SBCoaching na Mídia:Veja as diferenças existentes entre dois grupos de Mindset e se você precisa realizar mudanças para desenvolver sua carreira

Você sabe o que significa mindsetMindsets, ou modelos mentais, podem ser definidos como fatores decisivos para um bem-sucedido processo de mudança – seja individual ou organizacional.

Mas por que estamos falando em mudança? O que isso tem a ver com sucesso? Vivemos uma fase de instabilidade econômica que traz incertezas a todo mundo. Para não serem afetadas negativamente em seus números, as empresas estão adotando novas ações por conta de um cenário caracterizado pela recessão. Por outro lado, os profissionais atentos a essa movimentação também estão buscando o desenvolvimento de competências que sejam essenciais para manutenção de seus empregos, enquanto outros estão trabalhando para tornar seu perfil atrativo para uma recolocação.

Nesse ínterim, uma coisa é garantida: uma das formas mais eficazes que as empresas e os profissionais têm para se adaptar a novos cenários, com foco total em seus resultados, é desenvolvendo um mindset que incida positivamente em seus processos de mudança. Peter Senge – renomado autor de As 5 Disciplinas – em uma de suas definições disse que “as organizações que realmente irão se sobressair no futuro serão aquelas que descobrirem como ativar o comprometimento e a capacidade de aprendizado das pessoas em todos os níveis da organização”.

MINDSET DO LÍDER

E ao que tudo indica, ele estava certo. Conheça agora as principais diferenças existentes entre dois grupos de mindset e veja se precisa realizar mudanças para desenvolver sua carreira profissional:

Mindset fixo:

modelo mental que interpreta inteligência ou talentos como características inatas, que permanecem relativamente estáveis ao longo da vida. Principais características:

  • Pouca abertura ao aprendizado e resistência à mudança – rever seus próprios conhecimentos e opiniões equivale a admitir algum tipo de “falha ou defeito” em seu modo de agir e pensar, o que é percebido pelo indivíduo dotado de mindset fixo como um intolerável “ataque” à sua autoestima.
  • Tendência a permanecer na zona de conforto – o mindset fixo torna a pessoa avessa a desafios que possam colocar à prova sua inteligência ou talentos, uma vez que o fracasso em uma atividade é recebido como uma ameaça à sua identidade e autoimagem.
  • Baixa resiliência – a pouca abertura ao aprendizado, a resistência à mudança e a tendência a permanecer na zona de conforto tornam a pessoa mais vulnerável ao stress e à ansiedade resultantes da pressão para aumentar a performance – fatores que, somados, tendem a conduzir à queda da performance, exatamente quando a pessoa está sendo requisitada a aumentá-la.
  • Instabilidade na liderança – o mindset fixo gera no líder a necessidade de proteger seu ego por meio de posturas individualistas e autoritárias, desequilibrando suas forças, performance e resultados – e também os da empresa.

Mindset expandido:

favorece uma visão de mundo na qual as mencionadas características podem ser desenvolvidas mediante o esforço. Para pessoas dotadas de mindset expandido, inteligências e talentos não são elementos que constituem, ao mesmo tempo, definição e medida de sua identidade – são conteúdos de um potencial que pode ser continuamente ampliado. Esse direcionamento produz respostas comportamentais opostas às do mindset fixo, a saber:

  • Maior abertura ao aprendizado e à mudança.
  • Tendência a buscar desafios como veículo de crescimento (e, portanto, a tendência de não permanecer na zona de conforto).
  • Alta resiliência.
  • Estabilidade na liderança.

Flora Victoria escreve mensalmente para o Site Abilio Diniz. É fundadora e vice-presidente da Sociedade Brasileira de Coaching e presidente da SBCoaching Empresas.

Fonte: Abílio Diniz