Branding pessoal: o que é, importância e como gerir sua marca

branding pessoal o que e importancia como gerir sua marca

O branding pessoal ainda não é uma área que você domina?

Tudo bem: pelo menos, você já reconhece a importância de gerir sua marca pessoal.

Agora, é preciso ir um pouquinho além.

Para isso, responda rápido: qual é a imagem que os outros têm de você?

Seus clientes? Seus fornecedores? Seu chefe? Seus colaboradores? 

Além de lapidar sua imagem, o branding pessoal ajuda a evidenciar o seu talento e aquilo que o diferencia dos outros, assim como transmite os seus valores e propósito.

E esses fatores são primordiais para que você se conecte com outras pessoas, engaje uma audiência e se torne referência no seu campo de atuação.

Mas nem sempre é fácil elaborar um branding pessoal eficiente.

Por isso, nas próximas linhas, você vai descobrir mais sobre o tema a partir destes tópicos:

  • O que é branding pessoal
  • Dicas para começar
  • Como fazer branding pessoal
  • Como atuar nas redes sociais
  • Principais ferramentas
  • Erros comuns de estratégia.

Ficou interessado?

Continue lendo este texto para ter uma visão mais ampla sobre o assunto. Boa leitura.

O que é branding pessoal?

branding pessoal o que e

Branding pessoal consiste em fazer a gestão da marca pessoal.

É uma forma de se posicionar perante o seu público para que ele compreenda quem é você, qual é a sua missão e o que você faz.

O objetivo é construir uma imagem pessoal que se destaque no mercado e criar uma percepção boa sobre a sua identidade e talento

Em um artigo para a revista Forbes, a coach de negócios Caroline Castrillon resume: a marca é como você se apresenta ao mundo.

“Uma marca pessoal é a combinação única de habilidades e experiências que fazem de você quem você é”, afirma.

E fazer branding pessoal é, de modo geral, potencializar a sua marca. 

No livro Personal branding: build your brand in 2019 (PublishDrive, 2019), Ray Welch reforça que todo mundo tem uma marca pessoal.

Por isso, mesmo que você não perceba, já está compartilhando a sua com as pessoas com as quais tem contato.

“A maneira com que você escolhe se retratar é a sua marca pessoal”, destaca o autor.

Qual a importância de criar a sua marca pessoal?

No mesmo artigo, Castrillon destaca que a criação de uma marca pessoal é importante tanto para empreendedores quanto para funcionários.

“A marca pessoal eficaz irá diferenciá-lo da concorrência e permitir que você crie confiança com clientes e empregadores em potencial”, diz a autora.

Para Peter Gasca, fundador da GascaCo, em um artigo para a revista Entrepreneur, o branding pessoal é um exercício que estabelece confiança, credibilidade e coragem.

Também ajuda na definição de prioridades e no foco nos aspectos da sua vida que você mais aprecia.

De acordo com ele, esse tipo de gestão pessoal é importante porque:

  • Permite compreender suas forças e fraquezas
  • Gera interações mais significativas com os outros
  • Cria a sua tribo de pessoas com os mesmos valores
  • Demonstra seu valor por meio de ações
  • Solidifica o seu nicho.

“No fim das contas, uma marca pessoal é uma jornada interminável de autodescoberta e, quanto mais cedo você assumir controle dela, mais cedo poderá alcançar os objetivos mais importantes da sua vida”, pontua o autor.

Quais os benefícios do branding pessoal?

branding pessoal quais beneficios

Em um artigo para a Forbes, a estrategista de marca Pia Silva diz que um dos principais benefícios do branding pessoal é que se trata de uma forma de aumentar o valor do seu bem mais valioso e de se manter flexível.

“Construir uma marca pessoal lhe dá licença para gastar tempo e dinheiro em desenvolver o seu melhor eu”, afirma.

Além disso, o branding pessoal gera autoridade na sua área, o que ajuda a preparar o terreno para oportunidades futuras, segundo a autora.

Por isso, tenha em mente que a vantagem de investir no branding pessoal é destacar o seu valor no mercado e se conectar com diversas oportunidades.

E esse é um benefício do qual você não deve abrir mão, já que é o caminho para permanecer relevante no mercado e se destacar por aquilo que oferece.

“Quanto melhor a sua marca pessoal, menos substituível você é”, alerta Silva.

Qual é a diferença entre branding pessoal e marketing pessoal?

Embora esses dois termos sejam frequentemente vistos como sinônimos, há uma diferença entre eles.

Em poucas palavras, branding pessoal é a forma como você apresenta os seus valores e imagem para o mundo.

Já o marketing pessoal é o conjunto de ferramentas que você utiliza para se promover.

No livro E se você fosse uma marca? (Alta Books, 2015), Aldo Wandersman diz que o branding condensa as expectativas emocionais e as promessas entre o produto e a audiência.

Por isso, lida com a missão, com sua razão de existir e com o que é essencial em você.

“É a construção estratégica de uma entidade que cause na sua audiência a percepção mais correta e apropriada para os seus objetivos de negócio e de vida”, afirma o autor.

O marketing, por sua vez, pretende levar potenciais clientes a se tornarem consumidores, atuando no nível da aparência.

Como o Coaching pode contribuir para o branding pessoal?

branding pessoal como coaching pode contribuir

O coaching pode ser o apoio que estava faltando para o seu branding pessoal.

Esse processo permite que você se questione a respeito de fatores importantes para a construção de imagem.

Definir propósito, missão, valores, objetivos e motivações é um dos benefícios da metodologia.

Você também terá a oportunidade de identificar pontos fortes e fracos da sua personalidade, para corrigir as vulnerabilidades e evidenciar as potencialidades.

Esse entendimento é fundamental para que você tenha em mente qual imagem deseja passar para os outros.

E o coaching ainda permite a criação de um plano estratégico com ações que vão levar você até o ponto desejado. 

Dicas para começar a estabelecer sua marca

Que tal iniciar o processo de estabelecer a sua marca?

Confira três dicas essenciais:

Defina seus objetivos

O passo inicial é definir os objetivos que você quer atingir.

Vale refletir sobre os valores que deseja transmitir e as reações que deseja evocar no imaginário das pessoas.

O seu branding pessoal deve estar alinhado a esses objetivos.

Se não estiver, é hora de criar estratégias para um posicionamento mais condizente com suas expectativas.

Crie um bom storytelling

Um bom storytelling é aquele contado de maneira fiel à sua realidade.

Lembre-se de que, para criar conexões com as pessoas, você precisa transmitir uma imagem genuína e gerar valor para os outros. 

Marque presença nas redes sociais

Estar nas redes sociais é praticamente uma obrigação, já que o seu público também está inserido nelas.

Esses ambientes virtuais são excelentes para criar engajamento e uma relação de proximidade com as pessoas e apresentar a sua imagem. 

Personal branding não é autopromoção

branding pessoal personal nao auto promocao

Personal branding é bem diferente de autopromoção.

Não se trata de exacerbar as qualidades e se colocar em um pedestal, em busca de causar uma boa impressão.

Na verdade, o branding pessoal, como você já viu, diz respeito a construir uma imagem de forma genuína, transmitindo os seus valores e qualidades que o tornam único. 

A autopromoção está mais ligada à forma como você se enxerga e tenta se destacar perante os outros.

Já o branding pessoal é a forma como os outros enxergam você em decorrência da imagem que você passa.

Percebe a diferença?

A principal ideia a ter em mente é que a autopromoção quer dizer que você está falando sobre as suas qualidades.

E o branding pessoal faz com que as pessoas falem a respeito delas.

Como posso fazer um branding pessoal eficiente? Como crescer a marca?

branding pessoal como posso fazer eficiente como crescer marca

Nas próximas linhas, você vai conferir seis ações importantes para fazer um branding pessoal eficiente:

Encontre seu nicho

A primeira etapa é encontrar o nicho no qual você deseja estabelecer a sua marca pessoal para se diferenciar.

É ideal que esse nicho tenha potencial para alavancar o seu crescimento.

Adicione personalidade

O mercado pode até parecer saturado em alguns nichos, mas se você adicionar personalidade à marca pessoal, vai conseguir engajar a audiência.

Reflita sobre o que diferencia você dos demais e as qualidades que tem para agregar aos outros.

A sua personalidade está implícita no valor que você oferece às pessoas.

Crie a identidade do seu branding pessoal

Para estabelecer a sua marca, criar uma identidade visual também é crucial.

Ela deve estar presente no site a partir um logotipo interessante, fotografias de qualidade e design funcional.

Depois, a identidade pode ser transposta para redes sociais e cartões de visita, por exemplo.

Crie e refaça o design do seu site pessoal

Sempre é bom aprimorar o design do seu site pessoal, porque ele geralmente é o primeiro ponto de contato entre você e o público.

Crie conteúdo de qualidade regularmente e invista em um design visualmente interessante para permanecer no imaginário das pessoas.

Crie uma estratégia social e de conteúdo

branding pessoal crie estrategia social conteudo

Conteúdo relevante e estratégia nas redes sociais são fatores fundamentais para estabelecer uma conexão com o público.

Não subestime o poder das mídias sociais e crie uma estratégia para cada rede na qual você vai marcar presença.

Procure mentores

Mentores são pessoas que podem ajudar você a elevar a sua performance, crescer e colocar ações inteligentes em prática.

O apoio de um profissional experiente na sua área sempre é bem-vindo.

Como o monitoramento de dados ajuda a desenvolver o branding pessoal?

Para fazer o branding pessoal, você já viu que precisa estar nas mídias sociais e ter um site, certo?

Essa necessidade implica diretamente no monitoramento de dados obtidos a partir das interações com o público e resultados gerados pelos posts que você publica.

São os dados que geram embasamento para identificar a sua performance com o branding pessoal a partir do engajamento que você obtém e da imagem que as pessoas têm a seu respeito.

Saber o que os outros estão falando de você e o valor que os seus conteúdos entregam é uma forma de validar a estratégia de branding pessoal.

Se os resultados do monitoramento forem satisfatórios, significa que você está indo na direção certa.

Quais as principais ferramentas utilizadas para branding pessoal?

branding pessoal quais principais ferramentas utilizadas

Algumas ferramentas podem auxiliar na realização do branding pessoal. 

Que tal conhecer as principais?

Google Alerts

O Google Alerts é uma ferramenta gratuita que permite receber notificações por e-mail sempre que o seu nome for citado na internet.

Scup

O Scup possibilita monitorar o que falam da sua marca nas redes sociais.

O destaque é que você pode classificar cada comentário como negativo, neutro ou positivo para mapear a percepção do público. 

Buzzsumo

No Buzzsumo, você pode monitorar as menções nas mídias sociais, encontrar assuntos populares no momento e influenciadores relevantes para ajudar na elaboração do seu conteúdo. 

Google Analytics

Uma das ferramentas de marketing mais completas, o Google Analytics é útil para buscar palavras-chave, acompanhar métricas de tráfego no site, monitorar a atuação online e avaliar a performance de anúncios pagos.

Como fazer branding pessoal nas redes sociais?

Um branding pessoal eficiente requer estratégia nas redes sociais

Nos próximos tópicos, você vai saber como tirar o melhor de cada uma.

Facebook

O Facebook é praticamente obrigatório para qualquer marca, inclusive a sua pessoal. 

Crie uma página profissional, utilizando a identidade visual da marca e aposte em conteúdos relevantes e em diferentes formatos.

A dica é fazer campanhas de anúncios, que geralmente têm um bom alcance.

Não se esqueça de interagir com o público.

Youtube

Nessa plataforma, mais uma vez, a dica é criar conteúdo relevante para despertar a atenção do público.

A boa notícia é que os vídeos são uma das principais formas de consumo de conteúdo na internet, o que torna o YouTube um espaço importante para o branding pessoal. 

Instagram

No Instagram, você tem a oportunidade de interagir de forma mais próxima com o público, principalmente com a funcionalidade dos stories.

Mostre que você é uma pessoa real, ofereça detalhes de bastidores e interaja constantemente com os seguidores.

Google

O Google é uma parte importante da atuação digital.

É nele que você deve realizar anúncios pagos por meio do Google Ads e investir em conteúdo otimizado para SEO, para que sua página seja encontrada pelos usuários no buscador.

Cases de sucesso

branding pessoal cases de sucesso

Quer se inspirar em pessoas que fizeram branding pessoal com sucesso? 

Dê uma olhada nestas três figuras:

Neil Patel

Conhecido como o guru do marketing digital, Neil Patel construiu seu branding por meio do conteúdo relevante e otimizado para SEO em seu blog.

O especialista também adota uma série de estratégias sociais, como guest posts (artigos em outros sites) e monitoramento de engajamento. 

Nathalia Arcuri

Fundadora da plataforma de educação financeira Me Poupe!, a coach e influenciadora Nathalia Arcuri se tornou uma referência na área a partir da construção de credibilidade e autoridade na rede.

Anitta

Engajamento com o público, clareza na comunicação e estratégia coordenada nas mídias sociais são algumas palavras-chave no branding pessoal de Anitta.

A cantora criou a sua própria marca de forma tão eficaz, que já alcançou o mercado internacional. 

Cursos de branding

Em busca de aprofundamento no assunto?

Confira três cursos de branding que podem ajudar.

Brandster

No Brandster, os conteúdos abordam estruturação, posicionamento de marca e gestão de pontos de contato, além de planejamento de linguagem e identidade da marca.

Senac

O curso do Senac busca especializar os profissionais na criação de marcas e estratégias de comunicação e implementação de branding.

ESPM

O curso da ESPM apresenta as teorias e principais conceitos de branding, permitindo que os alunos desenvolvam uma visão de negócios para a gestão de marcas.

Quais são os erros mais comuns que as pessoas cometem quando se trata de marketing pessoal?

branding pessoal quais sao erros mais comuns pessoas cometem marketing

Em um artigo para a revista Entrepreneur, o estrategista de marca Ryan Erskine afirma que um erro é fingir ser quem você não é. 

A dica é pensar no branding pessoal como um encontro romântico. 

Se você mostra o seu lado positivo online, gera mais chances de receber atenção de outras pessoas, certo?

Mas se levar isso a níveis altos, corre o risco de o “tiro sair pela culatra”.

“Autenticidade é a chave, tanto para relacionamentos quanto para marcas pessoais”, destaca Erskine. 

Outro erro, de acordo com o autor, é não gerar o seu próprio conteúdo.

O ideal é criar a sua própria voz, expressar opiniões e publicar conteúdo relevante para a sua audiência.

“Se você exclusivamente compartilhe conteúdos publicados por outras pessoas, então você é um DJ de conteúdo”, brinca o autor.

Invista no Coaching e atinja objetivos

Depois de desbravar o universo do branding pessoal, aproveite para refletir sobre os seus objetivos pessoais e profissionais.

Será que eles estão alinhados com a imagem que você constrói no mundo para si mesmo?

Pode ser que você ainda nem saiba exatamente quais são os seus objetivos.

Nesse sentido, o coaching atua como uma metodologia que dá apoio na busca pelo autoconhecimento, de maneira que você conheça os seus objetivos e propósitos.

Assim, fica mais fácil saber como você vai atingir as metas, uma vez que o coach auxilia na elaboração de um plano de ações.

Durante esse processo, você também aumentará a performance e construirá uma visão sólida do estado que deseja atingir.

E o coaching ajudará na conquista desses objetivos.

Conclusão

branding pessoal conclusao

Como você pode ver, o branding pessoal é aquilo que traduz quem você é para os outros.

É uma forma de transmitir uma imagem positiva, de se diferenciar dos demais e de deixar claro o seu propósito.

Agora que você chegou ao final do post, que tal implementar as dicas acima e construir um branding pessoal eficiente?

Como vimos, colocar essas medidas em prática é fundamental para reforçar a sua identidade e destacar o seu talento e a imagem que as pessoas têm a seu respeito.

Se você ainda tem dúvidas de como fazer o seu branding pessoal, vale fazer um processo de coaching para elevar o autoconhecimento, definir objetivos e traçar um planejamento estratégico.

Gostou das dicas do artigo?

Compartilhe com seus amigos nas redes sociais e deixe suas dúvidas nos comentários abaixo.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também :)

O que é autoeficácia e como ela pode ajudar você

Entenda o que é sincericídio e como ele pode afetar sua vida

Cursos de extensão EAD: Saiba as vantagens de aderir ao sistema

Descubra a importância de desenvolver a autoaceitação

MBA Coaching: Saiba tudo sobre esse tipo de graduação

Aprenda cinco dicas práticas de como desenvolver o autocontrole

Materiais Educativos

Como se tornar um Coach de sucesso

Escrito por Villela da Matta, presidente da SBCOACHING, este e-book traz 29 perguntas para alavancar o marketing, as vendas e as estratégias do seu negócio para seu sucesso…

Segredos da Paternidade Positiva

O envolvimento do pai contribui de forma significativa para o crescimento intelectual e mental da criança e a estimula na educação, desenvolvimento de habilidades, interesse etc…

Brian Tracy

Brian Tracy é uma das maiores autoridades em coaching e negócios do mundo: em mais de 30 anos de atuação, passaram por suas palestras e seminários mais de 5 milhões de pessoas. Já atuou como coach e consultor em mais de mil empresas. Autor de dezenas de best-sellers, foi homenageado em 2011 com o Lifetime Achievement Award, concedido pela National Academy of Best Selling Authors. É fundador e CEO da Brian Tracy International, tem uma carreira de sucesso, principalmente nos setores de vendas e marketing, investimentos, desenvolvimento imobiliário, importação, distribuição e consultoria de gestão.

Flora Victória

Flora Victoria é fundadora da Sociedade Brasileira de Coaching, presidente da SBCOACHING Training e Mestre em Psicologia Positiva Aplicada pela University of Pennsylvania. Diretora educacional das empresas do SBCOACHING Group e founding fellow do Institute of Coaching (IOC) – órgão afiliado à Harvard Medical School dedicado ao avanço do coaching, Flora é considerada a maior especialista em psicologia positiva aplicada ao coaching do país. Seu trabalho precursor resultou na criação do primeiro treinamento de positive coaching do Brasil. Pioneira na condução de projetos de pesquisa e comprovação científica do coaching no país, tem contribuído significativamente para consolidar a credibilidade desse processo e estimular seu desenvolvimento no Brasil e no mundo.

Como trainer e master coach, Flora já participou da formação de mais de 45 mil coaches no Brasil. Responsável pelas parcerias internacionais firmadas pela SBCOACHING com instituições globais, Flora tem trazido para o Brasil o que há de melhor e de mais atual no coaching internacional. Flora representa a Sociedade Brasileira de Coaching como membro da Graduate School Alliance for Executive Coaching (GSAEC), instituição especializada no ensino acadêmico do coaching, e da Association for Coaching (AC), credenciadora internacional presente em mais de 50 países.

Escritora de obras que são referência no coaching mundial, Flora é coautora dos livros Personal & Professional Coaching®, Executive & Business Coaching®, Positive Psychology Coaching® e Career Coaching®, entre outros. Em parceria com Brian Tracy e Villela da Matta, escreveu Estratégias Avançadas de Vendas e Engajamento Total. Como parte de sua contribuição para o coaching global, Flora foi convidada a integrar uma equipe internacional cujo objetivo foi discutir e compreender a diversidade do coaching no mundo. Esse trabalho resultou no livro Diversity in Coaching: Working with Gender, Culture, Race and Age, lançado pela Association for Coaching (AC). Como especialista em coaching, negócios, liderança e psicologia positiva, escreve artigos para a Revista SBCOACHING, para a Revista Científica Brasileira de Coaching e para diversos portais.

Com graduações acadêmicas e especializações nas áreas de Governança Corporativa pela Harvard Business School, MBA pela FGV, Marketing pela ESPM e Tecnologia pela USCS, a expert em ciências comportamentais, Flora, aplica seu sólido conhecimento teórico e prático para contribuir com diferentes públicos na conquista de resultados e aumento de realizações.

Com uma experiência organizacional consolidada ao longo de 30 anos, antes de fundar a SBCOACHING Flora foi executiva da Claro e atuou em grandes empresas como Volkswagen, Ford e Bell South, nas áreas de planejamento estratégico, gestão de mudanças, governança corporativa, tecnologia e finanças. À frente da SBCOACHING Training™, dedica-se continuamente a expandir o portfólio de serviços e a elevar cada vez mais a qualidade e a eficácia do coaching.