Posted in:

QVT: Qualidade de Vida no Trabalho [Guia Completo]

QVT qualidade de vida trabalho guia completo

Você se considera uma pessoa com alto nível de QVT (Qualidade de Vida no Trabalho)?

De que forma você enxerga a sua relação com colegas e a postura que tem no ambiente empresarial?

Se falta de motivação, estresse e desânimo fazem parte da sua rotina, é hora de colocar algumas ações em práticas para aumentar a QVT.

E se você tem uma empresa, vale implementar um programa para aumentar a qualidade de vida no trabalho dos seus colaboradores.

Com isso, todos ganham: os funcionários têm nível de estresse reduzido e maior produtividade, e a empresa tem mais chances de crescer.

Claro que nem sempre é fácil manter a QVT alta, porque muitos fatores entram em jogo, desde a remuneração ao tipo de relacionamento cultivado entre os profissionais.

Para facilitar, preparamos este guia com informações relevantes sobre o assunto que você deve conhecer:

  • O que é QVT (qualidade de vida no trabalho)
  • Importância
  • Programas em empresas
  • O que o funcionário pode fazer
  • Exemplos
  • Coaching e a QVT.

Preste atenção às próximas linhas e aproveite para refletir sobre a sua relação com o trabalho. 

Boa leitura.

O que é QVT (Qualidade de Vida no Trabalho)?

QVT qualidade de vida trabalho o que e

A QVT (qualidade de vida no trabalho) é o nível de satisfação que um profissional tem com a função que exerce e o ambiente em que está inserido dentro da empresa.

Podemos dizer que um colaborador feliz, que cultiva bons relacionamentos com os colegas e tem perspectivas de crescimento, conta com maior qualidade de vida no trabalho. 

E tudo isso porque, provavelmente, o seu ambiente está voltado não apenas ao bem-estar físico dos funcionários, mas também mental. 

Mas, para o empresário, promover a QVT é um desafio.

O sucesso depende de um conjunto de ações capazes de elevar o grau de satisfação dos funcionários, de forma a valorizar o capital humano. 

No entanto, existem boas razões para fazer isso, como você verá a seguir  - sobretudo porque colaboradores motivados e satisfeitos contribuem para o crescimento da organização. 

Antes de avançarmos nos benefícios, vamos conhecer a origem do termo QVT.

Ele surgiu da década de 1960, justamente quando o mundo passava pela transição da era industrial para a era digital.

Nesse período, as empresas voltavam os seus esforços para os avanços tecnológicos.

Já na década 1970, o professor da Universidade da Califórnia Louis Davis utilizou o termo para designar saúde, bem-estar e desempenho de trabalhadores.

Foi ele que chamou a atenção para o fato de que as empresas estavam impactando negativamente os colaboradores, gerando desmotivação, estresse, acidentes e doenças.

E foi, então, que o termo ganhou força, sendo hoje alvo de muitas pesquisas na área.

No Brasil, por exemplo, existe um índice que avalia o nível de qualidade de vida no trabalho dos profissionais.

É o Índice Sodexo, que aponta que, atualmente, a QVT dos brasileiros é de 6,5 pontos.

De acordo com a pesquisa, 9% dos colaboradores estão insatisfeitos com o emprego atual. 

A maior proporção de insatisfeitos está entre profissionais que atuam com atendimento ao cliente, área comercial, serviços de apoio administrativo e pessoas que completaram até o ensino médio. 

Se você tiver curiosidade em avaliar a sua QVT, é possível responder a um questionário no próprio site.

Qual a importância da qualidade de vida no trabalho?

QVT qualidade de vida trabalho qual importancia

Promover a qualidade de vida no trabalho é uma via de mão dupla: traz benefícios tanto para os colaboradores quanto para a empresa.

Importância da QVT para os colaboradores

Para os colaboradores, a importância da QVT é o próprio bem-estar, saúde física e mental e motivação no trabalho. 

São os fatores que contribuem para que ele se mantenha motivado, satisfeito e tenha boa convivência com os demais colegas.

A QVT ajuda na criação de melhores relacionamentos dentro da empresa e fomenta um clima organizacional satisfatório e saudável.

Na prática, isso resulta em um ambiente mais leve, com menos brigas, que favorece o trabalho em equipe e a colaboração. 

A qualidade de vida no trabalho é tão relevante, que, quando falta, pode levar à Síndrome de Burnout, um distúrbio psíquico proveniente de um estado de tensão emocional e estresse no trabalho. 

Em maio de 2019, a Organização Mundial da Saúde (OMS) definiu o burnout como um “fenômeno ligado ao trabalho”, ao invés de uma doença.

É “uma síndrome resultante de um estresse crônico no trabalho que não foi administrado com êxito”, dizia a definição.

Além disso, é a partir da qualidade de vida no trabalho que os colaboradores se sentem instigados a entregar a melhor performance, principalmente quando enxergam possibilidades de crescimento e evolução dentro da empresa.

O resultado disso? 

Atração e retenção de talentos e redução dos índices de rotatividade da organização, fortalecendo ainda mais as equipes.

Importância da QVT para as empresas

Como vimos antes, a qualidade de vida dos colaboradores está diretamente ligada aos resultados da empresa.

Afinal, uma boa performance organizacional só é conquistada quando os profissionais dentro dela se sentem motivados, têm bons relacionamentos e são produtivos.

“É amplamente reconhecido que a boa qualidade de vida dos trabalhos está correlacionada com associados mais felizes, mais saudáveis e mais produtivos”, afirma Joel Landau, presidente do The Allure Group, em um artigo para a revista Forbes.

De acordo com ele, os profissionais são menos propensos a perder o trabalho ou deixar a empresa quando têm suas necessidades humanas atendidas.

E isso é algo que só acontece quando as políticas e a cultura do trabalho são centradas no bem-estar das pessoas.

Mas o comprometimento dos colaboradores não é a única vantagem.

Investir na QVT também é uma forma de aumentar os lucros.

É o que aponta uma pesquisa da Sodexo, que conversou com 4.805 líderes de pequenas e médias empresas no Brasil, México, Chile, França, Romênia, Turquia e Índia.

Entre os entrevistados, 70% disseram que a qualidade de vida gera mais rentabilidade para o negócio.

Programas de qualidade de vida em empresas

QVT qualidade de vida trabalho programa nas empresas

Depois de ver os benefícios, que tal criar um programa de qualidade de vida na sua empresa, adotando um conjunto de práticas que estimulam o bem-estar?

Esse programa pode ser elaborado a partir da reflexão entre gestores e setor de RH e a partir de um feedback dos próprios funcionários.

7 passos para a elaboração do programa

A instituição estadunidense Wellness Council of America (WELCOA) define sete passos que podem ser utilizados na elaboração de um programa de QVT.

Esses fatores servem como base para selecionar e classificar as melhores práticas no ambiente corporativo.

Na sequência, vamos ver quais são esses passos.

1. Liderança comprometida e aliada

De acordo com a instituição, os líderes devem ser profundamente comprometidos com o bem-estar dos empregados.

2. Colaboração em apoio ao bem-estar

Devem ser montados times formais e informais, que precisam trabalhar juntos para construir e manter uma iniciativa de bem-estar no trabalho bem-sucedida.

3. Coleta de dados dentro de uma estratégia de bem-estar

É preciso coletar dados de forma segura para compreender o estado atual da organização, medindo o que importa mais tanto para os colaboradores quanto para a empresa.

4. Elaboração de um plano de operação

A dica da instituição é avaliar os objetivos da empresa quanto às iniciativas de bem-estar e documentar os detalhes para guiar as tentativas e investimentos, criando um plano que contemple a visão, valores e propósito da organização. 

5. Iniciativas que suportem todos os colaboradores

De acordo com a WELCOA, é necessário selecionar intervenções de saúde e bem-estar baseadas nos dados coletados, já que isso realça as habilidades de tomada de decisão, permitindo a criação das ações adequadas para a empresa.

6. Ambientes, políticas e práticas favoráveis à promoção da saúde

Essa medida inclui avaliar as políticas, práticas e promoções para garantir que o ambiente de trabalho ajuda na promoção de uma iniciativa de bem-estar com sucesso. 

7. Avaliações e melhorias

Os dados coletados durante a avaliação permitem avaliar a eficácia das iniciativas e identificar possíveis melhorias.

Com essas dicas em mente, você já pode dar os primeiros passos na elaboração do programa de QVT na sua empresa.

O que o funcionário pode fazer para proporcionar maior qualidade de vida no trabalho?

QVT qualidade de vida trabalho o que funcionario pode fazer para proporcionar melhor

Agora que você já como a empresa deve promover a qualidade de vida, é hora de saber quais atitudes o próprio funcionário pode adotar. 

Confira:

Cultivar bons relacionamentos interpessoais

Manter relações saudáveis com colegas de trabalho e líderes é essencial para que você se mantenha longe do estresse e de problemas.

Afinal, é com eles que você passa a maior parte do dia, até mesmo mais do que com familiares.

Por isso, é preciso demonstrar empatia, ser cordial e almejar sempre a manutenção de um clima harmonioso com as pessoas à sua volta.

Trabalhar em equipe

Outra estratégia é estar aberto ao trabalho em equipe, já que isso permite fomentar a colaboração, a troca de conhecimentos e a confiança entre os colaboradores.

Como resultado, a equipe fica mais produtiva e alcança melhor desempenho. 

Sabe aquela competitividade exagerada, em que um colaborador quer tirar vantagem sobre o outro para se destacar?

Com o trabalho em equipe, esse tipo de estresse é amenizado. 

Evitar fofocas

Fofocas prejudicam a dinâmica da equipe, tornam o clima pesado e são sinônimos de falta de profissionalismo.

Além disso, pode fazer com que você entre em conflito com algum colega, o que é prejudicial para a qualidade de vida no trabalho.

Portanto, mantenha distância de qualquer fofoca.

Manter foco no seu desempenho

Quanto mais concentrado você estiver na própria performance, maior será a produtividade e qualidade do seu trabalho.

Por isso, evite desperdiçar tempo com conversas, mantendo o foco nas atividades a serem feitas e nos prazos de entrega.

Essa estratégia ajuda a construir uma imagem profissional com credibilidade e aumenta as suas chances de crescer dentro da empresa  - um fator importante da QVT.

Busque a qualidade de vida fora do escritório

Dificilmente você terá um nível satisfatório de qualidade de vida no trabalho se você não tem isso em outras esferas da vida.

Afinal, é praticamente impossível separar a vida profissional da pessoal, não é mesmo?

Quando uma vai mal, acaba impactando na outra.

Por isso, buscar o equilíbrio e o bem-estar em todos os âmbitos é essencial para que você tenha a energia necessária para enfrentar qualquer situação com leveza e manter a saúde física e mental em qualquer ambiente.

Fatores de qualidade de vida no trabalho

QVT qualidade de vida trabalho fatores

A qualidade de vida no trabalho engloba diferentes fatores, que devem ser implementados em conjunto para, de fato, promover bem-estar.

Nos próximos tópicos, você vai conhecer seis pontos que favorecem a QVT. 

Vamos nessa?

1. Satisfação com o trabalho

Se você não gostar do trabalho que exerce ou considerar que está na função errada, a qualidade de vida será prejudicada.

Mas se você estiver satisfeito, desempenhará seu papel com motivação e alta performance. 

2. Oportunidades e remuneração

Um dos fatores que mais pesa da QVT é a remuneração.

Afinal, é bem difícil trabalhar com dedicação e bem-estar se você não é remunerado com um valor justo, não é mesmo?

Por isso, o salário adequado para a vaga e de acordo com a média do mercado (assim como a possibilidade de aumento) é um fator positivo que promove satisfação e qualidade de vida.

Dessa forma, você sente que está sendo valorizado pela organização.

Mas o dinheiro não é a única maneira de premiar seu talento, esforço e desempenho.

É preciso ter oportunidades de crescimento, de maneira que você se sinta encorajado a buscar novos conhecimentos.

Uma ferramenta que ajuda é o plano de carreira, que traça a jornada de evolução do colaborador.

3. Relações interpessoais

Como falamos anteriormente, o tipo de relação que você tem com os colegas dita o nível de qualidade de vida no trabalho.

Comunicação eficiente, dinâmicas de grupo, resolução de conflitos e integração entre as equipes são alguns recursos que permitem aprimorar essas relações na empresa.

4. Clima organizacional

Imagine tentar manter a motivação em um ambiente conturbado, em que as pessoas estão estressadas e a energia é negativa.

Praticamente impossível, certo?

A questão aqui é que não adianta apenas um colaborador se esforçar para promover a QVT.

O clima organizacional reflete o comportamento de todos os funcionários.

Por isso, o esforço em implementar o bem-estar deve ser coletivo.

5. Possibilidade de participar ativamente dos processos 

O fato de o colaborador poder participar ativamente dos processos da empresa e até mesmo da tomada de decisão contribui para o aumento da QVT.

Dessa forma, é mais fácil manter a motivação e o engajamento necessários para o desempenho e para a sensação de que o seu talento está sendo bem aproveitado na empresa.

Mas, para isso, o papel da liderança é fundamental.

O líder deve ouvir os subordinados, dar feedbacks assertivos, motivar e inspirar e dar voz aos colaboradores, ao invés de apenas delegar tarefas.

6. Saúde e segurança

Empresas preocupadas com a saúde e segurança dos colaboradores mantêm um nível mais alto de QVT.

Por isso, salubridade, segurança, equipamentos ergonômicos e acessibilidade devem ser prioridades no ambiente de trabalho. 

Sem contar que a liderança deve evitar a criação de uma dinâmica em que os colaboradores estão sob constante pressão e estresse, já que isso prejudica a saúde mental.

Coaching e a qualidade de vida no trabalho

QVT qualidade de vida trabalho coaching

Quer manter um alto nível de qualidade de vida no trabalho?

O coaching pode ajudar nesse desafio.

Trata-se de um processo que aprimora competências e habilidades comportamentais para que o indivíduo alcance a alta performance.

Entre os principais benefícios, está o aumento do nível de conquistas, felicidade, energia e equilíbrio interior.

Tudo isso se reflete no nível de satisfação que você tem em todas as esferas da vida, inclusive no trabalho. 

O gerenciamento de estresse também é desenvolvido pelo coachee ao longo do processo, o que é fundamental para o dia a dia profissional.

Com a metodologia, é possível acessar e controlar estados emocionais poderosos, superar a ansiedade e identificar padrões de pensamento.

Assim, na rotina, fica mais fácil identificar de que maneira você reage a situações desafiadoras e estressantes, podendo promover mudanças conscientes e sustentáveis para reagir melhor.

Além disso, vale mencionar o foco principal do coaching: a definição e conquista de objetivos nos âmbitos pessoal e profissional.

É por meio dessa definição que se torna possível elaborar um planejamento estratégico, saber se você está indo na direção certa e viver uma vida plena e harmoniosa.

Conclusão

A QVT (qualidade de vida no trabalho) é primordial para manter a motivação e a satisfação elevadas.

Promover o bem-estar dos colaboradores deve ser uma busca permanente da sua empresa.

Como vimos, isso é importante para valorizar o capital humano.

Além disso, é essencial para manter o seu negócio em crescimento, reduzindo os índices de rotatividade e aumentando a produtividade.

Se você está convencido a adotar esse compromisso, siga as dicas deste artigo para elaborar um programa de qualidade de vida empresarial. 

Sem dúvidas, você verá que o nível de satisfação entre os colaboradores vai aumentar, trazendo benefícios para os relacionamentos e o clima organizacional.

Lembre-se de que o coaching pode ser seu grande aliado nessa jornada.

Se você gostou das dicas do artigo, compartilhe nas redes para que mais pessoas tenham acesso ao conteúdo.

Caso tenha ficado com alguma dúvida, deixe um comentário abaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *