Coaching ainda engatinha no Amazonas

Poucas empresas do Amazonas já descobriram as vantagens de investir no Coaching, uma ferramenta que funciona como uma espécie de ‘raio-x empresarial’ para identificar os erros e acertos da companhia e melhorar o desempenho através de novas práticas.

Porém, o processo de ‘descoberta’ começa a andar em um ritmo mais intenso neste início de ano. E o que apontam especialistas em Coaching ouvidos pela REVISTA PIM AMAZÔNIA.

“Em 2015, vemos uma forte tendência das empresas em investirem nas suas pessoas com vistas a questões de inovação e melhorias, em incrementar processos que possibilitem menor custo”, apontou Elaine Jinkings, que é sócia da Elaine Jinkings & Consultores e ex-presidente da Associação Brasileira de Recursos Humanos do Amazonas (ABRH-AM).

A consultora de RH destaca a maior demanda pelos serviços neste início de ano. “As empresas estão demandando propostas de treinamento, de Coaching executivo para melhorar a parte de gestão de pessoas e motivá-las a se engajar, se comprometer”, explicou a especialista.

Marinaldo Matos, executivo especialista em Coaching e membro da Sociedade Brasileira de Coaching (SBCoaching), conta que o mês de março é quando se começa a execução daquilo que foi organizado entre o final de dezembro e janeiro, já que em fevereiro houve o carnaval. “Atualmente, estamos abrindo o mercado. Poucas empresas ainda demandam o processo de Coaching no Amazonas”, afirmou. O especialista apontou o desconhecimento dos benefícios do Coaching, mesmo entre as indústrias, o motor da economia do Estado.

“É raro em um setor como o de plásticos, por exemplo, a empresa já conhecer o Coaching. Quando algum diretor ou gerente conhece o processo, ele diz ‘eu preciso disso’. lá as grandes empresas mandam seu pessoal para (fazer o treinamento) fora”, afirmou Matos.

MOMENTO TURBULENTO
O atual momento económico brasileiro, como um todo, é parte da explicação para o maior interesse das empresas pelo Coaching. Aliado a isto, há também a concorrência cada vez maior em alguns setores, nos quais o nível de exigências tem sido elevado.

“Quando se está navegando em águas tranquilas, a tendência é manter a sua velocidade de cruzeiro. Você sabe onde colocar o aporte. Mas, em tempos de crise ou de baixo desempenho, como é a previsão para este ano, você tem mais desafios a concretizar. Não basta mais você ter, tão somente, as tuas expertises. É preciso adquirir mais competências”, declarou Matos.

O executivo conta a experiência de uma empresa para a qual presta o treinamento. Por motivos comerciais, o nome não será revelado, mas a realidade é que só 30% dos funcionários são considerados ‘engajados’ com a companhia. “As pessoas estão com baixa autoestima dentro das suas empresas. Isso precisa ser extirpado e é aqui que o Coaching entra. É possível melhorar”, disse.

Essa melhoria, segundo o especialista, nem sempre passa pelas questões financeiras, normalmente alvo de queixas por parte dos trabalhadores. Sem dados do mercado brasileiro, Matos aponta que o chamado ‘desengajamento’ traz prejuízos de US$ 230 bilhões nos Estados Unidos, por exemplo. No Brasil, os números estão sendo estudados.

O coaching ainda engatinha no Amazonas. Poucas empresas do estado já descobriram as vantagens de investir no Coachiny, uma ferramenta que funciona como uma espécie de 'raio-x empresarial'
O coaching ainda engatinha no Amazonas. Poucas empresas do estado já descobriram as vantagens de investir no Coachiny, uma ferramenta que funciona como uma espécie de ‘raio-x empresarial’

EM EVIDÊNCIA
O Coaching é hoje a ferramenta de gestão “mais inovadora que se tem notícia”, destaca Marinaldo Matos, um entusiasta do processo.

Em setembro do ano passado, o especialista apresentou sua tese ‘Leader-ship Coaching with Indigenous People – Case of Tururukari Uka Native Village/AM’, escolhida para representar o Brasil no 7° Congresso de Coaching em Liderança e Saúde: Teoria, Prática e Resultados, em Boston, nos Estados Unidos.

“No Brasil, temos a segunda metodologia mais usada no mundo e o País tem avanços significativos. Essa metodologia está indo para 58 países”, destaca o executivo, que recebeu da Har-vard Medicai School o 1° lugar em artigos científicos no Coaching Brasil.

Uma pesquisa da Robert Half, empresa mundial de recrutamento especializado, mostra que o Brasil é um dos países que mais se destacam quando o assunto é desenvolvimento profissional. O levantamento aponta que 77% dos profissionais brasileiros acreditam que a realização do Coaching por seu chefe é realmente eficiente e otimiza o ambiente de trabalho.

Nos outros países, a média é de 55%.

 

Fonte: Revista PIM Amazônia, publicada em 01/03/2015

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também :)

REVISTA EXAME: Brasil fica mais triste e Tal Ben-Shahar explica o porquê

Especialista em felicidade, Tal Ben-Shahar concede entrevista para a revista VEJA

“Seu LinkedIn e você”: Técia Caetano falou à Revista Nova Cosmopolitan

“Executivo de Valor” entrevista Villela da Matta sobre a contratação de executivos experientes

SBCOACHING lança programa de microfranquias

SBCOACHING + RENOVABR: Por um país mais ético e virtuoso!

Materiais Educativos

Como se tornar um Coach de sucesso

Escrito por Villela da Matta, presidente da SBCOACHING, este e-book traz 29 perguntas para alavancar o marketing, as vendas e as estratégias do seu negócio para seu sucesso…

Segredos da Paternidade Positiva

O envolvimento do pai contribui de forma significativa para o crescimento intelectual e mental da criança e a estimula na educação, desenvolvimento de habilidades, interesse etc…

Brian Tracy

Brian Tracy é uma das maiores autoridades em coaching e negócios do mundo: em mais de 30 anos de atuação, passaram por suas palestras e seminários mais de 5 milhões de pessoas. Já atuou como coach e consultor em mais de mil empresas. Autor de dezenas de best-sellers, foi homenageado em 2011 com o Lifetime Achievement Award, concedido pela National Academy of Best Selling Authors. É fundador e CEO da Brian Tracy International, tem uma carreira de sucesso, principalmente nos setores de vendas e marketing, investimentos, desenvolvimento imobiliário, importação, distribuição e consultoria de gestão.

Flora Victória

Flora Victoria é fundadora da Sociedade Brasileira de Coaching, presidente da SBCOACHING Training e Mestre em Psicologia Positiva Aplicada pela University of Pennsylvania. Diretora educacional das empresas do SBCOACHING Group e founding fellow do Institute of Coaching (IOC) – órgão afiliado à Harvard Medical School dedicado ao avanço do coaching, Flora é considerada a maior especialista em psicologia positiva aplicada ao coaching do país. Seu trabalho precursor resultou na criação do primeiro treinamento de positive coaching do Brasil. Pioneira na condução de projetos de pesquisa e comprovação científica do coaching no país, tem contribuído significativamente para consolidar a credibilidade desse processo e estimular seu desenvolvimento no Brasil e no mundo.

Como trainer e master coach, Flora já participou da formação de mais de 45 mil coaches no Brasil. Responsável pelas parcerias internacionais firmadas pela SBCOACHING com instituições globais, Flora tem trazido para o Brasil o que há de melhor e de mais atual no coaching internacional. Flora representa a Sociedade Brasileira de Coaching como membro da Graduate School Alliance for Executive Coaching (GSAEC), instituição especializada no ensino acadêmico do coaching, e da Association for Coaching (AC), credenciadora internacional presente em mais de 50 países.

Escritora de obras que são referência no coaching mundial, Flora é coautora dos livros Personal & Professional Coaching®, Executive & Business Coaching®, Positive Psychology Coaching® e Career Coaching®, entre outros. Em parceria com Brian Tracy e Villela da Matta, escreveu Estratégias Avançadas de Vendas e Engajamento Total. Como parte de sua contribuição para o coaching global, Flora foi convidada a integrar uma equipe internacional cujo objetivo foi discutir e compreender a diversidade do coaching no mundo. Esse trabalho resultou no livro Diversity in Coaching: Working with Gender, Culture, Race and Age, lançado pela Association for Coaching (AC). Como especialista em coaching, negócios, liderança e psicologia positiva, escreve artigos para a Revista SBCOACHING, para a Revista Científica Brasileira de Coaching e para diversos portais.

Com graduações acadêmicas e especializações nas áreas de Governança Corporativa pela Harvard Business School, MBA pela FGV, Marketing pela ESPM e Tecnologia pela USCS, a expert em ciências comportamentais, Flora, aplica seu sólido conhecimento teórico e prático para contribuir com diferentes públicos na conquista de resultados e aumento de realizações.

Com uma experiência organizacional consolidada ao longo de 30 anos, antes de fundar a SBCOACHING Flora foi executiva da Claro e atuou em grandes empresas como Volkswagen, Ford e Bell South, nas áreas de planejamento estratégico, gestão de mudanças, governança corporativa, tecnologia e finanças. À frente da SBCOACHING Training™, dedica-se continuamente a expandir o portfólio de serviços e a elevar cada vez mais a qualidade e a eficácia do coaching.