funcionário desmotivação

O que pode deixar um funcionário desmotivado?

“Para trilhar o caminho da excelência os trabalhadores necessitam de constante motivação e permanente instrução” – Walmir Celso Koppe

O que pode deixar um funcionário desmotivado? É comum, hoje em dia, você conversar com pessoas que não estão felizes por trabalharem onde estão, por reclamarem de seus serviços e ficam torcendo para que o horário passe logo e irem pra casa. Nesse caso, a frase “os incomodados que se mudem” não é necessariamente válida.





Se seus funcionários estão insatisfeitos com sua jornada empresarial, talvez o problema não seja necessariamente eles e sim da gestão da empresa.

Ao procurar pelas causas mais citadas sobre desmotivação dos colaboradores, as respostas mais comuns são: salário baixo, horas extras sem remuneração, falta de orientação de seus superiores, críticas constantes, trabalhos sem dinâmica, fiscalização excessiva, chefes autoritários, falta de liderança, falta de reconhecimento e ausência de plano de carreira.

Qual seria a melhor solução? Demitir todas as pessoas que estão infelizes ou mudar a postura dos gestores dentro da empresa?

Mais do que nunca, os chefes devem se tornar líderes e, junto com sua equipe, traçar metas que favoreçam tanto a empresa quanto seus funcionários.

É necessário que haja constante orientação, planejamento e definição de funções. Quanto mais organizada a empresa for, melhor.

A interação entre gestores e funcionários é extremamente necessária, já que as pessoas passam mais tempo em seus trabalhos do que com suas famílias. Um ambiente agradável e uma remuneração justa torna os funcionários mais eficientes e ágeis, trazendo assim, mais lucros para a empresa.

chefes lideres desmotivação

Chefes devem se tornar líderes e, junto com sua equipe, traçar metas que favoreçam tanto a empresa quanto seus funcionários

Confira algumas dicas disponibilizadas por um site de economia que podem ajudar a sua empresa a acabar com esse problema.

-Realizar pesquisas de clima organizacional com metodologia bem estruturada e análise aprofundada dos resultados.

-Implementar um plano de avaliação de desempenho frequentemente.

-Elaborar um plano de cargos e salários baseado em competências e com regras bem definidas, que devem ser muito bem divulgadas.

-Avaliação das necessidades primordiais dos colaboradores e fornecer pacotes de benefícios que possam supri-las.

-Política de comunicação adequada, não deixando espaço para “a rádio-corredor”, possibilitando que todos os funcionários estejam de acordo com a missão da empresa.

Helgir Girodo, diretor executivo na Comercial Pampulha,  já disse “qualquer trabalho feito sem motivação e com desgosto produz um efeito indesejável”. Ou seja, cabe a um bom líder conhecer seus colaboradores e traçar os caminhos necessários para motivar sua equipe.