Posted in:

Ensaio Mental: O que é, Para que Serve e Como Conduzir

Ensaio Mental

O ensaio mental é uma técnica poderosa para quando precisamos nos preparar para uma situação desafiadora.

Pode ser uma entrevista de emprego, uma reunião com clientes, uma palestra que você vai dar.

Independentemente da situação, todos nós enfrentamos ocasiões que nos deixam com ansiedade, medo e nervosismo.

Justamente por isso, todos podemos tirar benefícios do ensaio mental.

Mas, afinal, o que é isso?

Tudo isso é muito importante, mas existe algo fundamental para colocar em prática:
Você precisa de ter hábitos certos, que vão te colocar em ação.


Pensando nisso, criamos um material que vai te ajudar a ser mais feliz e realizado através de hábitos de sucesso.

Clique aqui para ter acesso ao material e participar de um encontro online, onde Villela da Matta vai te dar mais conhecimento sobre este tema.

Continuando...

Essa técnica requer que o indivíduo imagine a si mesmo enfrentando uma situação específica pela qual ele ainda vai passar e em relação à qual se sente despreparado.

O intuito é criar comportamentos desejáveis que podem ser replicados quando a ocasião acontecer de fato.

Mas será que é simples aplicar essa técnica?

É o que vamos descobrir ao longo das próximas linhas.

Neste guia, você vai conhecer mais sobre o ensaio mental, como ele funciona na prática, benefícios que proporciona e como aplicar.

Boa leitura.

O que é Ensaio Mental?

Ensaio mental é uma técnica que ajuda o indivíduo a se preparar para uma situação específica que irá vivenciar.

Ela consiste em criar um cenário na imaginação em que nos enxergamos enfrentando aquela situação, adotando os comportamentos desejáveis para uma boa performance e alcançando o sucesso.

Essa técnica é recomendada principalmente para ocasiões que geram medo e ansiedade e nas quais você precisa se sair bem.

Pense em todas as vezes que você ficou ansioso antes de uma entrevista de emprego, de uma reunião importante ou de falar em público.

Nessas horas, medo, estresse e nervosismo são sentimentos comuns, certo?

É justamente aí que entra o ensaio mental.

Ao imaginar a ocasião previamente e os comportamentos que você irá adotar, está se preparando para enfrentar o desafio com maior segurança, otimizando a experiência.

Em um artigo para o portal Lifehacker, Patrick Allan afirma que, em sua forma mais básica, o ensaio mental é uma forma de você se convencer de que está preparado.

“É o processo de identificar a fonte de suas preocupações, determinar como você pode se adaptar se as coisas derem errado e praticar todos os seus planos de contingência em sua mente até que você se sinta tão preparado que sua preocupação desapareça”, diz o autor.

Mas isso não significa que o ensaio mental é uma maneira de ignorar estados emocionais negativos, como ansiedade e estresse.

Também é preciso visualizar possíveis erros que podem ocorrer na ocasião, como você verá adiante no texto.

A diferença está no fato de que a técnica ajuda a superar esses estados negativos, porque permite a troca do mindset para um viés mais positivo.

E aí se torna possível enfrentar seus bloqueios pessoais e crenças limitantes, adquirindo a autoconfiança necessária para enfrentar desafios e concretizar aquilo que você deseja.

Para que serve o Ensaio Mental?

Para entender melhor a eficácia do ensaio mental, confira algumas de suas principais utilidades nos tópicos a seguir.

1. Redução da ansiedade

Em situações importantes, é comum que a ansiedade e a preocupação interferiram na performance do indivíduo.

Quem nunca falou algo sem pensar em uma entrevista de emprego?

Ou gaguejou na hora de falar em público?

Erros como esses são fruto da ansiedade.

E o ensaio mental entra justamente para inverter esse estado emocional para um que gere tranquilidade, porque você já estará mais preparado para vivenciar a situação.

2. Melhoria na performance

Como você acabou de ver, o aprimoramento da performance em situações desafiadoras é um benefício direto do ensaio mental.

Essa vantagem ocorre porque o ensaio mental permite que você visualize o comportamento ideal que deseja apresentar em uma ocasião específica, podendo planejar a sua reação a possíveis cenários decorrentes dela.

3. Reflexão sobre os seus objetivos

Outro motivo que leva a um comportamento não desejável em uma situação desafiadora é simplesmente o fato de que você não sabe ao certo o que espera de si mesmo.

E aí, a decisão de como lidar com aquele cenário é feita na hora em que você o vivencia.

Por isso, praticar o ensaio mental é uma forma de analisar com antecedência quais comportamentos, posturas e afirmações você quer adotar em tal situação.

Em outras palavras: poderá refletir sobre os seus objetivos e, a partir disso, traçar o caminho até eles.

4. Eliminação de crenças limitantes

“Eu não consigo. Eu não posso. Não tenho capacidade. Não tenho jeito para essas coisas”.

Quantas vezes você se deparou com pensamentos do tipo?

Trata-se de crenças limitantes: barreiras pessoais que você impõe a si mesmo e que o impedem de ter os melhores resultados.

Com o ensaio mental, fica mais fácil trocar o mindset negativo para o positivo, visualizando a si mesmo obtendo o sucesso e lidando com qualquer situação de maneira eficaz.

Como funciona o Ensaio Mental?

O ensaio mental requer que o indivíduo mentalize ao máximo a situação desafiadora que vai enfrentar.

Ou seja, ele precisa projetar a experiência futura por meio do pensamento e da imaginação.

O objetivo é se enxergar enfrentando a situação com sucesso, adotando o comportamento desejável e lidando com a ansiedade para criar um padrão que será acionado quando você estiver, de fato, vivenciando aquilo.

Nessa hora, quanto melhor você enxergar a situação na mente, maior será o efeito do ensaio.

Isso significa imaginar o lugar, as pessoas que estarão presentes, as roupas que você vai vestir, a atmosfera do ambiente como um todo.

Avalie o cenário e as possibilidades do que irá acontecer, incluindo as suas atitudes, chances de erros, o que você e outras pessoas vão falar.

Lembre-se de que o ponto-chave é treinar as suas respostas a determinadas situações.

Mas tenha cuidado: o ensaio mental vai além de imaginar cenas de sucesso.

Você também precisa lidar com os sentimentos que causam desconforto e ansiedade.

É o que explica o professor de psiquiatria Brett Steenbarger, em um artigo para a revista Forbes.

“Para mudar nossas reações emocionais a situações, precisamos evocar ativamente as emoções das quais não gostamos por meio da visualização e/ou reencenação e, então, mudar radicalmente nosso estado através de um enfrentamento positivo”, explica.

Como se aplica na prática?

O professor dá um exemplo fácil de entender que vale ser mencionado aqui de forma breve.

Considere uma jovem comerciante que experimentou um sucesso inicial e agora é incentivada a aumentar seu retorno ocupando posições maiores no mercado.

Mas ela está com medo de assumir maiores riscos e com a confiança reduzida porque, quando suas ideias funcionam, recebe pouco dinheiro em troca.

No ensaio mental, ela precisaria seguir alguns passos.

Primeiro, imaginar vividamente uma oportunidade de aumentar o negócio, se sentindo nervosa por isso.

Em seguida, usar técnicas de meditação para diminuir o ritmo da respiração

Depois, em um estado mais calmo, falar a si mesma sobre integridade, prometendo fazer a coisa certa para investidores.

Por fim, à medida em que se sente empoderada, deve imaginar vividamente a colocação do seu comércio com o tamanho adequado e se visualizar em paz com o resultado.

Mas essa técnica deve ser aplicada em um local tranquilo, quando você tiver pleno domínio das suas emoções.

Quem inventou o Ensaio Mental?

O ensaio mental é uma técnica que vem da Programação Neurolinguística (PNL), uma abordagem que oferece ferramentas para eliminar crenças limitadoras e encontrar soluções objetivas para os desafios e problemas que o indivíduo enfrenta no cotidiano.

O conceito é relativamente novo: surgiu em 1970, quando iniciaram-se pesquisas referentes à área na Universidade de Santa Cruz, nos Estados Unidos.

Estudos realizados pelo professor de linguística John Grinder e pelo estudante de psicologia Richard Bandler à época deram origem à PNL.

Em linhas gerais, a premissa dessa abordagem consiste no fato de que podemos ensinar nosso cérebro a fazer tudo.

E isso implica em ressignificar modelos mentais e barreiras pessoais  - justamente a proposta do ensaio mental.

No livro Introducing Neurolinguistic Programming (NLP): a practical guide (Icon Books, 2011), Neil Shah afirma que o ensaio mental é um elemento-chave na PNL.

De acordo com ele, a técnica é usada para fortalecer ou aprimorar performance comportamental, padrões cognitivos de pensamento e estados internos.

5 Benefícios do Ensaio Mental para vida pessoal e profissional

Agora que tal conhecer cinco benefícios de usar o ensaio mental no seu cotidiano?

1. Ajuda no autoconhecimento

Ao praticar o ensaio mental, uma vantagem é entrar em contato com os seus objetivos e se deparar com os elementos que geram ansiedade, como você viu antes, para transformá-los em confiança.

Na prática, você está adquirindo autoconhecimento, que permite com que você lide com desafio de maneira ainda mais potente.

2. Faz com que você assuma o controle

No livro Manual da Corrida (Gente Liv e Edit, 2002), Jeff Galloway afirma que, em vez de esperar as coisas acontecerem ou aceitar o que vem no seu caminho, o ensaio é uma chance de estabelecer os passos que você dará em cada estágio ou desafio.

“Ao antecipar problemas, seu lado direito do cérebro começa a cuidar deles”, destaca o autor.

3. Permite superar desafios

Todo mundo tem desafios tanto na vida pessoal quanto na profissional.

Pode ser que você esteja buscando subir no nível hierárquico da empresa.

Ou talvez esteja passando por conflitos familiares que devem ser solucionados.

Independentemente do tipo de desafio, o ensaio mental ajuda a diminuir o medo e a aumentar a autoconfiança para superá-lo.

4. Aumenta a motivação

Em um artigo para o jornal The Huffington Post, Jenna McNaney afirma que esse tipo de visualização envolve imaginar a realização do seu objetivo final e os sentimentos que o acompanham nesse processo.

“Ao se familiarizar com os sentimentos de realização, você aumenta sua motivação para alcançar sua meta final e acredita que o sucesso é mais plausível e realista”, reflete a autora.

5. Faz o cérebro conhecer o desconhecido

Geralmente, o medo e a ansiedade ocorrem devido ao desconhecimento de eventos futuros.

Quando você realiza o ensaio mental, visualizando uma situação que ainda não ocorreu, fará com que sua mente recorde dela como uma memória real, como se já contasse com essa vivência.

A consequência é a diminuição do estresse, do medo e da ansiedade.

Como conduzir um ensaio mental em um coachee?

O ensaio mental é uma técnica frequentemente utilizada no processo de coaching.

Mas como conduzir essa ferramenta para que o coachee tenha acesso aos benefícios?

Vamos ver um passo a passo com sugestões para guiar o processo.

1. Peça para o coachee avaliar a situação desafiadora

O primeiro passo é definir qual compromisso ou situação está deixando o coachee ansioso ou inseguro.

Com isso em mente, peça para que ele avalia quais aspectos desejaria mudar.

Por exemplo: a maneira como se comporta estando nervoso.

2. É hora de imaginar a cena

Aqui é o momento de aplicar a dica do professor Steenbarger: imaginar a cena com o estado emocional negativo que a pessoa sentiria ao estar imersa nela.

O coachee deve analisar suas emoções e deixar que elas aflorem para, só então, seguir com o passo a passo.

3. Quebre o estado emocional negativo

A próxima etapa é ajudar o coachee a se recompor e ficar tranquilo.

A vantagem é que, durante a sessão de coaching, ele estará em um ambiente seguro, o que facilita esse ponto de virada.

Técnicas de relaxamento podem ajudar nessa tarefa.

4. Reforce a autoconfiança do coachee

Você deve ajudar o coachee a eleva o nível de autoconfiança, inteligência emocional e motivação para enfrentar o desafio imposto.

Claro que esse processo não ocorre de uma hora para outra, mas é importante fazer esse exercício durante o ensaio mental.

O próprio coachee deve fazer afirmações positivas, mas você também pode ajudar dando um feedback personalizado às demandas dele.

5. Peça para que ele visualize a cena com sucesso

Agora, sim, o coachee deve imaginar a situação desafiadora, se inserindo nela com o comportamento desejado e obtendo o sucesso.

Essa projeção mental é essencial para que crie um padrão de comportamento adequado e se sinta preparado para replicá-lo na realidade.

A técnica do Ensaio Mental funciona e é comprovada cientificamente?

Em um artigo para a Forbes, Andrea Morris explica que o ensaio mental pertence a uma classe de comportamentos encobertos.

Trata-se de um comportamento oculto, como pensar e imaginar, que é realizado internamente.

Por isso, não são diretamente observáveis por alguém que não seja a pessoa que os vivencia.

“Como os comportamentos encobertos são difíceis de estudar, tentar isolar o que torna o ensaio mental eficaz é um grande desafio”, pondera a autora.

No entanto, isso não significa que não há indícios científicos que comprovem a eficácia da técnica.

Um estudo da pós-graduanda em bioengenharia Saurabh Vyas, da Universidade de Stanford, publicado na revista acadêmica Neuron, tenta responder o que acontece quando tentamos aprender uma tarefa motora sem realizá-la fisicamente.

E a resposta está justamente no fato que de praticar com a mente prepara o cérebro para a ação.

Já o professor Brett Steenbarger, no mesmo artigo que mencionamos antes, fala sobre uma técnica baseada em evidências na psicoterapia para superar a ansiedade: a dessensibilização.

“Ao enfrentarmos repetidamente situações ameaçadoras sob condições emocionais calmas e controladas, aprendemos a reagir da maneira desejada, livre de ameaças”, explica o autor.

De acordo com ele, podemos pensar no ensaio mental como um veículo para o aprendizado dependente do estado emocional.

Isso acontece porque, conforme sugerem pesquisas, somos mais capazes de processar e recuperar informações quando estamos no mesmo estado em relação ao momento em que as adquirimos originalmente.

“Literalmente, o que sabemos e como nos sentimos pode diferir significativamente de um estado para outro”, pontua Steenbarger.

O coaching no desenvolvimento pessoal e profissional

E se você pudesse chegar ainda mais longe na vida pessoal e profissional por meio de um desenvolvimento focado em resultados?

Essa é justamente a possibilidade que o processo de coaching oferece.

Trata-se de uma metodologia focada no aprimoramento de competências comportamentais relevantes para que você conquiste seus objetivos, seja no trabalho, seja no âmbito das realizações pessoais.

Durante as sessões de coaching, o coachee tem o benefício de trabalhar o autoconhecimento com intensidade.

Na prática, ele descobre suas potencialidades e vulnerabilidades, chegando a um direcionamento de quais crenças limitantes precisam ser descartadas e quais competências podem ser potencializadas.

E aí, com o apoio do coach, ele traça um plano de ações que permitirão alcançar os resultados desejados, sempre com os objetivos definidos no início do processo em mente.

Durante o coaching, o coachee também tem acesso a um aprendizado bem diversificado a partir das ferramentas apresentadas pelo coach e que ajudam no desenvolvimento.

Como vimos, o ensaio mental é uma técnica frequentemente utilizada.

Então, que tal explorar esse universo e realizar as conquistas que você almeja?

Conclusão

Chegando ao fim deste texto, você já está disposto a praticar o ensaio mental a partir de agora?

Lembre-se de que não basta visualizar cenas de sucesso.

Você precisa enfrentar o estado emocional negativo e quebrá-lo, adquirindo autoconfiança e tranquilidade.

E aí, sim, você poderá ensaiar mentalmente a performance que deseja obter em uma situação desafiadora, seja ela na vida pessoal ou profissional.

Não tenha dúvidas de que essa técnica pode ser um diferencial para que você apresente bons resultados em diversas ocasiões, desde uma entrevista de emprego a uma ocasião em que precisará falar em público.

Se combinar o ensaio mental com a metodologia de coaching, melhor ainda.

Nesse caso, você terá total apoio para definir objetivos, traçar um plano para enfrentar desafios e alcançar os resultados pretendidos.

Aproveite para conhecer os treinamentos da SBCoaching, que são referência internacional na área.

Gostou das dicas do artigo?

Então, compartilhe nas suas redes sociais e comente abaixo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *