O ponto de partida de maturidade é a constatação de que “ninguém virá para nos salvar”. Tudo o que você é ou tudo que você será é de sua inteira responsabilidade.

A sua vida não é um ensaio. Isso é a realidade. O jogo já começou. O tempo está passando rapidamente e todas as suas decisões e indecisões, suas ações e inações, se uniram para criar o que você está vivendo neste exato minuto. Se você quiser que as coisas sejam diferentes no futuro, terá que fazer coisas diferentes no presente. Você precisa assumir a responsabilidade sobre a sua personalidade e sobre a sua vida e fazer as coisas mudarem, porque elas não mudarão por si mesmas.

Autogestão nada mais é do que gerir a si mesmo, o seu tempo e a sua vida. É colocar firmemente as mãos no volante, tomando as rédeas da sua vida e, em seguida, ir para onde quiser. Lembre-se do velho ditado de Confúcio: “Se você não mudar a rota de sua viagem, provavelmente, acabará indo na mesma direção”. Todo homem ou mulher de sucesso nos Estados Unidos tomou, em um momento ou outro, uma firme decisão sobre qual caminho seguir e, em seguida, fez o necessário para chegar lá. Você também pode fazer isso por si mesmo.

A mais útil analogia que me ensinaram foi me enxergar como se eu fosse um “pacote de recursos”. Você pode se beneficiar dessa lição, se parar por alguns segundos e olhar para si mesmo, refletindo sobre quem você é, ao invés de o que você faz. O ser humano tende a se definir falando sobre seu trabalho ou sobre a atividade que demanda mais do seu tempo. Quando encontramos alguém, mesmo que no ponto de ônibus, sempre nos descrevemos a partir da perspectiva do trabalho.

Proferimos algumas frases, como: “Eu sou vendedor”, “Eu sou gerente” ou “Eu trabalho em tal negócio, exercendo tal atividade”. Como a tendência é nos tornar aquilo em que pensamos, quanto mais nos descrevemos a partir do que fazemos, mais pensamos em nós mesmos a partir desse ponto de vista. Talvez seja por isso que as pessoas que são afastadas ou demitidas passam por um período de choque e perturbação emocional. É como se tivessem sido afastadas de suas identidades. Você pode ter passado por uma experiência semelhante.

Mas na realidade você não é o que você faz. Você é um pacote de recursos. Ou seja, você tem uma combinação de ingredientes capaz de fazer com que seja um ser humano único e notável, diferente de qualquer outra pessoa que já viveu ou que viverá. Você já passou por inúmeras experiências, tanto positivas quanto negativas. Teve uma educação formal e aprendeu muito com os trabalhos e atividades que realizou. Possui uma inteligência única e ainda há muito para desenvolver. Suas habilidades foram adquiridas, por meio de trabalho duro, disciplina e prática.

Também existem as habilidades com as quais você nasceu, que fazem com que seja mais fácil realizar certos trabalhos e determinadas tarefas. Possui energia e ambição, objetivos e oportunidades. Tem uma filosofia de vida, atitudes e perspectivas que fazem de você extraordinário. Contudo, ainda há muito para desenvolver. O governo federal identificou mais de 22.000 categorias diferentes de trabalho. Quando você utilizar todas as suas habilidades juntas, provavelmente, será capaz de alcançar a excelência em centenas de empregos, fazendo coisas diferentes em uma gama de organizações, empresas e indústrias.

Como o psicólogo Abraham Maslow escreveu certa vez: “A história da raça humana é a história de homens e mulheres que se venderam por pouco”. Uma pessoa comum tende a se contentar com muito menos do que é capaz e, em seguida, se pergunta por que está tão insatisfeita e frustrada com sua vida.

O fato é que você tem dentro de si tudo o que precisa para utilizar a sua plena capacidade. Há uma força interna que o deixa inquieto e descontente, e que te leva para frente e para cima em direção à realização dos seus sonhos e aspirações. Muitas pessoas tentam amortecer essa ambição bebendo álcool em excesso, assistindo muita televisão, se socializando demais e, até mesmo, recorrendo a drogas e atividades perigosas. Mas não adianta negar. Você chegou a este mundo com a missão de fazer algo maravilhoso com a sua vida. Você tem um destino único, um propósito especial. O ponto de partida para realizar a sua missão é a autogestão. Basta ter controle total sobre si mesmo e direcionar todas as suas ações para que você se mova progressivamente rumo à realização de um ideal digno, e esteja no caminho certo para se tornar tudo que você é capaz.

Fique atento: na próxima semana você saberá muito mais sobre “Os princípios da autogestão”, na continuação deste artigo.