Posted in:

Inteligência Social: Características, Benefícios e Exemplos

inteligencia social caracteristicas beneficios exemplos

Você já ouviu falar em inteligência social?

Esse é um conceito que, quando aplicado na prática, traz um enorme impacto positivo na vida pessoal e profissional de qualquer ser humano.

Neste artigo, você vai entender exatamente o porquê.

Pode parecer óbvio, mas você já parou para pensar que a vida em sociedade é pautada por relações que estabelecemos e mantemos diariamente?

Invariavelmente, no contexto dos relacionamentos interpessoais, alguns conflitos sempre vão acontecer.

Tudo isso é muito importante, mas existe algo fundamental para colocar em prática:
Você precisa de ter hábitos certos, que vão te colocar em ação.


Pensando nisso, criamos um material que vai te ajudar a ser mais feliz e realizado através de hábitos de sucesso.

Clique aqui para ter acesso ao material e participar de um encontro online, onde Villela da Matta vai te dar mais conhecimento sobre este tema.

Continuando...

Mas eles podem ser administrados com mais facilidade quando se compreende – e se aplica – a chamada inteligência social.

Ao dominar essa habilidade, você vai perceber mais harmonia em todas as esferas da sua vida.

Desenvolver a inteligência social pode, inclusive, impulsionar sua carreira e abrir caminho para a conquista de um cargo de liderança ou do salário que você sempre sonhou.

Ficou interessado em mergulhar no assunto?

Então, siga a leitura para explorar os principais insights sobre inteligência social.

Qual é o Significado de Inteligência Social?

qual o significado de inteligencia social

Inteligência social (IS) significa a capacidade de um indivíduo reagir de forma adequada nos mais variados contextos sociais, para que consiga manter relações saudáveis e frutíferas com outras pessoas – inclusive aquelas inseridas em uma cultura diferente.

A definição original de IS foi apresentada pelo psicólogo Edward Thorndike, em 1920, para designar a habilidade de determinada pessoa em compreender, gerir e se engajar em distintas situações sociais.

O psicólogo e jornalista Daniel Goleman também já utilizou o termo como sinônimo para o que chama de sensibilidade social, se referindo ao domínio de uma série de habilidades.

Entre elas, estão:

  • Comunicação Verbal
  • Comunicação Não Verbal
  • Empatia
  • Autoapresentação
  • Assertividade.

De forma prática, a inteligência social diz respeito ao domínio das competências citadas, que podem ser trabalhadas e desenvolvidas em qualquer ser humano.

O conceito ainda está abstrato demais para você?

Há uma outra maneira mais simples de compreendê-lo.

De certa forma, a inteligência social é o que algumas pessoas chamariam simplesmente de “tato” ou “bom senso”.

Pessoas tidas como inconvenientes são aquelas que não possuem uma boa IS desenvolvida.

Inclusive, algo importante a ser compreendido acerca desse tipo de inteligência é que ele não nasce com você.

Enquanto no caso da Inteligência Racional, medida pelo QI, o fator genético possui alguma influência, no caso da inteligência social não há um fator intrínseco em seu DNA responsável por determinar se você vai dominar mais ou menos tal habilidade.

Ela é construída, justamente, a partir das experiências e dos sucessos e fracassos que você experimenta em diferentes ambientes sociais.

Uma criança, por exemplo, costuma se expressar livremente sem se preocupar com o contexto, correto?

A vida adulta, por sua vez, exige uma capacidade assertiva de saber se portar da maneira mais adequada conforme a situação que se apresenta.

Em algumas ocasiões você sabe, por obviedade, que não deve se comportar de uma determinada maneira: falar alto em uma biblioteca, por exemplo.

Mas quanto mais você dominar a habilidade em ler e interpretar as emoções de outras pessoas a partir das sutilezas presentes em suas expressões verbais e não verbais em diferentes cenários, mais aprimorada vai ser sua IS.

Isso, sim, pode ser um enorme diferencial – inclusive, no mercado de trabalho.

Muitas das habilidade relacionadas à IS – incluindo a comunicação verbal e a liderança – foram destacadas como atributos extremamente valorizados por recrutadores em levantamento publicado em 2016 pela National Association of Colleges & Employers.

A seguir, você vai entender quais são as características das pessoas que possuem uma inteligência social elevada e que, não raro, são aquelas que ocupam os cargos de liderança nas empresas e ganham salários mais altos.

Características e Habilidades de um Indivíduo com Inteligência Social Elevada

caracteristicas e habilidades de um individuo com inteligencia social

Em seu livro Foco: A Atenção e Seu Papel Fundamental para o Sucesso (Editora Objetiva, 2013), Goleman discorre sobre a inteligência social – ou sensibilidade social – explicando que ela ocorre por meio de um fluxo constante de trocas verbais e não verbais nas interações e relacionamentos.

Ele destaca que a falta de delicadeza demonstrada por pessoas que não possuem uma IS bem desenvolvida é decorrente de uma autoconsciência deficiente.

Você já deve ter percebido que, muitas vezes, pessoas desligadas não apenas “tropeçam” socialmente, mas frequentemente se mostram surpreendidas quando alguém lhes diz que a forma como agiram foi inadequada.

Mesmo em situações simples, como falar alto demais em um restaurante.

Mas e o contrário?

Afinal, quais são as características de uma pessoa que possui inteligência social elevada?

Abaixo, você pode contemplar algumas delas:

Alta capacidade de escutar

Pessoas com elevado índice de IS são capazes de ouvir e se conectar com aquilo que o outro diz, sem interromper ou cortar sua linha de raciocínio.

Inclusive porque, durante a fala do indivíduo, os sinais verbais e não verbais fornecem diversas pistas sobre a veracidade do que ele está dizendo ou sentindo.

Controle da autoimagem

O domínio da IS permite que um indivíduo desenvolva um equilíbrio bem dosado entre mostrar seu verdadeiro eu às pessoas e ter maleabilidade para atenuar suas características que podem prejudicá-lo em um contexto específico.

Em outras palavras, pessoas com inteligência social são autênticas, mas sabem equilibrar sua personalidade conforme a exigência de determinadas situações – sempre de acordo com a impressão que desejam transparecer.

Elevada habilidade de observação

Um denominador comum entre pessoas com IS extremamente desenvolvida é a capacidade de entrar em total sintonia com o que as outras estão sentindo – e até mesmo pensando – por meio da observação de sutilezas em seus olhares, expressões faciais e variações no tom da voz.

O domínio dessa capacidade de entrar em sintonia com o outro é o que gera uma correlação entre a inteligência social e a Inteligência Emocional, já que ambas envolvem a interpretação de emoções alheias por meio da empatia.

Você vai entender um pouco mais sobre essa ligação entre ambas as inteligências mais adiante.

Autoeficácia social

Autoeficácia, no ramo da psicologia, está ligada à autoconfiança da pessoa.

Uma pessoa com IS bem desenvolvida sente-se confortável e capaz de agir adequadamente nos mais variados contextos sociais e culturais, lidando bem com quaisquer pessoas – mesmo aquelas que possuem crenças ou visões de mundo diferentes das suas.

Como você pode imaginar diante das características citadas, o domínio da inteligência social simboliza um enorme diferencial competitivo no mercado de trabalho.

Não é à toa que elevados índices de IS são observados em líderes de grandes corporações.

No próximo tópico, você vai entender um pouco melhor essa relação.

Inteligência Social e Liderança

inteligencia social e lideranca

Imagine a seguinte situação: você está em uma reunião de trabalho cercado de holandeses e se vê envolvido em um debate intenso, pois eles se expressam com veemência e gesticulam bastante.

Como você reage?

Mesmo que seja tímido, talvez, nesse momento, seja interessante participar ativamente da conversa.

Para os holandeses, é muito natural debater – eles, inclusive, compreendem o debate como necessário para se chegar a um veredito.

É justamente no contexto do mundo dos negócios e da liderança que a inteligência social representa um enorme diferencial competitivo de alta performance.

Por meio do exemplo recém-citado, Goleman pontua que profissionais que fazem negócios com grupos de pessoas diferentes em uma economia global precisam de uma sensibilidade social extremamente aguçada para identificar como captar normas implícitas rapidamente.

Conforme indica o psicólogo, executivos capazes de interpretar diferentes perspectivas e se adequar às normas implícitas de determinadas culturas são aqueles que se saem melhor em atividades no exterior.

Afinal, as regras de convivência e do que é socialmente adequado se transformam completamente dependendo do país em questão.

É por isso que pessoas com IS bem desenvolvida geralmente ocupam os cargos de liderança nos mais altos escalões das empresas.

A liderança e a inteligência social estão fortemente conectadas.

Um líder sabe, por meio da empatia e da compreensão de suas próprias emoções e das emoções alheias, como se portar em diferentes cenários.

Assim, torna-se um profissional resolutivo, ágil, capaz de antecipar problemas e obter bons resultados em negociações.

Inteligência Social e Inteligência Emocional

A inteligência social e Emocional conversam mutuamente e se correlacionam diretamente.

Isso porque ambas são embasadas pela empatia – a capacidade de compreender, interpretar e sintetizar as emoções alheias.

Para processar informações emocionais em um contexto social e cultural, portanto, um indivíduo precisa antes ter uma Inteligência Emocional bem desenvolvida.

Em sintonia, ambas as inteligências contribuem para a resolução de conflitos, uma convivência mais pacífica e respeitosa entre amigos e colaboradores e geram, até mesmo, mais tranquilidade nas relações amorosas e familiares.

Essa percepção mais profunda das demandas e necessidades do interlocutor facilita e favorece muito o diálogo.

Assim, quem conjuga essas inteligências tem condições de se tornar uma pessoa mais influente, mais sociável, mais simpática, mais persuasiva e, no fim das contas, mais feliz.

Principais Benefícios de Possuir Inteligência Social

beneficios de ter inteligencia social

Se você chegou até aqui, provavelmente está bem familiarizado com o conceito de inteligência social.

Agora, então, é válido retomar brevemente quais são os principais benefícios dela na vida prática:

1. Pressentir e antecipar a resolução de conflitos na vida pessoal e profissional

Ao desenvolver a IS, você vai perceber uma extrema facilidade para antecipar conflitos antes mesmo deles se desenrolarem, uma vez que vai ser muito mais fácil interpretar todos os sinais existentes, inclusive, na linguagem não verbal

2. Facilidade na gestão de crises

Como você agora já sabe, IS e empatia estão conectadas.

Ao dominar essa importante habilidade emocional, você vai perceber como resolver conflitos e crises no trabalho vai se tornar uma tarefa muito mais simples.

3. Tranquilidade para trabalhar com diferentes pessoas e grupos

Fazer networking e negociações na sua vida profissional vai se tornar muito mais fácil a partir do momento em que você dominar a IS, pois você vai estar apto a conviver e trabalhar, inclusive, com pessoas de diferentes crenças e culturas.

4. Mais oportunidades de negócios e sucesso financeiro

Como consequência do que foi mencionado no tópico anterior, a IS vai abrir portas para maiores e melhores oportunidades na sua vida profissional, trazendo o sucesso financeiro como resultado.

Principais Livros Sobre Inteligência Social

Gostou de se aprofundar no estudo da inteligência social? Então, certamente você vai apreciar algumas leituras que exploram o tema em detalhes.

Veja, abaixo, três livros essenciais acerca do assunto:

1. Inteligência Social, o Poder das Relações Humanas

Na obra inteligência social, o Poder das Relações Humanas (Editora Elsevier Brasil, 2012), Daniel Goleman explica o conceito da IS em detalhes, com embasamento neurocientífico, pontuando como a interação social é capaz de moldar comportamentos e, até mesmo, o funcionamento do organismo humano.

2. A Era da inteligência social

No livro A Era da inteligência social (Editora Globo, 2009) o palestrante Symon Hill ensina o caminho para o desenvolvimento das principais habilidades relacionadas à IS, como escuta ativa, empatia e apresentação pessoal.

3. Inteligência Social, a Nova Ciência do Sucesso

Em inteligência social, a Nova Ciência do Sucesso (M. Books, 2006), o pensador Karl Albrecht contextualiza a dimensão da inteligência social, mostrando como ela pode ser a grande chave para o sucesso na vida pessoal e profissional.

Exemplos de Inteligência Social no Cotidiano

exemplos de inteligencia social na sociedade

Agora você já está bem familiarizado com o conceito de inteligência social, é interessante compreender mais profundamente como ele se aplica na vida cotidiana.

Em sua obra, Goleman traz vários exemplos práticos.

De acordo com ele, em uma entrevista de emprego, pode-se observar a IS em ação quando o entrevistado se movimenta em sincronia com o entrevistador com naturalidade, não intencionalmente.

O psicólogo pontua que isso traz, inclusive, mais chances de contratação.

Outro exemplo interessante trazido por Goleman ilustra um caso prático de ausência de sensibilidade social.

Você já se sentiu incomodado, por exemplo, quando está com pressa e uma pessoa simplesmente não para de falar?

Esse indivíduo tem uma IS pouco desenvolvida, uma vez que ignora sutis de constrangimento.

Sua voz acelerada, ou mesmo um movimento impaciente do corpo, passam despercebidos por ele.

É justamente nessas pequenas situações do dia a dia que a IS é posta à prova.

Como Desenvolver sua Inteligência Social?

Agora que você já está familiarizado com o conceito de IS e sua importância no mundo dos negócios, a próxima etapa é identificar as ações necessárias para desenvolver essa competência.

Goleman traz algumas pistas.

“A atenção ao contexto permite que captemos sutis pistas sociais que podem guiar a forma como nos comportamos.

Pessoas atentas ao contexto agem com habilidade independentemente de qual seja a situação em que se encontram.

Elas sabem não apenas o que dizer e fazer, mas, o que é igualmente fundamental, o que não dizer e não fazer.

Elas seguem instintivamente o algoritmo universal da etiqueta, que é se comportar de uma maneira que deixa os outros à vontade”, escreve o psicólogo.

Como se trata de uma competência guiada pelo instinto, portanto, a inteligência social é desenvolvida por meio da prática em situações do dia a dia, gradativamente.

Para avançar no domínio dessa aptidão, é interessante que você comece a praticar a escuta ativa e a ficar atento ao mundo em seu entorno, evitando reações automáticas.

Se houver necessidade de praticar, experimente participar de workshops, networks e cursos de formação.

Por fim, talvez a mais importante lição para desenvolver a IS seja: aprenda com seus erros e fracassos sociais.

Sempre que alguém fornecer feedback sobre um comportamento inadequado, reflita e melhore na próxima situação.

Coaching e inteligência social

coaching e inteligencia social

Ao ler este texto, você chegou à conclusão de que ainda precisa desenvolver sua inteligência social?

Percebeu que sua sensibilidade aos outros no contexto do mercado de trabalho está em segundo plano?

Se a resposta para tais perguntas for afirmativa, saiba que o processo de Coaching pode ser de extrema ajuda.

Conforme já foi mencionado, o desenvolvimento da IS ocorre de forma gradativa e não há uma fórmula pronta a ser aplicada para dominar essa aptidão automaticamente.

Mas há, sim, ferramentas capazes de ajudar você a acelerar o processo a partir da observação e transformação de seus padrões de comportamento.

Esse é o objetivo do processo de Coaching, que você vai entender em detalhes a seguir.

Como o Coaching Pode Beneficiar sua inteligência social

O coaching é uma metodologia utilizada desde a década de 1970 e sua aplicação produz verdadeiras transformações em pessoas e empresas – impactando diretamente, claro, no desenvolvimento da inteligência social.

Sabe por quê?

No processo de coaching, o coach estimula o coachee a percorrer uma jornada de autoconhecimento, de modo que ele passa a estar mais atento a seus padrões de comportamento – aqueles positivos e aqueles que devem ser melhorados.

Ao entrar em sintonia com seu próprio universo interior, o caminho do coaching leva o indivíduo à próxima etapa: a compreensão do mundo dos outros.

A inteligência social depende da empatia e, para desenvolver tal habilidade, o primeiro passo é entrar em contato com suas próprias questões internas.

Dessa forma, ao olhar para dentro e se conhecer melhor, você tem condições de enfrentar o desconhecido, sair da zona de conforto, superar inseguranças e se relacionar mais facilmente com as outras pessoas.

Como se Tornar um Coach

Ficou inspirado com o conteúdo deste artigo?

O tema da inteligência social é, de fato, intrigante e muito estimulante.

Já pensou em trilhar esse caminho de autoconhecimento e ainda ajudar outras pessoas a melhorarem suas habilidades sociais e desenvolverem seu pleno potencial?

Em caso positivo, vale a pena conhecer melhor o coaching e seus benefícios.

Essa metodologia de desenvolvimento pessoal trabalha muitos aspectos de inteligência social e emocional.

Vale reforçar: com essa abordagem, você ganha mais ferramentas e técnicas para lidar com sua percepção de mundo e com as outras pessoas, seja no trabalho ou em casa.

Além disso, você pode utilizar todo esse conhecimento para acelerar o crescimento de quem busca um novo patamar de vida.

Os treinamentos da SBC Coaching já ajudaram a conquista de objetivos de mais de 25 mil pessoas, e a inteligência social é pauta essencial em suas formações e Workshops.

Acesse o site para conferir todos os cursos disponíveis.

Conclusão: o poder de transformação da inteligência social

conclusao inteligencia social

A inteligência social é uma habilidade que se aplica em basicamente todas as áreas da vida de uma pessoa.

Afinal, conforme destacou o historiador Yuval Harari em seu livro Sapiens: Uma Breve História da Humanidade (Editora LPM, 2014), o que difere o Homo Sapiens de qualquer outra espécie animal é justamente sua habilidade de cooperar socialmente.

Somos seres essencialmente sociais.

E, diante da ascensão tecnológica, o domínio de aptidões relacionadas à capacidade de ler e interpretar as emoções humanas será um verdadeiro diferencial nas relações pessoais, afetivas e corporativas.

Não é por acaso que a inteligência social vai ser uma das grandes competências do futuro.

Você está preparado para desenvolver a sua?

Então, deixe um comentário contando como pretende reforçar essa habilidade e como acha que ela pode ajudá-lo a alcançar seus objetivos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *