Posted in:

Testes de Personalidade: Um Guia Completo de A a Z

Você sabia que os testes de personalidade são ferramentas poderosas no recrutamento de novos colaboradores?

Os testes de personalidade são métodos utilizados para identificar características específicas em cada indivíduo.

É verdade que cada ser humano é único. No entanto, estudos em psicologia revelam alguns padrões comportamentais. A partir desses indicativos, é possível apontar perfis e características de forma rápida e eficiente.

Os testes de personalidade podem ser usados em diversos contextos. A psicologia organizacional, por exemplo, utiliza essas ferramentas para ajudar a identificar o perfil desejado entre diferentes candidatos para uma vaga.

Existe uma grande variedade de testes que podem ser aplicados com esse fim. Cada um deles foca em características diferentes da personalidade. Portanto, é comum que empresas escolham um conjunto de ferramentas para fazer a seleção.

Dessa forma, é possível definir se a pessoa está apta para ocupar certo cargo ou desenvolver as atividades propostas. Além disso, é mais fácil selecionar o perfil desejado para garantir o alinhamento com a cultura organizacional.

Por exemplo, saber delegar atividades e mediar colaboradores são funções essenciais para gerir uma equipe. Se estiver interessado, você pode ler mais sobre gestão de pessoas neste outro post.

Na vida pessoal, entender sobre nossos traços de personalidade ajuda a nos conhecer melhor e entender como aumentar nossa performance e resultados pessoais e profissionais.

Ficou interessado? Então continue a ler esse post. Aqui, vamos mostrar tudo o que você precisa saber sobre os testes de personalidade, quais são os mais conhecidos e de que maneira eles podem ajudar sua vida pessoal e profissional.

Se tiver qualquer dúvida, deixe um comentário no final da página.

Boa leitura!

O que são os testes de personalidade?

Os testes de personalidade são ferramentas usadas por profissionais de RH, líderes, coaches e outros, com o objetivo de identificar o temperamento, traços comportamentais e características emocionais de um indivíduo.

Os testes foram desenvolvidos e aperfeiçoados através de anos de pesquisa científica.

Os sistemas de aplicação podem variar entre perguntas ou sistemas gráficos. O objetivo é evidenciar aquilo que não é falado ou mostrado nitidamente pela pessoa.

Nossa personalidade é formada por conjuntos de características, que podem ser intrínsecas ou aprendidas durante a vida.

A psicologia identifica alguns padrões, que podem ser combinados de diferentes formas, tornando cada pessoa única. Esses padrões são chamados de traços de personalidade.

Para que servem os testes de personalidade

Para que servem os testes de personalidade
Estas ferramentas são aplicadas junto com outras metodologias para desvendar um indivíduo

A finalidade de aplicar testes de personalidade é saber mais sobre o comportamento e perfil de uma pessoa.

Esse tipo de ferramenta é muito valiosa para organizações, por exemplo. Portanto, é comum o uso de testes de personalidade nos processos de recrutamento de novos colaboradores.

O objetivo é delinear o padrão de comportamentos que a pessoa apresenta em cada situação. Por exemplo: antes de contratar um colaborador, é importante saber como ele age em momentos de pressão, conflito, estresse ou euforia.

Os testes de personalidade também podem ser aplicados em conjunto com outras ferramentas. Através deles, é possível diagnosticar estados mentais, habilidades e limitações.

É comum o uso dessas ferramentas durante entrevistas de emprego e dinâmicas de grupo, já que ajudam o recrutador a fazer uma análise mais completa sobre os candidatos.

Testes de personalidade funcionam?

Algumas pessoas questionam a efetividade dos testes de personalidade.

No entanto, a grande maioria dessas técnicas são desenvolvidas a partir de anos de pesquisa. Para ser legalizado no Brasil, um teste psicológico também precisa ser validado em território nacional.

Hoje, você encontra muitas opções validadas de testes de personalidade. Mas qual é o ideal para selecionar pessoas para a área de gestão de uma empresa? E o para identificar se o candidato tem perfil para trabalhar com vendas?

Note que há testes específicos para cada foco de avaliação. Não basta aplicar uma metodologia, é necessário escolher a mais adequada para avaliar o contexto de interesse.

A efetividade dos testes também depende do controle de diversos fatores no ambiente de aplicação.

Por exemplo, é preciso manter a consistência quanto ao tipo de material utilizado, tempo de aplicação e modelo de perguntas.

Além disso, é necessário que o profissional esteja qualificado para entender o que observar durante a aplicação e como não induzir o candidato à respostas.

A alteração de qualquer um dos parâmetros pode levar a resultados errôneos e conclusões equivocadas.

Então, podemos dizer que os testes de personalidade funcionam desde que aplicados por um profissional capacitado, capaz de respeitar o padrão definido.

Quais são os principais testes de personalidade

principais testes de personalidade
Conheça as técnicas mais aplicadas durante processos seletivos

A psicologia é uma ciência relativamente nova, e portanto, ainda muito dinâmica. Cada vez mais, os estudiosos trazem inovações e novas descobertas sobre o comportamento humano. E ainda há muito a ser estudado e revelado.

Existem testes de personalidade com os mais diversos objetivos. Eles  podem ser classificados de acordo com as suas finalidades. A seguir, você confere quais são os mais utilizados em cada setor.

Os seguintes testes são muito usados na seleção de pessoas:

  • Teste de Atenção Concentrada: ele é aplicado com o objetivo de avaliar o foco e capacidade de concentração que a pessoa possui ao realizar uma atividade, diante de vários cenários.
  • QUATI: esse teste procura identificar padrões de comportamento referentes ao trabalho em grupo. A partir das escolhas de cada indivíduo, é possível identificar em que tipos de equipe ele pode se relacionar melhor.
  • Teste Palográfico: ele é o famoso teste dos traços verticais e paralelos, aplicado durante o processo de habilitação para dirigir.  Ele possibilita medir a capacidade de concentração, foco e velocidade de resposta da pessoa frente a mudanças repentinas.
  • Inventário Fatorial de Personalidade (IFP): essa ferramenta é utilizada para avaliar a maneira de como um indivíduo se comporta em treze contextos diferentes: assistência, dominância, ordem, deferência, interação, desempenho, exibição, afago, mudança, persistência, agressão, autonomia e afiliação.
  • Teste não verbal de inteligência: a sua finalidade é avaliar um dos tipos de inteligência no candidato, a lógico-matemática. Ele é realizado através de atividades gráficas ou numéricas.
  • Teste de Raciocínio Lógico: esse teste é realizado para avaliar a capacidade de raciocínio lógico e resolução de problemas  dos candidatos.
  • Z-Teste: ele é utilizado para avaliar traços funcionais e dinâmicos da personalidade, com base no famoso teste de Rorschach.
  • Inventário de Administração de Tempo: esse teste é aplicado para analisar como as pessoas utilizam o seu tempo no trabalho. Ele pode detectar padrões como hábitos de procrastinação e foco em metas.

Os testes a seguir também podem ser usados na seleção. No entanto, o processo de aplicação deles é muito mais demorado, complexo e, consequentemente, caro. Por isso, é mais comum vê-los em um contextos clínico ou jurídico.

  • Minnesota Multiphasic Personality Inventory (MMPI): ele é um teste que identifica os traços de personalidade através de um questionário extenso, composto de 550 questões.
  • Árvore, pessoa e casa (HTP): trata-se de um teste projetivo baseado no desenho das três temáticas diferentes. A maneira de desenhar pode revelar características da personalidade, e é apenas um dos fatores avaliados durante esse teste.
  • Teste de Apercepção Temática (TAT): esse teste projetivo possui várias pranchas gráficas. A partir delas, a pessoa deve formular uma história.
  • Rorschach: esse famoso teste possibilita a identificação de traços  da personalidade e estado emocional atual. A avaliação é feita a partir das respostas dadas para explicar dez manchas de tinta diferentes.

Testes de personalidade x testes psicológicos

A maioria das pessoas costuma pensar que os testes de personalidade são a mesma coisa que testes psicológicos. No entanto, existem diferenças. Em suma, o de personalidade é uma categoria existente dentro dos testes psicológicos.

Os dois são elaborados pela mesma área do conhecimento: a psicologia. Porém, há diferenças na abrangência e foco.

Os testes psicológicos, de maneira geral, são ferramentas utilizadas pela psicologia para medir o funcionamento cognitivo e emocional de um indivíduo.

Existem muitos tipos de testes psicológicos. Confira alguns deles:

  • Testes de QI ou aptidão: eles são testes para avaliar as diferentes inteligências e o nível de utilização das capacidades cognitivas de uma pessoa.
  • Testes comportamentais: consistem na avaliação emocional de um sujeito diante de objetos, acontecimentos ou outros indivíduos. Eles são capazes de apontar padrões de comportamentos e atitudes.
  • Testes de personalidade: eles são meios de medir o temperamento de uma pessoa frente a diversas situações. Por exemplo: estresse ou relaxamento.
  • Testes neuropsicológicos: esses testes são usados para identificar lesões cerebrais, tanto congênitas quanto as causadas por doenças ou acidentes. Eles detectam problemas físicos que afetam a neurocognição.

O Eneagrama de Personalidade

Eneagrama de Personalidade
Saiba como essa metodologia pode ajudar na sua vida pessoal

O eneagrama foi desenvolvido no século XX, por um filósofo armênio chamado Gurdjieff. Desde então, sofreu diversas adaptações até chegar a versão atual, elaborada pelo médico psiquiatra Claudio Naranjo, na década de 70.

Esse teste se baseia na figura do eneagrama, uma figura geométrica de nove pontas. A forma é representada a partir de um círculo, um triângulo e uma hexade. Cada uma das pontas corresponde a um perfil de personalidade.

Veja na figura abaixo:

eneagrama de personalidade grafico
Figura do eneagrama e as 9 personalidades

O objetivo do eneagrama é identificar os perfis de personalidade. De acordo com essa teoria, são nove tipos diferentes. Tratam-se de padrões gerados a partir de motivações e crenças que carregamos ao longo da vida.

O esquema do eneagrama pode mostrar também as suas potencialidades. Isso é, os seus pontos fortes e fracos. Assim, é possível conhecer suas melhores habilidades e identificar aquilo que precisa ser desenvolvido.

Outra característica do eneagrama é a avaliação dos três instintos. Ele identifica qual deles é dominante ou reprimido na sua personalidade. Essa avaliação é essencial para desfazer hábitos improdutivos ou comportamentos automáticos.

Trata-se de uma ferramenta com base em estudos empíricos, mas que mesmo assim pode ser usada em diferentes situações.

Tipos de Personalidade de acordo com o eneagrama

Já que falamos sobre o eneagrama e o meio profissional, vamos explorar melhor os nove tipos de personalidade existentes.

Lembre-se de que as classificações dos testes de personalidade variam conforme a teoria utilizada. Essas determinações valem, apenas, para esse método.

  • Perfeccionista: essa pessoa têm alto grau de exigência, senso crítico e dá prioridade ao alinhamento dos detalhes naquilo que faz. O indivíduo perfeccionista, no entanto, pode demorar mais para realizar tarefas e se frustrar com facilidade se não puder investir o tempo e atenção que julga necessários para cada uma delas.
  • Prestativo: esse tipo de personalidade normalmente está atrelado a pessoas queridas pela maioria. O prestativo não mede esforços para ajudar os outros e ser reconhecido por isso. Quando não consegue atingir o seu objetivo, no entanto, pode mostrar-se abrasivo ou até mesmo agressivo, dependendo da intensidade da situação e outros traços de personalidade.
  • Bem-sucedido: essas são pessoas que estão sempre em busca do sucesso e reconhecimento. Elas costumam ter ótima visão estratégica e facilidade para planejar. Em contrapartida, costumam apresentar dificuldades nos relacionamentos interpessoais  e certa obsessão em relação aos resultados.
  • Romântico: esse indivíduo tende a enxergar o mundo sob a ótica sentimental. É capaz de um grau impressionante de empatia. No entanto, também pode apresentar instabilidade emocional.
  • Observador: são pessoas curiosas, racionais e com facilidade para elaborar planos e estratégias. O lado negativo vem com a  dificuldade de lidar com as emoções, tando dois outros como suas próprias. Isso pode levar ao isolamento e repressão social.
  • Questionador: trata-se de um indivíduo centrado na ação e emoção. Os questionadores costumam a possuir um apurado senso crítico e lógico. No entanto, podem ter dificuldades para confiar nas pessoas. Ao resolver problemas, normalmente optam pelo improviso e apresentam resistência a planejamentos detalhados.
  • Sonhador: são pessoas visionárias, que sempre têm várias ideias e sonhos. Em contrapartida, tendem a priorizar o prazer e a deixar de lado as obrigações.
  • Confrontador: esse é um indivíduo com tem alta capacidade de liderança e adaptabilidade às mudanças. Porém, pode mostrar-se agressivo ou abrasivo, dependendo da situação. Gosta de estar no controle e de ser ouvido.
  • Preservacionista: são pessoas que prezam pelo bem comum, agindo como mediadores nos seus círculos sociais. No entanto, pode ter dificuldades em priorizar o próprio bem estar, demorando mais para se destacar entre os demais.

Assessments de personalidade em entrevistas de emprego

Assessments de personalidade em entrevistas de emprego
Veja como essas ferramentas são aplicadas no recrutamento de pessoas

Os assessments são ferramentas para avaliar a personalidade de uma pessoa em uma entrevista de emprego. Eles são muito utilizados por profissionais de RH, psicologia e outros ligados à gestão de pessoas.

Muitos desses profissionais também são coaches. Essa formação aumenta o repertório de técnicas para avaliação, identificação de talentos e contratação de candidatos.

Essas ferramentas são muito populares. Para você ter ideia, das 100 maiores empresas do mundo, 89 utilizam essas ferramentas durante as seleções.

Isso porque os assessments ajudam a equipe de recrutamento a ter uma visão mais ampla do candidato. É possível ver além do que é falado, descrito no currículo ou demonstrado em uma situação de avaliação, como a entrevista.

A escolha dos testes de personalidade que são utilizados variam conforme a função que será ocupada.

Assessment Alpha

Trata-se de uma ferramenta que ajuda no processo de desenvolvimento de liderança. Ela identifica os riscos e vantagens de um determinado estilo de liderança.

O Assessment Alpha conta com mais de duzentas perguntas, concebidas para explorar dez fatores: pontos fortes e riscos globais do alfa, e os pontos fortes e os riscos para cada um dos quatro tipos: Comandante, Visionário, Estrategista e Executor.

A SBC é a única autorizada a comercializar o Assessment Alpha no Brasil, e também a única instituição habilitada para aplicar seus conteúdos em treinamento. Esses conteúdos são abordados no Executive Coaching.

VIA: para identificação de forças e talentos

Esta é outra assessment, que pode ser utilizada em recrutamento de novos colaboradores.

O VIA é uma ferramenta de identificação de forças e talentos. Ela também é científica, e é mais ágil para ser aplicada.

A essência do VIA foi desenvolvida pelo Dr. Seligman. Sua teoria diz que existem 24 VIA características que são o caminho para cada uma das 5 áreas do bem-estar (PERMA):

Mais emoção positiva;

Mais engajamento;

Melhores relacionamentos;

Mais propósito (meaning);

Mais conquistas (accomplishments).

DISC: para análise do estilo profissional

Essa avaliação leva o nome ‘DISC’ por afirmar que existem quatro traços básicos de comportamento nas pessoas: Dominância (D), Influência (I), Estabilidade (S) e Complacência (C).

Somos uma mistura de comportamentos. Ninguém é 100% dominante ou apenas influente. Assim, temos um ou dois comportamentos predominantes.

Entenda cada característica:

  • Dominância: como você lida com problemas e desafios;
  • Influência: como você lida com pessoas e as influencia;
  • Estabilidade: como você lida com mudanças;
  • Complacência: como você lida com regras estabelecidas por outros.

Dicas para entrevista de emprego

Não esqueça de levar em consideração o tamanho do processo seletivo, tempo que deverá ser dedicado à aplicação dos testes e investimento necessário.

Os resultados conseguem mostrar aspectos como:

  • Capacidade de liderança;
  • Agressividade, passividade e assertividade;
  • Capacidade de concentração;
  • Reação à pressão e ao estresse;
  • Habilidades interpessoais e de relacionamentos;
  • Resiliência;
  • Organização para realizar as atividades;
  • Desempenho cognitivo.

Note que é possível descobrir diversas características do candidato que passariam despercebidas durante uma conversa com os avaliadores.

Normalmente, um processo seletivo é composto de diferentes etapas, onde são usadas técnicas variadas.

Com todas as informações coletadas, os profissionais da equipe de seleção traçam o perfil de cada indivíduo e os comparam com os pré-requisitos e as atividades do cargo.

Aqueles que têm personalidade mais próxima do desejado, passam para as próximas etapas. O processo continua até que a decisão final seja tomada.

Teste de Autoconhecimento

Os testes de personalidade realmente são muito usados durante os processos seletivos.

No entanto, essa não é sua única função. Na área de saúde mental, esses testes podem ser usados para auxiliar no diagnóstico e para ajudar o paciente no processo de autoconhecimento.

Afinal, entender melhor sobre si mesmo, suas potencialidades e pontos fracos é uma excelente oportunidade de atingir o crescimento pessoal.

Além disso, o profissional de coaching tem à sua disponibilidade inúmeras outras ferramentas que ajudam a conhecer mais sobre sua personalidade e padrões de comportamento.

A consciência de si e o autoconhecimento são os pilares que sustentam o processo de coaching. É a partir dessa percepção mais ampla da sua personalidade, comportamentos e metas que a mudança se faz possível.

Dessa forma, você entenderá melhor como se desenvolver, quais são os pontos que mais precisam ser trabalhados e quais comportamentos e crenças precisam ser corrigidos.

Além disso, aprenderá a reconhecer e elevar suas características positivas, contribuindo para a autoestima.

O autoconhecimento reflete em todas as áreas da vida. Este conceito pode ser interpretado como ter controle sobre você mesmo.

Isto é algo libertador e que gera muitos benefícios, tanto para você quanto para aqueles que fazem parte da sua convivência.

Por fim, o autoconhecimento nos ajuda a desenvolver a auto aceitação e uma visão mais positiva da vida. Desta forma, você poderá atingir os seus objetivos, viver com mais qualidade e priorizar o que realmente faz a diferença.

Conclusão

Conclusão - testes de personalidade
Conhecer a si mesmo é o primeiro passo para a mudança

Os assesstments de personalidade são ferramentas desenvolvidas por profissionais e estudiosos da área do comportamento humano.

Eles visam identificar as características de um indivíduo, seus padrões de comportamento e reações perante a diferentes emoções.

Hoje, você encontra uma infinidade de avaliações de personalidade. Porém, nem todos são baseados em métodos científicos.

Testes encontrados na internet, que podem ser feitos em casa, por exemplo, não são confiáveis mesmo que copiem as questões de testes validados cientificamente.

Isso porque as perguntas não são o único fator que influencia o resultado. O ambiente, forma de aplicação e observação de comportamentos são apenas alguns exemplos de fatores que podem impactar a avaliação.

Quer saber mais sobre o meio profissional? Leia também esses outros artigos:

Por conta da confiabilidade, os testes de personalidade são muito utilizados para entrevistas de emprego, tratamentos psicológicos e no processo de coaching.

Eles também ajudam muito no processo de autoconhecimento. Dessa forma, você pode identificar as suas potencialidades e características dominantes.

Munido desse conhecimento, é possível entender melhor quais são as ações necessárias para o seu desenvolvimento pessoal.

Através do coaching, você passará por um aprendizado transformador. Você saberá mais sobre a personalidade humana, como atingir os seus objetivos, ter uma visão mais positiva sobre a vida e desfazer as crenças limitantes.

Se você quer ter estes e outros benefícios, venha fazer parte desta experiência de impacto e transforme a sua vida agora mesmo!

Obrigado por ler até aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *