Posted in:

Ressignificar: significado, como fazer e benefícios

sinergia significado sinonimos importancia impactos

Há momentos na vida em que é preciso começar tudo do zero. Em contrapartida, há outros nos quais basta um olhar apurado para ressignificar aquilo que já existe e ganhar novos sentidos e possibilidades.
O prefixo “re”, inclusive, é poderoso nesse sentido.
Ele nos ajuda a ver as situações por ângulos diferentes, sem recorrer às velhas e ineficazes receitas de sempre.
Que tal fazer desse conceito parte da sua rotina?
Veja como com as dicas que separamos para você ao longo deste artigo!

O que é ressignificar?

ressignificar o que e
Para começar, a pergunta que não quer calar: afinal, o que quer dizer ressignificar? Você tem alguma ideia?
Ainda que a sua definição possa parecer óbvia, é importante recorrer a ela antes de avançar no assunto.
Tudo para não perder nenhum detalhe, já que o termo pode assumir algumas complexidades, como você vai descobrir.

Significado

Se olhar no dicionário, você vai ver que ressignificar quer dizer “dar novo sentido a algo ou alguém já existente”.
No entanto, o seu significado vai muito além do que está escrito no livro de verbetes.
Além disso, o termo pode ter pequenas variações, dependendo da área na qual é empregado.
Nas comunicações, por exemplo, ele assume diferentes interpretações para obras culturais.
Uma mesma história pode servir de inspiração para um livro, um filme ou uma novela – cada um deles com características próprias.
Neste artigo, por outro lado, vamos usar o conceito adotado nas ciências humanas, que indica uma mudança na percepção de algo que já passou.
Em outras palavras, ressignificar funciona como uma maneira de transformar acontecimentos ruins em um aprendizado, uma motivação, ou seja, em algo positivo.

A escolha de ressignificar

ressignificar escolha
Viver é estar sujeito a passar por momentos bons e ruins, que nem sempre – ou quase nunca – estão sob nosso controle.
No entanto, como vamos reagir a determinadas circunstâncias é uma escolha. Cabe a você decidir se uma crise existencial, por exemplo, vai deixar ensinamentos ou vai servir apenas para lamentações e vitimizações.
Existem alguns episódios mais difíceis de ressignificar, é verdade, como a perda de um ente querido.
Afinal, como transformar o luto em algo positivo? Talvez uma forma seja pensar como a pessoa que nos deixou gostaria de nos ver e lutar para chegar lá, como uma espécie de homenagem até.
Será que ela iria querer presenciar você triste o tempo todo, sem forças para seguir em frente? Ou será que iria preferir assistir a alguém que sente saudades, mas que conseguiu se reerguer e continua o seu caminho?
O que estamos querendo dizer é que, por mais difícil que a realidade pareça, sempre há uma alternativa.
Você que decide se vai ficar triste, remoendo o passado, ou vai encontrar novas razões para sorrir e olhar para o futuro diante de toda e qualquer situação.

Os benefícios da ressignificação

ressignificar beneficios
A ressignificação é sempre o melhor caminho a se seguir.
Ela nos ajuda a encontrar saídas mesmo para aqueles momentos em que nada parece nos consolar.
Nos dualismos da vida, a ressignificação é o que nos faz olhar para o lado bom quando a impressão é que só existem coisas ruins para extrair.
Copo meio cheio ou meio vazio?
Preferir sempre olhar pelo lado positivo e priorizar o otimismo ao pessimismo é escolher a ressignificação.
Mas há outros benefícios que buscar outro significado para as nossas experiências pode ter.
Veja mais alguns deles;

  • Transformar tristezas em aprendizados
  • Fazer das razões para desistir motivos para continuar
  • Aprender a rir de você mesmo ao invés de abafar um sorriso
  • Entender que nada acontece por acaso e deixar de ficar reclamando da vida
  • Encontrar forças e não se vitimizar
  • Buscar a motivação e não duvidar da sua capacidade.

Como ressignificar?

Agora que você conhece os benefícios de ressignificar acontecimentos passados, pode estar se perguntando como fazer para buscar essa transformação de ponto de vista.
Fique tranquilo, pois nós temos algumas dicas que podem ajudar você a pensar de forma mais positiva em relação ao que ficou para trás e tirar bons aprendizados dessas experiências.

Olhar para trás e seguir em frente

Muitas pessoas podem pensar que o primeiro passo para a ressignificação é passar uma borracha em tudo o que aconteceu e agir como se nada tivesse ocorrido.
Mas não é bem assim.
Por mais que seja doloroso, você precisa olhar para trás e tentar tirar algo de bom desse passado.
Isso não significa que você deve ficar preso a ele, muito pelo contrário.
Mas é necessário estar bem resolvido com o que passou para seguir em frente.

Dicas para aprender a ressignificar

ressignificar dicas para aprender
Agora que você já sabe por onde começar, está pronto para dar continuidade ao processo de ressignificação.
Neste tópico, separamos mais algumas dicas que vão lhe ajudar nessa jornada.

Respeitar a própria história

Todos nós temos uma história, um acúmulo de acontecimentos que fez chegarmos onde estamos.
Esse passado precisa ser respeitado, independentemente daquilo que tenhamos enfrentado lá atrás.
Você pode ter vivido mais provações que o outro, mas isso não o faz mais merecedor que ele.
Cada um tem seus méritos por escrever a trajetória que escolheu.
Somente reconhecendo e aceitando nossa história é que vamos conseguir vislumbrar uma chance real de seguir em frente, gozando dos benefícios que a ressignificação proporciona.
Não há como mudar aquilo que já foi, mas podemos modificar nosso modo de agir a partir daquilo que aprendemos.

Focar no futuro

Agora que você já olhou para trás e analisou tudo o que aconteceu, é preciso mudar a direção.
Comece a observar o futuro para ver o que pode ser feito de diferente a partir desses novos ensinamentos absorvidos.
É a hora de traçar os seus objetivos a curto, médio e longo prazo e definir as estratégias para chegar lá.
Uma dica para quem está meio perdido neste momento da vida é definir uma lista de prioridades e estabelecer um período de tempo para alcançar essas metas.
Por exemplo, digamos que você tem como desejo mais imediato conseguir uma promoção.
Quais são os passos necessários para conquistar esse sonho? Investir em capacitação?
Se essa for a sua conclusão, inicie logo um curso de especialização e aperfeiçoe seus conhecimentos na área que deseja.
Agora, vamos supor que o seu objetivo seja mais no âmbito pessoal. Você quer fazer uma grande viagem e conhecer o mundo.
Então, é preciso economizar para tal.
Procurar um coach financeiro pode ser uma boa alternativa para desenvolver novas competências que vão ajudá-lo nos seus objetivos de poupar, investir e complementar a sua renda.
Com uma nova perspectiva traçada, é possível encontrar alternativas para retomar a vida de onde parou ou até mesmo a partir de um ponto mais à frente.
Tudo isso graças à ressignificação das experiências e o encontro, dentro de si mesmo, das ferramentas necessárias para buscar a felicidade.

Perdão e a aceitação

Para chegarmos ao estágio anterior, primeiro precisamos passar por duas fases fundamentais no processo de ressignificação, que são: encontrar o perdão e, consequentemente, a aceitação.
Quando algo de ruim acontece, é natural nos culparmos.
A tendência é que pensemos o que poderíamos ter feito de diferente para mudar a realidade imposta – mesmo que as coisas não estivessem sob o nosso controle.
Ao nos perdoarmos e, eventualmente, perdoarmos aos outros, aceitamos o acontecido e podemos continuar tocando nossas vidas.
Isso é tudo o que precisamos para seguirmos em frente, em busca dos nossos objetivos.
Falando assim parece fácil, mas temos a consciência de que essas são tarefas complicadas, que exigem muita maturidade.
Ainda assim, acredite no seu potencial.
Tudo é questão de uma prática diária e constante.
Quando aprendemos a nos perdoar e percebemos que não temos poder sobre determinadas circunstâncias, o caminho fica aberto para construirmos um futuro condizente com o que acreditamos que seja o melhor.

O coaching como ferramenta de ressignificação

ressignificar coaching ferramenta
E que tal contar com o suporte do coaching para ressignificar a sua vida e alcançar novas perspectivas?
Por meio da metodologia, é possível desenvolver competências comportamentais que vão permitir que você enxergue o mundo de outra forma, com um foco maior naquilo que há de positivo.
Não é porque alguém diz que você não pode fazer algo que isso necessariamente é verdadeiro. É preciso ter a consciência que você pode mais e tomar uma atitude.
Com a metodologia de coaching, o ato de ressignificar é um exercício para pensar naquilo que há de positivo e encontrar um incentivo para ir em busca dos seus objetivos.
Quando o coachee (que é o cliente do processo) começa a focar nas suas habilidades e nas suas possibilidades, ele vai sendo estimulado a buscar novos significados aos acontecimentos que já passaram, sobretudo aqueles não tão bons.

Conheça o poder da Psicologia Positiva

ressignificar conheca poder psicologia positiva
Todos os conceitos citados no item anterior têm muito a ver com a chamada Psicologia Positiva, que defende a busca constante pelo bem-estar e a satisfação pessoal e profissional.
Ou seja, não é porque você teve experiências ruins, passou por situações negativas, que o que vem pela frente deve ser encarado com pessimismo.
A sua realidade pode mudar, já que é possível ocorrer uma ressignificação para novos caminhos.
Que tal viver essa experiência e ganhar em qualidade de vida?
A SBCoaching oferece um curso de Psicologia Positiva Aplicada. É uma oportunidade de abrir os seus horizontes para as infinitas possibilidades que a vida nos oferece.
Se você ficou curioso, acesse o nosso site e conheça um pouco mais sobre essa formação.
Você vai ver que mudar é possível e que, muitas vezes, só depende da sua vontade.
Dê o primeiro passo!

Como ressignificar ações negativas?

ressignificar como acoes negativas
Até ações que aparentemente são negativas podem ser ressignificadas, como já vimos ao longo do artigo.
Mas se ainda parece difícil de acreditar, confira três exemplos que separamos. Eles provam que isso é possível, sim.

Estar sozinho

Ficar sozinho, por exemplo, não necessariamente é algo ruim. Não existe aquele ditado popular “antes só, do que mal acompanhado”?
Muitas vezes, a sua própria companhia é mais proveitosa que estar ao lado de pessoas que não fazem bem a você. São aquelas relações tóxicas, que mais trazem efeitos negativos do que positivos para uma pessoa.
Além disso, ter momentos de solitude pode ser uma ótima oportunidade para refletir sobre nossas atitudes, decisões e nossa vida em geral.
É claro que somos pessoas, seres sociáveis que necessitam de contato interpessoal.
Mas isso não quer dizer que devemos projetar a nossa felicidade nos outros ou que precisamos estar grudados em alguém 24 horas por dia.
Antes de mais nada, precisamos estar de bem com nós mesmos.
Para isso, a solidão pode ser bastante útil, como uma forma de nos desligarmos do mundo externo e buscarmos as nossas fontes de inspiração internamente.
Os monges, por exemplo, se retiram do convívio em sociedade para viver períodos sabáticos de reflexão sobre a sua existência e seu papel no mundo.
Não que você precise viver em um monastério para tal, mas eles podem ser uma boa inspiração.

Quebrar as regras

Algum sábio disse uma vez que “as regras foram feitas para serem quebradas”.
Com isso, ele não estava incentivando que as pessoas saíssem por aí cometendo delitos e infringindo leis, mas sim que lutassem por aquilo que acreditam, superando eventuais injustiças.
Ao longo dos anos, a possibilidade de quebrar regras promoveu a igualdade para muita gente e transformou a vida de diversas pessoas para melhor.
O fim da escravidão, as greves por mais direitos trabalhistas, o sufrágio universal e a liberdade de expressão são exemplos positivos de que violar alguns padrões pode trazer benefícios.
Vale lembrar que as regras são feitas por seres humanos, que não são perfeitos. Logo, você pode, por vezes, decidir por si mesmo quais valores seguir para ir ao encontro da sua própria ética e moral.
Artistas, cientistas e mesmo pessoas comuns só chegaram onde chegaram porque quebraram regras, nem que fossem as suas próprias diretrizes.
Imagine se Leonardo Da Vinci não tivesse desafiado as leis vigentes e a dissecação de cadáveres ainda fosse um mito. Será que a ciência saberia tanto sobre a anatomia humana?
Já Gandhi é talvez o maior exemplo de que a desobediência civil sem violência pode atingir resultados positivos. Ele usava o jejum como forma de protesto, uma arma branca na política, por assim dizer
Em uma de suas maiores greves de fome, na década de 1930, o pacifista indiano ficou semanas sem se alimentar e conseguiu pressionar as autoridades britânicas – que até então dominavam a Índia.
Com a sua medida, Gandhi conseguiu obter mais direitos aos chamados “intocáveis”, os menos favorecidos pelo sistema de castas de seu país.
Portanto, não tenha medo de lutar pelo que você acredita. Mesmo que para isso tenha que quebrar ou ressignificar algumas regras.

Não se enquadrar

Durante quase toda a nossa vida, procuramos nos enquadrar em determinado nicho.
Normalmente, a tentativa é por encontrar pessoas com as quais temos afinidades. Aquelas que pensam, agem de maneiras próximas às nossas e compartilham dos mesmos valores também.
No entanto, nem sempre somos 100% compatíveis com os outros. E isso faz parte.
Afinal, não existem dois seres humanos completamente idênticos no mundo.
Apesar de parecer algo ruim, não fazer parte de um círculo específico não é de todo o mal.
Pode ser uma mostra de que você é uma pessoa inovadora, que não se encaixa em parâmetros pré-estabelecidos.
Quem sabe essa não é a sua chance de criar o seu próprio quadrado e explorar suas ideias de formas diferentes, em busca do novo?
Vença essa sensação desconfortável que o não pertencimento pode oferecer e busque o seu jeito de ser feliz, sem pensar em mais nada.

O coaching no desenvolvimento do autoconhecimento

ressignificar coaching desenvolvimento autoconhecimento
Para ressignificar, antes de tudo, é preciso se conhecer.
E não há como dar novos sentidos aos sentimentos já existentes se você não sabe o que se passa dentro de si mesmo, não é verdade?
Autoconhecimento é a base para a tomada de qualquer decisão assertiva e, não por acaso, um dos pilares da metodologia de coaching.
Com essa busca, você vai ser capaz de ir a fundo nas suas emoções e descobrir a raiz daqueles pensamentos negativos, que o impedem de ir em frente.
Depois de encontrar os porquês, você já vai ter percorrido meio caminho até a ressignificação.
Isso tudo permite que você aumente a sua autoconfiança e possa alçar voos cada vez mais altos e seguros, balizados por metas factíveis.

Conclusão

ressignificar conclusao
Gostou do nosso artigo sobre o verbo ressignificar? Ele fez você refletir sobre algumas das suas atitudes e modos de agir diante dos acontecimentos?
É interessante ver como podemos mudar o significado de uma experiência que passou e permitir que ela se transforme em algo positivo.
E o melhor: essa mudança só depende de nós mesmos.
Ainda que não possamos alterar o passado, sempre temos a possibilidade de decidir como vamos lidar com o presente e com o futuro.
Pense nisso e, por mais difícil que seja, sempre procure ver o lado positivo das situações.
Essa simples mudança de ponto de vista pode fazer toda a diferença no seu dia a dia, pode ter certeza.
E você, já ressignificou alguma situação que viveu anteriormente? Como foi? Deixe seu comentário no espaço abaixo e nos conte mais sobre essa sua experiência.