Posted in:

Modelo de Currículo: como montar, dicas e exemplos para se inspirar

A tão sonhada oportunidade profissional apareceu, mas você não sabe qual modelo de currículo usar para se candidatar?
Essa é uma dúvida que acompanha muita gente em um processo seletivo.
Afinal, é uma etapa decisiva e qualquer pequeno detalhe pode colocar tudo a perder.
Para garantir que você não seja eliminado ainda antes de fazer a entrevista, é importante prestar atenção em alguns pontos.
Não sabe quais são eles? Fique tranquilo, pois vamos ajudar você.
Neste artigo, você vai acompanhar dicas, exemplos de currículos para diferentes cargos e funções. É tudo o que você precisa para montar o seu modelo de currículo ideal.
Você vai ver que resumir as suas experiências profissionais, além de colocar as suas principais habilidades e objetivos na carreira em um papel, não é nenhum bicho de sete cabeças.
Pronto para começar?

Como montar o modelo de currículo ideal?

modelo de curriculo como montar ideal
Para montar o modelo de currículo ideal é preciso, em primeiro lugar, entender a função que ele cumpre.
Isso evita que você adicione informações desnecessárias ou omita dados importantes, entre outros erros comuns.
Depois de ter uma ideia bem clara do que é um CV – como ele também é chamado, como uma abreviação para curriculum vitae -, aí sim podemos partir para a criação do tipo perfeito para a vaga que almeja.

Função do currículo

O currículo é como se fosse o seu cartão de visita no mercado de trabalho.
É nele que você deve colocar todas as informações relevantes a respeito da sua vida profissional.
Ou seja, ele é um resumo das suas capacidades técnicas e experiências de emprego.
Um bom currículo deve conter:

  • Dados para contato: nome completo, e-mail, telefone, endereço e rede social (o LinkedIn pode ser uma boa escolha)
  • Experiências profissionais: locais onde você trabalhou anteriormente e o que fez em cada um deles
  • Objetivo profissional: o que você almeja em sua carreira e a sua área de atuação
  • Informações complementares: cursos de idioma, especializações, workshops e qualquer dado relevante a respeito da sua formação
  • Principais habilidades: pontos fortes da sua personalidade que podem ser diferenciais frente à concorrência.

O currículo é, na maioria das vezes, o primeiro elemento analisado em um processo de seleção. Por isso, dedique toda a atenção a ele.

Dicas para montar o melhor modelo de currículo

Confira algumas dicas práticas para você ter um currículo de destaque e avançar nas etapas de recrutamento:

Tudo isso é muito importante, mas existe algo fundamental para colocar em prática:
Você precisa de ter hábitos certos, que vão te colocar em ação.


Pensando nisso, criamos um material que vai te ajudar a ser mais feliz e realizado através de hábitos de sucesso.

Clique aqui para ter acesso ao material e participar de um encontro online, onde Villela da Matta vai te dar mais conhecimento sobre este tema.

Continuando...

1. Revise, revise e revise

Erros bobos de pontuação e de ortografia costumam ser eliminatórios para recrutadores mais exigentes.
Por isso, não abra mão de revisar inúmeras vezes o seu currículo.
Uma boa dica é pedir para algum amigo seu, de preferência aquele que mande bem no português, para dar uma olhada no texto.
Muitas vezes, nosso olhar está tão viciado que não conseguimos perceber algumas pequenas falhas.
Uma supervisão externa pode ajudar a resolver esse problema.

2. A mentira tem perna curta

Nunca invente experiências que não tenha tido ou qualquer outra informação.
Mesmo que seja um dado primordial para a vaga, mais vale ser sincero com o recrutador e reconhecer que você não domina tal habilidade do que mentir e dizer que é um perito no assunto.
Mais cedo ou mais tarde, sua invenção vai ser descoberta e você vai ficar marcado por isso.
E ainda que ninguém fique sabendo da sua trapaça – porque criar uma informação falsa é uma forma de jogar sujo com os outros candidatos -, qual vai ser a graça de conquistar um cargo nesse tipo de situação?

3. Não existe currículo fechado

Você nunca deve ter apenas um modelo de currículo.
Dependendo da vaga oferecida ou do encaminhamento que você faz, vale enfatizar algumas habilidades em detrimento de outras.
Por exemplo, digamos que você trabalhe como um produtor multimídia, mas abriu um cargo para lidar especificamente com vídeo.
Logo, o destaque maior no campo das experiências deve ser na atuação com esse tipo de mídia.
O próprio objetivo de currículo pode ser alterado, dependendo do contexto.
Mas esse é um assunto para tratarmos mais à frente.

O que colocar no currículo de início de carreira?

modelo de curriculo o que colocar inicio de carreira
Não é por que você está ingressando no mercado de trabalho que o seu currículo deve ser menos interessante ou que pode abrir mão desse instrumento.
É claro que o campo das experiências não vai ser tão vasto quanto o de um profissional que já possui certa rodagem na carreira, mas você pode enfatizar outros tópicos.
Se possui um amplo repertório de cursos preparatórios, domina mais de um idioma ou tem um conhecimento técnico em determinado setor ou plataforma, precisa valorizar essas informações complementares.
O objetivo profissional é outra parte na qual você deve investir.
Deixe clara a sua sede por conhecimento e sua vontade de contribuir com o desenvolvimento do negócio.
Sua falta de bagagem não é necessariamente um problema, desde que você saiba explorar essa “desvantagem” de outra forma, como com a disposição de quem está começando, por exemplo.

O que colocar no objetivo profissional do currículo?

Ao lado do tópico das experiências, o que descreve o objetivo profissional é um dos mais importantes em um currículo.
É ali que você vai colocar as suas ideias, mostrar a sua cara e evidenciar para os recrutadores o que espera do futuro da sua carreira.
Para não errar, é preciso ser sucinto, ir direto ao ponto, sem muitos rodeios.
Além de falar das suas expectativas e ambições, você também precisar explicar de que forma pretende colaborar com a empresa e o que a conquista da vaga vai acrescentar para a sua vida.
É por isso que é tão importante não ter só um tipo de modelo de currículo, pois os seus objetivos podem variar conforme a oportunidade em jogo.
Sem falar que um recrutador percebe quando o candidato escreve algo personalizado para uma vaga específica e quando é algo genérico.
Lembre que é nessa parte que está a maior chance de alinhar suas ambições com o perfil da vaga oferecida.
Certifique-se de que há uma relação entre o que está sendo pedido e o que você escreveu.

Por que montar um modelo de currículo em tópicos?

modelo de curriculo por que montar topicos
Recrutadores recebem centenas de currículos por dia.
Imagine se eles vão ficar procurando informações que não estão dispostas de maneira organizada neles.
Evidentemente que não, não é mesmo? Currículos confusos e bagunçados são automaticamente eliminados.
O candidato pode ter boas referências e grande experiência, mas se o seu resumo de qualificações não estiver minimamente arrumado, não vai adiantar de nada.
O ideal para não ir para o final da fila dos concorrentes por falta de organização é optar por um currículo em tópicos.
Assim, as ideias ficam muito mais sistematizadas e com fácil leitura.

O que é a carta de apresentação para currículos?

Outra dica que pode ajudar a poupar o tempo dos recrutadores é anexar ao seu currículo uma boa carta de apresentação.
Para quem não sabe, ela é uma espécie de introdução ao currículo.
Nela, você deve resumir em dois ou três parágrafos suas principais qualidades e outros destaques relevantes para a vaga.
O nome “carta” não é por acaso.
Assim como nas correspondências enviadas por correio, é preciso colocar o remetente e o receptor em seu conteúdo.
Confira um exemplo:
“Prezados ……….., sócios da empresa………, gostaria de me candidatar para a vaga …………..
Sou especialista em ……. e possuo experiência em…….
Atenciosamente, ……….”

Qual modelo de currículo utilizar?

Com ou sem carta de apresentação, o fundamental é apresentar um modelo de currículo profissional que transpareça seriedade e comprometimento.
O que estamos querendo dizer com isso?
Nada de fontes coloridas e com serifa, marcadores com ilustrações e outros elementos gráficos desnecessários.
Nessa hora, menos é mais.
As dicas a seguir podem ajudar bastante.

Layout de currículo profissional

Alguns cuidados básicos com a estética podem render pontos a seu favor.
Prefira a fonte Arial ou Times New Roman na cor preta e com tamanho não superior a 12, a não ser para algum ponto de destaque.
Negrito e itálico devem ser utilizados com moderação.
Isso vale, sobretudo, para profissionais mais tradicionais.
Se você trabalha como designer, por exemplo, é esperado e bem-vindo que o seu currículo tenha um layout diferenciado e único.
É quase como um primeiro teste.
Só não exagere.

Devo colocar fotos no curriculum vitae?

modelo de curriculo devo colocar fotos
Colocar foto no currículo é outra dúvida que paira na cabeça dos candidatos. Será que é realmente necessário?
A nossa sugestão é só incluir o retrato se for solicitado na vaga.
Mesmo assim, isso pode dar pano pra manga e gerar processo judiciais para empresa contratante.
Isso porque, segundo a Lei 9.029/95, os critérios para processos seletivos devem ser exclusivamente objetivos.
Ou seja, solicitar a inclusão de uma fotografia em uma etapa de recrutamento pode permitir que um candidato alegue “discriminação por motivo de sexo, origem, raça, cor, estado civil, situação familiar ou idade”, conforme o texto da legislação.
Mas se você não se importa com isso e deseja anexar um retrato seu, é importante seguir alguns padrões.
Prefira o modelo 3×4 e escolha uma foto sóbria.
Mas não precisa ficar com o semblante fechado, como em um documento de identidade, por exemplo.
Um leve sorriso pode transmitir carisma e contar pontos ao seu favor.

Qual a melhor maneira de enviar meu currículo?

Com um mundo totalmente digitalizado, cada vez menos pessoas vão de porta em porta nas empresas para entregar um currículo.
Mas será que, em alguns casos, o envio pessoal ainda é uma boa opção?
Ou o segredo é economizar papel e fazer tudo pelo computador mesmo?
É o que explicamos a seguir.

Devo ir a empresa ou enviar pelo site?

Essa é uma questão muito pessoal, mas a grande maioria dos processos seletivos se iniciam no ambiente online – e muitos se restringem a ele.
As empresas oferecem suas vagas nas redes sociais e orientam os candidatos sobre qual é o caminho a ser seguido.
Nesses casos, o melhor é obedecer as orientações.
Caso contrário, os recrutadores podem achar que você está sendo muito insistente, desesperado e tentando burlar o protocolo.
Agora, se não tem nenhum cargo anunciado, mas o seu sonho é trabalhar em determinada companhia, ir pessoalmente entregar o currículo pode ser uma boa alternativa para demonstrar interesse e quem sabe até descolar uma conversa com alguém da área de recursos humanos.
Mesmo que não exista nenhuma vaga, eles podem colocar o seu CV em destaque para uma oportunidade futura.
É verdade que quase todas as empresas de médio e grande porte têm em seus sites um aba de “trabalhe conosco”, que serve como banco de currículos, mas o impacto face a face pode fazer a diferença.
Como não é uma regra, o correto é avaliar caso a caso.

Exemplos de modelos de currículo

modelo de curriculo exemplos
Até aqui, trouxemos dicas práticas para montar diferentes modelos de currículo.
Agora, chegou o momento de descobrir o que deve ser priorizado em funções específicas de candidatura.

Estudante ou carreira acadêmica

Todo o destaque deve ir para a sua trajetória acadêmica, dando ênfase aos principais feitos conquistados durante o período.
O modelo deve funcionar quase como um histórico escolar, privilegiando as áreas de seu maior domínio.
Mas vale ressaltar que, quanto mais variados forem os níveis de conhecimento, mais completo vai ficar o seu resumo.
Atividades extracurriculares que somem pontos ao seu favor também merecem uma atenção especial.
Cursos de idiomas, dependendo do seu domínio sobre a língua, sempre são muito bem-vindos.
Ao elencar esse tipo habilidade, utilize a ordem de proficiência no idioma.
Se você se considera fluente em inglês, avançado em espanhol e intermediário em francês, por exemplo, a ordem deve ser exatamente essa – do inglês ao francês.
Se o seu caso for o de seguir a carreira acadêmica, você deve dedicar um espaço para as suas publicações científicas, suas titulações e as linhas de pesquisa que segue.
Nesse caso, toda essa construção pode ser feita pelo currículo Lattes, a plataforma oficial do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Estagiário ou trainee

Esse modelo de currículo não é muito diferente do anterior.
Os destaques podem ser os mesmos, mas com alguns acréscimos.
A área de atuação é bastante importante quando se está começando uma trajetória profissional.
É fundamental preencher bem esse campo para não iniciar sua carreira atuando em desvio de função.
Outro ponto importante é destacar a sua responsabilidade social.
Esse elemento pode ser um diferencial perante seus candidatos.
Portanto, se você tem alguma atuação com trabalho voluntário, sublinhe essa experiência.

Posições iniciais

Um novato no mercado de trabalho não terá experiências profissionais amplas – e isso é compreensível.
Então, a melhor parte a ser ressaltada nesse caso são as habilidades e competências.
Boa comunicação, facilidade de trabalhar em equipe, organização e liderança são qualidades que chamam atenção de qualquer recrutador.
No entanto, procure fugir de habilidades como proatividade e responsabilidade.
Essas são características esperadas de todo o colaborador, logo, não representam um grande diferencial.

Analista

Quando alguém se candidata a uma vaga de analista, é esperado que ele já tenha prática na função.
Desse modo, o tópico de experiências precisa ser valorizado.
Ainda assim, os conhecimentos técnicos também são muito levados em conta.
Se você domina softwares de edição, gestão e outras áreas, não pense duas vezes antes de colocar isso em uma posição que chame a atenção dos recrutadores.

Especialista ou gestor júnior

Chega um momento da carreira do profissional que ele começa a buscar algum tipo de especialização.
Ou seja, definir uma área mais orientada ao seu interesse.
Se esse é o seu caso, deve dar ênfase às suas experiências profissionais que mais têm a ver com esse caminho que deseja trilhar.
O ideal é detalhar também que tipo de atividades e responsabilidades você tinha em seus empregos anteriores. Isso ajuda a dar uma panorama mais completo do perfil profissional que está em construção.
Cursos que denotem especialização na área também ajudam a construir uma boa impressão. Afinal, não é porque você já está em um nível superior que pode abrir mão de agregar novos conhecimentos.

Gerente ou diretor

modelo de curriculo gerente ou diretor
É um dos cargos mais importantes dentro de uma empresa, então, este é o momento em que você precisa equilibrar mais o seu currículo.
Todas as informações fazem diferença – logo, atenção redobrada nos mínimos detalhes.
No campo do histórico profissional, dê mais ênfase às suas experiências longevas, para mostrar que você é um profissional comprometido, que não fica pulando de galho em galho.
Dê ênfase também para todos os detalhes que constroem o perfil de uma liderança.
Essa é uma habilidade cada vez mais valorizada.

CEO ou gestão geral

Quem atinge esse tipo de patamar não precisa se alongar muito em grandes descrições. A sua trajetória normalmente fala por si só.
Mas isso não significa que pode abrir mão do currículo.
Ele deve ser objetivo e sem grandes rodeios, focando no que importa de fato.
Contribuições efetivas para o crescimento de empresas, tais como parcerias e associações, projetos para gestão de crises e planejamentos, em geral, são fundamentais

Diretor de negócio

Você vai perceber que quanto mais alto foi o cargo, menos informações um currículo costuma ter.
A patente mais alta de uma empresa, o diretor de negócio, costuma ter todos os dados resumidos em uma página apenas.
Isso porque, para chegar aonde ele chegou, fica subentendido que sua trajetória profissional é completa, passando por quase todas as funções.
Logo, não é preciso se estender muito.

Conclusão

modelo de curriculo conclusao
Encontrou o seu modelo de currículo ideal?
Independentemente da vaga escolhida, sempre vai haver um tipo que prioriza as informações mais relevantes para o seu caso.
No entanto, é importante ter em mente que o seu CV deve sempre estar aberto para modificações.
Cada oportunidade merece um texto personalizado, que se encaixe mais ao perfil pedido.
Pronto para preparar o seu?
Se você gostou do artigo da SBCoaching, aproveite para compartilhar nas redes sociais.