Posted in:

Supervisão em coaching: o que é, para que serve e benefícios

supervisao em coaching o que e para que serve beneficios

A supervisão em coaching pode ser o passo que falta para alavancar sua carreira e alcançar o sucesso.

Já abordamos a formação em coaching e vários caminhos para evoluir na profissão, e a relação com o supervisor é mais uma etapa transformadora na sua jornada.

A palavra “supervisão” pode remeter a uma abordagem impositiva, mas no coaching isso é desconstruído: todo o processo é baseado em colaboração mútua, autoaprendizagem e práticas reflexivas.

Ou seja, o supervisor age como um facilitador do aprendizado, guiando o coach para desenvolver suas forças e corrigir suas vulnerabilidades.

O resultado é um desenvolvimento pessoal e profissional de alto nível, com base em um feedback experiente e sessões abertas ao compartilhamento.

Tudo isso é muito importante, mas existe algo fundamental para colocar em prática:
Você precisa de ter hábitos certos, que vão te colocar em ação.


Pensando nisso, criamos um material que vai te ajudar a ser mais feliz e realizado através de hábitos de sucesso.

Clique aqui para ter acesso ao material e participar de um encontro online, onde Villela da Matta vai te dar mais conhecimento sobre este tema.

Continuando...

Para entender melhor como funciona esse processo e seus benefícios, acompanhe nosso conteúdo especial:

  • O que é supervisão em coaching
  • Qual a utilidade da supervisão para coaches
  • Quais benefícios os coaches obtêm no processo
  • Quem deve procurar a supervisão em coaching
  • Quais são os objetivos principais do método
  • As três dimensões da supervisão em coaching
  • Os quatro níveis de engajamento do processo
  • Como o coaching auxilia no desenvolvimento de capacidades.

Quer saber como a supervisão transforma coaches em profissionais melhores?

Então, siga a leitura e decida se vale a pena.

O que é supervisão em coaching?

supervisao em coaching o que e

A supervisão em coaching é um processo de aprendizagem colaborativa que ajuda o coach a melhorar seu desempenho e compreender melhor as necessidades do coachee.

O foco do processo está no desenvolvimento da capacidade do coach de oferecer um apoio mais efetivo e maximizar o sucesso de seus clientes.

Na prática, a supervisão em coaching funciona como um espaço de reflexão e crescimento profissional, no qual o coach pode analisar seus erros e acertos para buscar o aprimoramento contínuo.

Com auxílio do supervisor, o profissional se torna um aprendiz de sua própria experiência, encarando seu trabalho com um olhar crítico e trazendo novas perspectivas para sua atuação.

Para conduzir a evolução do supervisando, o responsável oferece suporte emocional, feedback construtivo e apoio à autoavaliação das práticas de coaching, além de munir o coach com novas ferramentas e aprimorar sua relação com o coachee.

É importante diferenciar a supervisão em coaching da mentoria: enquanto o mentor é útil no início da carreira, para desenvolver competências primordiais, o supervisor é indicado em qualquer momento.

Isso porque a supervisão oferece oportunidades mais amplas para o desenvolvimento pessoal e profissional, e é especialmente recomendada para ajustar a metodologia às particularidades do coach.

Por exemplo, um coach que trabalha com coaching executivo pode relatar as experiências com líderes de grandes empresas e enriquecer suas abordagens para atuar nesse cenário.

De acordo com a International Coach Federation, a supervisão em coaching é recomendada para coaches ativos em tempo integral, como parte do portfólio de Desenvolvimento Profissional Continuado (Continuing Professional Development).

Para que serve a supervisão em coaching?

A supervisão em coaching serve para fomentar o crescimento profissional do coach e melhorar a experiências dos coachees.

Assim, o supervisor responsável tem a missão de detectar todas as oportunidades de crescimento na atuação do coach e corrigir suas vulnerabilidades, oferecendo um feedback sincero e certeiro.

O resultado é a melhora da autoconsciência do profissional e aprofundamento de sua metodologia.

É como se o supervisor exercesse o papel de um coach de carreira, mas com um olhar mais específico para a atividade de coaching.

Para isso, o processo abrange a qualidade do trabalho do coach, potencialização de suas competências e suporte emocional para lidar com os desafios da profissão.

Para que a supervisão em coaching funcione adequadamente, deve ocorrer com certa regularidade e facilitar a aprendizagem do supervisando.

Todos os coaches deveriam passar por um processo de supervisão em coaching, pois o potencial de desenvolvimento é imenso.

Porém, o mercado ainda sofre com a falta de supervisores qualificados e conhecimento sobre os benefícios da supervisão.

Com o avanço da profissão de coaching, é esperado que aumente o número de supervisores experientes e aptos a orientar novos coaches para a consolidação da carreira.

Desse modo, os profissionais podem criar valor com mais eficiência para seus clientes e corresponder plenamente às suas expectativas.

O coach sai ganhando e toda a categoria profissional também, pois a atividade é elevada a um novo patamar de excelência.

Quais os benefícios da supervisão em coaching?

supervisao em coaching quais beneficios

Há inúmeros benefícios da supervisão em coaching que transformam a carreira e a perspectiva do profissional.

Confira os principais resultados do processo.

Capacidade de autoavaliação

A supervisão em coaching é essencial para que o coach consiga avaliar sua prática, no que tange às competências e adequação à realidade do coachee.

Para isso, o supervisor trabalha o autoconhecimento do profissional e encoraja a autonomia para mensurar seus próprios resultados.

Sem uma perspectiva profissional da área, dificilmente o coach conseguiria reconhecer as forças e fraquezas de seu método para alcançar novos níveis.

Consciência ética

A consciência ética é um aspecto fundamental para a atuação do coach que não pode faltar na supervisão.

Por essa razão, um dos principais pontos do processo é garantir que o coach esteja seguindo os padrões éticos predefinidos da profissão.

Algumas diretrizes são o nível de interferência nas decisões do coachee, questões relativas ao orçamento do programa, confidencialidade e limites do coaching enquanto uma metodologia não prescritiva.

Conhecimento do coachee

Com a supervisão em coaching, o profissional aprende a olhar com mais profundidade para seus clientes.

É função do supervisor auxiliar o coach no aprendizado sobre a relação coach-coachee, avaliando experiências e identificando padrões de comportamento.

Considerando que o coaching se baseia em pessoas, o foco no cliente é indispensável no ofício.

Enquadramento teórico

O supervisor também tem o papel de ajudar o coach a enquadrar seu trabalho em teorias cientificamente embasadas, de acordo com suas práticas.

Por essa razão, é fundamental que o responsável pelo processo tenha formação sólida e vasta experiência em coaching, além de habilidades em orientação profissional.

Inteligência emocional

O suporte emocional do supervisor também é essencial para ajudar o coach a lidar com a intensidade de seu trabalho.

Não é fácil para os coaches manter a imparcialidade e evitar o excesso de empatia com os coachees, além de controlar as emoções para transmitir a confiança necessária no processo.

Com a supervisão, esses problemas são contornados para aprimorar a expertise em coaching.

Perspectiva de carreira

Outro benefício importante da supervisão em coaching é oferecer um norte para a carreira do supervisando.

Como sabemos, existem vários nichos de coaching e especialidades que surgem a todo momento, como consequência natural do aumento da demanda.

As pessoas estão descobrindo o poder do coaching e o aplicando às mais diversas áreas da vida, tornando a profissão altamente dinâmica e aberta à inovação.

Assim, o processo de supervisão é uma oportunidade para vislumbrar novos caminhos e encontrar especializações no mundo do coaching.

Para quem é a supervisão em coaching?

supervisao em coaching para quem e

A supervisão em coaching é para todos os coaches que desejam elevar o nível de seu trabalho e receber um feedback confiável sobre sua atuação.

Os estudantes de coaching também podem se beneficiar do processo, em grupo ou individualmente.

Em todas as etapas da carreira do coach, há pontos a serem melhorados e novas oportunidades que só um olhar mais experiente e atento é capaz de identificar.

Qualquer que seja o objetivo ou nicho de atuação do coach, a supervisão é uma experiência valiosa para agregar conhecimento e aprendizados de alto nível.

Além disso, os benefícios da supervisão não acabam no fim do programa, pois os frutos da aprendizagem contínua podem ser colhidos por toda a vida.

Qual o objetivo da supervisão de coaches?

A supervisão de coaches abrange uma série de objetivos.

Confira alguns dos principais:

  • Explorar os processos internos do coach por meio da prática reflexiva
  • Oferecer novas ferramentas e práticas úteis ao trabalho do coach
  • Revelar pontos cegos na prática de coaching
  • Reforçar a importância da transparência e confidencialidade
  • Tratar de questões éticas e comportamentais na metodologia
  • Analisar a adequação do coach aos propósitos de seus coachees
  • Promover o aprendizado contínuo do coach
  • Aprimorar a segurança psicológica e equilíbrio emocional
  • Melhorar a autoconfiança e autoestima
  • Prover um ambiente de aprendizagem de alta performance
  • Oferecer feedback de alta qualidade
  • Identificar pontos de melhoria e oportunidades no processo de coaching.

Em linhas gerais, o propósito da supervisão em coaching é conduzir um processo de autodescoberta no caminho da evolução profissional.

Que dimensões podem ser escolhidas em supervisão?

Há basicamente três dimensões que orientam o processo de supervisão em coaching, escolhidas de acordo com o foco do profissional.

São elas:

Intervenções do coach

Nessa dimensão, o foco está nas práticas de intervenção do coach durante as sessões.

Por meio do relato de casos, o supervisando é convidado a refletir sobre sua metodologia e avaliar a efetividade de suas perguntas para despertar as respostas necessárias no coachee.

Além disso, é trabalhada a percepção dos resultados alinhados à expectativa do cliente.

Relação entre coach e coachee

Na dimensão da relação coach-coachee, são abordados aspectos éticos e comportamentais dessa dinâmica.

Os coaches interessados nesse ponto devem orientar a supervisão à comunicação e formato da sessão, assim como o nível da relação desenvolvida com os coachees.

É um dos pontos mais críticos e que merece ampla atenção dos profissionais, pois a eficácia do coaching depende de uma relação de confiança e cooperação mútua no processo.

Coachee

Já na dimensão do coachee, o foco está voltado para o cliente: seus objetivos, expectativas, necessidades e sentimentos.

Durante o processo de supervisão, o coach aprende a ter uma visão mais ampla do estado atual do cliente e seu estado desejado, melhorando a assertividade ao desenvolver planos de ação personalizados.

Para isso, é preciso aprimorar a capacidade de entender o contexto e background do coachee, buscando as motivações ocultas para localizar o gatilho da mudança de comportamento.

Os níveis de engajamento da supervisão

supervisao em coaching niveis de engajamento

Segundo o livro Supervision in the helping professions (McGraw-Hill Education, 2012), dos autores Peter Hawkins e Robin Shohet, existem quatro níveis de engajamento na supervisão que se aplicam ao coaching.

Vamos acompanhar cada um deles.

Nível 1: autorreflexão

No primeiro nível de engajamento da supervisão, o coach é convidado a refletir sobre sua própria atuação.

Para isso, o supervisor deve ser capaz de promover o afastamento necessário e realizar as perguntas certas para provocar uma autoavaliação crítica e sincera.

Ao tomar consciência de sua própria prática, o coach dá o primeiro passo em direção a um aprendizado que dura por toda a vida.

Nível 2: visão

No segundo nível, o coach conecta os insights obtidos na autorreflexão e consegue traçar um caminho adiante.

É quando o supervisando adquire uma visão mais ampla e consegue enxergar um horizonte diferente, com auxílio do ponto de vista treinado do supervisor.

Nessa etapa, o coach está pronto para vislumbrar um futuro na carreira e definir objetivos mais sólidos.

Nível 3: empoderamento

Nessa etapa, o coach sai da posição de observador e começa a tomar controle de sua própria carreira.

Trata-se de um momento de transição em que o profissional percebe que tem a responsabilidade pela mudança de paradigma, e que só ele pode operar a transformação necessária em sua vida.

O supervisor empodera o coach mostrando que sua evolução será construída ali mesmo, no relacionamento consigo e com o outro.

Nível 4: cooperação

Por fim, o nível da cooperação ocorre quando a parceria entre supervisor e supervisando está consolidada.

Ambos passam a contribuir mutuamente para o avanço da metodologia de coaching e evolução da profissão como um todo.

Por essa razão, o espaço de supervisão em coaching é um poderoso ambiente de formação e fortalecimento da carreira no mundo profissional.

O Coaching e o desenvolvimento de capacidades

supervisao em coaching desenvolvimento capacidades

A essência do coaching está no desenvolvimento de capacidades humanas, em especial no campo comportamental.

As competências técnicas são importantes em qualquer área, mas somente as competências comportamentais podem operar uma transformação real na vida pessoal e profissional dos indivíduos.

Basta pensar que é relativamente simples fazer um curso e aprender a dominar uma tecnologia ou conduzir um processo.

Mas como aprender a se tornar mais resiliente diante das dificuldades no caminho?

Como desenvolver uma autoconfiança poderosa que traga à tona o melhor de si nos momentos mais críticos?

E como manter o foco nos objetivos com tantas crenças limitantes e inseguranças que nos acometem no cotidiano?

A resposta para essas perguntas está na metodologia do coaching, que trata de aspectos psicológicos e foca no desenvolvimento humano para aumentar o desempenho.

O processo de coaching começa com a definição do estado atual e estado desejado do coachee, que servirá como base para traçar objetivos e um plano de ação individual para alcançar os propósitos de vida.

O grande diferencial do coaching está no autoconhecimento, pois o coach não impõe ou ensina fórmulas de sucesso: ele apenas faz as perguntas certas para despertar o potencial oculto no coachee.

Esse processo de autoaprendizagem orientada faz com que o coachee encontre suas próprias respostas dentro de si e tome o controle de sua vida.

Com esse nível de autonomia, o desenvolvimento de capacidades se torna contínuo, e não apenas um aprendizado pontual que será esquecido em alguns meses.

É por isso que o coaching vai além de potencializar virtudes e corrigir vulnerabilidades: o processo realmente transforma pessoas e muda comportamentos de forma perene.

Conclusão

supervisao em coaching conclusao

Com a profissionalização contínua do coaching, a tendência é que a supervisão se torne mais comum e contribua com a formação de profissionais ativos no mundo todo.

Em pesquisa de 2017 da International Coach Federation, um dos resultados que mais chama atenção é sobre os obstáculos futuros que os coaches enxergam na profissão.

A maior barreira relatada no estudo (44%) é a existência de indivíduos sem formação ou treinamento que se autodenominam coaches e exercem a profissão sem qualquer capacitação para isso.

Essa constatação revela que há uma preocupação generalizada a respeito do desenvolvimento dos coaches e acreditação da profissão.

A supervisão em coaching, combinada aos programas de formação certificados, pode ser uma saída para solucionar esse problema em longo prazo.

Afinal, nada pode ser mais valioso para a carreira de um coach do que receber apoio e suporte profissional de um supervisor altamente experiente e com vasto conhecimento na área.

Mais do que um programa de mentoria ou especialização, a supervisão abre espaço para questionamentos, compartilhamento de casos e expressão emocional dos coaches.

Esses aspectos são importantes para garantir um processo realmente transformacional, e não apenas de transferência de aprendizado.

A proposta é que supervisor e supervisando evoluam juntos e ampliem sua visão sobre o que é praticar o coaching, redefinindo os caminhos para a carreira.

Nessa relação, todos saem ganhando: o coach, que melhora seu desempenho profissional; o supervisor, que aumenta ainda mais seu know-how; e o coachee, que vivencia um processo ainda mais rico e revolucionário.

Logo, investir na supervisão em coaching tem retorno garantido e está no topo das prioridades dos coaches bem-sucedidos, que se reconhecem como eternos aprendizes.

Se você está pensando em contratar um coach supervisor, já está um passo adiante na realização plena da profissão.

Gostou das dicas?

Então, deixe um comentário e compartilhe este artigo nas suas redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *