Posted in:

Engajamento: o que é, importância e como criar

Engajamento parece ter se tornado uma palavra da moda.
Utilizada em diferentes contextos, é uma referência ao modo como alguém se relaciona com algo.
No caso das redes sociais, que popularizaram o termo, é também uma forma de entender o modo como o público interage com as marcas.
Esse é o tipo de sentimento que serve para evidenciar preferências ou mesmo a luta por um ideal.
Independente da situação, no entanto, um aspecto parece claro: quanto mais engajamento, melhor.
Ocorre que nem sempre é fácil conseguir tamanho foco e dedicação naquilo que faz.
Por isso, vale a pena se aprofundar um pouco mais no assunto e entender suas possibilidades e significados.
A propósito, esses são alguns dos tópicos que você encontra ao longo do artigo que inicia agora.
Vamos avançar na leitura?

O que é engajamento?

engajamento o que e
A palavra engajamento, como já destacado, possui diferentes significados e pode ser usada em diferentes contextos.
A seguir, conheça um pouco mais sobre o termo e sua aplicação.

O que significa engajar

Se você olhar no dicionário, verá que o verbo “engajar” quer dizer participar de forma voluntária de algo.
Um exemplo é quando dizemos que alguém é engajado politicamente ou com uma causa filantrópica.
Outro uso corriqueiro do termo se dá quando queremos definir uma pessoa como dedicada, empenhada em realizar uma tarefa.
Assim, um trabalhador com engajamento em suas atribuições é um exemplo de comprometimento.
A palavra também é bastante usada no contexto militar para caracterizar quem está decidido a seguir a carreira nas Forças Armadas.
Mais à frente, ainda vamos ver outra definição de engajamento, essa relacionada ao universo digital e das redes sociais – um pouco mais distante das definições que vimos até aqui.

Sinônimos de engajamento

Para delimitar os sinônimos de engajamento, é preciso primeiro estabelecer qual conceito você vai usar.
Se a ideia é relacionar com a participação voluntária, o termo pode ser alterado por adesão ou se tornar adepto, por exemplo.
Se o contexto exige a troca por uma palavra que denote participação ativa, podemos usar dedicação, empenho e comprometimento.
Agora, se estamos falando de fins militares, alistamento e recrutamento são os termos ideais para substituir engajamento.

Por que o engajamento é importante?

engajamento por que importante
Ser engajado é uma forma de demonstrar comprometimento e isso mostra que você realmente se importa com algo.
Engajamento também significa acreditar naquilo que está sendo feito. Ou seja, você não faz apenas porque precisa ser feito, mas também porque faz sentido para quem você é e está alinhado com o que acredita.
Levando para o ambiente de trabalho, não é difícil entender como esse tipo de identificação faz a diferença nos resultados atingidos.
Mesmo assim, muitos negócios ainda não se preocupam em medir o nível de engajamento de seus funcionários.
A pesquisa Panorama Engajamento Brasil 2018 mostra justamente isso.
Segundo o levantamento, 39% das 533 empresas ouvidas disseram que nunca mensuraram esse indicador.
Para organizações com menos de 500 colaboradores, esse percentual sobe para 49%.
Então, já fica a dica: quem sabe não está na hora de avaliar como anda essa métrica e entender que ações podem ajudar a melhorar o engajamento?

Tudo isso é muito importante, mas existe algo fundamental para colocar em prática:
Você precisa de ter hábitos certos, que vão te colocar em ação.


Pensando nisso, criamos um material que vai te ajudar a ser mais feliz e realizado através de hábitos de sucesso.

Clique aqui para ter acesso ao material e participar de um encontro online, onde Villela da Matta vai te dar mais conhecimento sobre este tema.

Continuando...

Engajamento social x profissional

Engajamento social e profissional possuem algumas diferenças básicas.
A principal delas está na gratificação recebida.
Não entendeu? Não tem problema, a gente explica.
No engajamento social, você defende uma causa de forma filantrópica, porque acredita naquilo e não busca receber algo em troca por isso.
É uma atitude altruísta, portanto.
Digamos que você apoia um projeto de proteção a animais abandonados.
Sua adesão se dá por acreditar que eles realizam um bom trabalho e que é preciso olhar com mais afinco para o tema.
Você vai ajudar a levantar essa bandeira como for possível: militar a favor da adoção de cães e gatos de rua, fazer campanha de arrecadação de alimentos e até contribuir financeiramente. Tudo isso por amor a um ideal.
Já o engajamento profissional é diferente.
Não que você não possa acreditar no trabalho que realiza, longe disso.
A questão é que o comprometimento que você tem com o seu ofício não é filantrópico.
Seu desempenho é recompensado ao final do mês com um salário e outros tipos de gratificações – e não há nada de errado com isso, óbvio. Você fez por merecer o dinheiro recebido.
Como dissemos lá atrás, no tópico de conceituação do termo, o engajamento social está mais ligado à adesão a uma causa, enquanto o profissional se relaciona à dedicação de realizar determinada tarefa.

O que significa engajamento nas redes sociais?

engajamento o que significa redes sociais
De uns tempos para cá, a palavra engajamento ganhou novo sentido e passou a ser muito usada quando o assunto são as redes sociais.
Nesse contexto, o termo faz referência a toda e qualquer interação realizada pelos usuários em uma página.
Vamos usar o exemplo do Facebook.
Cada comentário, compartilhamento, curtida e reação representa um nível diferente de engajamento do público.
Em outras palavras, a expressão serve como medidor do nível de envolvimento alcançado. Ou seja, o quanto aquele conteúdo realmente impacta e chama a atenção do público que se deseja atingir.

A importância do engajamento nas redes sociais

Quanto maior for o engajamento alcançado nas redes sociais – sobretudo de forma orgânica, sem o uso de impulsionamento -, mais assertividade você vai ter alcançado no modo de se comunicar.
Para quem deseja estabelecer um bom relacionamento com o seu público, esse elemento também ajuda a definir parâmetros bastante interessantes.
É possível, por exemplo, avaliar os tipos de comentários deixados na página, se eles são positivos, negativos ou neutros e com que frequência acontecem.
Enfim, são opções que ajudam a aperfeiçoar a sua estratégia e a entender como se relacionar da melhor forma com o seu consumidor.
Se você é a sua própria marca – ou quem a melhor representa -, alcançar um alto nível de engajamento também pode levar ao reconhecimento como influenciador digital.
Essas figuras são conhecidas não só pelo grande número de seguidores, mas também pela capacidade de gerar opiniões e comportamentos que são vistos e repetidos pelo público.
Para elas, marketing pessoal e engajamento são palavras-chave.

A compra de likes

A busca desenfreada por mais visibilidade e, consequentemente, por mais engajamento, fez crescer um mercado chamado de compra ou fazenda de likes.
Empresas responsáveis por realizar esse tipo de serviço se encarregam de utilizar diversos perfis para interagir com páginas e garantir mais curtidas a ela.
Tudo, é claro, mediante pagamento.
Apesar de ser uma estratégia bastante comum e utilizada até por youtubers e outras celebridades do mundo virtual, muitos especialistas condenam a prática.
O argumento é de que a compra de likes oferece uma falsa ideia de engajamento, pois não passa de aparência.
Ou seja, as curtidas aparecem na página, mas não representam a presença de um usuário que realmente se interessou pelo seu conteúdo ou produtos.
Na dúvida, melhor fugir desse tipo de estratégia.
Se a sua intenção é melhorar o desempenho da página a partir de investimento, a dica é utilizar as ferramentas oferecidas pela própria rede social.
No caso do Facebook, é possível promover a sua página e definir o tipo de usuário pretendido.
Isso aumenta o alcance da ação e eleva também a possibilidade de atingir um crescimento qualificado.

Como aplicar o engajamento na prática?

engajamento como aplicar na pratica
Ter colaboradores engajados é fundamental para o sucesso de um empreendimento. Ok, isso nós já sabemos.
Mas a pergunta que fica é: de que forma promover e manter o comprometimento dos funcionários do início ao fim?
Agora, vamos analisar algumas alternativas.

Que estratégias podem ajudar no engajamento dos profissionais?

A melhor maneira de manter o engajamento é fazer com que os profissionais se sintam valorizados.
Para tal, é preciso fazer uso de ações que permitam que eles sejam ouvidos e tenham a convicção de que fazem parte do todo.
Investir em estratégias de endomarketing, por exemplo, costuma funcionar bem.
Isso significa criar canais de comunicação e promover ações internas de engajamento.
No final de cada mês, que tal realizar uma singela festa coletiva para todos os aniversariantes dos últimos 30 dias? É uma maneira de reunir a todos e mostrar que a empresa se importa com cada um dos colaboradores.
Outra forma de mostrar o valor do seu quadro é criar um sistema de metas e de bonificações.
Assim, os colaboradores vão estar sempre motivados a produzir, superando as barreiras e elevando a excelência de seu trabalho.
Também uma estratégia que pode ser executada é o estreitamento das relações profissionais.
Com uma equipe unida e que conta com ajuda mútua, fica muito mais fácil haver engajamento.
Isso porque cada membro do time vai puxando o desempenho do outro, o que cria um clima de competição sadia, no qual o objetivo não é superar o outro, mas sim a si mesmo.

Como criar engajamento?

O que queremos mostrar com tudo o que já destacamos até aqui é que, com todos se sentindo valorizados, motivados e unidos, o engajamento surge de forma natural.
Mas existe outro aspecto que ajuda a promover esse envolvimento dos colaboradores: a presença de lideranças positivas e inspiradoras.
Estamos falando de pessoas que tornam o ambiente mais leve e que despertam o melhor de cada um.
Mas se esse não é o caso da sua empresa, nada está perdido.
É possível trabalhar no desenvolvimento de competências comportamentais que dão suporte para a formação de líderes.
A SBCoaching oferece um curso focado justamente no aperfeiçoamento de lideranças. Ao se tornar um leader coach, o profissional vai estar pronto para motivar e inspirar equipes, além de atuar de maneira estratégica.

Dicas para criar engajamento na sua empresa

engajamento dicas para criar sua empresa
Gostou das dicas até aqui?
Então, confira os outros toques que separamos para você criar engajamento na sua empresa.

Ter um ambiente estimulante e abrir espaço para crescer

Nada desmotiva mais um profissional do que a falta de perspectivas de crescimento.
Ninguém merece dar o seu melhor todos os dias e não receber nenhum incentivo por isso.
Saber que existe a possibilidade de se desenvolver dentro da própria empresa é uma forma de estimular a produtividade e o engajamento.

Valorizar os esforços e dar feedbacks

Ter o trabalho reconhecido ajuda o profissional a se sentir mais engajado.
Ele percebe que está sendo observado de perto e que precisa manter o foco para que o desenvolvimento de sua carreira aconteça.
A utilização de feedbacks constantes, por exemplo, colabora para indicar o rumo a ser seguido ou mesmo para evidenciar que o trabalho realizado está sendo visto.
Um profissional sempre vai estar mais seguro quando seu superior falar, de maneira clara, o que pensa sobre as atividades que ele desenvolve.

Estimular o fortalecimento dos valores pessoais

Um profissional é, antes de tudo, um ser humano. Parece básico demais falar isso, mas muitas empresas olham para os seus colaboradores como números, quase como máquinas e robôs que são programados para entregar resultados.
Por isso, estimule a disseminação de valores pessoais como empatia e companheirismo.
Eles tornam o dia a dia mais leve e estabelecem um sentimento de união que é mais do que saudável para o negócio.
Lembre-se sempre de que as relações de trabalho devem ser profissionais, claro, mas também humanas.
É preciso compreender por que determinado funcionário não está rendendo como deveria.
Antes de apenas descartar seus serviços, busque o diálogo.

Quais os resultados do engajamento para o RH?

A área de recursos humanos é uma das que mais trabalha a questão do engajamento com os colaboradores.
Logo, o RH é o setor que melhor consegue medir os resultados positivos que uma equipe comprometida entrega.
Veja alguns exemplos a seguir.

Maior produtividade e redução do desgaste com o trabalho

Quando um profissional está engajado, ele produz mais e melhor. Consequentemente, não vê o trabalho apenas como uma obrigação que precisa ser cumprida.
Não é difícil de entender o porquê disso.
Ao olhar no relógio, você vai ver que o seu turno acabou e nem sentiu o tempo passar.
Sabe aquela máxima que diz “trabalhe com aquilo que você goste e não tenha que trabalhar um dia sequer em sua vida”?
Ela tem tudo a ver com esse tópico.
Para o RH, isso também significa diminuir o índice de turnover. Ou seja, menos gastos e tempo perdido em processos seletivos.

Aumento da motivação

Motivação e engajamento são palavras que quase podem ser usadas como sinônimas – e também são indissociáveis.
Uma pessoa desmotivada nunca vai conseguir ser engajada e vice-versa.
Por isso que é tão fundamental incentivar seus colaboradores a terem objetivos claros e que variam de tempos em tempos para não deixar o foco se perder.

Melhoria no clima organizacional

Um ambiente no qual ninguém se respeita, onde as fofocas circulam livremente e as lideranças não têm pulso firme faz com que, naturalmente, o comprometimento se perca.
Um clima organizacional ruim pode ser melhorado através de atitudes que promovam o engajamento e o fortalecimento coletivo, por exemplo.
Quando cada parte da engrenagem estiver ciente da sua importância para o funcionamento de todo o sistema, a dedicação aumenta e os dias de trabalho se tornam mais leves.

O que faz uma equipe engajada?

engajamento o que faz equipe engajada
Por falar em trabalho coletivo, qual é a grande diferença entre uma equipe engajada e um time desinteressado?
A analogia que pode ser feita aqui é comparar essa situação com a de um barco.
Uma embarcação vai chegar muito mais rapidamente ao seu destino se todos remarem para o mesmo lado, imbuídos do mesmo objetivo.
O mesmo se dá com uma equipe engajada.
Quando todos trabalham em prol do coletivo, deixando as vaidades pessoais de lado, as metas organizacionais vão ser muito mais facilmente alcançadas.
Quando você tem os melhores profissionais, mas eles são incapazes de atuar em conjunto, parte do potencial se perde no caminho.
Afinal, a troca de ideias é fundamental para sair do comum e garantir mais motivação.

Engajamento em gestão de pessoas

Falar sobre engajamento é falar também sobre gestão de pessoas.
Em um universo de cem colaboradores, existem cem maneiras diferentes de pensar e levar a vida – e tudo isso precisa ser observado.
Saber lidar com a diversidade é também permitir que o colaborador se sinta à vontade para trabalhar e queira fazer parte daquele universo.
Isso porque ele é compreendido e incentivado diariamente, ao mesmo tempo em que é observado e exigido.

O papel do coaching no engajamento de equipes

Como já falamos acima, a SBCoaching oferece um curso voltado à formação de lideranças.
Mas esse não é o único aspecto no qual o coaching pode ser um aliado na busca pelo engajamento.
Além dos treinamentos individuais, é possível aplicar a metodologia em empresas e permitir que o grupo de colaboradores atinja o máximo do seu potencial.
Isso acontece a partir do desenvolvimento de habilidades que são fundamentais para promover o crescimento do negócio.
Imagine como pode ser transformador todos juntos pensando no futuro e em como chegar aos melhores resultados.
Quer entender melhor como funciona? Aproveite e entre em contato.

Conclusão

engajamento conclusao
Depois de ler o nosso guia sobre engajamento, é hora de utilizar tudo o que você aprendeu para permitir que a empresa alcance os objetivos traçados no planejamento estratégico.
Ao mesmo tempo, pode ser um bom momento para você mesmo se dedicar mais aos projetos nos quais realmente acredita.
O exemplo também é uma excelente forma de mostrar aos outros o quanto algo pode ser recompensador – e não apenas financeiramente.
E se você gostou do artigo, aproveite para compartilhar nas suas redes sociais. Quem sabe mais pessoas não se inspiram e encontram razões para se engajar?