitar para que, de maneira aleatória, os participantes formem duplas entre eles. 

Com os pares já montados, a ordem agora é que cada membro fale, alternadamente, os números 1, 2, 3.

Fácil não? Pois é, mas depois a coisa começa a ficar mais complicada. 

Na sequência, ao invés de falar o número um, a dupla deve bater palma em seu lugar e depois continuar a contagem.

Em seguida, o número dois é que deixará de ser mencionado em voz alta. 

Logo, o par deve, primeiro, bater palma, para substituir o número um, depois, criar outra representação para o dois – bater na boca, por exemplo – e, por fim, falar o número três. 

O processo se repete na rodada seguida, só que dessa vez o número três é que deve ser trocado por algum movimento. 

Assim, ninguém deve contar em voz alta na última etapa e somente repetir a sequência de gestos acordada.

Parece uma dinâmica boba, mas são nessas pequenas atividades que percebemos a capacidade de concentração dos colaboradores.

Jogo das mãos

Todo o problema tem solução. 

O que, às vezes, demora é ter uma ideia inovadora para resolver esse dilema. 

Desenvolver a criatividade entre os participantes é um dos principais objetivos do jogo das mãos, bem como a capacidade de tomar decisões.

Mais uma vez, você não vai precisar de nenhum auxílio extra para realizar essa atividade, apenas a boa vontade dos integrantes.

A brincadeira começa com o orientador pedindo a todos que formem um grande círculo. 

Na roda, os participantes devem permanecer em pé e de mãos dadas. 

Após essa diretriz inicial, o responsável deve deixar claro o objetivo e as regras do exercício. 

A meta é inverter a roda, ou seja, fazer com que todos fiquem de costas para o centro do círculo.

Para isso, não vale soltar as mãos, conversar um com o outro e tentar usar de qualquer subterfúgio a fim de burlar a sistemática.

Com o tempo, os integrantes vão perceber que essa tarefa só tem uma maneira de ser resolvida: é preciso que um dos membros erga um de seus braços bem alto, montando uma espécie de arco, assim, os outros, um por um, vão poder passar por baixo, invertendo a roda.

Viu só, como mesmo um problema, aparentemente, sem solução pode ser resolvido? 

Em especial, quando há um trabalho coletivo isso se torna ainda mais fácil.

Sorriso milionário

A competição, quando sadia, é um elemento importante de motivação. 

O colaborador que gosta de desafios e procura se superar a cada dia pode influenciar positivamente o desempenho dos que estão ao seu redor.

E é justamente esse sentimento que a dinâmica sorriso milionário busca despertar nos participantes. 

Para brincar, vão ser necessárias diversas bolinhas de papéis, que vão representar, cada uma, cédulas de dinheiro. 

Você pode atribuir o valor que quiser à moeda falsa, desde que todas correspondam às mesmas cifras. 

Ou seja, se uma vale mil reais, todas devem simbolizar essa quantia.

Bom, o jogo começa com cada integrante recebendo um número x de bolinhas. 

Todas devem ser distribuídas de maneira que os membros tenham uma quantidade igual.

Após a divisão, duplas devem ser formadas e cada par tem o objetivo de fazer o outro do casal rir. 

Vale de tudo, contar piada, fazer careta e até cócegas. 

Quem conseguir tirar um sorriso do companheiro, recebe uma bolinha como pagamento. 

Com o passar do tempo, as duplas vão sendo trocadas até que todos tenham interagido com todos.

Ganha aquele que, ao final de todas as rodadas, reunir o montante mais expressivo de dinheiro falso. Por isso, o nome sorriso milionário.

Castigo

Empatia é uma habilidade vital para o sucesso de qualquer relação interpessoal. Imagine então em um ambiente que conta com diversos colaboradores e que o trabalho coletivo é determinante para o alcance dos objetivos traçados.

Na dinâmica do castigo, essa competência de se colocar no lugar do outro vai ser posta à prova. 

Para brincar, você vai precisar somente de papel e caneta.

Sob a orientação do moderador, todos devem escrever o nome de um colega e um castigo que ele deve cumprir. 

Quando todos tiverem cumprido a tarefa, os papéis devem ser reunidos em uma caixa e embaralhados.

Após sortear, o responsável vai tirando um castigo por vez e revelando o nome da pessoa que deve fazer a prenda. 

No entanto, ao invés do indicado pagar o pato, aquele que escreveu a punição é que deve fazer o combinado. 

Briga de galo

A competitividade é novamente desafiada na dinâmica da briga de galo, bem como a capacidade de traçar estratégias para atingir um objetivo.

Para o exercício, vão ser necessárias fita, duas folhas de papel e caneta. 

Na preparação, o organizador deve escrever “galo 1” em uma das páginas e “galo 2” na outra.

A brincadeira começa quando dois voluntários são escolhidos e cada um dos papéis colados sem suas costas, sem que eles conheçam o conteúdo do que está escrito. 

Ganha o jogo quem descobrir primeiro o que está escrito nas costas do oponente. 

Ah, já íamos esquencendo, não vale usar as mãos viu? 

Estas, inclusive, devem estar cruzadas para trás, mas sem dificultar a leitura do número do galo.

Tudo com a mesma letra

O raciocínio rápido ajuda na tomada de decisão. 

Pequenas hesitações podem fazer com que uma oportunidade seja desperdiçada. 

Para testar essas questões, a atividade tudo com a mesma letra pode ser bastante útil. O jogo começa com todos os participante sentados em um grande círculo.

Sob o comando do orientador, um voluntário vai dar início à brincadeira e responder perguntas ping-pong surpresas, compostas apenas por uma palavra com uma letra sorteada na hora.

Por exemplo, digamos que o sorteio determine a letra C. 

Logo, a pessoa deve responder os questionamento com palavras que iniciem com ela. 

Nome? Carlos. País? Canadá. Competência importante? Criatividade. Profissão? Contador. E por aí vai. 

A dinâmica termina quando todos tiverem participado. 

há vencedor ou perdedor, o importante é avaliar a rapidez de raciocínio de cada um. 

O papel do coaching no desenvolvimento de equipes de alta performance

dinamicas engracadas papel coaching desenvolvimento equipes alta performance

Se você se interessou pelas dinâmicas engraçadas, saiba que o coaching pode ajudar no aprimoramento de habilidades dentro de um equipe e formar um time de alta performance em qualquer contexto.

Isso porque o coach é um especialista em desenvolvimento humano, capaz de acompanhar a evolução de cada integrante do grupo e, por consequência, elevar o desempenho coletivo.

Por falar em formas de incentivar o trabalho em equipe, você já parou para pensar como vai o seu papel como liderança?

Sim, o modo como você conduz as questões do dia a dia e guia o seu time faz toda a diferença.

Se você deseja ir além, novamente, a metodologia de coaching pode ser uma excelente aliada.

Por exemplo, o curso de formação em liderança que a SBCoaching oferece é um programa que trabalha princípios fundamentais como: autoliderança, performance de times, performance de indivíduos e competências.

Assim, você se capacita para extrair o máximo de seus colaboradores e incentivar que eles atinjam a motivação máxima, para que possam aos resultados esperados.

Está esperando o que para se tornar um líder positivo, que valoriza e ajuda a desenvolver o trabalho em equipe?

Entre em nosso site e busque mais informações. 

Conclusão

dinamicas engracadas conclusao

As dinâmicas engraçadas surgem como uma boa alternativa para trabalhar questões pontuais, de forma lúdica e eficaz, em qualquer ambiente.

Afinal, não é todo mundo que lida bem com cobranças e métodos mais convencionais de avaliação comportamental e de desempenho

Através de jogos e brincadeiras é possível conquistar resultados surpreendentes, sobretudo com a supervisão de um profissional especialista em capacitação pessoal e profissional, como o coach

Não esqueça, você sempre pode contar com esse tipo de suporte para ir em busca do seu potencial infinito.

E você, gostou de alguma dinâmica em específico? Pretende usar essa atividade em seu contexto organizacional? 

Aproveite para falar sobre as suas impressões à respeito desse artigo que acabou de ler. 

Considerou esse conteúdo relevante? Então, deixe o seu recado no espaço logo abaixo destinado aos comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *