Posted in:

Recrutamento: Significado, Formas, Tendências e Dicas

o que falar em uma entrevista como se preparar evitar erros

Um processo de recrutamento é a porta de entrada para a tão desejada vaga no mercado de trabalho.
É a partir dele que um profissional pode confirmar o sonho de encontrar um emprego na área e na posição desejada.
Por isso, não é incomum que ele desperte ansiedade em quem participa. É o famoso friozinho na barriga, que pode crescer conforme o modelo de questões adotado.
Hoje, elas são as mais variadas e compreendem apenas uma parte do processo.
Dependendo do cargo e da empresa em questão, pode ser aplicado um teste prático ou os candidatos serem submetidos a dinâmicas de grupo.
Todas essas variáveis mexem com quem se preocupa com o futuro da carreira.
E agora? Será que eu tenho todos os requisitos necessários para ocupar o cargo oferecido? Sou experiente o suficiente para assumir essa responsabilidade? E os diferenciais considerados importantes pelos recursos humanos, será que eu os possuo?
Essas são algumas dúvidas comuns ao processo de recrutamento.
Só que os questionamentos não estão apenas de um lado do balcão – do lado das empresas, eles também marcam presença.
Qual a diferença entre recrutamento interno, externo e misto? Recrutamento é o mesmo que seleção? É necessário ter um setor de recursos humanos para realizar esse processo ou pode ser contratada uma empresa para fazer o serviço?
Bom, você já deve ter percebido que dúvidas não faltam.
E ao longo deste artigo vamos responder cada uma delas.
Boa leitura!

O que significa recrutamento?

recrutamento o que significa
Recrutamento é um conjunto atividades que têm como objetivo final a contratação de um profissional para ocupar uma determinada vaga de trabalho.
Processo definido no dicionário como a ação ou efeito de recrutar, é sinônimo de alistamento, o que no meio militar indica a convocação de cidadãos em idade legal para prestar serviços no Exército, na Marinha ou na Aeronáutica.
Mas o foco deste artigo está no preenchimento de vagas de emprego, o que demanda ações de recrutamento para atrair ou encontrar bons candidatos.
A velocidade e a dinâmica desse processo depende da necessidade da empresa. Mas o ideal é que as etapas não sejam queimadas ao longo da seleção.
Um recrutamento não é necessariamente realizado apenas como resposta a uma troca no quadro de funcionários.
Pode ser motivado pela abertura de uma nova função na empresa, pela necessidade de uma habilidade específica que a equipe não tenha e até mesmo para remanejo de funcionários internamente.
Já que a origem do processo varia, o formato utilizado no recrutamento também depende do seu objetivo.
Vamos falar mais sobre isso no próximo tópico.

Formas de recrutamento de pessoas

recrutamento formas de pessoas
Um processo de recrutamento de pessoas pode acontecer de modos diferentes, sendo os mais os seguintes: interno, externo e misto.
Cada um deles tem as suas particularidades, seus pontos negativos e positivos.
Para entender melhor, vamos falar individualmente sobre cada formato do processo.

Recrutamento interno

É quando a empresa aproveita um talento que já faz parte do time.
Ou seja, basicamente, sua função é trocada dentro da organização e ele passa a atuar em uma área ou cargo diferente.
As vantagens dessa opção são pelo menos três:

  • Economia: a empresa gasta menos, pois o processo tende a ser mais simples e sem os custos de uma nova aquisição de pessoal
  • Segurança: a empresa já conhece o seu empregado, logo, sabe como ele produz e está ciente de sua capacidade, até onde pode render e quais são suas virtudes e oportunidades de desenvolvimento
  • Valorização: o pessoal passa a se sentir mais valorizado, pois almeja a possibilidade de desenvolver uma carreira dentro da empresa.

O lado ruim do recrutamento interno está na ausência da oxigenação da equipe.
Trabalhar sempre com as mesmas pessoas pode fazer com que se criem vícios e privilégios, que ficam mais difíceis de se combater com o tempo.

Recrutamento externo

Costuma ser a opção mais utilizada no mercado, que é quando a companhia vai atrás de novos colaboradores que estejam desempregados ou atuando em outra empresa.
Os prós deste tipo de recrutamento são os seguintes:

  • Busca de talentos reconhecidos pelo mercado: possibilidade de agregar valor ao negócio por meio de novos colaboradores, os quais já possuem uma bagagem interessante em outras empresas
  • Mudança de clima: um novo nome sempre oxigena o ambiente, seja com ideias, postura ou mesmo um modo de trabalhar inovador

Já os pontos contrários estão justamente nas vantagens do recrutamento interno.
Ou seja, ainda que o recrutador se dedica ao máximo para contratar o funcionário ideal, ele é impossível conhecer 100% das habilidades técnicas e comportamentais do candidato.
Nunca esquecendo que um erro pode impactar nas finanças e também no ânimo da sua atual equipe.

Recrutamento misto

recrutamento misto
Como o nome já indica, o recrutamento misto é uma junção dos tipos interno e externo.
Aqui, pode haver tanto a predominância de um modelo quanto de outro.
O que normalmente costuma ocorrer é, primeiro, a organização abrir o processo seletivo para o seu pessoal interno e, caso não consiga preencher o cargo, ela convoca candidatos externos.
Nesse cenário, o recrutamento misto acaba tendo como desvantagem principal o maior tempo até o preenchimento da vaga.

Dicas para fazer um bom recrutamento para sua empresa

recrutamento dicas para fazer bom sua empresa
Agora que você sabe quais são os métodos mais comuns de recrutamento, precisa ter atenção à realização do processo, para que ele ocorra da melhor maneira possível.
Para ajudar você, separamos quatro dicas importantes, capazes de qualificar o seu processo seletivo.

1. Clareza em primeiro lugar

Quando falamos de clareza, queremos dizer transparência do início ao fim no processo de recrutamento.
Isso vale desde a descrição do cargo e das atribuições necessárias para função, até a rápida e total divulgação do resultado final.
Certamente, existem diversos profissionais dispostos a entrar na sua empresa, talvez com o perfil ideal para vaga, mas é preciso fornecer a eles todas as informações disponíveis sobre o processo.
Só assim o recrutamento se dará de forma justa e alcançando os melhores resultados.

2. Fuja do convencional

Na hora do processo seletivo, procure sair da mesmice e desenvolva atividades que vão ser úteis depois da contratação.
Fuja daquelas perguntas óbvias e que não levam a lugar nenhum.
Questionar “se você fosse um animal, qual seria e por quê?” ou “qual seu principal defeito e sua principal virtude?” oferecem que tipo de contribuição aos seus objetivos de recrutamento?
Realize dinâmicas que envolvam o candidato com a sua possível futura equipe de trabalho e faça testes para ver se ele já consegue lidar com as funções do cargo que pretende desempenhar.
Além disso, bole perguntas que o coloquem diante de situações que vai enfrentar no dia a dia.

3. Siga o planejamento à risca

Se, por um lado, fugir da convencionalidade do recrutamento é algo positivo, isso não significa dizer que se deve fazer tudo no improviso – muito pelo contrário.
Monte um planejamento junto com a sua equipe de recursos humanos e use esse modelo como um guia até o final do processo.
Além de ser mais um elemento de transparência na sua seleção, um guia bem feito pode servir de modelo e ser usado em outras contratações.
Isso significa economia de tempo e dinheiro, algo que toda empresa persegue.

4. Onde divulgar

Hoje em dia, com toda a tecnologia à disposição, plataformas não faltam para você divulgar um processo de recrutamento.
Para quem deseja atingir os mais diferentes perfis, não dá para deixar de utilizar as redes sociais para realizar o comunicado.
Só esteja atento para as particularidades de cada plataforma.
No Facebook, por exemplo, é possível que você receba um número de currículos muito além do esperado.
Além disso, alguns deles podem não ter muito a ver com o que você busca.
Para direcionar melhor, faça a postagem em grupos de vagas específicos da área e estabeleça filtros.
Já o LinkedIn costuma retornar um número menor de candidaturas, mas elas tendem a ser mais qualificadas em termos de assertividade com o perfil desejado.
Lembre-se o processo de recrutamento e seleção da empresa fala muito sobre sua cultura organizacional, pois é onde a gestão e o colaborador têm as suas primeiras impressões um do outro.
Por isso, é muito importante manter uma postura profissional.
Vale ter o cuidado de responder a todos sobre o recebimento do currículo, mesmo que seja uma mensagem automática.

Diferença entre seleção e recrutamento

recrutamento diferenca selecao
Já falamos bastante sobre o que é recrutamento, mas e sobre seleção? Será que os dois processos significam o mesmo?
A verdade é que não, ainda que seja comum o uso de ambos como sinônimos.
Podemos dizer que o recrutamento é o início e a seleção é o fim do processo.
Ou seja, após ser feita a captação e o filtro dos candidatos que possuem o perfil mais indicado à vaga disponibilizada, é chegada a hora de fazer uma análise minuciosa e detalhista, que vai avaliar qual deve ser o profissional contratado.
É aí que entra o processo de seleção.
Ele é geralmente formado por diferentes etapas, entre elas se destacam: triagem dos currículos, entrevista, prova de conhecimentos específicos, teste psicológico, contratação e alocação.
Qual a principal diferença entre recrutamento e seleção, portanto?
Podemos dizer que o primeiro é o processo que busca atrair os profissionais com interesse em concorrer a um cargo de emprego oferecido, enquanto o segundo tem como objetivo fazer a triagem dos candidatos, de acordo com as necessidades específicas da vaga e da empresa contratante.

Tendências da área de recrutamento

recrutamento tendencias da area
A tecnologia está aí para facilitar a vida de todo mundo – e não seria diferente com a área de recursos humanos.
Confira, então, as principais tendências na área de recrutamento e mantenha-se por dentro das novidades.

Automatização mais presente

Atuando de forma mais ampla na análise de candidatos, a inteligência artificial ganha cada vez mais espaço nos ambientes mais estratégicos de RH, prometendo facilitar a tanto dos recrutadores quanto dos candidatos.
Entre as tantas possibilidades já exploradas são os chamados chatbots, que funcionam como assistentes virtuais.
Você pode programar respostas automáticas para as perguntas mais frequentes enviadas a partir do seu site e, assim, resolver as dúvidas de maneira instantânea, poupando tempo para os dois lados.
A automatização pode aparecer também na mensagem de confirmação do recebimento do currículo.

Provas virtuais de triagem

Talvez a parte que mais exige tempo e concentração no processo de recrutamento seja a triagem.
Afinal, é preciso muita atenção para levantar dados e informações que vão ser definitivos na hora de tomar uma decisão.
Uma solução que vem sendo cada vez mais implementada nas grandes empresas são os chamados testes onlines.
Através de uma plataforma informatizada, que tenha parâmetros bem estabelecidos, é possível analisar um número muito maior de currículos ao mesmo tempo e encontrar talentos de uma forma mais rápida e prática, sem perder a assertividade do processo.

Uso de vídeos

Cada vez mais esse tipo de mídia tem sido usado tanto por recrutadores e candidatos.
E não é por acaso: ela oferece muito mais elementos por parte de quem está contratando e facilita a compreensão de quem está buscando uma vaga.
Por exemplo, ao pedir que os participantes do processo seletivo respondam questionários por vídeo, é possível verificar diferentes aspectos, como postura, clareza, comunicação, estrutura de pensamento, e, claro, o conteúdo da resposta.
Da mesma forma, você, como recrutador, pode tornar a descrição de uma vaga muito mais interessante e esclarecedora através desse tipo de conteúdo.

Programas de recrutamento e seleção

Existem diversos softwares que agilizam e automatizam o processo de recrutamento e seleção.
São ferramentas que atuam do início ao fim de toda a jornada, desde a abertura de vagas até a admissão do candidato escolhido, salvando tempo que poderá ser consumido com tarefas mais relevantes.
Inclusive, esse é o tema do nosso próximo tópico.

Softwares que ajudam no recrutamento e seleção

recrutamento softwares que ajudam selecao
Como acabamos de destacar, diferentes softwares podem ajudar você no processo de recrutamento.
Separamos cinco programas que prometem facilitar as contratações.
Confira!

Runrun.it

É um programa de monitoramento que analisa o desempenho da equipe, medindo os resultados e direcionando esforços.
O aplicativo ajuda a mensurar a entrega de cada colaborador dentro de um projeto, levando em consideração fatores como o número de atividades realizadas ou a pontualidade das entregas.
Com os resultados oferecidos pela plataforma, fica mais fácil definir os parâmetros ideais para um novo colaborador, de modo que ele preencha as principais lacunas.

RH1000

É um software de desenvolvimento que busca investir na capacitação dos colaboradores, para que atinjam os resultados deles esperados.
O RH1000 tem como principal função permitir o gerenciamento dos treinamentos e o controle do desenvolvimento individual. Ou seja, consegue abranger diferentes processos da empresa e atuar de maneira global.

rhConvenia

Voltado para a manutenção de talentos, o programa ajuda em demandas do RH, facilitando tarefas burocráticas, como a gestão de benefícios ou de horas extras.
Além disso, garante a segurança dos dados.
É uma opção para facilitar a vida de quem trabalha com recursos humanos e garantir mais tempo para as tarefas que demandam atenção especial.

Bitrix24

É um aplicativo para a atribuição de atividades.
Trata-se de uma ferramenta que ajuda na comunicação interna e na disseminação da cultura organizacional para o seu público interno.
Entre as opções disponíveis, estão a intranet social, o gerenciamento de projetos e de documentos e o bate-papo em grupo.
É um forma rápida e fácil de inserir novos contratados na dinâmica da empresa.

Gupy

É um software específico para o recrutamento de pessoas.
Sua principal funcionalidade é o mapeamento do perfil da empresa e a criação de uma descrição detalhada dos candidatos, a fim de facilitar a identificação dos profissionais mais adequados para cada vaga.

Agências e Terceirização

recrutamento agencia terceirizacao
A sua equipe de RH está se sentindo sobrecarregada?
Você e seu time não possuem tempo disponível para conduzir processos estratégicos na organização?
Investir em agências que terceirizam o processo de recrutamento e seleção pode ser uma saída.
Entre os principais benefícios de optar por essa alternativa estão:

  • Melhoria do processo seletivo: ao contratar uma agência especializada, você conta com uma equipe dedicada e especializada só para isso. Ou seja, a tendência é aumentar a eficácia nas contratações
  • Diminuição de custos: com escolhas mais assertivas na seleção de profissionais, o índice de turnover (rotatividade) tende a diminuir. Com isso, se economiza dinheiro com o pagamento de encargos trabalhistas
  • RH mais livre: o setor de recursos humanos pode focar na melhoria interna dos resultados, ao desenvolver estratégias de capacitação e motivação de seu quadro de funcionários.

É claro que contar com uma equipe terceirizada para realizar o recrutamento e seleção de candidatos também exige cuidados.
O principal deles é manter um diálogo aberto a respeito das suas necessidades e metas para a vaga a ser anunciada.
Vale ter atenção extra na hora de apresentar a empresa e o modo como ela funciona, o mercado em que atua e tudo que possa influenciar no perfil do candidato que será atraído.

O coaching e o processo de recrutamento – Benefícios

recrutamento coaching processo beneficios
Como vimos ao longo deste artigo, existem diversas ferramentas que podem ajudar uma equipe de recrutadores a executar seu trabalho.
Mas há também uma metodologia, cujo foco se volta ao desenvolvimento de competências e habilidades para a maximização da performance humana.
Estamos falando do coaching.
Através do coaching assessment, por exemplo, você pode obter informações claras e precisas sobre o perfil comportamental de um candidato, suas atitudes, personalidade, pontos fortes e aqueles que precisam de melhoria.
E o melhor é que sua aplicação é extremamente rápida e fácil.
Um questionário, tanto manual quanto digital, pode ser feito e respondido em cerca de dez a quinze minutos.
O processo pode até ser simples, mas os resultados obtidos são eficazes, vale dizer.

Como se tornar um coach?

Ficou interessado em saber mais sobre o coaching assessment e deseja dominar essa e outras técnicas da metodologia de desenvolvimento humano que mais cresce no mundo?
Inicie na carreira de coach e seja você também um facilitador de resultados.
A principal dica que podemos oferecer é buscar a melhor formação, pesquisando sobre a instituição escolhida e as opções oferecidas.
Não poupe tempo nessa etapa e acredite na sua capacidade.
Não há pré-requisitos e qualquer um pode ser um coach de sucesso.

Formação em coaching SBCoaching

Não sabe por onde começar?
Que tal contar com o melhor e mais completo portfólio de soluções, treinamentos, serviços e produtos de alta performance disponível no mercado?
Esse é um pequeno resumo das possibilidades oferecidas pela SBCoaching.
São inúmeras opções de cursos, tanto para você iniciar na área quanto para se aperfeiçoar como profissional.
Aproveite para acessar o site e conhecer cada uma delas de perto.

Conclusão

recrutamento conclusao
Gostou do nosso artigo sobre recrutamento?
Mais do que ter apreciado a leitura, torcemos para que você tenha percebido a importância que esse processo de seleção tem para o seu negócio.
Uma contratação bem feita pode ser a grande solução para um problema específico. Já uma admissão ruim é o início de uma nova dor de cabeça.
Ainda bem que existem ferramentas e estratégias que podem colaborar para que os erros sejam diminuídos, não é mesmo?
Use a tecnologia ao seu favor e aumente o seu índice de acerto nos processos seletivos.
Ficou com alguma dúvida sobre o assunto ou quer compartilhar uma experiência relacionada ao tema?
Deixe o seu comentário e compartilhe o artigo nas redes sociais.