Ginástica da mente

Estamos vivendo em uma era de grandes descobertas e de evolução da humanidade. Nunca antes o conhecimento e a tecnologia estiveram tão acessíveis, tão fáceis, tão disponíveis.

A ciência avança a passos largos na direção de um futuro próximo, onde viveremos mais, melhor e em paz, por meio de soluções inovadoras e criativas.

A expectativa de vida nos anos 50 era de 46 anos, nos anos 90 de 63 e em 2050 deve subir para 75 anos.

Esta é uma média, porém já se acredita, considerando os avanços da medicina, que os bebês que estão nascendo hoje, possuem a chance de viver em torno de 125 anos!


Como desenvolver mais habilidades e alcançar qualidade de vida 

Viver ainda mais tempo significa que teremos que criar mais oportunidades de desenvolvimento auto-sustentável para ajudar o planeta a continuar gerando e nos servindo com tanta riqueza.

E para isso será preciso muita preparação para ingressar nessa nova era que promete ainda mais competição mercadológica e emocional. Vai vencer quem desenvolver mais habilidades e quem estiver mais bem preparado intelectualmente e espiritualmente.

Os estudos e descobertas da Neurociência, ainda disponíveis para poucos, podem garantir que essa passagem se dê de forma gradual, mas acompanhando o ritmo acelerado da evolução.

Ginástica mental: o que é  e como utilizar para garantir qualidade de vida

A Neurociência tem as chaves que podem abrir as portas certas para atingir a prosperidade, qualidade para viver muito mais tempo nesse planeta. A ginástica mental será imprescindível para assegurar mais tempo com mais qualidade.

Com base nessas novas descobertas, a elaboração de conceitos simplificados para disseminação desse novo conhecimento as mais diversas camadas da população, foi inevitável.

A partir disso, criamos um centro de estudos para propagação dessa tecnologia e dessa forma contribuir para o desenvolvimento humano. Qualquer pessoa poderá ter acesso as mais novas descobertas e ainda entender como se beneficiar com os conceitos e práticas.

Menos de 30% da população ganha acima de 3.000 dólares ao ano e apenas 1% da população é milionária, porque apenas as pessoas bem sucedidas possuem estratégias mentais bem sucedidas e geram mais recursos para viver melhor e intensamente.

Sabem utilizar o seu sistema de uma forma eficiente e produzem melhores resultados. Hoje se descobriu exercícios mentais que podem gerar essa capacidade de desenvolvimento e resultar em mais riqueza seja ela mental ou material, para todas as pessoas.

Hoje já se sabe sobre processos que ocorrem no cérebro humano no momento que estão acontecendo. É possível colocar uma câmera no globo frontal de um paciente e gravar mudanças mínimas na forma que a luz reflete na superfície do cérebro do mesmo.

Por meio da tecnologia também já é possível estimular ondas cerebrais propícias ao estudo, à concentração, à criatividade, combater a insônia, a ansiedade por meio de estímulos sonoros específicos e quase imperceptíveis, como se fosse uma música ambiente ao fundo.

Muitas pesquisas e estudos conduzidos por universidades de renome no mundo todo nos trazem resultados surpreendentes. Fazem-nos pensar sobre como utilizar melhor este potencial ilimitado que todos nós temos disponível e subutilizado pela maioria das pessoas.

De acordo com Dr. Richard Restak, professor de neurologia e presidente da Associação Americana Neuropsychiatric, autor de mais de 18 livros sobre o cérebro humano afirma que: “Existem mais conexões no cérebro de uma pessoa do que o total de moléculas no universo conhecido”.

Achava-se, até alguns anos atrás que tínhamos em torno de 10 milhões de células cerebrais ou neurônios, hoje se sabe que temos mais de 100 bilhões de neurônios!

Como entender a mente e os processos para potencializar sua força

O conceito da mente não está vinculado apenas ao cérebro como parte do seu corpo, e sim a todo o processamento que nele ocorre e como isto influencia o seu jeito de ser, agir, interagir com o mundo. Inclui o conceito de ser, como indivíduo, sua identidade, seu valor, crenças, comportamentos, atitudes.

Poderíamos dizer que a mente é um conceito, já o cérebro é uma parte do nosso organismo. Entendendo nosso cérebro, podemos mudar a nossa mente, mudando a nossa mente, podemos mudar a nossa vida.