Calculista: o que é, como identificar e vantagens

calculista o que e como identificar vantagens

Ser chamado de calculista não é necessariamente um elogio, mas também está longe de ser um xingamento. 

Tudo, na verdade, depende do contexto em que a adjetivação for empregada.

Talvez a característica não seja a das melhores em um relacionamento amoroso, mas pode ser algo positivo no ambiente corporativo, principalmente na hora de tomar uma decisão.

Como dissemos, ser calculista pode ser bom ou ruim. 

Mas como identificar se você possui essa qualidade? 

Existem alguns traços que ajudam a definir esse tipo de perfil

E quais são as vantagens e as desvantagens de ter um comportamento assim?

As respostas para essas e outras perguntas você vai começar a descobrir a partir de agora. 

Basta, continuar acompanhando este artigo. 

Boa leitura!

O que é ser calculista?

Calculista vem do verbo calcular, logo podemos definir uma pessoa calculista como aquela que busca avaliar todos os cenários possíveis antes de tomar qualquer tipo de decisão, para não ser pega de maneira desprevenida.

É como se cada escolha sua fosse uma grande equação matemática. 

Só que ao contrário da operação da multiplicação, na vida, a ordem dos fatores podem sim alterar o produto. 

Em um cálculo, volta e meia, você precisa encontrar o valor de um incógnita. 

Normalmente a pergunta é quanto vale o “x”. E é justamente isso que o calculista procura: achar o xis, o xis da questão.

Ou seja, metáforas matemáticas à parte, o calculista é uma pessoa que reflete muito e procura ser o mais racional possível em seus posicionamentos.

Há ainda quem associe o indivíduo calculista a alguém frio, que não tem coração, egocêntrico, que só olha para o seu próprio umbigo. 

No entanto, não é bem assim.

A generalização é sempre um caminho perigoso a ser seguido. 

Ela, normalmente, leva aos pré-conceitos e aos julgamentos precipitados.

Vantagens de ser uma pessoa calculista

Mas, afinal, é ser uma pessoa calculista é algo positivo ou negativo?

Bom, vamos começar com as vantagens. 

Depois, tire as suas próprias conclusões e nos conte se você reconhece alguma dessas características no seu modo de agir. Combinado?

  • Tem o planejamento no sangue, o que facilita na conquista dos objetivos
  • Costumam ser pessoas que prezam pela organização. Seus ambientes são impecáveis e elas nunca estão atrasadas para um compromisso
  • Por avaliarem todos os cenários, são ótimos em prever riscos e estão preparados para casos eles ocorram
  • São sempre a voz da razão, se você precisar de um conselho sincero, os calculistas são uma ótima pedida
  • Dominam a inteligência emocional, sendo ótimos em gerenciar os seus próprios sentimentos. Com isso, costumam sofrer menos com arrependimentos, por exemplo
  • São persistentes e conseguem manter o foco em seus objetivos mesmo diante das inúmeras dificuldades que podem aparecer
  • Vão direto ao ponto. Com os calculistas não tem rodeio, a sua praticidade impede qualquer tipo de enrolação
  • Procuram não se envolver muito nos problemas dos outros, respeitando o espaço alheio.

Desvantagens de ser uma pessoa calculista

calculista desvantagens ser uma pessoa

Mas, como nem tudo são flores, também existem algumas desvantagens em ser alguém calculista. 

Confira agora o outro lado da moeda:

  • Quando as coisas fogem ao seu controle, a frustração costuma ser devastadora
  • O perfeccionismo em excesso pode fazer com que se perca o timing para uma tomada de decisão
  • Esquecem que a vida também deve ser aproveitada e não projetada e analisada como uma ciência exata 
  • Possuem mais dificuldade em criar vínculos com os outros pois, normalmente, são pessoas mais tímidas e reservadas
  • O pragmatismo com que enxergam a vida pode privar os calculistas de saborear as pequenas belezas
  • Quando se é muito prático e se vai direto ao ponto, dependendo da maneira como você fala, pode machucar os outros
  • São vistos como pessoas frias, sem coração e que só pensam em si próprios
  • Justamente pelos fatores citados acima, os calculistas podem ser pessoas pouco confiáveis.

7 indícios de uma pessoa calculista

calculista 7 indicios de uma pessoa

Vantagens e desvantagens à parte, é inegável que existem alguns traços bem característicos em uma pessoa calculista. 

Confira sete desses indícios:

Pensa mais do que os outros

Os calculista costumam pensar muito mais do que as outras pessoas e não é por acaso. 

Antes de tomar qualquer decisão, eles avaliam todos os cenários possíveis e projetam os riscos que cada escolha pode trazer.

Planeja absolutamente tudo

Ou seja, tudo é friamente calculado – sem qualquer intenção de trocadilho. 

Um calculista dificilmente deixa de planejar algum posicionamento. 

Podemos dizer que ele sempre está, pelo menos, um passo na frente dos outros. 

Suas estratégias contam ainda um nível de detalhes elevado.

Nem tudo é o que parece

Você pode se enganar ao pensar que todo calculista é frio e sem sentimentos. 

Na verdade, a maioria deles domina como poucos a arte de gerenciar as próprias emoções.

Não se trata de um talento nato é algo muito trabalhado por eles. 

Quem é calculista sabe que o coração pode prejudicar a leitura prática de um cenário e nos deixar mais suscetíveis aos impulsos. 

Por isso, eles são tão racionais. 

Mais à frente, voltaremos a tocar nesse assunto.

A dificuldade em criar vínculos

Por conta do pré-julgamento que sofrem, algumas pessoas calculistas têm dificuldades em criar amizades verdadeiras e mesmo relações profissionais saudáveis. 

A visão deturpada de que elas são egoístas é um dos principais motivos para a solidão.

Desfrutar da própria companhia

No entanto, eles utilizam a solitude ao seu favor. 

Sozinhos, conseguem refletir ainda mais sobre si mesmos, focam nas suas reais necessidades e planejam suas vidas. 

Tudo isso sem a pressão de terceiros, apenas desfrutando da própria companhia.

O tabu da intimidade

Você pode ter uma certa dificuldade para atingir um grau de intimidade com um calculista. 

Mas tenha certeza que, se isso acontecer, um vínculo muito forte terá sido criado. 

Seu maior crítico

Por estar sempre projetando a própria vida, o calculista se cobra muito para que tudo aconteça conforme o seu desejo. 

Não existe crítico maior ao seu desempenho, do que ele mesmo.

O que é ser uma pessoa fria?

Uma pessoa calculista não é necessariamente fria e vice-versa. 

A frieza é uma caracteriza aquele indivíduo que não demonstra empatia por ninguém.

É aquele tipo de pessoa que você nunca sabe se está feliz, triste ou com qualquer outro tipo de sentimento. 

Simplesmente, porque ela não transmite qualquer tipo de emoção.

Quem é frio não é muito chegado a demonstrações de carinho. Abraço, beijo, aperto de mão, não é muito a sua praia. 

Quanto mais distante, melhor.

Ou seja, a frieza está mais relacionada com a questão sentimental do que propriamente com a maneira de agir. 

Por isso, que não é um sinônimo para calculista.

O que é ser uma pessoa desapegada?

calculista o que e ser uma pessoa desapegada

Pode existir uma pessoa calculista, uma fria e outra desapegada. 

Também não há nenhuma relação obrigatória de semelhança entre essas duas personalidades.

Alguém desapegado é quem não gosta de criar muito vínculo com as coisas ou com as pessoas. 

Ele não é, necessariamente, frio, até porque ele costuma desfrutar do momento presente e pode demonstrar sentimentos, mas ele não gosta do compromisso.

Ah, se rolar, rolou, mas se não der certo, também está tudo bem. 

Nesse sentido, o desapegado é bem diferente do calculista.

Enquanto o segundo faz de tudo para que as coisas aconteçam conforme ele quer, o desapegado não se frustra caso algo não aconteça.

O que é ser uma pessoa intensa?

Já uma pessoa intensa é aquela que aproveita ao máximo cada experiência, seja ela boa ou ruim. 

Para ela, o oito não basta tem que ser oitenta.

Na linha imaginária da busca pelo equilíbrio, os intensos estão sempre nas pontas. 

Em comparação com os calculistas, por exemplo, eles são bem diferentes.

Quem é intenso se guia pelos sentimentos e tende a ser alguém muito impulsivo. 

Um cenário completamente diferente dos racionais e controlados calculistas.

O que é ser uma pessoa ruim?

Calculista, fria, desapegada e intensa são personalidades que se destacam em maior ou menor grau nas pessoas. 

Mas isso não faz de ninguém um indivíduo ruim, apenas diferente.

Na verdade, na grande maioria das vezes, não existem pessoas ruins e sim comportamentos e atitudes ruins. 

Uma pessoa não sente inveja da outra ou faz algum comentário negativo porque é má. 

Provavelmente, ela só está passando por algum conflito interno ou sofra de baixa autoestima. 

Exemplos de frases de pessoas calculistas

calculista exemplos frases pessoas

Quer ter um pouco mais de certeza se você é ou não uma pessoa calculista. 

Então, veja se você se identifica com alguma das seguintes frases:

“Apenas analiso bem as situações antes de tomar uma atitude precipitada, pautada pelo sentimentalismo.”

Ser calculista é uma escolha pela racionalidade, de não deixar que as emoções interfiram na sua decisão. 

Está errado? Está certo? Quem somos nós para julgar. 

O ideal é buscarmos o equilíbrio em tudo, mas nem sempre é possível. 

Razão e emoção guiam nossas escolhas, o que não significa dizer que uma delas é o melhor ou pior caminho a ser seguido.

“Sou racional, impulsiono meus atos sob o controle da mente, não do coração. Mas isto não quer dizer que eu não tenha sentimentos.”

As pessoas costumam atribuir outros adjetivos a uma pessoa calculista. 

Não é porque alguém gosta de avaliar melhor os diferentes cenários, que ele é frio ou tem coração de pedra.

É perfeitamente possível você ser mais racional em assuntos práticos e mais sentimental quando o tema envolve outras pessoas.

“Não confunda meu calculismo com frieza. Não é porque eu avalio todas as possibilidades, que não posso me entregar a uma delas de corpo e alma.”

Como estávamos falando, frieza e calculismo não são, exatamente, sinônimos. 

Apesar de muita gente fazer esse pré-julgamento.

E, como todo pré-julgamento, as chances de errar uma previsão não são pequenas. 

Evite ao máximo pressupor características sem conhecer a pessoa mais à fundo. 

Seu chefe, por exemplo, pode ser um cara tremendamente calculista nas suas decisões corporativas e ainda sim ter um grande coração.

“Que a minha capacidade de ser forte, frio e calculista nunca faça com que eu deixe de ser humano nas minhas relações.”

O grande xis da questão é esse: até que ponto a sua postura calculista interfere na maneira com que você se relaciona com as outras pessoas.

Caso esse seu jeito esteja afastando os demais, talvez esteja na hora de você rever certos posicionamentos. 

O convívio social é muito importante para todos nós e abrir mão dele nunca é algo positivo.

“Calculista apenas com as ações e nunca com os sentimentos.”

Se você conseguir encontrar esse equilíbrio, perfeito! Para tomarmos certas decisões, é importante usar mais a racionalidade. 

Afinal, as emoções podem atrapalhar o nosso diagnóstico.

Agora, quando falamos de pessoas, de sentimentos, a razão pode ficar um pouco de lado. 

Pois não se trata de preto no branco, sim e não, algo exato. 

São diversas variáveis que não podemos prever e que a melhor saída é se deixar levar.

“Ser frio e calculista tem as suas vantagens, mas às vezes é bom deixar o calor entrar no coração.”

Cabeça fria e coração quente. 

Essa é a receita do sucesso. 

Que a razão faça com que você tome as melhores decisões e a emoção permita a construção de vínculos pessoais verdadeiros e duradouros. 

“O calculista se baseia na razão. O generoso na emoção. O sábio no equilíbrio.”

Por mais que a vida seja feita de dualismos. 

Vida e morte. Céu e inferno. Oito e oitenta. Razão e emoção. 

O nosso objetivo é buscar o equilíbrio.

Os orientais já sabem isso há milhares de anos e cada um deles busca encontrar o seu próprio Yin e Yang. E você, já conseguiu achar o seu?

“Na vida, não é possível ser calculista o tempo todo. Pois ao contrário da matemática, da estatística, viver não é uma ciência exata.”

Deixe a matemática um pouco de lado e invista também nas ciências humanas. 

Afinal, uma grade curricular completa não conta apenas com uma matéria, não é mesmo?

Se você quer ser um bom aluno e garantir boas notas na vida, precisa estudar todas as disciplinas. 

Assim, a sua aprovação vai estar garantida sem sustos.

“Escolhi ser calculista para me proteger de novas desilusões com os outros.”

Não podemos julgar ninguém, pois nunca vamos saber o que levou aquela pessoa a agir assim ou assado. 

Ela pode ter escolhido a frieza como uma proteção contra futuras decepções.

Agora, se você é essa pessoa, nossa dica é dar mais uma chance para o outro. 

O futuro pode reservar surpresas incríveis, mas só podemos descobri-las se nos permitirmos tentar. 

Quem sabe um grande relacionamento não o aguarda logo ali na frente?

“Ser calculista nada mais é do que tentar se assegurar de fazer as escolhas certas.” 

E é legítimo que se pense assim. 

Só cuidado que a gente nem sempre acerta. 

O erro faz parte do nosso aprendizado. Por isso, não se cobre demais caso uma falha aconteça.

Não deixe que ela o torne uma pessoa calculista também em outros setores da vida. 

Aprenda com os erros e continue tentando fazer as escolhas certas, ora com a razão, ora com o coração.

Como evoluir a partir do coaching?

calculista como evoluir a partir coaching

O calculista, muitas vezes, apenas parece frio. Mas, na verdade, ele apenas controla as suas emoções como ninguém.

A essa habilidade damos o nome de inteligência emocional.Mas você não precisa ser calculista para ter uma gestão positiva dos seus sentimentos. 

Qualquer pessoa pode ser a gestora de suas próprias emoções com o suporte adequado. E uma das alternativas mais eficientes nesse sentido é, sem dúvidas, o processo de coaching.

É importante você entender o coaching como um facilitador. Uma metodologia que ajuda a você se entender melhor, administrar os seus impulsos, potencializar suas competências e, a partir dessa combinação, aproximá-los dos seus objetivos.

Para evoluir enquanto pessoa e profissional, você pode se matricular em um dos cursos da SBCoaching. No nosso site estão disponíveis todas as modalidades de formação.

Acesse agora mesmo a nossa página e conheça todos os benefícios que a principal metodologia de desenvolvimento humano do mundo tem a oferecer.

Conclusão

E aí, com base em tudo o que acabou de ler, você pode se considerar uma pessoa calculista? 

Como vimos, esse traço de personalidade não é necessariamente uma qualidade e muito menos um defeito. 

O segredo, na verdade, é buscar sempre o equilíbrio em todos os nossos posicionamentos.

Existem momentos em que ser calculista pode trazer consequências positivas, da mesma forma que em outras situações, talvez, essa não seja a melhor saída. 

Nada na vida é definitivo. 

É diferente da matemática, em que dois mais dois vai ser sempre quatro. Se fosse tão simples assim, viver não a graça que tem

Agora, se ser calculista está só atrapalhando a sua felicidade, você pode contar com a metodologia de coaching. 

Ela certamente vai identificar o que é possível melhorar para que você possa usar essa característica ao seu favor.

Nunca se esqueça, você nunca está sozinho. 

Conte sempre com o principal instrumento de desenvolvimento humano do mundo e busque a evolução contínua e permanente.

Gostou do nosso artigo sobre o comportamento calculista? Achou esse conteúdo relevante? 

Conte para nós quais foram as suas impressões no espaço abaixo destinado aos comentários. 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também :)

Entenda o que é sincericídio e como ele pode afetar sua vida

Descubra a importância de desenvolver a autoaceitação

Aprenda cinco dicas práticas de como desenvolver o autocontrole

Entenda as diferenças entre eficiência e eficácia

Aprenda a desenvolver o equilíbrio emocional

Aprenda a fazer um planejamento semanal e otimize seus resultados

Materiais Educativos

Como se tornar um Coach de sucesso

Escrito por Villela da Matta, presidente da SBCOACHING, este e-book traz 29 perguntas para alavancar o marketing, as vendas e as estratégias do seu negócio para seu sucesso…

Segredos da Paternidade Positiva

O envolvimento do pai contribui de forma significativa para o crescimento intelectual e mental da criança e a estimula na educação, desenvolvimento de habilidades, interesse etc…

Brian Tracy

Brian Tracy é uma das maiores autoridades em coaching e negócios do mundo: em mais de 30 anos de atuação, passaram por suas palestras e seminários mais de 5 milhões de pessoas. Já atuou como coach e consultor em mais de mil empresas. Autor de dezenas de best-sellers, foi homenageado em 2011 com o Lifetime Achievement Award, concedido pela National Academy of Best Selling Authors. É fundador e CEO da Brian Tracy International, tem uma carreira de sucesso, principalmente nos setores de vendas e marketing, investimentos, desenvolvimento imobiliário, importação, distribuição e consultoria de gestão.

Flora Victória

Flora Victoria é fundadora da Sociedade Brasileira de Coaching, presidente da SBCOACHING Training e Mestre em Psicologia Positiva Aplicada pela University of Pennsylvania. Diretora educacional das empresas do SBCOACHING Group e founding fellow do Institute of Coaching (IOC) – órgão afiliado à Harvard Medical School dedicado ao avanço do coaching, Flora é considerada a maior especialista em psicologia positiva aplicada ao coaching do país. Seu trabalho precursor resultou na criação do primeiro treinamento de positive coaching do Brasil. Pioneira na condução de projetos de pesquisa e comprovação científica do coaching no país, tem contribuído significativamente para consolidar a credibilidade desse processo e estimular seu desenvolvimento no Brasil e no mundo.

Como trainer e master coach, Flora já participou da formação de mais de 45 mil coaches no Brasil. Responsável pelas parcerias internacionais firmadas pela SBCOACHING com instituições globais, Flora tem trazido para o Brasil o que há de melhor e de mais atual no coaching internacional. Flora representa a Sociedade Brasileira de Coaching como membro da Graduate School Alliance for Executive Coaching (GSAEC), instituição especializada no ensino acadêmico do coaching, e da Association for Coaching (AC), credenciadora internacional presente em mais de 50 países.

Escritora de obras que são referência no coaching mundial, Flora é coautora dos livros Personal & Professional Coaching®, Executive & Business Coaching®, Positive Psychology Coaching® e Career Coaching®, entre outros. Em parceria com Brian Tracy e Villela da Matta, escreveu Estratégias Avançadas de Vendas e Engajamento Total. Como parte de sua contribuição para o coaching global, Flora foi convidada a integrar uma equipe internacional cujo objetivo foi discutir e compreender a diversidade do coaching no mundo. Esse trabalho resultou no livro Diversity in Coaching: Working with Gender, Culture, Race and Age, lançado pela Association for Coaching (AC). Como especialista em coaching, negócios, liderança e psicologia positiva, escreve artigos para a Revista SBCOACHING, para a Revista Científica Brasileira de Coaching e para diversos portais.

Com graduações acadêmicas e especializações nas áreas de Governança Corporativa pela Harvard Business School, MBA pela FGV, Marketing pela ESPM e Tecnologia pela USCS, a expert em ciências comportamentais, Flora, aplica seu sólido conhecimento teórico e prático para contribuir com diferentes públicos na conquista de resultados e aumento de realizações.

Com uma experiência organizacional consolidada ao longo de 30 anos, antes de fundar a SBCOACHING Flora foi executiva da Claro e atuou em grandes empresas como Volkswagen, Ford e Bell South, nas áreas de planejamento estratégico, gestão de mudanças, governança corporativa, tecnologia e finanças. À frente da SBCOACHING Training™, dedica-se continuamente a expandir o portfólio de serviços e a elevar cada vez mais a qualidade e a eficácia do coaching.