Posted in:

Mudanças organizacionais: o que são, exemplos e como implementar

As mudanças organizacionais devem fazer parte da rotina do negócio.
Em um mercado em constante transformação, a empresa que não se adapta fica para trás.
Acha que é exagero? Então, é bom lembrar: a empresa é um organismo vivo e, portanto, precisa de movimento.
Assim, as mudanças organizacionais podem trazer crescimento, com maior inovação, produtividade e faturamento.
Já a estagnação leva a empresa para o fim da fila e, cada vez mais, distante da concorrência.
Para conduzir as mudanças certas na sua organização, explore os tópicos a seguir:

  • O que são mudanças organizacionais
  • Tipos de mudanças
  • Desafios
  • Como implementar
  • O papel da empresa
  • Dicas de gestão de mudanças
  • Fatores que motivam a mudança.

Era esse conteúdo que procurava? Boa leitura!

O que são mudanças organizacionais?

mudancas organizacionais o que sao
Mudanças organizacionais são alterações feitas na empresa para responder às exigências do mercado, melhorar resultados e ganhar vantagem competitiva.
O crescimento do negócio sempre é um dos principais objetivos da empresa quando a decisão pela mudança organizacional é tomada.
Mas se engana quem pensa que mudanças organizacionais ocorrem apenas em casos extremos.
Na verdade, em um mercado em transformação, elas se tornam rotineiras na empresa.
“Os benefícios que ganhamos da tecnologia e do progresso incluem a realidade de que mudanças dentro da organização são esperadas a cada 12-18 meses”, aponta a coach de liderança Tonya Echols, em um artigo para a revista Forbes.
Essas mudanças podem ser causadas por razões internas e externas à empresa, que demandam melhorias ou alterações em algum processo.
Veja razões pelas quais as mudanças organizacionais podem ser necessárias:

  • Ganhar competitividade
  • Aumentar a produtividade
  • Dar melhores condições de trabalho aos funcionários
  • Permanecer atualizada no mercado
  • Atender às necessidades do consumidor
  • Seguir as tendências de consumo
  • Melhorar processos e resultados.

Conceito de mudança organizacional

O conceito de mudança organizacional diz respeito a dois fatores: a alteração em algum ponto da empresa e a conquista de novas metas.
O dicionário Cambridge, por exemplo, define o conceito como um processo no qual uma grande empresa ou organização muda seus métodos de trabalho ou objetivos, por exemplo, para desenvolver e lidar com novas situações ou mercados.

Quais são os tipos de mudanças organizacionais?

mudancas organizacionais quais sao tipos
Existem quatro tipos de mudança organizacional: incremental, transformacional, evolucionária e revolucionária.
Conheça cada um deles:

Tudo isso é muito importante, mas existe algo fundamental para colocar em prática:
Você precisa de ter hábitos certos, que vão te colocar em ação.


Pensando nisso, criamos um material que vai te ajudar a ser mais feliz e realizado através de hábitos de sucesso.

Clique aqui para ter acesso ao material e participar de um encontro online, onde Villela da Matta vai te dar mais conhecimento sobre este tema.

Continuando...

Incremental

Mudanças incrementais são aquelas que têm como objetivo melhorar os processos já existentes, de modo a trazer impactos positivos para a performance da empresa.

Transformacional

São as mudanças que transformam os processos, ambiente e estrutura da empresa.
Esse tipo de mudança é geralmente realizada quando há crises na empresa ou necessidade de um novo posicionamento no mercado.

Evolucionária

A mudança evolucionária busca a evolução da empresa perante as demandas do mercado, seja para atender melhor os consumidores, seja para adquirir vantagem competitiva, por exemplo.
Ela também pode ser acionada quando há dificuldades ou conflitos na empresa.

Revolucionária

Mudanças revolucionárias são aquelas que modificam a empresa profundamente, impactando a gestão, os funcionários, o que ela oferece ao mercado e o seu próprio posicionamento nele.
Geralmente, esse tipo de mudança ocorre quando não há outra alternativa para que o negócio sobreviva.
Após a implementação de uma mudança revolucionária, a empresa tende a ser completamente diferente: novos funcionários, modelos de gestão e propósitos.

Qual a importância dos processos de mudanças organizacionais?

Os processos de mudanças organizacionais são imprescindíveis para sustentar o crescimento do negócio e fazer todas as alterações que a empresa precisa para melhorar seu desempenho.
Afinal, se o mercado hoje muda tão rápido, simplesmente não faz sentido permanecer sempre com os mesmos processos.
Em um artigo para o portal Bizfluent, Lauren Nelson, diretora de comunicação da Attain Capital Management, aponta que, à medida em que uma empresa continua a operar em um ambiente em evolução, pode descobrir que um de seus processos não é mais tão eficiente.
“Embora a estrutura que estava em vigor antes desse crescimento possa ter sido suficiente para manter as operações em andamento, o crescimento pode forçar uma empresa a fazer mudanças estruturais para acomodar a nova carga de trabalho”, diz Nelson.
Ou seja: uma empresa sem mudança não consegue se sustentar no mercado.
Já a escritora Leigh Richards, em um artigo para o portal do periódico Houston Chronicle, aponta o seguinte:
“A mudança é importante para qualquer organização porque, sem ela, as empresas provavelmente perderiam sua vantagem competitiva e não atenderiam às necessidades do que a maioria espera ser uma base crescente de clientes fiéis”.
Independentemente de qual é o objetivo da empresa, são os processos que conduzem a mudança e ajudam a ultrapassar todas as dificuldades que ela impõe.

Exemplos de mudanças organizacionais

mudancas organizacionais exemplos
Confira, a seguir, alguns exemplos de mudanças organizacionais para compreender melhor o assunto.

Gerenciamento de processos internos

No gerenciamento de processos internos, as mudanças são frequentes, já que sempre é possível otimizar as rotinas da empresa para melhorar os resultados.
Assim, qualquer alteração em um processo da empresa, por menor que seja, pode ser considerada uma mudança organizacional.

Organização de pessoal

Não é raro que as empresas tenham que reorganizar as equipes de trabalho, contratar e demitir profissionais.
Essa é uma mudança que geralmente vem acompanhada da meta de aumentar a produtividade e aproveitar melhor os profissionais da empresa.

Automação de atividades

A automação de tarefas tem tudo a ver com os avanços do mercado e a inserção da tecnologia dentro das empresas.
Automatizar tarefas que antes demandavam tempo dos colaboradores é uma mudança organizacional que melhora a produtividade, elimina erros e a necessidade de retrabalho.

Definição de metas

Se as metas que você têm não são mais adequadas para a realidade do negócio, não é preciso ter medo de criar novas metas.
Afinal, elas precisam estar alinhadas com as expectativas da liderança e com a realidade do mercado.

Reposicionamento de mercado

Sua empresa precisa ocupar um novo espaço no mercado para ampliar os resultados, conquistando consumidores?
Essa é uma mudança organizacional importante, que é útil quando o mercado no qual você atua já está saturado.

Integração de setores

Outra mudança organizacional poderia ser a integração dos setores da empresa, criando um modelo de trabalho em equipe e tornando a colaboração como parte da cultura empresarial.

Capacitação constante em soft skills

Soft skills são as habilidades comportamentais e características de personalidade dos funcionários.
Para a criação de um bom ambiente organizacional, incentivar que os colaboradores desenvolvam suas soft skills pode ser uma mudança a nível estrutural capaz de aumentar a performance da produção e as rotinas da empresa.

Estímulo à inovação

Se a sua empresa ainda não é aberta à inovação, uma importante mudança organizacional seria adotar essa mentalidade.
Nesse caso, incentivar a troca de ideias e permitir que os funcionários façam sugestões, bem como tornar a inovação uma prioridade, são excelentes estratégias.

Como implementar a mudança organizacional?

Agora que você conhece a importância da mudança organizacional, confira seis ações para implementá-la:

1. Faça um diagnóstico da empresa

O primeiro passo é fazer um diagnóstico da empresa, de modo a identificar quais pontos precisam de melhorias e mudanças.
Nesse caso, uma boa ferramenta é a Matriz SWOT, que ajuda na identificação de pontos fortes e fracos da empresa, oportunidades e ameaças do mercado.

2. Defina os objetivos

A partir das mudanças que você identificou serem necessárias, defina quais são os objetivos que você almeja alcançar com elas.
Ter essa visão clara das metas e das mudanças é essencial para conduzir o processo com foco no que realmente é importante.

3. Planeje o processo

Planejamento é vital em uma mudança organizacional.
Faça o gerenciamento de riscos, elabore planos de ação, faça testes e identifique indicadores-chave que deverão ser analisados, assim como quais funcionários estarão envolvidos no processo.

4. Comunique a mudança

Transparência é essencial na hora de fazer uma mudança, assim como ter a equipe bem alinhada ao objetivo da empresa.
Toda os níveis da empresa devem ser comunicados a respeito do que está por vir.

5. Engaje os envolvidos

A falta de engajamento é uma das principais barreiras da mudança.
Por isso, esse é o momento de exercer a boa liderança, tranquilizando os funcionários, mostrando a importância da mudança e engajando-os na adoção de novos processos.

6. Implemente

Depois de planejar e envolver a equipe, é hora de implementar as mudanças.
Mas saiba que elas não ocorrem da noite para o dia.
Avaliar o período de adaptação é essencial para saber se você está indo na direção certa.

Quais são os desafios de se implementar mudanças organizacionais?

mudancas organizacionais quais sao desafios de se implementar
Os desafios da implementação de mudanças organizacionais envolvem tanto as pessoas quanto os processos e a cultura da empresa.
Em relação aos funcionários, a principal dificuldade é conseguir o engajamento necessário para implementar as novidades.
Nem todos os funcionários compreendem, de imediato, a necessidade de mudança.
O medo em relação a uma possível demissão também é um sentimento comum nessa hora.
Lidar com essa resistência, portanto, é uma tarefa que vem acompanhada de outro desafio: liderar a equipe.
Como você verá adiante, o líder tem papel fundamental na condução do processo, mas nem sempre é fácil estar nessa posição.
Muitas vezes, é necessário conduzir uma transformação cultural para que os colaboradores compreendam os propósitos do negócio.

Fatores facilitadores e dificultadores da mudança organizacional

Confira alguns pontos importantes que devem ser levados em consideração nas transformações empresariais:

Facilitadores

  • Liderança ativa
  • Busca por melhorias contínuas como parte da cultura da empresa
  • Gestão de pessoas
  • Criação de metas claras
  • Comunicação interna eficiente
  • Equipe engajada.

Dificultadores

  • Falta de compreensão sobre o objetivo da mudança
  • Medo do desconhecido
  • Incompreensão sobre a importância da mudança
  • Falta de comunicação das decisões da gestão aos funcionários
  • Falta de análise de indicadores de desempenho
  • Falta de planejamento.

Acompanhar é tão importante quanto implementar

De nada adianta implementar mudanças se você não acompanha o andamento delas.
Isso porque é difícil que o processo siga à risca todas as suas expectativas e planejamento.
Muitas vezes, você pode até mesmo perceber que há uma maneira melhor de implementar as mudanças na empresa.
Em um artigo para o site da PulseLearning, Fionnuala Courtney, líder das atividades de vendas e marketing da empresa, afirma que é preciso implementar uma estrutura para medir o impacto das mudanças durante todo o processo.
“Você também deve avaliar seu plano de gerenciamento de mudanças para determinar sua eficácia e documentar as lições aprendidas”, destaca a autora.
Segundo ela, o processo de avaliação envolve as seguintes perguntas:

  • A mudança ajudou a atingir as metas da empresa?
  • O processo de gerenciamento de mudanças foi bem-sucedido?
  • O que poderia ter sido feito diferente?

Na hora de fazer a avaliação do processo, a dica é utilizar uma ferramenta para a gestão das mudanças organizacionais, como, por exemplo:

Qual o papel da empresa no processo de mudança organizacional?

mudancas organizacionais qual papel da empresa processo
O papel da empresa na mudança organizacional é liderar o próprio processo.
É tarefa do líder enfrentar os desafios e conduzir a transformação, criar oportunidades para a mudança e engajar a equipe na busca pelos objetivos traçados.
Em outras palavras: sem a presença do líder, é praticamente impossível ter sucesso em um processo de mudança organizacional.
Em um artigo para a revista Forbes, Brent Gleeson, fundador da empresa TakingPoint Leadership, afirma que a liderança precisa ter uma crença autêntica na missão.
Segundo ele, uma mudança organizacional bem-sucedida não ocorre se não houver alinhamento da liderança.
Em outro artigo para a mesma publicação, Gleeson aponta para os principais desafios da liderança que, se não forem enfrentados, barram o processo.
De acordo com Gleeson, os desafios incluem articular as mudanças em toda a empresa, conectar a equipe emocionalmente, gerenciar os medos e liderar equipes por meio de várias mudanças específicas relacionadas à maior mudança.
E não pense que o papel da liderança só deve ser acionado quando a empresa está em fase de transformação.
Como afirma Andrew Pettigrew, professor da Universidade de Oxford, em contribuição para o periódico Journal of Management Studies, a liderança deve ser um processo contínuo presente no contexto de mudança.

Dicas de gestão das mudanças organizacionais

Confira três dicas importantes para a gestão de mudanças organizacionais:

1. Tenha uma boa comunicação com a equipe

Para lidar com o receio da equipe em relação às mudanças, aposte em uma boa comunicação.
Mostre a importância das mudanças, de que forma elas poderão beneficiar os funcionários e o que você espera deles nesse momento.

2. Treine os colaboradores

Como o processo de mudança requer novas atitudes e maneiras de trabalhar, é crucial oferecer o apoio e treinamento necessários para os colaboradores.
Se a mudança for a implementação de um novo software, por exemplo, garanta que os funcionários aprendam a trabalhar com a solução.

3. Faça gestão de pessoas

O processo de mudança geralmente é conturbado, tornando o momento propício para conflitos entre as pessoas envolvidas.
Uma boa gestão de recursos humanos é essencial para minimizar o impacto de conflitos, incentivar o potencial de cada colaborador e motivar a equipe.

O que é a gestão de mudanças organizacionais

A gestão de mudanças organizacionais é uma metodologia para aplicar as transformações necessárias à empresa com método, cautela e planejamento.
De acordo com a Associação de Profissionais de Gestão de Mudanças (ACMP, na sigla em inglês), a gestão das mudanças é a prática de aplicar uma abordagem estruturada para fazer a transição de uma organização de um estado atual para um estado futuro para alcançar os benefícios esperados.
Em artigo para a revista CIO, Bart Perkins, gerente da Leverage Partners, aponta:
“A gestão de mudança reduz o risco de um novo sistema ou alteração ser rejeitada pela empresa”.

Quais são as motivações para as mudanças organizacionais?

mudancas organizacionais quais sao motivacoes
As mudanças organizacionais podem ocorrer devido a motivações variadas. Saiba quais são elas:

Fatores internos

Muitas vezes, a motivação vem de dentro da própria empresa e do desejo de crescimento e aumento de performance.
Assim, se a gestão acredita que é necessário adquirir clientes, atuar em novos segmentos ou alterar processos, por exemplo, já existe uma motivação para a mudança.

Fatores externos

Os fatores externos são aquelas motivações que vêm de fora da empresa, ou seja, do mercado.
A motivação pode vir de clientes, concorrentes, tendências do mercado, inovações tecnológicas e alterações na legislação, por exemplo.

Mudanças voluntárias

Mudanças organizacionais voluntárias são aquelas que ocorrem por vontade da empresa.
Isso significa que ela não precisa, necessariamente, fazer essas mudanças para continuar existindo, mas que elas podem levar ao crescimento ou prevenir o negócio contra cenários ruins.

Mudanças involuntárias

Por sua vez, as mudanças involuntárias são praticamente obrigatórias para que a empresa sobreviva.
Trata-se, muitas vezes, do último recurso para salvar o negócio.

Colaboradores: saibam as vantagens de sair da zona de conforto

Está com medo de embarcar em um processo de mudança organizacional na empresa em que você trabalha?
Calma, não é preciso deixar que o receio seja uma barreira para não fazer parte disso.
Claro que, se a empresa está em fase de transformação, isso também irá impactar na sua atuação.
Mas sair da sua zona de conforto pode ser uma ótima oportunidade para crescer.
É o que diz o coaching executivo Joshua Miller, em um artigo no LinkedIn.
“Desafiar a si mesmo pode ajudá-lo a atingir seu nível de desempenho máximo. Você não pode esperar evoluir e alcançar novos patamares se aderir apenas aos seus hábitos normais e estilo de vida de rotina”, destaca o autor.
Quem sabe essa não é a oportunidade de crescer junto com a empresa, aprender e se destacar para conquistar posições de trabalho melhores?
Outra vantagem de sair da zona de conforto é vivenciar oportunidades que você ainda não enxerga.
Então, que tal embarcar nessa jornada junto com a empresa?

Conclusão

mudancas organizacionais conclusao
Ao chegar ao fim deste texto, você já está preparado para implementar mudanças organizacionais na empresa.
Lembre-se de fazer um diagnóstico das mudanças necessárias, elaborar um planejamento completo e engajar a equipe no processo.
Fique atento também ao papel do líder, que precisa se envolver ativamente ao longo de todas as etapas de implementação.
E tenha a certeza de que as mudanças organizacionais contribuem para o crescimento do negócio e o aumento da performance.
Nessa jornada, vela a pena investir em um processo de coaching, uma metodologia voltada ao desenvolvimento de competências e habilidades comportamentais.
Com o coaching, fica mais fácil potencializar as virtudes dos colaboradores e corrigir suas vulnerabilidades para obter os melhores resultados com as mudanças organizacionais.
Gostou das dicas?
Então, compartilhe em suas redes sociais e deixe um comentário abaixo.