Posted in:

Linguagem Corporal: O que é, Diferentes Tipos e Importância

linguagem corporal o que e diferentes tipos importancia

Há um velho ditado que diz que uma imagem vale mais do que mil palavras.
Mas quanto vale, então, a linguagem corporal?
Durante uma conversa, as palavras que saem da sua boca estão longe de ser a única forma de comunicação.
Todos nós temos trejeitos e uma postura ao falar que dizem muito sobre o que estamos sentindo em cada momento.
Alguns deles são universais e até mesmo fáceis de perceber.
Claro, é preciso saber o que procurar e ter o domínio sobre os significados de cada gesto.
Um simples alteração de voz, por exemplo, pode indicar medo, irritação ou até mesmo que a pessoa a sua frente está prestes a chorar.
Isso vale tanto para o nível pessoal quanto profissional.
Quer descobrir o que algumas dessas ações, que costumam ser involuntárias, querem dizer?
Confira o artigo até o fim e faça a sua próxima reunião de trabalho ser mais reveladora.

O que é a linguagem corporal?

linguagem corporal o que e
A linguagem corporal está relacionada à comunicação não-verbal. Ela aparece na nossa postura, nos gestos, no quão próximo estamos de outra pessoa ao conversar com ela, nas expressões faciais e até no movimento que nossos olhos fazem.
É através da linguagem corporal, muitas vezes, que podemos identificar o real significado de uma mensagem ou transmiti-la da maneira que não gostaríamos.
E não é difícil de entender como esse processo acontece.
Quando estamos diante de uma pessoa, não temos acesso apenas ao que ela fala, mas também àquilo que o seu corpo mostra.
Tudo isso nos ajuda a entender o que o interlocutor quer dizer com as palavras que saem da sua boa.
É o caso da ironia, por exemplo.
Um breve revirar de olhos pode dar a dica de que o sentido da mensagem é exatamente o oposto daquele que foi dito.
Tudo isso é linguagem corporal e tudo isso é importante para se comunicar, como iremos destacar no próximo tópico.

Qual é a importância da linguagem corporal?

linguagem corporal importancia qual e
Pelo exemplo que demos acima, já dá para ter uma ideia da importância que a linguagem corporal assume na nossa comunicação.
Mas você tem alguma noção do que isso representa em números?
Uma pesquisa realizada na Universidade da Califórnia concluiu que somente 7% de toda a nossa comunicação é baseada em palavras.
Segundo os resultados, 38% está relacionada ao tom de voz e 55% provêm da chamada linguagem corporal.
Ou seja, as relações interpessoais seriam muito diferentes se não pudéssemos contar com a avaliação do modo como o corpo se comporta durante uma conversa.

Quais são os tipos de linguagem corporal?

linguagem corporal quais sao tipos
Já falamos sobre alguns exemplos de linguagem corporal antes e, acredite, eles são muitos.
Mais do que isso, podem passar diferentes impressões ao interlocutor.
Para quem sabe identificar com precisão, então, muitos detalhes podem ser revelados.
Em termos técnicos, existem cinco categorias para classificar a comunicação não-verbal. Ou seja, aquela que inclui todas as manifestações não expressas em palavras.
Vamos a elas:

  • Cinésica: relacionada à linguagem corporal, propriamente dita, como os gestos e as expressões faciais
  • Proxêmica: em que se faz uso do espaço físico
  • Paralinguagem: quando são usados recursos de modificação do som da voz
  • Tacêsica: revelada pelo toque
  • Características físicas: aparência e a forma do corpo.

Linguagem corporal negativa que pode comunicar fraqueza

linguagem corporal negativa pode comunicar fraqueza
Até aqui, focamos a atenção em apresentar alguns conceitos e particularidades da linguagem corporal.
Tudo para permitir a você entender o quanto ela está envolvida no nosso cotidiano e, portanto, de que maneira influencia em nossas vivências.
Agora, é o momento de trazer algumas dicas que podem ajudar você a compreender  melhor as ações alheias e até mesmo as suas.
Vale dizer, nem todos os trejeitos passam uma imagem das mais positivas, como é o caso dos exemplos a seguir.

Mãos próximas à boca

Se mentira tem perna curta, o ato de levar a mão à boca enquanto você fala pode denunciar a tentativa de faltar com a verdade.
Mas esse não é único gesto característico de quem mente.
Passar a mão nos lábios, colocar objetos perto da boca e até mesmo tocar o queixo também são ações recorrentes na hora de contar uma mentira.
É como se você buscasse tirar o foco daquilo que é dito, como quem tem medo de ser pego no flagra.

Lábios cerrados

Manter os lábios comprimidos, de outra forma, denota que você tenta evitar dizer aquilo que pensa.
Pode significar, por exemplo, que prefere não responder a uma pergunta que foi feita.
Já o maxilar cerrado é um sinal mais ligado ao estresse. A mensagem é de que existe um desconforto.

Olhar sem foco

O olhar é uma das partes mais expressivas do nosso corpo.
Não é preciso ser nenhum expert no assunto de linguagem corporal para perceber, a partir dele, quando alguém está triste ou mesmo muito feliz.
Mas e o olhar sem foco, sabe o que significa? Também depende um pouco da direção.
Para cima e para a direita costuma indicar confusão, como quem busca por uma imagem mental enquanto desvia os olhos.
Tenha cuidado, pois pode fazer com que pareça inseguro no que diz.
Apenas para cima, de outra forma, pode denotar desprezo e irritação – aquela clássica revirada de olhos.

Contração da testa

linguagem corporal contracao da testa
Dúvida, tensão e até mesmo nervosismo.
É o que transparece na testa de alguém quando ela está franzida.
Esse é um sinal visto como negativo, que afasta o interlocutor.
Pense duas vezes antes de ter essa atitude em uma reunião de trabalho, por exemplo.

Cruzar os braços

Irritabilidade ou rejeição ao momento pelo qual está passando.
Essa é a principal mensagem evidenciada quando se cruza os braços ou mesmo as pernas.
Mais do que isso, o gesto parece criar uma verdadeira barreira física, que mostra pouca ou nenhuma abertura a ouvir aquilo que está sendo dito.
Vale ressaltar, não se trata de algo intencional.
Aliás, é bem comum que o discurso verbal diga exatamente o contrário, enquanto os membros se cruzam e mostram que, na verdade, o entendimento é outro.

Linguagem corporal positiva para comunicar confiança

linguagem corporal positiva para comunicar confianca
Assustado com a quantidade de sinais negativos que podemos emitir a qualquer momento enquanto interagimos com outras pessoas?
Calma, também existe um lado positivo a ser considerado.
É hora de partirmos para alguns deles e aprender como passar uma impressão melhor ao se comunicar.

Aperto de mão dominante

Uma bom aperto de mão pode deixar uma impressão inicial e tanto.
Por isso, toda vez que for iniciar uma conversa com clientes ou mesmo parceiros do seu negócio, não tenha medo de demonstrar segurança.
Um aperto de mão firme é capaz de deixar claro que você domina aquela conversa.
Outro detalhe importante para conferir: palma da mão voltada para baixo ou para cima?
No primeiro caso, é você quem toma frente e se coloca como líder naquela interlocução. Ajuda a demonstrar poder.
Mas há momentos em que é preciso abrir mão do protagonismo e demonstrar espaço para o diálogo aberto e compartilhado, certo? Então, prefira o segundo exemplo.

Falar calmamente

O tom de voz faz toda a diferença na mensagem que queremos passar adiante.
Por isso, aqui a dica é articular muito bem cada palavra e não esquecer da respiração.
Quando você acelera demais o ritmo, acaba ficando sem fôlego e até perde a linha de raciocínio.
Tente manter a tranquilidade na fala mesmo diante de situações que implicam em estresse.
Isso demonstra credibilidade, além de evidenciar o seu domínio sobre o assunto.

Usar uma postura neutra

Sim, a sua postura pode dizer muito sobre você.
Há pouco falamos que cruzar braços e pernas indica que você está fechado para o assunto, certo?
De outro modo, quando você está com as costas retas e as mãos ao lado do corpo, de maneira descansada, consegue passar a mensagem contrária.
Se deseja ir ainda além na atmosfera amistosa, tente observar os gestos de quem está conversando com você e repeti-los. Assim, também demonstra simpatia.
São todas formas de melhorar a sua comunicação.

Manter um ritmo de respiração constante

Nem é necessário nos aprofundarmos na análise para dizer que uma respiração ofegante passa a impressão de que você está nervoso.
Logo, faça exercícios constantes para controlar o modo como respira: inspire e expire calmamente. Isso ajuda a controlar a ansiedade.
Em um momento decisivo, em que é preciso demonstrar autoconfiança, respire profundamente e segure o ar por alguns segundos, até sentir seus pulmões se expandindo.

Olhe nos olhos das pessoas

Sim, sabemos que nem sempre é fácil olhar fixamente para os olhos do outro.
Por outro lado, essa também é a melhor forma de transmitir a impressão de autoridade.
Você está no comando e faz questão de deixar isso claro.
Enquanto apresenta uma nova ideia e busca aceitação, também é importante direcionar alguns olhares certeiros ao rosto da pessoa.
Isso demonstra que você está seguro do que diz.

Dicas extras para levar em consideração ao analisar a linguagem corporal de alguém

linguagem corporal dicas extras levar consideracao analisar alguem
As dicas a seguir podem ajudar você a entender melhor a comunicação humana, mesmo quando nenhuma única palavra é utilizada.
Ainda assim, é sempre bom considerar que todos os gestos que fizemos, a nossa linguagem corporal como um todo, não acontece sozinha.
O que isso quer dizer? Vamos explicar.

Leve o contexto em consideração

Contexto é tudo. Se isso vale para aquilo que falamos, serve também para a leitura dos nossos trejeitos.
Uma frase deslocada do momento em que foi dita pode perder todo o sentido e até mesmo soar absurda.
Com a linguagem corporal, não é diferente.
Para usar um dos exemplos já citados, vamos falar dos lábios cerrados.
Ok, sabemos que eles tendem a revelar o desconforto ao dizer algo que povoa os pensamentos.
Se estamos falando de alguém que está cercado de amigos, a reação pode estar relacionada ao medo de magoar alguém.
Já uma pessoa que está diante de um grupo de desconhecidos pode se sentir incomodada porque ainda não se vê confortável para dar suas opiniões.

Analise o todo da interação

Não se apegue apenas aos detalhes, olhando para eles de maneira individual.
Para compreender, de fato, o que a linguagem corporal está mostrando, é preciso analisar o cenário completo.
A série americana Lie to me traz alguns detalhes que ajudam a compreender essas particularidades.
Nela, uma equipe formada por especialistas em detectar mentiras usa seus conhecimentos para resolver investigações policiais.
O grupo é liderado por Cal Lightman, que dedicou toda a sua vida à compreensão do comportamento humano.
Durante um interrogatório, é comum que ele faça perguntas que nada têm a ver com o crime.
O motivo? Ser interrogado gera tensão em qualquer um e alguns sinais poderiam ser confundidos com mentiras.
Ou seja, o objetivo é detectar como o indivíduo responderia normalmente a uma simples pergunta, traçando um comparativo com o que vem depois, quando os gestos são analisados em sequência.

Perceba mudanças de padrão repentinas

Outro aspecto fundamental para interpretar o que diz a linguagem corporal é estar atento às variações repentinas de padrão.
Elas dizem muito sobre como cada uma das suas palavras é recebida pelo interlocutor.
Se o comportamento sofreu alterações significativas de uma hora para a outra, tente entender o que mudou.
Vá direto ao foco principal. É nos detalhes que as informações moram.

A linguagem corporal e o coaching

linguagem corporal coaching
Você talvez esteja se perguntando o que coaching e linguagem corporal tem a ver um com o outro.
A resposta é absolutamente tudo, especialmente para o coach, que é o profissional responsável pelo processo.
Como especialista responsável por conduzir seus clientes em um caminho de crescimento pessoal ou na carreira – quando não os dois ao mesmo tempo – e dar suporte para a conquista de objetivos, o coach precisa estar atento aos sinais mínimos.
Ser capaz de identificar o significado em cada gesto pode ajudá-lo a fazer perguntas mais assertivas, que ajudem no processo do coachee (o cliente do coaching) de verbalizar suas emoções e pensamentos.
Afinal, a linguagem corporal é capaz de revelar uma infinidade de informações essenciais sobre a personalidade, as experiências e até mesmo aqueles traumas que podem não ter sido superados por completo.
Tudo isso diz muito sobre cada um de nós.
Um profissional capaz de perceber essas sutilezas certamente terá muito mais ferramentas para dar todo o apoio aos seus clientes.

Como se tornar um coach?

Você já pensou em se tornar um coach?
Imagine o quanto poderia dar suporte para que outras pessoas fossem capazes de alcançar suas próprias metas. Um trabalho recompensador, sem dúvidas.
O melhor disso tudo é que você pode começar agora mesmo, basta querer.
Não existe nenhum pré-requisito estabelecido para que alguém inicie nesta que é uma das carreiras que mais cresce em todo o mundo.
Mesmo assim, é claro, vale a pena tomar alguns cuidados básicos.
O primeiro deles é conhecer um pouco mais sobre a rotina do coach.
Para isso, a dica é conversar com profissionais que já atuam na área e alinhar expectativas.
Muitas pessoas conciliam o coaching com outra atuação e não tem qualquer problema com isso. Tudo passa por um gerenciamento eficiente de tempo e definição de prioridades.
Outro ponto fundamental é a escolha da instituição em que você vai se especializar.
São muitas as opções disponíveis no mercado e é importante buscar por aquelas que ofereçam certificações internacionais e contem com professores experientes.
Com esses cuidados, é só correr para o abraço e dar o primeiro passo para um novo futuro.

Formação em coaching SBCoaching

linguagem corporal formacao coaching SBCoaching
Se você deseja a melhor formação, vale a pena conhecer as alternativas oferecidas pela SBCoaching, líder de mercado e referência em treinamentos de alta performance.
Seu compromisso é promover a maximização do potencial que cada um carrega consigo.
Muitas vezes, você só precisa de um incentivo para despertar suas melhores qualidades e produzir uma mudança positiva em toda a sua rotina.
Os números ajudam a mostrar a relevância do trabalho realizado pela SBCoaching na área: já são mais de 35 mil coaches formados, além de três mil empresas atendidas.
Tudo isso só é possível por contar com um time de aproximadamente 300 profissionais.
Quer tirar suas dúvidas e conhecer mais sobre os cursos oferecidos? Aproveite para entrar em contato.

Conclusão

linguagem corporal conclusao
Conseguiu aprender um pouco mais sobre o universo da linguagem corporal?
Esperamos que possa usar esse conhecimento para ficar mais atentos aos detalhes da comunicação não-verbal daqui em diante.
Mas o principal disso tudo é que você consiga absorver todas as dicas positivas para melhorar a sua comunicação e ser mais assertivo no contato com as pessoas.
Como você viu, até mesmo algo tão simples como um aperto de mão pode ser interpretado de diferentes maneiras.
Se você gostou do artigo, também aproveite para compartilhar com os seus amigos nas redes sociais.