O gerente de uma empresa possui um dos cargos mais estratégicos, pois é ele que irá liderar times, resolver conflitos, motivar pessoas, estimular a pró-atividade e a responsabilidade, além de extrair o máximo de cada colaborador. Isso significa que suas ações são determinantes para o sucesso ou o fracasso da organização, uma vez que os efeitos de suas falhas, também conhecidas como “pontos cegos”, refletem no grupo como um todo.

Como evitar fracasso e aumentar a liderança dos gestores da sua empresa

Por isso é tão importante que os gestores passem por um processo de Executive Coaching, que o auxilie a minimizar seus lapsos de liderança, promover aumento da produtividade e da motivação de seus times de trabalho e gerar resultados acima do esperado para a corporação.

Os “pontos cegos” mais comuns do gerenciamento, que podem ser observados e trabalhados, por meio do processo de coaching, são:

  • Necessidade de estar certo (suprime a comunicação honesta e o pensamento independente entre os funcionários);
  • Foco em autopromoção (gera baixa confiabilidade e credibilidade do staff);
  • Falta de controle e competitividade (acarreta em tensão desnecessária no ambiente de trabalho, reduzindo a produtividade);
  • Ambição demais (destrói a confiança e o sentimento de realização em sua área de influência);
  • Pouca preocupação com o elemento humano (causa desmotivação entre os colaboradores);
  • Incapacidade de lidar com times (ocasiona baixa produtividade e desmotivação).

 

Se durante o processo de coaching for levantada e apontada a existência de alguns destes aspectos na forma de atuação da gerência, é possível contribuir com o desaparecimento destes hábitos, a partir da geração de insights, que ao mesmo tempo promovam o desenvolvimento de suas habilidades e competências.