As diferenças entre empolgação e motivação

605
empolgação e motivação no trabalho
Confundir empolgação com motivação é algo cada vez mais comum

Confundir empolgação com motivação

É algo cada vez mais comum, principalmente diante do acesso cada vez mais facilitado às mais variadas informações. Nas mídias sociais, sites, na rua ou na televisão ideias e estímulos atingem muitas pessoas diariamente e indicam a novas tarefas e desejos, que talvez não seja o verdadeiro sonho de cada um desses indivíduos. É a vontade intrínseca  ou extrínseca voltada para  alcançar um objetivo que diferencia a pessoa empolgada da realmente motivada.

A motivação pessoal está relacionada, segundo estudos psiquiátricos, a uma mudança sólida de comportamento. Um estado que é baseado na determinação de um objetivo e da manutenção de foco para alcançá-lo ao longo dos dias. A empolgação, por outro lado, é reconhecida no estágio inicial desse processo e aparece como um ímpeto em direção aos resultados finais. É aquela felicidade do primeiro dia de trabalho, academia, de escola ou de qualquer novidade representativa. Encontrar formas de manter essa empolgação deve fazer parte do dia a dia de quem busca por mudanças efetivas na realidade pessoal e profissional.

É preciso encontrar motivos claros para persistir no objetivo e lidar com as dificuldades cotidianas que aparecem, ou seja, os benefícios que a atividade traz e os prejuízos de não persistir na realização dessa tarefa. Sem isso, a empolgação do primeiro dia de academia sucumbe diante de um dia de chuva, o emprego novo à primeira discussão com o colega de trabalho, a escola à primeira nota baixa.

O idealismo, característico do estágio empolgado, ignora as consequências de uma nova ação. E, por esse motivo, deve ser combinado com a determinação de metas claras e mensuráveis. Mudar é sinônimo de tempo, determinação e esforço. Pequenos e firmes passos são essenciais e precisam ser contabilizados para garantir a sensação de êxito, de objetivo alcançado.

trabalho e motivação
É preciso encontrar motivos claros para persistir no objetivo e lidar com as dificuldades cotidianas que aparecem

Quem você é? Aonde quer chegar? Em quanto tempo? Como? São perguntas simples, mas essenciais para encontrar as verdadeiras razões para prosseguir rumo a conquista de seus objetivos. De acordo com artigos sobre liderança e motivação, encontrando algumas das respostas para essas questões você consegue listar as metas a serem perseguidas.

Nesse caminho, é importante compartilhar os desejos com pessoas de confiança. Amigos, parentes e até os chefes podem ser grandes aliados. Conversar, trocar experiências e conselhos facilitam a busca por estímulos particulares em direção ao novo. As informações devem ser absorvidas e adequadas à realidade individual: características emocionais, conhecimento técnico e métodos.

O equilíbrio na busca por um objetivo está no autoconhecimento. A compreensão de que não existem fórmulas prontas e definitivas para a resolução de conflitos devem ser encaradas como estímulo para a contínua capacitação. Erros e acertos devem ser igualmente encarados como oportunidades para efetivar a real mudança de comportamento.
Gostou do artigo? Curta e compartilhe com seus amigos nas redes sociais!

 

Comentários
Compartilhar
AnteriorDicas para organizar a carreira
PróximoA utilização das mídias sociais na gestão de pessoas
Villela da Matta é fundador e presidente da Sociedade Brasileira de Coaching e presidente da SBCOACHING Corporate. Um dos maiores especialistas em business coaching do país, Villela da Matta atuou em organizações como Mercedez-Benz , Deutshe Telekom e participou da formação de mais de 20 mil coaches em mais de uma década de trabalho dedicado ao desenvolvimento do potencial humano, tornando-se conhecido pelo estilo único de transformação de alto impacto. É o primeiro master coach do Brasil, publicando os títulos “Estratégias Avançadas de Vendas” e “Engajamento Total” em parceria com Flora Victoria e Brian Tracy.